Percurso de navegação

Objectivos para melhorar a educação - 19/04/2011

Estudante numa sala de aula © iStockphoto.com/lisegagne

A UE só alcançou um dos cinco objectivos em matéria de educação estabelecidos em 2003. Porém, segundo o relatório, os seus objectivos para 2020 são realizáveis.

A UE superou amplamente a sua meta de, até 2010, aumentar em 15% o número de diplomados em matemática, ciências e tecnologia. Mas apesar dos progressos registados, foi insuficiente o que se fez a nível da redução da taxa de abandono escolar, da melhoria das competências em leitura e do aumento da frequència do ensino secundário e da educação de adultos.

O relatório DeutschEnglishfrançais hoje publicado revela também que os países da UE poderão alcançar um conjunto de objectivos acordados, em 2009, para 2020 se investirem e derem prioridade à reforma da educação.

Dois destes valores de referência são objectivos principais da Estratégia Europa 2020 para o crescimento económico e a criação de emprego, ou seja, estão no topo da agenda da UE.

Objectivos para 2020 em matéria de educação - balanço intercalar:

  • reduzir a taxa de abandono escolar para valores inferiores a 10%: desde 2003, o número de jovens que deixou a escola com o ensino básico ou menos, caiu para cerca de 14%;
  • aumentar para 40% o número de pessoas com idades entre os 30 e os 34 anos que concluem o ensino superior : entre 2000 e 2009, a média na UE aumentou 10 pontos percentuais e atingiu 32,3%;
  • inscrever 95% das crianças no ensino pré-escolar: actualmente a percentagem é de 92,3%; embora nove países da UE já tenham alcançado esta meta e outros países estejam a fazer francos progressos, outros continuam a ficar para trás.
  • melhorar as competências em leitura, matemática e ciências dos jovens com 15 anos: até 2020, a percentagem de alunos com problemas nestas matérias fundamentais deveria descer para menos de 15%; actualmente, cerca de 20% dos alunos têm competências fracas no domínio da leitura;
  • aumentar a participação dos adultos na aprendizagem ao longo da vida para 15%: o número de pessoas que participam neste tipo de programas diminuiu ligeiramente, sendo a percentagem agora inferior a 10% em 17 países da UE.

A UE já tomou medidas para ajudar os países da UE a atingirem as metas previstas. Em 2010 lançou a iniciativa Juventude em movimento English destinada a modernizar os sistemas de educação, a promover a mobilidade dos estudantes e a combater o desemprego juvenil. No início deste ano, lançou ainda outros programas para lutar contra o abandono escolar e promover o ensino pré-escolar.

Mais sobre educação na UE DeutschEnglishfrançais

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis