IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 RE-START-Recursos Multimédia de Apoio à Reconversão e Qualificação no Artesanato ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE
Other national partners : Associação C.C.G. / ZGDV - Centro de Computação Gráfica
CRAT - CENTRO REGIONAL DE ARTES TRADICIONAIS
EGOR Management e Formação - Consultores para o Desenvolvimento Pessoal e Organi
Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
MUNICÍPIO DE GUIMARÃES
SOL DO AVE - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-243 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :17-10-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- Revitalization of textile handicraft: 1)Folklore; 2) Luxury clothing and 3) Everyday use clothing; To present good practices in the fight against textile unemployment: Interest; reinforcement of “professional development” factors of craftsmen; , - Low capacity of institutional and individual initiative against textile unemployment;Growing textile unemployment and with very high proportions in the region of Vale do Ave;Increase of problems associated with social exclusion caused by the absence of insertion opportunities / professional integration; Inadequacy between the searched profile by the companies and the profile of the unemployed;Low levels of scholarity;Low levels of professional qualifications and enterprise capacity.

dot Top


Objective

Text available in

The Re-Start project holds on the following strong ideas: to support the reconversion and professional insertion of Textile and Clothing Industry unemployed; to support the reconversion and craftswomen’ adaptability; to sustain the textile handicraft activity; focalized in the handicraft sewing area; to develop dynamics of interaction between the addressees and their pairs, organizations and strategic performers, to test innovator formation patterns and with strong enveloping of Information and Communication Technologies; to develop production processes and innovator products, to contribute to the recuperation and not to the disappearance of knowledge associated with handicraft sewing. In the concreteness of these goals there will be undertaken the following initiatives: the development of a substructure or incubation space; development of multimedia tools of support to formation, commercialization and dissemination of the project, formation of the addressees turning to innovator patterns, development of a mark and image, dissemination initiatives and commercialization. Initiative for sustained promotion post-project.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place **
Work placement **
Job rotation and job sharing **
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes **
Work organisation, improvement of access to work places **
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features **

Type of innovation Rating
Process-oriented ****
Goal-oriented ****
Context oriented ****

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  80.0%  0.0% 
Employed  20.0%  0.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  100.0%  0.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  100.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  100.0%  0.0% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  0.0% 
25 - 50 year  80.0%  0.0% 
> 50 year  20.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship ***
Age **
Low qualification **
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
3544 Learn 2 Innovate IT IT-G2-PIE-004
UKgb 100

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Associação C.C.G. / ZGDV - Centro de Computação Gráfica
CRAT - CENTRO REGIONAL DE ARTES TRADICIONAIS
EGOR Management e Formação - Consultores para o Desenvolvimento Pessoal e Organi
Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
MUNICÍPIO DE GUIMARÃES
SOL DO AVE - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: a) Comissão de gestão do projecto Terá a seu cargo o planeamento, controlo técnico e financeiro globais. Terá um representante de cada parceiro do projecto, o qual deverá ter poder para negociar e comprometer a sua instituição em todas as matérias, inclusive financeiras, e será responsável pela disponibilização dos recursos adequados para cumprir os compromissos da sua organização ao projecto. Á comissão de gestão caberá a decisão de integração de novos parceiros. Esta comissão reunirá pelo menos trimestralmente. Gestor da PD na pessoa do Dr. Augusto Lima do CITEVE será a pessoa de contacto entre a PD e o Gabinete de Gestão Equal e assegurará a entrega dos deliberables. Coordenador(a) Pedagógico(a) - Assumirá a coordenação das actividades técnicas e pedagógicas da formação. Coordenador(a) da Avaliação – Será contratada uma entidade externa, com base na escolha da comissão de gestão de projecto, que nomeará um(a) coordenador(a) da avaliação externa e terá como principal função a avaliação e validação dos resultados da PD, no decurso e final do projecto. Coordenador(a) da Disseminação – Fica incumbido de gerir as actividades e recursos apropriados para uma eficaz exploração / disseminação dos resultados e produtos do projecto e pelo acompanhamento das iniciativas de promoção da sustentabilidade pós-projecto. Coordenadores(as) de cada instituição parceira – serão responsáveis pela gestão do projecto, quer ao nível técnico quer financeiro. Os(as) coordenadores(as) de cada instituição comprometem-se a enviar em tempo útil os relatórios técnicos e financeiros para o gestor da PD. b) Equipa técnica A equipa técnica será composta por técnicos(as) das entidades parceiras especializados no(s) seu(s) domínio de intervenção no projecto. 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): O processo de tomada de decisão é da responsabilidade da comissão de gestão do projecto, sendo que, os(as) gestores(as) / coordenadores(as) que a compõem devem representar a sua equipa de trabalho. As decisões devem ser tomadas na lógica de mais valia para o projecto global. Os(as) coordenadores(as) devem tomar as decisões inerentes às suas actividades/ da sua equipa de trabalho e partilhá-las com o gestor do projecto. As decisões que impliquem alterações ao plano de acção ou de financiamento devem reunir o consenso da comissão de gestão. Cabe ao gestor do projecto apresentar a decisão final tendo em conta o parecer dos parceiros e do Gabinete de Gestão Equal. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): a) Troca regular de e-mails e telefonemas entre parceiros; b) Envio, por e-mail, de pontos de situação mensais pelo gestor; c) Reuniões periódicas de “trabalho conjunto” entre os parceiros envolvidos por actividade; d) Reuniões gerais da PD para acompanhamento das actividades, validação de práticas e produtos e auto-avaliação; e) Relatórios técnicos disponibilizados a partir do portal, nomeadamente, o de autoavaliação; f) Telefone e vídeo conferência (estes mais aplicados no âmbito da parceria transnacional). 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE

(CITEVE)
Quinta da Maia - Rua Fernando Mesquita, 2875
-
P-4760-034-VILA NOVA DE FAMALICÃO Vila Nova de Famalicão

Tel:+351252300300
Fax:252300317
Email:citeve@citeve.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:24-09-2004 /

Text available in

O CITEVE é o Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, fundado em 1989 através da associação de empresas têxteis, associações industriais têxteis e entidades públicas que representam o Ministro da Indústria. Tem cerca de 500 empresas associadas e mais de 1500 clientes. O CITEVE tem dois pólos, um em Famalicão e outro na Covilhã. Missão: Apoio ao desenvolvimento das capacidades técnicas e tecnológicas dos sectores têxtil e do vestuário, através do fomento e da difusão da inovação, da promoção da melhoria da qualidade e do suporte instrumental à definição de políticas industriais para o sector. Áreas de intervenção: O CITEVE desenvolve a sua actividade de apoio técnico e tecnológico à indústria em cinco grandes áreas: 1- Consultoria e assistência técnica às empresas 2- Serviços de laboratório 3- Formação profissional 4- Projectos de desenvolvimento tecnológico 5- Colaboração com a Administração Pública



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
A. Augusto A. M. Lima A. +351252300398 alima@citeve.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Associação C.C.G. / ZGDV - Centro de Computação Gráfica

(CCG)
Universidade do Minho Campus de Azurém
-
P-4800-058-GUIMARÃES Guimarães
-

Tel:+351253510580
Fax:253510581
Email:epinto@ccg.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:11-12-2007 /

Text available in

O CCG tem como missão: Estabelecer-se como a instituição de investigação e desenvolvimento de referência nacional na área da computação gráfica e suas aplicações, implementando um modelo de pesquisa aplicada fortemente orientado para a solução final; Constituir-se como o polo de transferência de tecnologia para a indústria portuguesa, promovendo o desenvolvimento de soluções de computação gráfica com um espectro alargado de aplicabilidade, conseguido pelo cruzamento das diferentes valências provenientes da grande rede INI-GraphicsNet com a expertise no campo aplicacional detida pela Universidade do Minho; Constituir-se como um Centro de Oportunidades para as empresas portuguesas, ao promover o intercâmbio de conhecimento e soluções entre a realidade e experiência nacionais, e as diferentes realidades nacionais que integram a rede INI-GraphicsNet, com especial relevância para a Alemanha, Estados Unidos da América, País Basco e Ásia (Singapura); Constituir-se como um agente incontornável do processo de construção da Sociedade de Informação em Portugal, através da transferência de soluções de computação gráfica para junto do cidadão comum, democratizando o acesso, produção e compreensão da informação em geral, contribuindo assim para a promoção de uma sociedade mais esclarecida. Assumir, à semelhança do que acontece com Portugal no âmbito da União Europeia, um papel de ponte de ligação com os países africanos e latino-americanos, nos campos da cooperação em I&DT e no desenvolvimento de aplicações, em especial naquelas em que a Computação Gráfica assuma papel marcante.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luis Almeida Luis +351253510580 luís.almeida@ccg.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


CRAT - CENTRO REGIONAL DE ARTES TRADICIONAIS

(CRAT)
RUA DA REBOLEIRA, 37
-
P-4050-000-(Desconhecida) Porto
-

Tel:+351223320201
Fax:223320076
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:06-12-2007 /

Text available in

O CRAT - Centro Regional de Artes Tradicionais é uma Associação privada de utilidade pública, sem fins lucrativos, cuja missão visa a promoção do estudo e divulgação das actividades e produtos das artes tradicionais em exercício na região Norte, bem como das versões inovadoras de tais técnicas, saberes e formas, com vista à sua expansão. Áreas de intervenção: Artes e ofícios tradicionais, património cultural, animação cultural, investigação e publicação na área das artes tradicionais, desenvolvimento regional.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Graça Ramos Graça +351223320201 gramos@crat.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


EGOR Management e Formação - Consultores para o Desenvolvimento Pessoal e Organi

(EGOR)
Edifício Amoreiras, Torre 1 - 4º Andar, Escr. 7Lisboa
-
P-1070-101-LISBOA Lisboa

Tel:+351213872018
Fax:213872028
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:22-06-2005 /

Text available in

EGOR MF, Empresa pertencente ao Grupo EGOR, constituída desde 1989. Integra uma equipa de Consultores profissionais no desenvolvimento de metodologias e técnicas avançadas no domínio da formação e desenvolvimento organizacional, acreditada pelo IQF em todos os domínios da formação. As nossas soluções são criadas de acordo com as necessidades específicas de cada cliente estando sustentadas por um conjunto de metodologias validadas, o que permite às organizações conseguirem encontrar uma solução à medida, definindo assim a estratégia adequada para as pessoas. Definir as competências comportamentais que a organização necessita para assegurar uma performance de sucesso, com recurso a ferramentas de diagnóstico amplamente testadas. Desenvolver metodologias de intervenção que nos permitam assegurar a melhoria da performance das pessoas, das equipas e das organizações. A Política de Qualidade da Egor Management e Formação assenta numa filosofia de orientação para o cliente, visando satisfazer as suas necessidades e expectativas, com respeito absoluto pelo cumprimento das normas. ÁREAS DE INTERVENÇÃO: DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS: - COMERCIAIS; - DE EQUIPA - PESSOAIS - DE GESTÃO E LIDERANÇA.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Nuno José Serra Cruz Nuno +351213872018 ncruz@egormanagement.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado

(FESETE)
Rua Clemente Menéres, 47-1.º
-
P-4050-201-PORTO Porto

Tel:+351226002377
Fax:226002164
Email:fesete@netcabo.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Trade Union
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:28-09-2004 /

