Percurso de navegação

Estónia adopta o euro - 28/12/2010

Os estónios começarão a utilizar o euro a 1 de Janeiro de 2011. A transição da coroa estónia para a moeda única europeia deverá ser suavizada por uma preparação eficaz e por uma campanha de informação da população.

Foram recentemente lançadas campanhas de publicidade destinadas a evitar confusões sobre a taxa de conversão, de forma a que os consumidores tenham a noção de quanto estão a gastar e não sejam vítimas de comerciantes desonestos.

Em Novembro, os estónios receberam folhetos com informações práticas e dois cartões de referência, um com a tábua de conversão coroa-euro e outro explicando os elementos de segurança contra a contrafacção das notas bancárias.

A partir de 1 de Dezembro, os bancos colocaram à disposição do público conjuntos de iniciação às moedas de euro eesti keelEnglish, para que as pessoas se possam familiarizar com a moeda.

Em Agosto, o comércio retalhista, as instituições financeiras e a administração local tinham sido convidados a subscrever um acordo de fixação de preços justos que os exortava a não aumentar os preços sem uma boa razão após a transição para o euro.

Durante as duas primeiras semanas de Janeiro, a coroa estónia continuará a circular juntamente com o euro, após o que o euro se converterá na única divisa legal. Para ajudar os consumidores, os retalhistas começaram a exibir os preços em ambas as moedas a partir de 1 de Julho passado e deverão continuar a fazê-lo até 20 de Junho de 2011.

O organismo público de defesa do consumidor irá controlar tanto as empresas como os preços e dará a conhecer ao público eventuais violações das regras.

A Estónia aderiu à UE em 2004 e tem procedido a profundas reformas económicas, sendo conhecida como o "tigre báltico". A economia é extremamente flexível e, embora não imune à crise, demonstrou capacidade de funcionamento e ajustamento com uma taxa de câmbio fixa durante quase duas décadas.

No entanto, a adopção do euro não é o fim do caminho. Como 17.º membro da zona euro, a Estónia terá de aplicar medidas em matéria de dívida pública e défice orçamental que promovam o crescimento económico, a criação de emprego e a estabilização da taxa de inflação.

Os últimos países a aderir à zona euro tinham sido a Eslovénia em 2007, Chipre e Malta em 2008 e a Eslováquia em 2009.

A Estónia e o euro English

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis