Percurso de navegação

Incêndios e inundações: resposta da UE às catástrofes naturais - 27/08/2009

Bombeira com mangueira a apagar um incêndio florestal  © EC

Sempre que um dos Estados-Membros é atingido por uma catástrofe natural, a UE intervém para coordenar a ajuda e financiar a reconstrução de infra-estruturas essenciais.

Este Verão, enquanto muitos de nós gozávamos de merecidas férias, as inundações e os incêndios florestais na Europa Central e na região mediterrânica transformavam as férias de muitos outros num verdadeiro pesadelo.

Em Junho passado, chuvas fortes e prolongadas provocaram graves inundações em extensas áreas da Baviera, Áustria, República Checa, Eslováquia, Hungria e Polónia. O rio Danúbio e os seus afluentes transbordaram os seus leitos.

Entretanto na mesma altura, Portugal, Espanha, Itália e Grécia eram assolados por uma catástrofe de outro tipo: os incêndios florestais. Só na última semana, 67 focos de incêndio devastaram cerca de 21 200 hectares de floresta na Grécia, destruindo perto de dois milhões de árvores e, pelo menos, 150 habitações.

Sob coordenação da UE, a Itália, a França, a Espanha e Chipre disponibilizaram aviões Canadair destinados a combater as chamas nos arredores de Atenas. A própria UE dispõe, ao abrigo da Reserva Táctica Europeia de Combate a Fogos Florestais, de dois aviões deste tipo que estão estacionados na Córsega e que podem ser utilizados para combater os incêndios florestais em toda a região mediterrânica.

A UE gere também um Sistema Europeu de Informação sobre Incêndios Florestais English, que disponibiliza dados actualizados via satélite sobre os incêndios em curso, mapas pormenorizados das áreas afectadas e uma previsão de seis dias para assegurar uma detecção precoce.

Embora os países vítimas de inundações este Verão não tenham pedido ajuda externa, já houve ocasiões em que graças ao mecanismo europeu de protecção civil English foram enviados para as zonas afectadas barcos, bombas, geradores, sistemas de purificação de água e equipamento de emergência.

O Fundo de Solidariedade da União Europeia pode ajudar a pagar a factura de operações essenciais de emergência como a reparação das infra-estruturas básicas, a disponibilização de alojamento temporário e a protecção do património cultural.

Mais informações sobre a protecção civil europeia English

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis