Percurso de navegação

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão
  • Reduzir texto
  • Ampliar texto

Siga-nos

Facebook

Poluição sonora

Cada vez há mais pessoas na Europa que sofrem com a poluição sonora no local de trabalho ou em casa, com consequências negativas para a saúde.

A poluição sonora está na base de uma série de problemas de saúde. Contudo, na Europa, há cada vez mais pessoas expostas a níveis elevados de ruído. O ruído também tem um impacto nocivo na vida selvagem. Os países da UE são obrigados a cartografar os níveis de ruído nas grandes cidades, ao longo dos eixos rodoviários e ferroviários e nos aeroportos e a apresentar planos para resolver os problemas detetados.

As emissões sonoras do trânsito, da indústria e das atividades de lazer constituem uma preocupação crescente. O trânsito rodoviário é a principal fonte de ruído nas zonas urbanas: diariamente, cerca de 70 milhões de europeus estão expostos a níveis de ruído superiores a 55 decibéis gerados exclusivamente pela circulação dos veículos automóveis. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a exposição a níveis desta ordem pode, a longo prazo, provocar a subida da tensão arterial e ataques cardíacos.

Cerca de 50 milhões de pessoas que vivem em zonas urbanas também estão sujeitas durante a noite a níveis de ruídoexcessivamente elevados causados pelo trânsito. Para 20 milhões destas pessoas, estes níveis noturnos elevados estão na origem de problemas de saúde concretos.

O maior problema é a perda de sono. Para uma noite bem dormida, a Organização Mundial de Saúde recomenda que o ruído de fundo constante se mantenha abaixo dos 30 decibéis e os ruídos pontuais não excedam 45 decibéis.

Entre os outros problemas de saúde relacionados com o ruído, estão os acufenos, os problemas de saúde mental e o stress.

O ruído pode ainda afetar o desempenho no trabalho e causar problemas escolares nas crianças.

As aves e os outros animais também sofrem com o ruído. Embora alguns sejam capazes de se adaptar a uma existência urbana, receia-se que a poluição sonora leve outros a afastarem-se dos seus locais habituais de reprodução e alimentação.

A legislação europeia obriga as autoridades a informar o público sobre os impactos da poluição sonora e a consultá-lo sobre as medidas que planeiam adotar para lutar este problema. Desta forma, os cidadãos podem verificar se as medidas de gestão do ruído resultam em melhorias reais e, se necessário, fazer pressão junto dos seus representantes eleitos.