Panorama

Os efeitos nocivos do álcool constituem um grave problema de saúde na UE, sendo responsáveis por cerca de 7 % das doenças e das mortes prematuras na Europa. O consumo de álcool, mesmo moderado, aumenta o risco de doenças cardíacas, hepáticas e cancerosas a longo prazo; se for frequente e em grandes quantidades, pode conduzir a um estado de dependência.

Qualquer quantidade de álcool pode ser perigosa durante a gravidez ou quando se está ao volante. Os jovens estão mais expostos aos efeitos a curto prazo de um consumo excessivo de álcool, incluindo acidentes e comportamentos violentos. As mortes relacionadas com o álcool representam 25 % de todas as mortes de jovens do sexo masculino entre os 15 e os 29 anos.

Estratégia da UE em matéria de álcool

Coordenação

Promoção e apoio