Percurso de navegação

Adoptados objectivos Europa 2020 - 26/03/2010

Fachada espelhada de um edifício do Conselho em Bruxelas © EU

Dirigentes da UE chegam a acordo quanto à intensificação da cooperação em matéria de política económica enquanto parte da estratégia para impulsionar o crescimento na próxima década

Os dirigentes da UE reuniram-se em Bruxelas para, pela primeira vez, debater oficialmente a estratégia «Europa 2020» apresentada pela Comissão no mês passado.

Numa declaração conjunta, os dirigentes confirmaram estar de acordo com a maioria dos elementos da estratégia proposta, nomeadamente no que se refere a uma maior coordenação entre as políticas económicas nacionais e da UE, e sublinharam a necessidade de reforçar a cooperação económica para recuperar da crise financeira e fazer face a desafios de longo prazo como a globalização, as alterações climáticas ou o envelhecimento da população.

Os dirigentes europeus também aprovaram três metas quantitativas relativas ao aumento dos níveis de emprego e da despesa com a investigação e o desenvolvimento e ao cumprimento dos compromissos ambientais da UE. Duas outras metas propostas pela Comissão - relativas ao aumento dos níveis de educação e à inclusão social - serão analisadas em mais pormenor na cimeira de Junho.

Tal como recomendado pela Comissão, os dirigentes concordaram em discriminar as metais globais da UE em metas nacionais diferenciadas, ao contrário do que acontecia na anterior estratégia económica decenal da UE. A Comissão contribuirá para o debate sobre estas metas nacionais, mas a decisão final cabe aos governos dos países da UE.

Os dirigentes prometeram analisar os números em Junho e reflectir sobre uma eventual acção a nível da UE para colmatar possíveis diferenças entre as metas globais da UE e a soma das metas nacionais.

Os governos dos países da UE deverão igualmente apresentar planos pormenorizados que deixem clara a forma como tencionam garantir o cumprimento das respectivas metas. Estes «programas nacionais de reforma» também devem abordar os principais obstáculos ao crescimento económico. Os progressos serão monitorizados, estando prevista a publicação de relatórios anuais a nível da UE.

Na sequência do acordo da zona euro relativo a um plano de salvamento para a Grécia, o Conselho solicitou ainda à Comissão que apresente propostas em Junho sobre como melhorar a coordenação entre os países que utilizam a divisa. O euro desvalorizou nos últimos meses e os investidores estão preocupados com o elevado nível da dívida grega e de outros países.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis