Percurso de navegação

Istambul celebra os Prémios da União Europeia para o Património Cultural - 11/06/2010

Medalha do Prémio da União Europeia para o Património Cultural, que representa um monumento histórico © UE

O projecto de restauro do "Collège des Bernardins", um colégio cisterciense do século XIII, em Paris, e o projecto de reconstrução da estrutura de origem do moderno "Neues Museum" de Berlim, são dois dos seis vencedores do Grande Prémio da edição de 2010 dos Prémios da União Europeia para o Património Cultural, que distinguiu também o projecto de conservação e restauro do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra.

Verdadeiros "Óscares" da protecção do património, estes prémios recompensam as melhores iniciativas em matéria de valorização e de preservação de monumentos, paisagens e obras de arte.

Este ano, a cerimónia de entrega dos prémios teve lugar no magnífico Museu Aya Irini (antiga Igreja de Santa Irene), em Istambul. Os projectos vencedores foram seleccionados entre 140 projectos apresentados por 26 países. Entre os 29 projectos galardoados, 6 venceram o Grande Prémio do Júri, no valor de 10 000 euros cada um.

O projecto de conservação e restauro do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, fundado pela Rainha Santa Isabel no século XIV, foi um dos 29 galardoados da edição deste ano, fazendo parte de uma lista de 16 projectos vencedores na categoria "Conservação", entre os quais se conta o restauro do teatro romano de Cartagena, em Espanha, que venceu também o Grande Prémio.

Os Prémios da União Europeia para o Património Cultural são organizados desde 2002 pelo programa DeutschEnglishfrançais da Comissão Europeia consagrado à diversidade cultural e pela federação Europa Nostra Englishfrançais , que representa mais de 400 organizações empenhadas na defesa do património cultural e paisagístico da Europa.

Os Prémios abrangem quatro domínios: conservação, investigação, educação e contribuição exemplar de indivíduos ou organizações. O realizador dinamarquês Nils Vest recebeu, assim, um prémio do júri pelos seus documentários sobre a riqueza do património arquitectónico europeu.

"Estes esforços não só fazem da Europa um local encantador para viver, como também geram emprego, atraem turistas e contribuem para o desenvolvimento sustentável", declarou Androulla Vassiliou, a Comissária Europeia responsável pela cultura. É o caso, por exemplo, do teatro romano de Cartagena, em Espanha, inteiramente integrado na cidade desde que foi restaurado e completado por um museu onde estão expostos os objectos encontrados durante as escavações.

A edição 2011 do concurso Englishfrançais já está em curso, podendo as candidaturas ser apresentadas até 1 de Outubro de 2010.

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis