Navigation path

O FSE em Portugal

Portugal está a aplicar financiamento do FSE para melhorar as competências da sua força de trabalho e criar mais oportunidades de emprego para todos os cidadãos. As medidas de inclusão social contribuem para impulsionar o emprego e a igualdade nas várias regiões do país, incluindo os Açores e a Madeira.

Em toda a Europa e em Portugal, o FSE tem vindo a apoiar o mercado do trabalho, a ajudar as pessoas a conseguir melhores empregos e a assegurar um nível de vida mais equitativo, bem como mais oportunidades de emprego para todos os cidadãos da UE. Fá‑lo investindo no capital humano da Europa: os seus trabalhadores, jovens, grupos desfavorecidos e cidadãos à procura de emprego. Nas cidades, nas comunidades rurais e nos bairros da Europa, estão em curso dezenas de milhares de projetos do FSE. Estes projetos abrem as portas a melhores competências, trabalho, qualificações e a uma sociedade mais inclusiva para todos os europeus.

Impulsionar as competências e o emprego

Portugal tem dedicado o financiamento do FSE ao combate ao desemprego, em particular ao desemprego entre os jovens, através da Iniciativa para o Emprego dos Jovens. A formação para aquisição de competências e qualificações é uma das principais prioridades, tal como o demonstra o projeto «Reativar», sendo o objetivo global elevar a taxa de emprego para 75 % da população ativa até 2020. Os projetos visam desenvolver as competências de empreendedorismo de gestores e trabalhadores em cerca de 22 000 PME, melhorando as suas qualificações e competências. Na Madeira e nos Açores, está em curso uma formação sobre como gerir uma empresa para incentivar o empreendedorismo e as microempresas, tão necessários nas ilhas.

Promover a inclusão

O FSE está a investir em medidas de inclusão social em Portugal e nas suas regiões remotas. As suas atividades visam melhorar o acesso das regiões rurais e insulares e dos grupos desfavorecidos aos serviços sociais e de saúde. Estão disponíveis formações nas competências apropriadas para ajudar os cidadãos com baixas qualificações e os cidadãos em risco de exclusão social a garantir um emprego e a beneficiar de melhores oportunidades de trabalho. O FSE apoia as estratégias de desenvolvimento local e as empresas sociais como instrumentos para o emprego e a coesão social, como demonstra o projeto «Criactividade» em Vila Real. 

Os investimentos do FSE apoiam também uma melhor educação em Portugal, a fim de assegurar que as competências e as qualificações correspondem às necessidades do mercado do trabalho. Além disso, estão a ser adotadas medidas para reduzir o abandono escolar precoce e para assegurar que mais crianças adquirem qualificações de valor na escola. O FSE apoia igualmente projetos que contribuam para o objetivo do país de que de 40 % dos seus jovens concluam um curso do ensino superior.