Aplicação do direito da União Europeia - European Commission

Navigation path

Additional tools

  • Print version
  • Decrease text
  • Increase text



Jurisprudência relativa aos pedidos de indemnização


Jurisprudência do Tribunal de Justiça relacionada com os pedidos de indemnização apresentados na sequência de uma violação do direito da União Europeia pelos Estados-Membros

Em 1991, no seu acórdão proferido em 19 de Novembro no processo Francovich, o Tribunal de Justiça consagrou o princípio segundo o qual «os Estados-Membros são obrigados a reparar os prejuízos causados aos particulares pelas violações do direito comunitário que lhes sejam imputáveis».

Na Comunicação de 5 de Setembro de 2007 intitulada «Uma Europa de resultados - aplicação do direito comunitário» (COM(2007) 502), na secção «1.3. Formação em direito comunitário», a Comissão indicou que publicaria um documento explicativo sobre a jurisprudência do Tribunal de Justiça relacionada com os pedidos de indemnização apresentados na sequência da violação do direito comunitário pelos Estados-Membros.

O objectivo do presente documento pdf  consiste em apresentar uma panorâmica da actividade do Tribunal de Justiça sobre a questão, explicando em primeiro lugar o acórdão Francovich, as condições da existência da responsabilidade dos Estados Membros, bem como a noção do órgão que está na origem do incumprimento. O documento examina seguidamente a forma como os órgãos jurisdicionais nacionais accionaram a responsabilidade dos Estados Membros, as vias de direito disponíveis e os prazos concedidos aos particulares lesados, a autoridade responsável pela reparação e o carácter adequado da mesma.

Nota: A expressão "direito comunitário" utilizada neste documento deve ser entendida como "direito da União Europeia" desde a entrada em vigor do Tratado sobre o funcionamento da União Europeia.