Percurso de navegação

Uma visão para a indústria europeia - 29/10/2010

Novos planos para ajudar a indústria europeia a criar mais emprego e, simultaneamente, a manter a produção na Europa.

A indústria europeia foi duramente atingida pela recessão económica. Agora, com os primeiros sinais de recuperação a surgirem, a Comissão elaborou uma série de planos para reforçar o sector no futuro.

A nova política industrial DeutschEnglishfrançais baseia-se no pressuposto de que, por um lado, as indústrias nacionais já não têm lugar no mundo globalizado de hoje e, por outro, de que uma indústria transformadora forte criará empregos bem remunerados. A transição para uma economia sustentável tem de ser encarada como uma oportunidade para reforçar a competitividade.

Esta política é uma das sete iniciativas emblemáticas da estratégia Europa 2020 DeutschEnglishfrançais para fomentar um crescimento inteligente, sustentável e equitativo. Entre os seus objectivos figuram:

  • a criação de um quadro jurídico que ajude as empresas a manterem-se competitivas;
  • a facilitação do acesso ao financiamento por parte das empresas e o fomento da criação de PME;
  • a melhoria das infra-estruturas de transportes e de comunicações;
  • o abastecimento e gestão das matérias-primas de uma forma sustentável e eficaz;
  • a promoção da inovação em sectores específicos, como a construção, os biocombustíveis e os transportes rodoviário e ferroviário.

«Não haverá sustentabilidade sem competitividade, assim como não haverá competitividade a longo prazo sem sustentabilidade. E nenhuma das duas será possível sem um avanço exponencial na inovação» declarou, a este respeito, o Comissário da Indústria Antonio Tajani.

Acompanhamento dos progressos

Todos os anos, deverão ser elaborados relatórios sobre a competitividade da UE no seu conjunto e de cada país considerado isoladamente. O primeiro relatório faz o ponto da situação da indústria transformadora em cada país, bem como das actividades no domínio da investigação e da inovação e das medidas tomadas a favor da sustentabilidade.

No que diz respeito a Portugal, por exemplo, o relatório refere que o país continua a registar uma reduzida taxa de produtividade geral, padecendo a indústria da sua fraca competitividade. Portugal deverá criar condições mais favoráveis ao investimento e ao empreendedorismo para melhorar o ambiente empresarial geral.

A indústria transformadora da UE representa um quarto dos postos de trabalho do sector privado. Além disso, é responsável por 80% da investigação levada a cabo pelo sector privado.

Uma política industrial para a era da globalização DeutschEnglishfrançais

Competitividade industrial na Europa

Ver página em alto contraste Texto tamanho normal Aumentar texto 200 % Enviar esta página a um amigo Imprimir esta página

 

Encontrou a informação que procurava?

Sim Não

O que procurava?

Tem alguma sugestão?

Ligações úteis