Percurso de navegação

Crise financeira: dirigentes da UE adoptam um plano concertado - 13/10/2008

Pilha de moedas de euro © Corbis

O acordo foi obtido em Paris, na cimeira de emergência que reuniu os 15 países da Zona Euro. O plano será analisado pelos Chefes de Estado e de Governo dos 27 países da UE quando da sua próxima reunião em Bruxelas, a 15 de Outubro.

A crise financeira, que começou nos Estados Unidos, teve consequências graves na Europa nas duas últimas semanas. Muitos países da UE tiveram de intervir para apoiar bancos em situação difícil.

O Banco Central Europeu English injectou milhões de euros no sistema ávido de liquidez e, para tranquilizar os cidadãos, os governos da UE aumentaram o limite dos depósitos que estão dispostos a garantir. Apesar destes esforços, os mercados europeus viveram na última semana alguns dos dias mais agitados da sua história.

Os dirigentes da UE comprometeram-se a coordenar os esforços nacionais para garantir o correcto funcionamento dos bancos, proteger os depositantes e aumentar o fluxo do crédito. Ao abrigo do plano, os governos nacionais terão participações nos bancos a fim de reforçarem os seus meios financeiros e garantirão temporariamente o refinanciamento bancário para acalmar a crise do crédito.

Os dirigentes concordaram em garantir os créditos interbancários até Dezembro de 2009, mostrando-se igualmente dispostos a garantir novos empréstimos por um período máximo de cinco anos.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis