Percurso de navegação

Ajudar as pessoas que procuram trabalho a encontrarem emprego - 03/12/2012

Logotipo com círculo de estrelas da UE e a palavra EURES @ UE

O serviço europeu de emprego em linha será alargado, passando a incluir mais vagas e a chegar a mais desempregados.

Com o número de desempregados a atingir atualmente os 25 milhões, a criação de emprego é uma prioridade para a UE. Para muitos desempregados, a solução passa por procurar um emprego noutro país da UE onde existam vagas para as suas competências específicas.

Efetivamente, existem postos de trabalho por preencher na Europa. O seu número tem até vindo a aumentar desde meados de 2009, sobretudo nos setores de elevado crescimento como as tecnologias da informação e das comunicações e a «economia verde».

Em resposta a esta situação, a Comissão decidiu adaptar o seu serviço europeu de procura de emprego – EURES – para adequar melhor a procura às ofertas de emprego. Esta rede, que reúne serviços de emprego europeus, contém 40 % das vagas disponíveis em 31 países europeus e uma base de dados de 750 000 currículos.

Ao abrigo da nova estratégia English , o portal EURES será alargado para oferecer mais ofertas de emprego através da inclusão de agências de emprego privadas. Estas agências serão homologadas e supervisionadas pelos serviços nacionais criados por cada país participante.

A nova estratégia será melhor adaptada para ajudar os jovens desempregados a encontrar emprego ou oportunidades de formação e de aprendizagem.

O sítio EURES de procura de emprego é gratuito e contém informações em 25 línguas sobre as condições de vida e de trabalho em todos os países participantes.

Participam no EURES, todos os países da UE, a par da Noruega, Islândia, Liechtenstein e Suíça.

O sítio EURES recebe mensalmente 4 milhões de visitas e está na origem de cerca de 50 000 colocações por ano.

Para obter mais informações em primeira mão, participe numa das sessões de informação do EURES perto de si.

Plano de emprego

A reforma do EURES insere-se na Agenda para novas competências e empregos, que visa tornar o mercado de trabalho mais flexível, dar aos trabalhadores as competências de que necessitam, melhorar as condições de trabalho e criar emprego.

O objetivo principal é atingir, até 2020, uma taxa de emprego de 75 % para todas as pessoas com idades entre 20 e 64 anos. Trata-se de um dos cinco elementos fundamentais da estratégia Europa 2020, a estratégia europeia de crescimento e emprego.

A reforma do EURES será posta em prática em finais de 2013.

Mais informações sobre a política europeia de emprego

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis