IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 RHXXI - Recursos Humanos para o Séc. XXI ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : UERN-UNIÃO DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS DA REGIÃO NORTE
Other national partners : ASSOC INDUSTRIAL MINHO
ASSOCIAÇÃO UNIVERSIDADE - EMPRESA PARA O DESENVOLVIMENTO - TECMINHO
Associação Portuguesa dos Gestores e Técnicos dos Recursos Humanos
DIGITAL PARTNERS CONSULTADORIA PARA OS NEGOCIOS E PARA A GESTÃO LDA
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
NERBA - Núcleo Empresarial da Região de Bragança - Associação Empresarial
Universidade Católica Portuguesa
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Geographical - Other - NORTE 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-193 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :30-09-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- According to the diagnosis of necessities developed in action 1, the following indicators are considered to be the most relevant ones: 1. Companies: most of them show ITC competences in regard to the infrastructures, associates and use of the web, non-collaborative relationships; 2. Workers: most of them show ITC knowledge (user), access and use of the web, integration within the company and the team. , - According to the diagnosis of necessities developed in action 1, the following indicators are thought to be the most relevant ones: 1. Companies: most of them present gaps in terms of the digital presence, electronic business, information of clients, ITC human resources, promotion of formation in terms of ITC, electronic business and strategy. 2. Workers: most of them don’t master languages, don’t use specific technological equipment, don’t use collaborative tools, don’t feel to be fit for ITC, would like to contribute more to the company though without increasing autonomy, a great part of them never attended formative sessions at distance.

dot Top


Objective

Text available in

Starting from the acquired experiences in former projects and aiming at giving them an increased value, the project aims the development of auto-diagnostic methodologies liable to determine the present positioning of the SMEs and workers within the digital economy and to determinate diferent actions and formative courses which enable the competitiveness of companies and the maintenance of employment and of human capital by means of the adaptability to new information technologies and communication (ITC), or from a wider point of view which includes profiles adequate to the so-called society of information and knowledge. At the same time, it pretends to stimulate and deepen dynamics in terms of e-learning and formation at distance, whose supply and demand still present considerable gaps. The project will be structured in specific activities beside management activities of the project, auto-evaluation and review of the competences shown in the development of a pilot experience (which implies the conception and testing of the auto-diagnostic instruments), realisation of sessions to prepare agents with specific competences for the digital economy (intended to develop and sensitize the organisation staff in terms of the entrepreneurial involvement which enables the use of the instruments), development of workshops (aiming at presenting publicly the produced outputs and experimenting moments with entrepreneurial managers and their respective associates), conception of the contents of e-learning, creation of a web site specific to the project called the site of knowledge and realisation of formative sessions at distance.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling ***
Training **
Training on work place **
Training of teachers, trainers and staff **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes ****

Type of innovation Rating
Process-oriented ****
Goal-oriented ***
Context oriented ***

dot Top


Budget Action 2

500 000 – 1 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  0.0%  0.0% 
Employed  28.7%  18.4% 
Others (without status, social beneficiaries...)  23.4%  29.5% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  52.1%  47.9% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  52.1%  47.9% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  52.1%  47.9% 
  100.0% 
 
< 25 year  1.3%  1.1% 
25 - 50 year  49.0%  42.9% 
> 50 year  1.9%  3.8% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship *
Age *
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
4533 Partnership in Action for Equality in Europe. ES ES20040281
PL 82

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


Networking

 Interest in networking

Text available in

.CEC – Conhece o produto por contactos institucionais com a UERN, com um duplo papel, enquanto entidade formadora e apropriadora pretende assimilar o produto na integra para o desenvolvimento interno de competências. Enquanto disseminador o CEC é constituído por todas as assoc. empresariais representativas da região centro, tendo todo o interesse em proceder à sua disseminação pois considera uma mais valia para as suas associadas, empresas e colaboradoras/es da região. Como parceiro na região Centro, é co-responsabilizado pela constituição e formação de uma rede agentes e acompanhamento dos resultados obtidos pelos mesmos no terreno, assim como intensificar a incorporação directa do produto junto de alguns destinatários finais. ADRAL – Conhece o produto por contactos institucionais com a UERN, enquanto entidade formadora apresenta os mesmos interesses do CEC, embora para o Alentejo, o seu papel em termos de actividades é idêntico ao supra mencionado para o CEC, podendo no entanto ser mais alargado a outra tipologia de organizações, facto que conjugado com o público alvo do projecto poderá reflectir-se em valor acrescentado para o produto, nomeadamente ao nível de possíveis melhorias que se possam vir a introduzir. UERN - Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade de Coordenação do mesmo na acção 2. Uma vez em que a UERN é na prática uma rede regional de Associações constitui um parceiro estratégico na disseminação, mediação da utilização e incorporação do produto quer junto das suas associadas e outras entidades na região norte, quer junto dos parceiros. UCP - Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade da avaliação e balanços de competências (actividade com um bom posicionamento a nível nacional) na acção 2, representando relevância para proceder à avaliação da acção 3. NERBA – Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade da Formação de Agentes, apresentando relevância no processo de formação de novos agentes. Existem outros utilizadores que não fazendo parte da parceria formal de disseminação funcionarão como disseminadores e incorporadores do produto, nomeadamente: - IAPMEI – Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno do produto e externo para a rede de consultores com ligação às empresas. - IEFP – Programa REDE – Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno do produto e externo para a rede de consultores do rede com ligação às empresas. - CEFA - Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno dos Associados, nomeadamente no tocante ao produto, à Metodologia e formação do SDC. A forma como o produto se apresenta parece-nos de fácil apropriação e disseminação pelos utilizadores, podendo acontecer numa 1ª fase de forma mais formal e numa 2ª fase mais informal. Para potenciação destes utilizadores e incorporadores contribui de forma decisiva a rede de relações que cada um dos parceiros possui, que se pretende envolver directamente no processo de forma a potenciar a criação de externalidades.

 Events

Text available in

.CEC – Conhece o produto por contactos institucionais com a UERN, com um duplo papel, enquanto entidade formadora e apropriadora pretende assimilar o produto na integra para o desenvolvimento interno de competências. Enquanto disseminador o CEC é constituído por todas as assoc. empresariais representativas da região centro, tendo todo o interesse em proceder à sua disseminação pois considera uma mais valia para as suas associadas, empresas e colaboradoras/es da região. Como parceiro na região Centro, é co-responsabilizado pela constituição e formação de uma rede agentes e acompanhamento dos resultados obtidos pelos mesmos no terreno, assim como intensificar a incorporação directa do produto junto de alguns destinatários finais. ADRAL – Conhece o produto por contactos institucionais com a UERN, enquanto entidade formadora apresenta os mesmos interesses do CEC, embora para o Alentejo, o seu papel em termos de actividades é idêntico ao supra mencionado para o CEC, podendo no entanto ser mais alargado a outra tipologia de organizações, facto que conjugado com o público alvo do projecto poderá reflectir-se em valor acrescentado para o produto, nomeadamente ao nível de possíveis melhorias que se possam vir a introduzir. UERN - Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade de Coordenação do mesmo na acção 2. Uma vez em que a UERN é na prática uma rede regional de Associações constitui um parceiro estratégico na disseminação, mediação da utilização e incorporação do produto quer junto das suas associadas e outras entidades na região norte, quer junto dos parceiros. UCP - Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade da avaliação e balanços de competências (actividade com um bom posicionamento a nível nacional) na acção 2, representando relevância para proceder à avaliação da acção 3. NERBA – Apresenta um conhecimento profundo do projecto e do produto na medida em que assumiu a responsabilidade da Formação de Agentes, apresentando relevância no processo de formação de novos agentes. Existem outros utilizadores que não fazendo parte da parceria formal de disseminação funcionarão como disseminadores e incorporadores do produto, nomeadamente: - IAPMEI – Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno do produto e externo para a rede de consultores com ligação às empresas. - IEFP – Programa REDE – Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno do produto e externo para a rede de consultores do rede com ligação às empresas. - CEFA - Pela disseminação e incorporação do produto a nível Nacional, prevendo-se uma incorporação ao nível interno dos Associados, nomeadamente no tocante ao produto, à Metodologia e formação do SDC. A forma como o produto se apresenta parece-nos de fácil apropriação e disseminação pelos utilizadores, podendo acontecer numa 1ª fase de forma mais formal e numa 2ª fase mais informal. Para potenciação destes utilizadores e incorporadores contribui de forma decisiva a rede de relações que cada um dos parceiros possui, que se pretende envolver directamente no processo de forma a potenciar a criação de externalidades.

 Products

N.C.

Last update: 30-09-2005 dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
UERN-UNIÃO DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS DA REGIÃO NORTE Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
ASSOC INDUSTRIAL MINHO
ASSOCIAÇÃO UNIVERSIDADE - EMPRESA PARA O DESENVOLVIMENTO - TECMINHO
Associação Portuguesa dos Gestores e Técnicos dos Recursos Humanos
DIGITAL PARTNERS CONSULTADORIA PARA OS NEGOCIOS E PARA A GESTÃO LDA
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
NERBA - Núcleo Empresarial da Região de Bragança - Associação Empresarial
Universidade Católica Portuguesa

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: Será constituído um fórum para a gestão do projecto, composto por um representante de todos os membros da Parceria – interlocutores, coordenadores ou ambos, visando quer a presença do responsável pelas actividades, como a do responsável pelo mainstream – a reunir periodicamente, de dois em dois meses, em sede de Comissão de Acompanhamento. A Comissão de Acompanhamento será presidida pela UERN, que assegurará a sua gestão, repartida com um Relator rotativo nomeado por cada Parceira, formalismo que não deve inibir um trabalho em rede, de cooperação e co-responsabilização, visando tão só um melhor formato organizativo e não hierárquico. Das Comissões de Acompanhamento será lavrada respectiva acta, redigida pelo Relator em exercício, a aprovar por todos os membros presentes. As Comissões de Acompanhamento serão, a par da análise da boa execução das actividades, momentos privilegiados de auto-avaliação e balanços de competências (sem prejuízo da mais vasta abrangência destas actividades). Face à necessidade que determinadas actividades apresentam na convergência de conhecimentos específicos de determinadas Parceiras, a transferir conjuntamente para aquelas actividades, serão criados fóruns específicos, a reunir com a frequência necessária para a respectiva execução. O funcionamento do projecto será regulado por Tableaux de Bord, já concebidos, contendo as diferentes actividades e sub-actividades, respectivo indicador de execução, desvio ao indicador, data prevista para a execução, desvio à data prevista para a execução, data real de execução, responsável ou responsáveis pela execução e um campo final com orientações de gestão. Apesar da definição concreta de actividades e indicadores concretos por parceiros, são previstos no projecto momentos de comunhão nas actividades que proporcionem maior interacção, de forma a que se alcance um conhecimento e experiência vividas. 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): As decisões serão tomadas, regra geral, por maioria, no tocante ao desenvolvimento corrente das actividades do projecto, e, excepcionalmente, por unanimidade, tratando-se de propostas de modificações que contendam com a estrutura planeada do mesmo. A UERN terá, nas deliberações, voto de qualidade, usado, se necessário, em situações de impasse. As decisões serão tomadas pelos interlocutores indicados para cada Parceira ou pelos coordenadores afectos, em sede de Comissão de Acompanhamento, a realizar periódica (dois em dois meses) e rotativamente por Parceira, a registar em acta, sem prejuízo da assunção de formatos decisórios mais informais, designadamente através de correio electrónico e através da página internet do projecto. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): Para além do já aludido no tocante aos tableaux de bord e actas, que serão do conhecimento e aprovação de todos os Parceiros, a informação será produzida através da circulação de todos os documentos relevantes, preferencialmente sempre efectuada via digital. O correio electrónico será o meio privilegiado de comunicação entre os Parceiros, assim como o website, designadamente ao nível da visualização dos outputs produzidos e Fórum que será desenvolvido enquanto funcionalidade dessa página. 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


UERN-UNIÃO DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS DA REGIÃO NORTE

(UERN)
RUA DO CASTELO, Nº 15 - 3º - APART. 14
-
P-4710-000-(Desconhecida) Braga

Tel:+351253261877
Fax:253261878
Email:luiscastilho@uern.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:07-09-2004 /

