Percurso de navegação

Economia europeia recupera mais cedo do que esperado - 14/09/2009

Homem de negócios a ler o jornal ©CE

Estima-se que o crescimento estará de volta no segundo semestre de 2009. As previsões são ainda incertas mas a ameaça de uma recessão grave e prolongada parece dissipar-se.

A economia da UE mostra sinais claros de recuperação e deverá voltar a crescer no segundo semestre de 2009. Porém, devido à forte recessão registada em finais de 2008 e no início do ano em curso, as previsões globais para 2009 mantêm-se inalteradas: o PIB deverá cair 4% na UE e na zona euro.

Em certa medida, melhores previsões para a Europa reflectem melhores perspectivas para todo o mundo. Para algumas regiões, nomeadamente as economias emergentes da Ásia, os próximos seis meses deverão trazer um crescimento acentuado da economia.

Mas também há outras razões especificamente europeias que dão azo a optimismo. As condições nos mercados financeiros melhoraram e a actividade económica tem vindo a retomar graças aos regimes de abate de veículos em fim de vida e a outras formas de apoio estatal.

A inflação dos preços no consumidor baixou no primeiro semestre deste ano devido à queda dos preços da energia e dos produtos alimentares que veio corrigir os picos registados no ano passado. Mas com a subida dos preços da maior parte dos bens de consumo, a taxa de inflação deverá aumentar em finais de 2009.

No conjunto do ano, a inflação dos preços no consumidor deverá manter-se inalterada em 0,9% na UE e em 0,4% na zona euro. As previsões para 2010 continuam a ser incertas, uma vez que o mercado do trabalho e as finanças públicas continuam a sofrer as consequências da crise económica.

O relançamento económico poderá ser inesperadamente forte. Resta saber se será duradouro. As próximas previsões da Comissão Europeia, previstas para Novembro, analisarão a situação de todos os 27 países da UE até finais de 2011.

A Comissão Europeia publica habitualmente previsões económicas quatro vezes por ano: as mais completas na Primavera e no Outono e as intercalares (parciais) em Fevereiro e Setembro.

Estas previsões intercalares English assentam em projecções actualizadas para os seguintes países: França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Polónia, Espanha e Reino Unido que, em conjunto, representam cerca de 80% do PIB da UE.

 

Saiba mais sobre as previsões ecoonómicas intercalares da UE

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis