Percurso de navegação

 

Como ler a embalagem

Aprenda a interpretar as informações técnicas que figuram na embalagem

 

Fluxo luminoso (em lúmenes)

Para comparar duas lâmpadas em termos de desempenho tem toda a lógica ter em conta a quantidade de luz que produzem (expressa em lúmenes), uma vez que é para isso mesmo que servem. As comparações com base na potência, expressa em watts, já não são significativas e podem induzir em erro. A relação aproximada entre os watts de uma lâmpada incandescente e os lúmenes das novas lâmpadas de baixo consumo é a seguinte: uma lâmpada de 100 W equivale a uma lâmpada de 1300-1530 lúmenes; uma lâmpada de 75 W equivale a uma de 920-1060 lúmenes; uma lâmpada de 60 W equivale a uma de 700-810 lúmenes;uma lâmpada de 40 W equivale a uma de 410-470 lúmenes e uma lâmpada de 25 W equivale a uma de 220-250 lúmenes.

Rótulo energético europeu

 

Eficiência energética

O regulamento prevê a retirada progressiva das lâmpadas menos eficientes do ponto de vista energético. Todavia, deve verificar-se sempre o rótulo energético que figura na embalagem para averiguar qual o grau de eficiência da lâmpada, uma vez que continuam a existir grandes disparidades entre os vários modelos disponíveis. Para dar a mesma luz, uma lâmpada fluorescente compacta (classe A) consome o terço da electricidade utilizada por uma lâmpada incandescente melhorada (classe C). Pode, assim, poupar muito dinheiro se escolher a lâmpada mais eficiente.

Tempo de vida

O tempo de vida de uma lâmpada corresponde ao período durante o qual a mesma funciona correctamente e é expresso em horas. Considera-se que, em média, uma lâmpada é utilizada 1000 horas por ano, ou seja, 3 horas por dia. Uma lâmpada pode durar entre 1000 horas, no caso das lâmpadas incandescentes tradicionais, a 15 000 horas, no caso das melhores lâmpadas fluorescentes compactas e das lâmpadas LED. No caso de certas lâmpadas fluorescentes compactas, o número de vezes que a lâmpada é ligada e desligada também influencia a sua duração (ver "Resistência aos ciclos ligar/desligar"). Uma lâmpada que dura mais é também uma lâmpada que tem de ser substituída menos vezes, um aspecto a ter em conta quando se compara o preço das várias alternativas.

 

Indicação da temperatura cromática (luz quente ou fria) da lâmpada na embalagem

Temperatura de cor

Enquanto as lâmpadas incandescentes dão sempre o mesmo tipo de luz (luz quente), as lâmpadas fluorescentes compactas e as lâmpadas LED proporcionam uma maior escolha de tonalidades (temperatura de cor ou temperatura cromática). A temperatura cromática é medida em Kelvins. Para uma iluminação ambiente, escolha uma lâmpada de 2700 K, que dá uma luz quente. Para trabalhar, escolha uma lâmpada de 4000 K ou mais, que dá uma luz fria.

Lâmpada LED compacta com luz quente     Lâmpada LED compacta com luz fria    

 

Número de vezes que uma lâmpada pode ser ligada antes de deixar de funcionar

Resistência aos ciclos ligar/desligar

Este tipo de informação é especialmente importante no caso das lâmpadas fluorescentes compactas. As lâmpadas fluorescentes compactas normalizadas (com 3000-6000 ciclos de ligar/desligar) não devem ser instaladas em locais onde sejam frequentemente ligadas e desligadas, isto é, mais de três vezes por dia em média, como é o caso das casas de banho ou de corredores com sensores de movimento, porque podem não atingir o tempo de vida indicado na embalagem. Todavia, existem lâmpadas fluorescentes compactas que podem ser ligadas e desligadas até um milhão de vezes e que são mais adequadas para esse tipo de locais. Também existem lâmpadas que são insensíveis ao número de vezes que são ligadas e desligadas, como é o caso das lâmpadas incandescentes melhoradas.

 

Tempo de arranque

Tempo de aquecimento

Este tipo de informação é especialmente importante no caso das lâmpadas fluorescentes compactas. As lâmpadas fluorescentes compactas normais levam mais tempo a aquecer e a atingir a luminosidade máxima do que outros tipos de lâmpadas (até 2 segundos para arrancar e até 60 segundos para atingir 60% da luminosidade máxima depois de ligadas). Contudo existem determinados tipos de lâmpadas fluorescentes compactas que começam a funcionar em pleno quase tão rapidamente depois de ligadas como, por exemplo, as lâmpadas incandescentes melhoradas.

 

Símbolo que indica que não é possível regular a intensidade da luz

Regulação da intensidade

A presença deste logótipo na embalagem de uma lâmpada fluorescente compacta ou de uma lâmpada LED quer dizer que a lâmpada não é compatível com a utilização de reguladores da intensidade luminosa. Mas também existem lâmpadas fluorescentes compactas e lâmpadas LED especiais que, à semelhança das lâmpadas incandescentes melhoradas,  permitem regular a intensidade da luz.

 

Temperatura de funcionamento

Temperatura de funcionamento

As lâmpadas fluorescentes compactas e as lâmpadas LED são mais sensíveis à temperatura do que as lâmpadas incandescentes melhoradas. É importante escolher uma lâmpada que funcione bem às temperaturas às quais será exposta. Por exemplo, para uma iluminação exterior em regiões com Invernos frios, é aconselhável escolher uma lâmpada que também funcione em temperaturas negativas, a fim de garantir uma intensidade luminosa constante.

 

Tamanho da lâmpada

Dimensões da lâmpada

Ao comprar uma lâmpada nova, certifique-se de que o seu tamanho é adequado ao suporte onde vai ser instalada.

 

Logótipo na embalagem – Não deitar no lixo normal (logótipo REEE)

O que fazer quando uma lâmpada fluorescente compacta ou uma lâmpada LED deixa de funcionar?

Estas lâmpadas contêm componentes electrónicos complexos pelo que, tal como indicado pelo logótipo do caixote do lixo barrado que aparece nas respectivas embalagens, não devem ser deitadas no lixo normal, mas sim entregues numa das lojas que as vendem ou num ecocentro. Em Portugal, já há pontos electrão para lâmpadas junto dos existentes para electrodomésticos, por exemplo, nas grandes superfícies comerciais. Informe-se sobre o ponto mais perto si.