Text available in

A União das Associações Empresariais da Região Norte (UERN) constitui uma plataforma de cooperação associativa criada em 12 de Junho de 1991, com o objectivo de assumir o papel de Conselho aglutinador das diferentes formas associativas empresariais regionais, no espaço da Região Norte (Região Plano/NUT II). Constitui seu objecto identificar e analisar questões que se relacionem com o desenvolvimento das suas Associadas e das empresas nelas filiadas, nos domínios económico, organizativo, comercial, técnico, tecnológico, associativo e cultural, definindo políticas estratégicas com vista à prossecução de um desenvolvimento regional integrado. Laborando com uma rede de 22 Associações, a UERN assume-se como um motor de cooperação activa em todos os sectores da vida sócio-económica nacional e, em especial, no contexto do desenvolvimento regional integrado do espaço intra-comunitário. Por sua vez todas as Associações na rede UERN constituem o suporte dos milhares de empresários das respectivas regiões, quer através da representatividade inerente às próprias estruturas e apoio técnico permanente, quer através da promoção de recepções, seminários, conferencias e missões empresariais, nacionais e internacionais, participação em feiras e exposições. O envolvimento e ligação institucional da UERN e Associações com as demais estruturas regionais e nacionais (departamentos estatais, universidades, centros tecnológicos, centros de investigação e desenvolvimento, entre outros) são de igual forma relevantes, assumindo um caracter de cooperação e partenariado permanentes e integrante da sua filosofia de desenvolvimento. A estratégia desenvolvida pela UERN, caracterizada pelo seu empenho na gestão, por um lado, de projectos em regime de protocolo com o estado (RIME e SIPIE), e, por outro, de candidaturas formuladas no âmbito do QCA II e III, essencialmente vocacionados para a promoção do desenvolvimento regional e local e apoio a micro e pequenas empresas, a par da sua própria filosofia de fórum de discussão regional, proporcionou-lhe uma imagem que lhe permite o reconhecimento nestas matérias, quer pela qualidade dos desempenhos apresentados, quer pela própria estrutura que a caracteriza. A União, vem, contudo, assumindo um novo ciclo na vida da Instituição, traduzido num momento de consolidação das posições alcançadas, reforçando, por um lado, aquela estratégia, e adaptando-se, por outro, às novas realidades e exigências económicas e empresariais, forma de participar num desenvolvimento regional equilibrado. É face aos paradigmas da Sociedade da Informação e do Conhecimento que a UERN, mormente por constituir uma estrutura em rede, se assume enquanto um interlocutor privilegiado para dinamizar estas novas realidades, logrando, desde logo, pela sua natureza, mobilizar a envolvente e o tecido empresarial da região norte, com vista à dinamização, num sistema integrado, da Economia Digital. É desde já o que sucede com a credenciação da UERN pelo Ministério da



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
António Correia Rocha António +351253261877 antoniorocha@uern.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


ASSOC INDUSTRIAL MINHO

(AIM)
Rua Dr. Francisco Pires Gonçalves, 45
-
P-4700-000-(Desconhecida) Braga

Tel:+351253202500
Fax:253276601
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:07-09-2004 /

Text available in

A AIMinho é uma Associação Empresarial de base regional, com estatuto de pessoa colectiva de direito privado de utilidade publica sem fins lucrativos. Criada em 1975, como Associação Empresarial multisectorial, a AIMinho tem a sua origem no Grémio das Indústrias Metalúrgicas e Metalomecânicas do Distrito de Braga. Com sede em Braga, a actividade da AIMinho estende-se por uma área geográfica que abrange as sub-regiões NUT III Minho-Lima, Cávado, Ave e parte do Tâmega (concelhos de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto). A sua intervenção é desenvolvida a partir de uma rede de serviços localizada em zonas de forte índice de industrialização ou em locais onde existe carência de serviços de apoio à actividade empresarial: Braga, Barcelos, Guimarães, Viana do Castelo, Vila Nova de Famalicão, Ponte Lima, Valença. MISSÃO Para além da sua função representativa, a AIMinho desempenha um papel activo, como parceiro do desenvolvimento regional e é hoje, por excelência, um centro prestador de serviços técnicos em áreas nucleares da actividade empresarial. A Missão da Associação Industrial do Minho é “ser uma associação empresarial regional, intervindo activamente nos fora regionais, nacionais e internacionais, por forma a criar as condições mais favoráveis à iniciativa empresarial, contribuindo desta forma para o desenvolvimento económico, social e cultural da região.” OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS Tendo por orientação a sua missão, a AIMinho estabeleceu os seus objectivos, orientados pelos seguintes vectores de intervenção estratégica: Promoção da Região/País e Internacionalização da Economia Inovação e Produtividade, Cooperação Empresarial e Empreendedorismo.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Nuno Martins Nuno +351253202500 nmartins@aiminho.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


ASSOCIAÇÃO UNIVERSIDADE - EMPRESA PARA O DESENVOLVIMENTO - TECMINHO

(-)
UNIVERSIDADE DO MINHO - CAMPUS DE AZURÉM
-
P-4800-058-GUIMARÃES Guimarães
-

Tel:+351253510590
Fax:253510591
Email:mneves@tecminho.uminho.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:21-05-2007 /

Text available in

A TecMinho é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 1990, tendo tido como promotores a Universidade do Minho e a Associação dos Municípios do Vale do Ave. Tem como missão fundamental constituir-se como uma estrutura de interface daquela universidade, promovendo a sua ligação à sociedade, contribuindo assim para o desenvolvimento regional, através da melhoria de competitividade das organizações e aumento das competências das pessoas. A estratégia de intervenção, enquanto estrutura de interface Universidade-Sociedade, baseia-se fundamentalmente: -na promoção da inovação e desenvolvimento de novas técnicas/tecnologias e respectiva transferência para as empresas; -na promoção de projectos de I&DT; -no apoio técnico a empresas na orientação e execução de projectos de desenvolvimento; -na difusão de informação científica e técnica; -no desenvolvimento de actividades de formação contínua e de desenvolvimento organizacional; -no apoio à criação de novas empresas, sobretudo do tipo de spin-offs académicos. São três as grandes linhas de actuação desenvolvidas pela TecMinho: -Formação Contínua, promovendo a transferência de conhecimentos entre a universidade e as empresas e a sociedade/instituições, através da formação ao longo da vida. -Transferência de Tecnologia, estimulando a promoção da inovação e desenvolvimento de novas tecnologias e sua transferência para as empresas. -Empreendedorismo Universitário, incentivando o espírito empresarial nos meios académicos de forma a originar, a partir deles, a criação de novos negócios e novas empresas.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Augusta Silva Dias Ana +351253510590 anadias@tecminho.uminho.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Associação Portuguesa dos Gestores e Técnicos dos Recursos Humanos

(APG)
Avª António Augusto de Aguiar, nº 106 - 7.º
-
P-1050-019-LISBOA Lisboa

Tel:+35121352 27 17
Fax:21352 27 13
Email:global@apg.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:24-09-2004 /

Text available in

A Associação Portuguesa dos Gestores e Técnicos dos Recursos Humanos (APG), foi fundada em 1964, então com o nome de Associação Portuguesa dos Directores e Chefes de Pessoal. É uma associação profissional com fins culturais e científicos, não lucrativos, reconhecida pelo governo português como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública. Tem por objecto estudar, aperfeiçoar e divulgar os princípios, métodos e técnicas de planeamento, formação e gestão dos recursos humanos, com vista à valorização dos seus sócios, ao desenvolvimento e aperfeiçoamento da FUNÇÃO PESSOAL nas organizações e ao estudo e análise das políticas sociais, nomeadamente em matérias de emprego e formação profissional. Actualmente possui cerca de 1 500 sócios divididos por sócios efectivos (profissionais), colectivos (empresas e organizações públicas e privadas) e aderentes (estudantes universitários). Congrega pessoas que se dedicam à gestão de pessoal ou exercem funções de chefia ou especializadas nesta área, nomeadamente Directores de Recursos Humanos, Chefes de Pessoal, Administradores de empresas de vários sectores, assim como formadores, consultores e estudantes universitários de vários cursos (Gestão de Recursos Humanos, Psicologia do Trabalho, Sociologia), entre outros. Promove o intercâmbio de experiências, realiza acções de formação profissional na área dos Recursos Humanos, organiza e participa em seminários, conferências e debates em matérias relevantes da Gestão de Recursos Humanos e Formação. Através de grupos de trabalho organizados no seio da própria associação ou integrada em grupos de trabalho de outras organizações internacionais tem desenvolvido estudos em diversos domínios da Gestão de Recursos Humanos. Edita e/ou patrocina livros e outras edições relacionadas com a Gestão dos Recursos Humanos e Formação. Desde 1966 que assegura e divulga a revista especializada PESSOAL dirigida a todos os sócios e ao público em geral com interesse na área dos Recursos Humanos. Tem uma periodicidade mensal. Edita ainda a sua "newsletter" PESSOALMENTE, de periodicidade bimestral. Possui um Gabinete Jurídico-Laboral de apoio aos associados individuais. Integra uma Rede Nacional de Centros de Recursos em Conhecimento, a qual possui 46 CRC’s, espaços de partilha de conhecimento e de disseminação de saberes inovadores na área da formação, disponibilizando informação científica e técnica. Tem contactos internacionais com organizações congéneres de todo o mundo com as quais troca experiências, publicações, obtenção continuada de informação sobre a Gestão de Recursos Humanos nos diversos países/continentes e condições especiais de participação em congressos e outros eventos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Jorge Marques Jorge +351213522717 vitor.carvalho@apg.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


DIGITAL PARTNERS CONSULTADORIA PARA OS NEGOCIOS E PARA A GESTÃO LDA

(DP)
Rua Brito Capelo, nº 663 - 1º Esq.
-
P-4450-075-MATOSINHOS Matosinhos

Tel:+351229351076
Fax:229352192
Email:contact@digitalpartners.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:24-09-2004 /

Text available in

A Digital Partners é uma empresa que, para além da elaboração, desenvolvimento e acompanhamento de projectos de implementação de tecnologias nos processos das empresas, desenvolve um conjunto de serviços especializados na produção e disseminação de conhecimento sobre a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), nomeadamente nas áreas de: - Estudos/Research: Desenvolvimento de estudos e ferramentas de apoio à decisão (diagnósticos e planos de acção) relacionadas com a integração das TIC, e em especial das tecnologias Internet, nos processos de negócio. - Consultoria e Implementação de soluções de Tecnologias de Informação e Comunicação: Prestação de um serviço “chave na mão” de consultoria e implementação de soluções TIC, especialmente orientado para apoiar as empresas ao longo do ciclo de vida dos projectos. - Formação: Desenvolvimento de programas de formação e de conteúdos de auto-formação orientados para gestores e quadros de empresas. A Digital Partners tem como missão contribuir para um melhor alinhamento entre a utilização das TIC e os objectivos de negócio, gerando um impacto positivo no retorno do investimento destes projectos e nos factores de competitividade dos seus clientes. Para assegurar a qualidade e inovação das suas soluções a Digital Partners investe grande parte dos seus recursos no desenvolvimento de projectos de investigação com parceiros comunitários e na participação e apresentação de resultados nos principais fóruns internacionais na área das TIC. Das participações mais recentes, destacam-se as seguintes: • “EUROMA 2004”, 2004, no INSEAD em Fontainebleau; • eBeW (e-business & e-work) 2003”, em Bolonha; • “Mobile Business 2003” em Viena; • "eBRF (e-business research forum) 2002”, em Tampere na Finlândia; • “eBeW (e-business & e-work) 2002”, em Praga; • “IST 2002”, em Copenhaga; • “ClusterIneo 2002”, projecto promovido pelo Consorcio Zona Franca de Vigo e financiado pela União Europeia, pelo IGAPE e pelo Ministério da Economia Espanhol. Projectos de referência: • “Riat TeamNet” (2003/2004) – Projecto promovido pela UERN, que envolveu apoio e consultoria no negócio electrónico a 200 PMEs da NUT2 Norte pertencentes a três clusters (TIC, Transportes e Logística e Serviços às empresas). • “Cluster TIC do Minho” (2003) – Projecto desenvolvido para a Associação Industrial do Minho, que incluiu a elaboração de um Estudo de Caracterização e Recomendações para o Desenvolvimento sector TIC do Minho. • “EcoNet” (2002/2003): projecto de formação, com uma forte componente de e-learning, que envolveu quadros de PMEs, em três regiões da zona norte de Portugal. • “E-Marketplaces – Estratégias de Selecção de Portais B2B” (2002): projecto de investigação desenvolvido, em parceria com a EGP-Universidade do Porto, para o IAPMEI (que envolveu mais de 35 organizações, em Portugal). Destaca-se, na área dos estudos, o projecto “E-Marketplaces – Estratégias de Selecção de Portais B2B”, que ainda hoje co



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Aires Silva Aires +351229351076 adsilva@digitalpartners.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho

(IDITE-MINHO)
Avª Dr. Francisco Pires Gonçalves, s/n.
-
P-4715-558-BRAGA Braga

Tel:+351253209300
Fax:253209301
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:17-09-2004 /

Text available in

A Génese O IDITE-Minho surgiu de uma iniciativa conjunta da Universidade do Minho (UM), da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e do Instituto de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI). A conjugação de interesses e de esforços destas instituições desenhou uma infra-estrutura tecnológica capaz de constituir uma verdadeira interface entre os centros de saber e as empresas, dando a estas o apoio imprescindível para o seu desenvolvimento. Os principais eixos de acção estabelecidos pelo IDITE-Minho são a transferência de tecnologia, desenvolvimento de novos produtos e processos, a investigação tecnológica aplicada, a formação avançada em novas tecnologias e a endogeneização do processo de inovação. O Posicionamento O IDITE-Minho possui uma vasta experiência no desenvolvimento de projectos em parceria com Empresas, Universidades, Infra-estruturas Tecnológicas e outras organizações, nacionais e estrangeiras. Uma vez que se dedicou a áreas tecnológicas muito recentes, o IDITE-Minho adoptou uma estrutura extremamente flexível, que lhe tem permitido ajustar-se continuamente aos curtos ciclos de vida das tecnologias. O IDITE-Minho conta com a colaboração a tempo inteiro de um alargado quadro multidisciplinar de técnicos superiores. A presença entre os sócios fundadores, da AIMinho, do INETI e da UM, e ainda a associação de empresas industriais e autarquias, assegura a definição de estratégias que venham não só resolver os reais problemas que afectam o tecido empresarial da região, mas sobretudo criar uma dinâmica sinérgica conducente à verdadeira competitividade da região. Integrando a Universidade e a Indústria, o IDITE-Minho coloca-se, assim, numa situação privilegiada para garantir, à sociedade em geral e aos empresários em particular, uma outra via de assegurar a modernização das suas empresas. Ao estabelecer esta ponte, acredita-se ter alargado o caminho que permitirá, através da colaboração, ultrapassar as dificuldades e atingir o sucesso. As Competências TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ELECTRÓNICA: • Visão Artificial; • Sistemas Embebidos; • Identificação Automática; • Robótica; • Sistemas de Informação Web; • Microtecnologias; • Redes Industriais; • Computação Móvel; • Segurança Informática. AMBIENTE: • Tecnologias Limpas; • Gestão Ambiental; • Análises e Ensaios. CONSTRUÇÃO: • Desenvolvimento de Novos Materiais; • Consultoria Técnica e Científica;



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Cláudia Martins Cláudia +351253209300 claudia_pw@idite-minho.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


NERBA - Núcleo Empresarial da Região de Bragança - Associação Empresarial

(NERBA)
Alto das Cantarias, Saída Sul - Apartado 171
-
P-5300-107-BRAGANÇA Bragança
-

Tel:+351273304630
Fax:273312018
Email:nerba@nerba.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALTO TRAS-OS-MONTES
Date of joining / leaving:07-11-2007 /

Text available in

.O Nerba - Núcleo Empresarial da Região de Bragança - Associação Empresarial constitui uma Associação Empresarial sem fins lucrativos de âmbito distrital e que tem por objectivo a promoção do desenvolvimento das actividades económicas no respectivo distrito nos domínios técnico, económico, comercial, associativo e outros e assegurar aos seus associados uma crescente participação nas decisões e nos programas que com essas actividades se relacionem. Na sequência da dinamização do associativismo regional, implementado pela Associação Industrial Portuguesa, surge em 31 de Janeiro de 1985 o Nerba-Núcleo Empresarial do Distrito de Bragança, com o objectivo último de dinamizar e apoiar a actividade Associativa na Região, bem como contribuir para um harmonioso desenvolvimento regional. O Nerba-Ae exerce a sua acção nos termos dos seus Estatutos, a nível dos doze Concelhos do Distrito de Bragança, intervindo não só no apoio directo dos seus associados, como também tomando iniciativas em todas as questões que se prendem com o desenvolvimento regional, a promoção e dignificação do sector empresarial. A sua acção nas duas grandes áreas - apoio associativo e promoção de desenvolvimento - tem sido orientada em torno de vectores preferenciais: Qualificação dos Recursos Humanos, Apoio Empresarial, Feiras e Exposições e Cooperação. Por isso, seleccionamos como prioridades para os próximos 6 anos: a Inovação e Desenvolvimento Tecnológico a Qualificação e Empreendedorismo, a Internacionalização e a Cooperação.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Helena Alexandra Guerra Afonso Videira Helena +351273304630 hvideira@nerba.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Universidade Católica Portuguesa

(UCP)
Palma de Cima
-
P-1649-023-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351217265817
Fax:217260546
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-11-2007 /

Text available in

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) promove a sua intervenção no projecto através do Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada (CEGEA). O CEGEA constitui um centro de investigação aplicada nos domínios da Economia e da Gestão, localizado no Centro Regional do Porto da UCP. A prestação de serviços de assessoria a empresas, associações empresariais, instituições públicas e organismos internacionais suporta muita da actividade do Centro, sem prejuízo dos programas de investigação próprios, suportados por financiamento nacional e comunitário, também desenvolvidos em colaboração com outros centros de investigação, nacionais e internacionais. Missão e Objectivos O CEGEA coloca as capacidades de investigação dos docentes da Faculdade de Economia e Gestão (FEG) ao serviço da comunidade. As capacidades próprias do CEGEA e da FEG são, como se referiu, reforçadas pela proximidade a outros centros de investigação, nacionais e internacionais. Graças à sua estreita ligação com a FEG, o CEGEA tem a possibilidade de responder a solicitações nos diversos domínios científicos da Economia e Gestão. No entanto, como é possível verificar nas listagens de projectos em curso e concluídos, inserida no seu website, a sua intervenção tem incidido primordialmente na Economia Industrial, na Economia Regional, na Economia e Negócio Internacional, na Economia do Ambiente e dos Recursos Naturais. Embora tal não constitua uma restrição à sua intervenção, o CEGEA tem um particular interesse por temáticas relevantes para o meio em que se insere, nomeadamente para o Norte de Portugal. A ligação ao Instituto de Educação da UCP, sustentada, aliás, pelo próprio coordenador geral das actividades indicado para o projecto, garantirá o know how necessários às áreas do e-Learning e avaliação, assim como às temáticas da gestão da informação e do conhecimento. Endereço web: http://www.porto.ucp.pt/



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Eduardo Luís Cardoso Eduardo +351225580071 elcardoso@esb.ucp.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

RHXXI - RECURSOS HUMANOS PARA O SEC. XXI

Rationale

Text available in

- De acordo com o Diagnóstico de Necessidades desenvolvido na acção 1, consideram-se os seguintes indicadores mais relevantes: 1. Empresas: maioria denota capacidade TIC do ponto de vista das infra-estruturas, acesso e utilização web, relações colaborativas não digitais; 2. Trabalhadores: maioria denota conhecimentos TIC (utilizador), acesso e utilização web, integração na empresa e equipa., - De acordo com o Diagnóstico de Necessidades desenvolvido na acção 1, consideram-se os seguintes indicadores mais relevantes: 1. Empresas: maioria das empresas denota lacunas ao nível da presença digital, negócio electrónico, informação de clientes, RH TIC, promoção da formação TIC/negócio electrónico e estratégia; 2. Trabalhadores: maioria não tem conhecimentos de línguas, não utiliza equipamentos tecnológicos específicos, não acede a ferramentas colaborativas, não se sente apto do ponto de vista TIC, desejariam dar mais de si à empresa, embora sem acréscimo de autonomia; grande maioria nunca frequentou acções de formação a distância.

dot Top


Objective

Text available in

Partindo da experiência adquirida em projectos anteriores, e visando dar-lhes valor acrescentado, o projecto visa, grosso modo, desenvolver metodologias de auto-diagnóstico susceptíveis de determinar o posicionamento actual das PME, por um lado, e dos seus colaboradores e colaboradoras, por outro, na economia digital, bem como determinar acções e percursos formativos/profissionais que visabilizem quer a manutenção da competitividade das empresas, quer o desenvolvimento e manutenção da empregabilidade e do capital humano, seja pela adaptabilidade às novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), seja de um ponto de vista mais vasto, que abranja os perfis adequados à denominada sociedade da informação e do conhecimento. Paralelamente, pretende igualmente estimular e aprofundar as dinâmicas ao nível do e-learning e formação a distância, cuja oferta e procura apresentam ainda consideráveis lacunas. O projecto será estruturado em actividades específicas, a par das actividades de gestão do projecto, auto-avaliação e balanços de competências, que se traduzem no Desenvolvimento de Experiência Piloto – que implica a concepção e teste dos instrumentos de auto-diagnóstico -, a realização de Sessões de Preparação de Agentes de Competência Especializada para a Economia Digital - destinadas à formação e sensibilização de quadros de organizações na envolvente empresarial que potenciem o uso dos intrumentos -, Desenvolvimento de Workshops - com vista à apresentação pública dos outputs produzidos e momentos de experimentação com gestoras e gestores de empresas e respectivos colaboradores e colaboradoras -, Concepção de Conteúdos de e-learning, criação de website específico do projecto, denominado Portal do Conhecimento, e realização de acções de Formação a Distância.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics