Mortalidade

As principais causas de morte na UE são:

  • doenças cardiovasculares
  • cancro
  • doenças respiratórias

Estas doenças podem muitas vezes ser evitadas, o que significa que a existência de dados fiáveis sobre as causas da morte pode contribuir para melhorar as políticas, fomentar uma boa saúde e reduzir as desigualdades.

O papel da Comissão consiste em disponibilizar aos responsáveis políticos e à população instrumentos úteis que permitam monitorizar as estatísticas de mortalidade.

Fontes estatísticas

As informações sobre a causa de morte Traduções da ligação anterior English (en) provêm de certidões de óbito emitidas segundo o modelo da Organização Mundial de Saúde (OMS). O Eurostat recolhe dados nacionais e regionais e publica de estatísticas organizadas de acordo com a Classificação Internacional de Doenças (CID) da OMS.

Dados do Eurostat

O Regulamento (UE) n.º 328/2011 relativo às estatísticas sobre causas de morte define a forma como o Eurostat recolhe dados sobre as causas de morte. Em 2012, o Eurostat reviu a «lista sucinta europeia», fornecendo atualmente dados relativos a 86 causas de morte selecionadas a partir da classificação CID. Para além dos números absolutos e da taxa de mortalidade bruta relacionados com as causas de morte, o Eurostat publica:

  • dados sobre a taxa de mortalidade-padrão (SDR), com base na população-tipo europeia em 2012, tendo em vista melhorar a comparabilidade entre países ao longo do tempo
  • dados sobre a mortalidade regional no Atlas de mortalidade na UE ou nas atualizações anuais do Atlas estatístico, um anuário regional do Eurostat
  • dados sobre as causas de morte

Financiamento da UE para uma melhor análise

Os projetos financiados pela Comissão para melhorar a análise das causas de morte Traduções da ligação anterior English (en) visam:

  • automatizar a recolha de dados
  • elaborar indicadores que permitam normalizar os dados sobre mortalidade em toda a UE e detetar desigualdades a nível da saúde.