Navigation path

Igualdade de oportunidades para todos

O emprego é a forma mais eficaz de dar independência, segurança económica e um sentimento de pertença às pessoas. O FSE financia muitos milhares de projetos para ajudar pessoas em dificuldades e de grupos desfavorecidos a obterem competências, de forma a terem emprego e as mesmas oportunidades que os outros têm.

Ao ajudar indivíduos e grupos mais desfavorecidos a obter uma educação adequada ou a encontrar emprego, o FSE está a ajudá-los a desempenhar um papel de pleno direito nas suas comunidades. As atividades do FSE neste âmbito obedecem a quatro prioridades:

Grande parte das despesas do FSE é consagrada ao combate à «exclusão social». A exclusão social surge quando, por qualquer motivo, um indivíduo ou grupo enfrenta dificuldades ou sofre de discriminação em alguns aspetos da sua vida quotidiana. Por exemplo, um homem ou uma mulher com deficiência que não consegue encontrar trabalho porque os empregadores duvidam das suas capacidades – sem emprego, eles são «excluídos» de uma atividade gratificante que a maioria de nós toma por garantida.

Istockphoto/2003214

Ex-reclusos, ex-toxicodependentes, minorias étnicas como os romanichéis, imigrantes recentes com pouco conhecimento da língua – são todos exemplos de grupos desfavorecidos ou vulneráveis que estão ameaçados de exclusão social e da pobreza que lhe pode estar adjacente. A Europa está empenhada em reduzir a exclusão social e o FSE é um dos principais instrumentos para alcançar esse objetivo. Centra-se no emprego como um meio de eliminar a discriminação, a exclusão e a pobreza.