Percurso de navegação

Bancos sem fronteiras - 04/11/2009

Jovem a retirar dinheiro do Multibanco ©EC

A partir de agora, os europeus passam a poder pagar por débito directo em qualquer parte da UE.

Foi instituído, este mês, um novo regime que permite às empresas receberem pagamentos directamente da conta bancária de um cliente sediada noutro país da UE. Este regime beneficiará, entre outros, os proprietários de casas de férias noutros países, os estudantes e os reformados que vivem no estrangeiro.

O débito directo DeutschEnglishfrançais evita aos clientes dos bancos o incómodo de terem de passar cheques ou transferir dinheiro para pagarem as suas contas. Em geral, este regime utiliza-se para efectuar pagamentos periódicos de serviços como a electricidade, a água, o gás, o telefone, assinaturas de revistas ou outras publicações.

Anteriormente, só podiam beneficiar do regime de débito directo as empresas situadas no mesmo país que o cliente do banco, mas com o novo regime mais de 2500 bancos oferecem a possibilidade de efectuar débitos directos a partir de outro país.

Todos os bancos dos países da zona euro terão de introduzir os débitos directos transfronteiras até Novembro de 2010. Para os bancos fora da zona euro, esse prazo foi fixado em 2014.

O sistema, que constitui um passo importante para uma verdadeira integração da economia europeia, obedece a novas regras que garantem que o débito directo seja tão fácil e seguro como os pagamentos efectuados a nível nacional.

Os europeus já podem utilizar cartões de débito para levantar dinheiro noutros países, mas ainda não têm a possibilidade de utilizar cartões de débito para pagar as compras feitas no estrangeiro. No futuro, será possível utilizar uma mesma conta e um só cartão para realizar todo o tipo de serviços bancários dentro da UE.

Para além dos vinte e sete países membros da UE, aderiram ao regime cinco outros países: a Islândia, a Noruega, a Suíça, o Liechtenstein e o Mónaco.

Além disso, brevemente será mais fácil mudar de banco no seu próprio país. O novo banco deverá ajudar o cliente a fechar a conta antiga e a proceder à transferência do saldo. A maior parte das associações bancárias nacionais adoptaram as novas regras.

Mais informações sobre o "espaço único de pagamentos em euros" DeutschEnglishfrançais

Débito directo na UE DeutschEnglishfrançais

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis