Percurso de navegação

Reconhecer os novos talentos literários na Europa - 30/09/2013

Comissária Europeia Androulla Vassiliou anuncia os doze vencedores do Prémio de Literatura da União Europeia de 2013.

Prémio de Literatura da União Europeia de 2013 consagra doze novos autores de toda a Europa.

Este concurso anual, que vai na sua quinta edição, consagra autores em início de carreira que de outro modo não obteriam o reconhecimento que merecem fora do seu país de origem.

O concurso visa destacar a criatividade e a diversidade da literatura contemporânea europeia, promover a sua circulação na Europa e estimular o interesse pela leitura de obras de autores de outros países.

Para além de um prémio de 5000 euros e da promoção dos seus livros em feiras do livro de prestígio, os autores premiados terão também acesso a financiamento para a tradução das suas obras para outras línguas europeias.

O Prémio de Literatura da UE está aberto a 37 países de toda a Europa. Todos os anos, os autores vencedores do concurso são escolhidos por um júri nacional de um terço dos países. Desta forma, num período de três anos são cobertos todos os países.

Os autores premiados na edição de 2013 são:

  • Isabelle Wéry (Bélgica), por «Marilyn Désossée», um «road-movie» em forma de romance
  • Faruk Šehić (Bósnia-Herzegovina), por «Knjiga o Uni», um romance que conta a história de um homem que tenta superar um trauma provocado pela guerra
  • Emilios Solomou (Chipre), por «Hμερολóγιο μιας απιστίας», um romance sobre o tempo, a destruição, a memória e o amor
  • Kristian Bang Foss (Dinamarca), por «Døden kører audi», um romance sobre uma viagem por estrada através da Europa
  • Meelis Friedenthal (Estónia), por «Mesilased», que conta as aventuras de um estudante que viaja entre os Países Baixos e a Estónia
  • Katri Lipson (Finlândia), por «Jäätelökauppias», uma história divertida e fascinante, cuja ação decorre sobretudo na Checoslováquia dos anos quarenta e cinquenta
  • Lidija Dimkovska (Antiga República Jugoslava da Macedónia), por «Резервен Живот», que conta a história de duas gémeas siamesas macedónias e da sua luta pela individualidade
  • Marica Bodrožić (Alemanha), por «Kirschholz und alte Gefühle», uma história sobre o tempo e a memória
  • Tullio Forgiarini(Luxemburgo), por «Amok – Eng Lëtzebuerger Liebeschronik», a história de um adolescente em busca de amor, reconhecimento, felicidade e um lugar na sociedade atual
  • Ioana Pârvulescu (Roménia), por «Viaţa începe vinery», uma viagem singular e fascinante a tempos idos
  • Gabriela Babnik (Eslovénia), por «Sušna doba», que conta uma história de amor invulgar
  • Cristian Crusat (Espanha), por «Breve teoría del viaje y el desierto», uma coletânea de seis contos sobre todas as facetas da experiência humana

O anúncio dos vencedores da edição deste ano coincidiu com a décima segunda edição do Dia Europeu das Línguas, que comemora o rico património linguístico europeu e as vantagens da aprendizagem de línguas.

O evento deste ano, assinalado por uma grande variedade de eventos em toda a Europa, procurou sublinhar a importância das línguas não só como uma mais-valia quando se está à procura de emprego, mas, de um modo mais geral, quando as pessoas se deslocam para trabalhar, estudar e viver noutro país da Europa.

Prémio de Literatura da União Europeia English

Comunicado de imprensa - Vencedores do Prémio de Literatura da União Europeia de 2013

Comunicado de imprensa - Dia Europeu das Línguas

Dia Europeu das Línguas

Europa recompensa o talento literário

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis