Doenças transmissíveis

Cooperação entre laboratórios na UE

Algumas ameaças graves à saúde pública como a gripe endémica podem afetar simultaneamente vários países. Importa por isso centralizar as medidas de diagnóstico e deteção a nível da UE. Neste contexto, os laboratórios na UE terão de trabalhar em conjunto para que os riscos possam ser avaliados e geridos de forma eficaz.

Laboratórios de referência para patogéneos humanos

Muitos países da UE dispõem de «laboratórios de referência nacionais» especializados em patogéneos específicos. Estes laboratórios asseguram a vigilância e realizam diagnósticos de elevada qualidade sobre vários patogéneos humanos (agentes infecciosos como os vírus e as bactérias).

Papel da UE

A UE ajuda os Estados-Membros a reforçarem as suas capacidades laboratoriais nacionais e estuda formas de melhorar o desempenho da rede de laboratórios de patogéneos humanos nacionais a nível da UE.

A Comissão, a rede de vigilância epidemiológica e de controlo das doenças transmissíveis , o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e a Agência de Execução para a Saúde e os Consumidores (EAHC) colaboram estreitamente com os governos nacionais para reforçar a vigilância das doenças infecciosas a nível europeu.

O Comité de Segurança da Saúde da UE ajuda também a melhorar a cooperação e o trabalho em rede dos laboratórios.

Mais informações: Declaração da Comissão e do ECDC sobre os laboratórios de patogéneos humanos (2011) .

Projetos

Os Programas de Saúde (2003-2008  e 2008-2013 ) visam:

  • dar prioridade máxima ao melhoramento da segurança da saúde dos cidadãos;
  • incentivar a cooperação em matéria de diagnóstico entre os laboratórios nos países da UE;
  • promover o apoio aos laboratórios existentes, que contribuem de forma importante para os esforços da UE, a fim de permitir a criação de uma rede de laboratórios de referência.

Tanto o ECDC como a EAHC contribuem para o reforço da cooperação dos laboratórios a nível europeu e para o desenvolvimento das respetivas capacidades  através de um vasto leque de projetos à escala da UE .

Exercícios

A Comissão organiza exercícios sobre questões específicas para melhorar o grau de preparação em geral  e o reforço da capacidade operacional  dos laboratórios.

Trabalho em rede

As autoridades de saúde pública criaram várias redes de cooperação entre laboratórios , que abrange domínios específicos de saúde, tanto a nível nacional como da UE.

Estas redes permitem a partilha rápida das informações, bem como o acompanhamento e o diagnóstico das ameaças para a saúde.