Percurso de navegação

Progressos na inovação - são necessários mais esforços - 26/03/2013

Pessoas a atravessarem paredes com as doze estrelas douradas símbolo da UE © UE

A situação geral na UE evoluiu, mas alguns países têm de intensificar os esforços para recuperarem o atraso e se tornarem mais competitivos.

A maioria dos países da UE continua a melhorar o seu desempenho em termos de promoção da inovação. Mas, de acordo com o painel anual da investigação e inovação English , alguns não estão a fazer esforços suficientes e começam a ficar para trás.

O painel é uma forma de ajudar os países da UE a identificarem os principais motores da inovação e as áreas em que devem concentrar esforços para estimular o crescimento e a criação de emprego. O painel compara os países em função dos níveis de investimento na investigação e desenvolvimento (I&D) e de outros 23 indicadores.

Défice de investimento

A classificação mostra que os países com uma tradição de inovação continuam a melhorar. No caso de outros, a capacidade de inovação está a aumentar a um ritmo mais lento ou mesmo a diminuir.

Tal como em anos anteriores, a Suécia continua a ocupar o primeiro lugar, seguida da Alemanha, da Dinamarca e da Finlândia. A Estónia, a Lituânia e a Letónia melhoraram os seus níveis de inovação.

Motores da inovação

O aumento da inovação está sobretudo relacionado com o dinamismo das PME e a capacidade para transformar as ideias em produtos e serviços comerciais. Os países mais bem classificados têm também outro elemento em comum: a importância atribuída ao apoio à I&D. As empresas e as universidades desempenham um papel essencial no apoio aos esforços nacionais de inovação.

Comparados com outros países da UE, os setores de atividade de todos os países líderes em inovação registam níveis mais elevados de investimento em I&D e um maior número de pedidos de patentes. Esses países têm também um ensino superior de elevada qualidade e ligações fortes entre a indústria e a ciência.

Uma União da Inovação

O aumento da inovação e a eliminação dos obstáculos que impedem as boas ideias de chegarem ao mercado estão no centro da estratégia «Uma União da Inovação» English , que tem como objetivo tornar a UE mais competitiva e estimular o crescimento e o emprego.

Um relatório intercalar English sobre a estratégia conclui que esta está a avançar a bom ritmo, com 80 % das propostas já em fase de execução. A abordagem adotada inclui a promoção das parcerias público-privadas, a simplificação do acesso ao financiamento e a trabalhadores qualificados, a diminuição da burocracia e a redução dos custos do registo de novas patentes.

A estratégia pretende colmatar a distância que separa a UE da Coreia do Sul, dos Estados Unidos e do Japão, líderes mundiais em inovação. O avanço da Coreia do Sul está a aumentar, mas, desde 2008, a UE tem vindo a recuperar em relação aos EUA e ao Japão.

Inovação industrial na UE

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis