Saúde em linha

Panorama

Saúde em linha:

  • refere-se a ferramentas e serviços que utilizam tecnologias da informação e da comunicação (TIC) que podem melhorar a prevenção, o diagnóstico, o tratamento, o acompanhamento e a gestão neste setor
  • pode beneficiar toda a comunidade, melhorando o acesso aos cuidados de saúde e a respetiva qualidade e a eficiência do setor da saúde
  • abrange a partilha de informações e de dados entre doentes e prestadores de cuidados de saúde, hospitais, profissionais da saúde e redes de informação sobre saúde, processos clínicos eletrónicos, serviços de telemedicina, sistemas portáteis de monitorização dos doentes, «software» para gestão de tarefas na sala de operações, cirurgia robotizada e investigação «blue sky» sobre o Humano Fisiologicamente Virtual (Virtual Physiological Human – VPH)

Objetivos da UE:

  • melhorar a saúde dos cidadãos, disponibilizando informações que podem salvar vidas (se necessário além-fronteiras) utilizando ferramentas de saúde em linha
  • melhorar a qualidade dos cuidados de saúde e o acesso aos mesmos, integrando a saúde em linha na política da saúde e coordenando as estratégias políticas, técnicas e financeiras dos países da UE
  • melhorar a eficácia e a convivialidade das ferramentas de saúde em linha e generalizar a sua aceitação, implicando os profissionais e os doentes na definição, conceção e implementação de estratégias

Estratégia para o Mercado Único Digital

A Comissão Europeia adotou a Estratégia para o Mercado Único Digital que visa alargar as liberdades do mercado único da UE ao setor digital e impulsionar o crescimento e o emprego na UE. Esta estratégia abrange a telemedicina e os serviços de saúde em linha, representando um passo em frente na promoção de normas aplicáveis a estas tecnologias digitais na UE e da interoperabilidade das mesmas, em benefício dos doentes, dos profissionais de saúde, dos sistemas de saúde e da indústria.

Diretiva relativa ao exercício dos direitos dos doentes em matéria de cuidados de saúde transfronteiriços

O artigo 14.º da Diretiva 2011/24/UE cria uma rede voluntária de autoridades nacionais responsáveis pela saúde em linha. A rede de saúde em linha  irá estabelecer orientações no domínio da saúde em linha, com o objetivo de melhorar a interoperabilidade entre sistemas de saúde em linha e a continuidade dos cuidados e garantir o acesso a cuidados de saúde seguros e de qualidade.

Enquadramento

Principais documentos  sobre a saúde em linha

Medidas de apoio

Apoio a projetos no domínio da saúde em linha