Text available in

Como organização sindical sectorial que congrega os sindicatos filiados das ITVC, a Federação tem âmbito nacional e, como decorre dos seus estatutos (art.º 12.º), tem como objectivos, entre outros: - Coordenar dirigir e dinamizar a actividade sindical - Celebrar convenções colectivas de trabalho e participar na elaboração de outros instrumentos de regulamentação colectiva de trabalho; - Reclamar a aplicação e/ou renovação das leis de trabalho e das convenções colectivas de trabalho, na perspectiva da defesa dos interesses dos trabalhadores; - Prestar assistência sindical, jurídica ou outra, aos sindicatos filiados, bem como elaborar estudos e pareceres económicos sobre os problemas e situações do sector; - Participar, em colaboração com outras organizações sindicais, na gestão e administração de instituições de carácter social que visem satisfazer os interesses dos trabalhadores; - Intervir e participar activamente na modernização e reestruturação dos sectores e das empresas no sentido da defesa dos interesses dos trabalhadores e das populações em geral; - Participar na elaboração da legislação que diga respeito aos trabalhadores e ao sector, bem como no controlo da execução dos planos económico-sociais; - Participar nos organismos estatais directa ou indirectamente relacionados com o sector e de interesse para os trabalhadores; - Desenvolver os contactos e a cooperação com as organizações congéneres de outros países e a solidariedade entre os trabalhadores de todo o mundo, em particular do sector; - Promover iniciativas próprias ou em colaboração com outras associações sindicais e outras entidades públicas e privadas, com vista à formação profissional sindical, nomeadamente a orientação e formação de jovens para diversos empregos e de adultos, tornada necessária pela evolução técnica ou novas orientações do mercado de trabalho e reconversão profissional; - Apoiar e fomentar acções de reestruturação sindical, com vista ao reforço da organização e racionalização dos meios dos sindicatos e da Federação; - Apoiar e fomentar o exercício efectivo dos direitos fundamentais dos trabalhadores, nomeadamente o direito ao trabalho e à segurança no emprego, o direito às condições de trabalho justas, o direito a uma remuneração justa e actualizada que assegure um nível de vida familiar decente, o direito a salário igual para um trabalho de valor igual, o direito ao repouso e ao lazer e a uma redução progressiva do horário de trabalho, o direito à SHT, o direito à liberdade e à actividade sindical e das comissões de trabalhadores, o direito à greve, o direito à negociação colectiva, os direitos específicos das crianças, adolescentes e mulheres, o direito à orientação e formação profissional, o direito à segurança social e à protecção da saúde; - Coordenar e dirigir a participação sectorial nas instituições e iniciativas internacionais. A FESETE tem um vasto campo de intervenção que, entre outros, compreende o compromisso de contribuir para a



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Francisca Carvalho Vidal Pinto Maria +351226002377 francisca.vidal@netcabo.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho

(IDITE-MINHO)
Avª Dr. Francisco Pires Gonçalves, s/n.
-
P-4715-558-BRAGA Braga

Tel:+351253209300
Fax:253209301
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:29-09-2004 /

Text available in

A Génese O IDITE-Minho surgiu de uma iniciativa conjunta da Universidade do Minho (UM), da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e do Instituto de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI). A conjugação de interesses e de esforços destas instituições desenhou uma infra-estrutura tecnológica capaz de constituir uma verdadeira interface entre os centros de saber e as empresas, dando a estas o apoio imprescindível para o seu desenvolvimento. Os principais eixos de acção estabelecidos pelo IDITE-Minho são a transferência de tecnologia, desenvolvimento de novos produtos e processos, a investigação tecnológica aplicada, a formação avançada em novas tecnologias e a endogeneização do processo de inovação. O Posicionamento O IDITE-Minho possui uma vasta experiência no desenvolvimento de projectos em parceria com Empresas, Universidades, Infra-estruturas Tecnológicas e outras organizações, nacionais e estrangeiras. Uma vez que se dedicou a áreas tecnológicas muito recentes, o IDITE-Minho adoptou uma estrutura extremamente flexível, que lhe tem permitido ajustar-se continuamente aos curtos ciclos de vida das tecnologias. O IDITE-Minho conta com a colaboração a tempo inteiro de um alargado quadro multidisciplinar de técnicos superiores. A presença entre os sócios fundadores, da AIMinho, do INETI e da UM, e ainda a associação de empresas industriais e autarquias, assegura a definição de estratégias que venham não só resolver os reais problemas que afectam o tecido empresarial da região, mas sobretudo criar uma dinâmica sinérgica conducente à verdadeira competitividade da região. Integrando a Universidade e a Indústria, o IDITE-Minho coloca-se, assim, numa situação privilegiada para garantir, à sociedade em geral e aos empresários em particular, uma outra via de assegurar a modernização das suas empresas. Ao estabelecer esta ponte, acredita-se ter alargado o caminho que permitirá, através da colaboração, ultrapassar as dificuldades e atingir o sucesso. As Competências TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ELECTRÓNICA: • Visão Artificial; • Sistemas Embebidos; • Identificação Automática; • Robótica; • Sistemas de Informação Web; • Microtecnologias; • Redes Industriais; • Computação Móvel; • Segurança Informática. AMBIENTE: • Tecnologias Limpas; • Gestão Ambiental; • Análises e Ensaios. CONSTRUÇÃO: • Desenvolvimento de Novos Materiais; • Consultoria Técnica e Científica;



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Cláudia Sofia Pinto Martins Cláudia +351253209300 claudia@idite-minho.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


MUNICÍPIO DE GUIMARÃES

(MUNICIPIO DE GUIMARÃES)
Largo Cónego José Maria Gomes
-
P-4800-419-GUIMARÃES Guimarães

Tel:+351253421200
Fax:253515134
Email:geral@cm-guimaraes.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:22-06-2005 /

Text available in

Tem competências no âmbito do planeamento e do desenvolvimento; do apoio a actividades de interesse municipal, nomeadamente a participação do município em projectos e acções de cooperação descentralizada, no quadro da União Europeia e da Comunidade de Países de Língua Portuguesa; do recenseamento e fiscalização; manter a ligação com outros órgãos autárquicos e administrar o domínio público municipal. Intervém no âmbito do planeamento e desenvolvimento de actividades de interesse municipal de natureza social, cultural, desportiva, recreativa; no âmbito do planeamento e ordenamento do território; âmbito consultivo; licenciamento e fiscalização; relações com outros órgãos autárquicos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Paulo César Ribeiro Fernandes Paulo +351253421200 rede.social@cm-guimaraes.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


SOL DO AVE - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave

(SOL DO AVE)
Rua do Pombal, nº 386
-
P-4800-023-GUIMARÃES Guimarães

Tel:+351253512333
Fax:253512419
Email:soldoave@soldoave.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:22-06-2005 /

Text available in

A Sol do Ave tem como objectivo global, promover as actividades necessárias ao desenvolvimento integrado do Vale do Ave, através da: elaboração de estudos; realização de campanhas, seminários e conferências; realização e promoção de formação profissional; implementação de programas e projecto de âmbito económico, social e cultural; promoção da melhoria das condições de habitação; cooperação inter-regional e internacional; promoção da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres. A associação tem como áreas de intervenção principais: a promoção e desenvolvimento de formação profissional; a promoção e desenvolvimento de acções/projecto que visem o desenvolvimento social e a luta contra a pobreza e exclusão social; a promoção do desenvolvimento rural, através da gestão da IC LEADER+.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Marta de Abreu Coutada Marta +351253512333 administracao@soldoave.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

RE-START-RECURSOS MULTIMEDIA DE APOIO A RECONVERSAO E QUALIFICACAO NO ARTESANATO

Rationale

Text available in

- Revitalização do artesanato têxtil: 1)folklore ; 2) indumentária de luxo e 3) indumentária de uso habitual; Apresentar boas práticas no combate ao desemprego têxtil: interesse dos destinatários pelas actividades do projecto; Reforço de factores de “desenvolvimento profissional” de artesãos; Localização do projecto numa área geográfica bastante receptiva às actividades artesanais (trata-se de uma marca cultural); Interesse e apoio de entidades de desenvolvimento local. , - Baixa capacidade de iniciativa institucional e individual contra o desemprego têxtil; Desemprego têxtil crescente e com proporções muito elevadas na região do Vale do Ave;Acentuação de problemas associados à exclusão social causada pela ausência de oportunidades de inserção / integração profissional; Elevada taxa de feminização entre os desempregados;Desadequação entre o perfil procurado pelas empresas e o perfil dos desempregados;Baixos níveis de escolaridade; Baixos nível de qualificação e capacidade de empreendedorismo dos desempregados têxteis e dos artesãos.

dot Top


Objective

Text available in

O projecto Re-Start assenta nas seguintes ideias força: apoiar a reconversão e inserção profissional de desempregadas da Indústria Têxtil e do Vestuário; apoiar a reconversão e adaptabilidade de artesãs; Criar sustentabilidade para a actividade artesanal têxtil, focalizada na área da costura artesanal; criar dinâmicas de interacção entre os destinatários e os seus pares, organizações e actores estratégicos; testar modelos de formação inovadores e com forte envolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação; Criar processos de produção e produtos inovadores, contribuir para a recuperação e não desaparecimento de saberes associados à costura artesanal. Na concretização destes objectivos serão empreendidas as seguintes iniciativas: criação de uma infra-estrutura ou espaço de incubação; criação de ferramentas multimédia de apoio à formação, comercialização e disseminação do projecto; formação dos destinatários recorrendo a modelos inovadores; criação de uma marca e imagem; iniciativas de disseminação e comercialização e iniciativas para a promoção da sustentabilidade pós projecto.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics