Acção da UE

O objectivo do rastreio é identificar as pessoas susceptíveis de desenvolverem uma determinada doença. A sua utilização generalizou-se: por exemplo, rastreio pré-natal e neonatal ou para fins de prevenção do cancro.

A saúde também é influenciada por factores genéticos. No futuro, os conhecimentos sobre o genoma serão cada vez mais importantes, dado que quase todas as doenças têm uma componente genómica, seja ela inata ou adquirida.

Rastreio do cancro

A Comissão apoia o desenvolvimento de programas de rastreio na UE Traduções da ligação anterior English (en) para os cancros da mama, do colo do útero e colo-rectal.

Rastreio pré-natal

As políticas de rastreio pré-natal são diferentes nos vários países da Europa (ver relatório sobre a saúde perinatal na Europapdf).

Está previsto um projecto para avaliar as diferentes práticas de rastreio de doenças raras no recém-nascido a nível da UE.

Genómica e saúde pública

A estratégia de saúde da UE afecta a futura utilização da genómica no contexto da saúde pública Traduções da ligação anterior български (bg) čeština (cs) dansk (da) Deutsch (de) eesti keel (et) ελληνικά (el) English (en) español (es) français (fr) italiano (it) latviešu valoda (lv) lietuvių kalba (lt) magyar (hu) Malti (mt) Nederlands (nl) polski (pl) română (ro) slovenčina (sk) slovenščina (sl) suomi (fi) svenska (sv) , pois abrange áreas importantes que exigem a integração de conhecimentos sobre o genoma e de tecnologias baseadas nos mesmos.