Percurso de navegação

Operário a soldar partes de metal © iStock/kentarus

A UE quer saber a sua opinião sobre a forma de ajudar os trabalhadores quando as empresas são alvo de reestruturação.

As empresas procedem a reestruturações para conservarem a sua competitividade e se manterem em atividade. No atual contexto de crise económica, muitas empresas têm de o fazer com a resultante perda de milhões de postos de trabalho.

Alguns trabalhadores mantiveram os postos de trabalho junto de empregadores que não podem prescindir das suas competências, graças a novas modalidades de trabalho, nomeadamente a redução das horas de trabalho e cortes nos salários, em troca de segurança do emprego e outros benefícios, muitas vezes com o apoio das autoridades regionais e locais.

A Comissão quer saber o que pensam os cidadãos sobre as abordagens desta natureza. Por outro lado, pretende recolher opiniões sobre a ajuda que a UE pode dar para incentivar o emprego, o crescimento e a competitividade em situações de reestruturação.

O Livro Verde (documento de consulta) DeutschEnglishfrançais refere as questões a abordar, nomeadamente:

  • aprender com a experiência: a eficácia da atual política e das novas modalidades de trabalho, especialmente a redução do horário de trabalho;
  • promover a competitividade: abordagens para ajudar a indústria a adaptar-se às mudanças económicas e para facilitar o acesso ao financiamento durante a reestruturação;
  • ajudar as empresas e os trabalhadores a adaptarem-se: o papel do planeamento a longo prazo na gestão da mudança, promovendo a formação na perspetiva de um futuro emprego e das qualificações necessárias;
  • incentivar o apoio regional e local: em função da abordagem tradicional de cada país em termos de convenções entre empregadores e trabalhadores;
  • reduzir o impacto: formas de as empresas, trabalhadores e governos manterem os postos de trabalho e atenuarem os efeitos da reestruturação.

A consulta em linha está aberta até 30 de Março de 2012. As contribuições ajudarão a UE a dar uma resposta mais adequada a futuras recessões e ao impacto da mundialização.

Foi adotado um pacote de novas propostas no domínio do emprego e estão a ser desenvolvidos mais esforços para incentivar maior flexibilidade nas modalidades de trabalho acompanhadas de um elevado nível de proteção social. Trata-se da chamada flexigurança.

Mais sobre a abordagem da UE em matéria de reestruturação

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis