Navigation path

O FSE em Portugal

Portugal utiliza a ajuda do FSE para melhorar a qualidade do seu sistema de educação e formação em todos os níveis e, por conseguinte, para combater o desemprego. Os cidadãos, incluindo os grupos vulneráveis, devem ter a possibilidade de obterem novas competências que lhes garantam o sucesso no mercado de trabalho

Educação e competências

O FSE está a ajudar a criar uma força de trabalho altamente qualificável e empregável ao oferecer formação adicional e especializada em áreas como as tecnologias de informação – na qual, até ao momento, já participaram 30 000 licenciados de todas as disciplinas. Com o incentivo do FSE, os empregadores estão a envolver-se mais estreitamente com as instituições de formação e com os cursos que estas oferecem – para garantir que os candidatos a empregos e os trabalhadores obtêm as competências necessárias para progredirem no trabalho. De forma mais geral, mais de 260 000 jovens conseguiram bolsas de estudo universitárias com a ajuda do FSE. E esta ajuda prolonga-se para o local de trabalho, com programas para estágios em empresas – em Portugal e em multinacionais no estrangeiro. Estas medidas estão a ajudar a formar uma nova geração de jovens, trabalhadores altamente qualificados com perspetivas internacionais que podem beneficiar dos trabalhos que irão assegurar o crescimento no futuro.

Mais oportunidades para todos

O FSE ajuda a dar aos candidatos a emprego e aos trabalhadores com baixas habilitações a possibilidade de melhorarem as suas perspetivas através de oportunidades de formação e qualificações. Perto de dois milhões de pessoas já beneficiaram de atividades de formação. Boa parte desta formação destina-se a melhorar as competências de gestão e de inovação e, a cada ano, o financiamento do FSE ajuda cerca de 4000 empreendedores a prepararem, definirem e administrarem melhor os seus negócios.

Reduzir o número de pessoas em risco de pobreza é uma importante prioridade e o financiamento do FSE está a ajudar muitos candidatos a emprego desfavorecidos a encontrarem trabalho. A cada ano, perto de 7000 pessoas desfavorecidas são ajudadas a conseguir competências e a encontrarem trabalho. Mais de 18 000 estruturas de acolhimento de crianças permitem às mulheres regressarem ao trabalho e melhorarem os seus padrões de vida. Grupos de imigrantes sujeitos à pobreza e ao desemprego estão a receber formação, qualificações e ajuda na procura de trabalho.

Contactos em Portugal


O FSE em Portugal: Dados e números

Orçamento

€6,853,387,865
(2007-2013)

Quem é financiado?

Ver a lista de beneficiários

Quem participa?

1,522,469 pessoas
(2013)