IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Sistema de Auto-Formação e Treino para Adaptabilidade - SAFTA ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE
Other national partners : ATP - ASSOCIAÇÃO TÊXTIL E VESTUÁRIO DE PORTUGAL
Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção
I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
JFV - Têxteis, Lda
MALHAS SONIX, S.A.
TRL - Têxteis em Rede, Lda
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-244 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :05-12-2002 
Last update :06-02-2007 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

Why this project? The last decades of the XX century, brings a scenario of great technological transformations characterized by the substitution of rigid/standard production cycles (mass production and consume with standard products and small diversity) for more flexible production cycles and markets (production of a high diversity of products with very shorter leading and delivery times.) This new reality, increases the complexity of the productive system, making more difficult the up-grade of competences of workers and leadership as well as the decision-making process. On the other hand, the equipment is more and more automatized, requiring skills on ICTs (information and communication technologies) and new technologies. This reality is confirmed by the study developed by INOFOR - Institute For The Innovation in Training (EWON Brochure, December 2000) " The new professional profiles of production are necessarily based on more wide and demanding know-how in several steps of the productive process, work preparation, quality control, interaction with technologies, machines tuning and health and safety. These new profiles are also based on a higher theoretical know-how, concerning raw materials, processes, technologies and textile products,..., They are supported on new social and relational knowledge, such as the capacity of, communicating and doing team work, taking decisions and fitting to diverse work situations and continuous learning ." The technological surveillance in the clothing-manufacturing field has been studied and characterized in several projects in which CITEVE has been involved, either as a partner or as a promoter. The knowledge of the clothing manufacturing area (acquired during 10 years of permanent contact with productive companies) inherent to a Technological Centre specifically oriented to the textile and clothing sector and the experience, also as a training institution, allowed CITEVE to develop and consolidate "intelligence" on this domain, having now the aptitude and skill to develop, in partnership with the other members of the PDA, an innovative, attractive and efficient tool, capable of respond to the workers and companies needs. This project is not exclusively oriented to one kind of sewing manufacturing, since the developed concepts can be applied in all types of sewing-manufacturing and easily adapted to the foot-wear and leather-goods sector, due to the process similarity. External Environment The clothing-manufacturing sector is one of the main parts of the Portuguese industrial tissue, being responsible for almost 16% of the employment and for more than 6% of the gross added value of the manufacturing industries. It's composed by 12.000 companies (including one person companies), according figures of the INE (National Statistic Institute) for 1996. The sector is highly concentrated on the north region and is responsible for a relevant part of the investment, assuming "per si" more than Þ of the increases on fixed corporeal within the manufacturing industry. According to INE figures, the clothing-manufacturing sector achieved on 1996 a turnover of more than 3510 million Euros. Despite the fact of the Portuguese sector, being in the sixth position on the EC, concerning clothing production, the productivity of the national companies is low when compared with companies of the European Community: To produce 3,9% of the total of the EC, the Portuguese companies need to use 13.7 % of the total employment in the sector within the EC. In 1996 the productivity of the Portuguese Clothing Sector, measured through Gross Added Value/Employment Volume, was only 43.4% of the average value of the national transforming industry. In comparison with other OCDE countries, the productivity of the Portuguese Clothing Sector is also one of the lowest. The issue of productivity is closely connected to the sector structure. The average dimension of companies is extremely small, (only 1.6% of the companies has a turnover above 5 million Euros) Pprofile and needs of the final target groups and organizations Target Groups: Sewing workers and other workers from clothing manufacturing companies; long and short time unemployed workers; unemployed workers from other sectors; Organizations: Clothing manufacturing companies Profile: The clothing manufacturing sector is characterized by a significant number of SME's (78.2% of the companies have less than 20 employees and only 3.2% have more than 100 employees) , with a very significant number of aged female workers ; long active life but with a repetitive and no evolutive professional experience ; low level of educational and professional qualifications - "The Clothing Manufacturing Sector in Portugal - INOFOR (1997) ; The sewing workers normally execute very repetitive tasks (due to an increasing demand on quality and productivity, they normally always work on the same machine) , and normally, there is encouragement to polyvalency practices. Needs of the target groups: - Increase of the polyvalence, reinforcing and increasing competences. - Acquirement of competences at social and behavioural domain (self-confidence and motivation) - Knowledge acquirements and familiarization with new information and communication technologies - Knowledge acquirement and practice of sewing Needs of the organizations - Increase productivity and quality - Definition and development of quality, maintenance and health and safety procedures, accessible to all workers - Reduce the delivery time

dot Top


Objective

Text available in

The tool will consist in software specifically conceived to encourage the adaptation capacity of the clothing companies and it's employees to the managing, technological and organizational changes. SAFTA will be composed by two entries with different functions: Menu 1 : Training (in work context) ; Menu 2 : Support to production process The partnership work, for development and experimentation of a new training tool and methodology will allow: - All workers from the clothing companies to have the same training/learning access opportunities during lifetime, where educational and training supply fits to the needs and demands of the individuals mainly in terms of workplace organization and work methods. Simultaneously, the tool will enable workers managing by themselves the relation between learning, work and family; - The use of information and communication technologies, on persons with a repetitive professional experience and a reduced career evolution, which normally do not have the opportunity of diversifying their professional activity; - A higher adaptation capacity of companies to the technological changes, supporting the company's transition from a "mass production" concept to a technology, more oriented to quick response to consumer needs; It is also an aim of the project, the development of a " Best Practices Methodological Guide", in which several scenarios for the SAFTA tool applicability will be presented and described, in order to support the tool implementation on the companies. Additionally, will be carefully worked out a document that demonstrate the actual and desired workers professional profile. Finally, SAFTA system can also contribute to the promotion of the recruitment and job sustenance of those who are more exposed to discrimination and inequality on the labour market.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place ***
Work placement **
Job rotation and job sharing **
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes ***
Work organisation, improvement of access to work places **

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

Saberes/práticas existentes no domínio temático/território/sector do vestuário: Segundo um estudo do INOFOR (Nov 97), o sector do vestuário é caracterizado por: -possuir predominantemente mão-de-obra feminina (que leva a que o percurso do emprego-desemprego seja condicionado pelo ciclo de vida familiar); -ter falta de competitividade das remunerações; -o recrutamento para operadores ser, na maioria das empresas, efectuado de um modo espontâneo ou através de anúncios, sendo os critérios de recrutamento pouco exigentes; -quando é dada formação, o recurso a meios externos é muito reduzido. São normalmente utilizados formadores internos no que concerne à formação técnica para o posto de trabalho e controlo da qualidade. Os elementos inovadores e o valor acrescentado são: 1.Utilização de um suporte informático para a formação de costureiras, que contribuirá para: -Promoção das tecnologias da informação e da comunicação (a trabalhadores com uma experiência profissional repetitiva e pouco evolutiva); a pessoas à procura do 1º emprego; desempregados de curta e longa duração com vista à reconversão profissional -Visualização da performance, on-line, de cada costureira durante a realização de cada exercício de costura onde cada exercício ficará gravado para posterior avaliação 2.Desenvolvimento de uma nova metodologia de formação, que possibilitará: -Existência de um plano de formação formal, no qual a costureira sabe em cada momento quais os seus desvios em relação ao objectivo. Assim a aprendizagem/treino deixe de ser realizada de um modo ad-hoc -Que os objectivos, em cada exercício, sejam os mesmos para todas as costureiras -Que a evolução de cada costureira seja medida de forma objectiva -Auto-formação e formação contínua em contexto de trabalho 3.A utilização das TIC como suporte de um sistema de "ajuda ao trabalho", que estará disponível nos sectores produtivos das empresas e onde será possível encontrar todas as indicações para a correcta produção dos artigos. 4.Elaboração de um guia metodológico que permitirá aferir as condições necessárias para a aplicação da ferramenta com vista à sua disseminação nas empresas, centros e escolas de formação e associações. Os elementos inovadores presentes na contribuição de cada parceiro: CITEVE Idealização e desenvolvimento dos exercícios a introduzir na SAFTA e planos de ajuda aos trabalhadores com vista à melhoria organizacional e ao incremento da produtividade dos sectores; Elaboração de um guia metodológico de "Boas Práticas"; Definição dos perfis profissionais. IDITE Definição, desenvolvimento e validação de uma ferramenta informática-SAFTA. INOFOR Elaboração de um modelo de avaliação a aplicar na SAFTA; Elaboração de um guia metodológico de "Boas Práticas" dos perfis profissionais Europeus; Definição do projecto. APT e ANIVEC Alargada disseminação e divulgação junto dos respectivos associados. EMPRESAS Empowerment dos gestores, técnicos, trabalhadores na definição e na implementação SAFTA.

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  0.0%  7.4% 
Employed  0.0%  92.6% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  0.0%  100.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  0.0%  100.0% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  0.0%  100.0% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  24.3% 
25 - 50 year  0.0%  50.0% 
> 50 year  0.0%  25.7% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • español (castellano)

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1541 CONVESAF ES ES515
PT 2001-028
1651 E-Cooperation for E-urope ES ES219
FI 17
IT IT-G-PUG-008
PT 2001-205
UKgb 19

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Two and more partners involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
ATP - ASSOCIAÇÃO TÊXTIL E VESTUÁRIO DE PORTUGAL
Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção
I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P Evaluation
IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho
JFV - Têxteis, Lda
MALHAS SONIX, S.A.
TRL - Têxteis em Rede, Lda

dot Top


Agreement Summary

Text available in

The partnership agreement defined above is based on the main competencies and responsibilities that are linked to each partner. In a brief approach they are: CITEVE as the coordinator and responsible for the technical (textile and clothing) and financial management of the project; Idite Minho as the Information and Technologies expert partner responsible for the development and implementation of the software tool; APT and ANIVEC, sector based associations which will be mainly in charge of the dissemination activities; Malhas Sonix, JFV Têxteis, Camisaria Sagres and TRL (clothing companies) with the role of testing and validation of the training software tool in real work context by their employees (end users); INOFOR responsible for the ongoing and final evaluation of the project.

Last update: 06-02-2007 dot Top


Centro Tecnológico Industrias Textil e Vestuário Portugal CITEVE

(CITEVE)
Quinta da Maia - Rua Fernando Mesquita, 2875
-
P-4760-034-VILA NOVA DE FAMALICÃO Vila Nova de Famalicão

Tel:+351252300300
Fax:252300317
Email:

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:19-10-2004 /

Text available in

O CITEVE - Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, pessoa colectiva de utilidade pública sem fins lucrativos criada ao abrigo do Decreto-Lei n.º 249/86 de 25 de Agosto e pelo Acordo Constitutivo assinado em 8 de Maio de 1989, resulta da associação, por complementaridade de interesses, de empresas e associações industriais do sector com organismos públicos, e conta actualmente com cerca de 600 associados (empresas e instituições) e 1500 clientes. Tem como missão o apoio ao desenvolvimento das capacidades técnicas e tecnológicas das indústrias têxtil e do vestuário, através do fomento e da difusão da inovação, da promoção da melhoria da qualidade e do suporte instrumental à definição de políticas industriais para o sector. Áreas de intervenção: 1- Consultoria e Assitência Técnica às empresas; 2 - Serviços de laboratório; 3- Formação profissional; 4- Projectos de desenvolvimento tecnológico; 5 - colaboração com a Administração Pública



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Helder Rosendo Helder +351252300300 hrosendo@citeve.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


ATP - ASSOCIAÇÃO TÊXTIL E VESTUÁRIO DE PORTUGAL

(ATP)
RUA GUILHERMINA SUGGIA, 244 - 1º SALA 8
-
P-4200-318-PORTO Porto

Tel:+351225074250
Fax:225029210
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:31-01-2005 /

Text available in

A ATP é uma Associação de âmbito alargado e representa empresas de toda a fileira têxtil. O principal objectivo é a defesa e a promoção dos interesses dos seus associados, e consequentemente do sector, junto das diversas entidades responsáveis a nível nacional e internacional. Nesse sentido está filiada em diversas organizações representativas do sector a nível europeu e mundial: Euratex, Eurocoton, ITMF. A nível nacional é membro da confederação da Indústria Portuguesa. É ainda fundadora das seguintes entidades ligadas ao sector: CITEVE, CITEX, CENESTAP.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Evelyn Marques Antunes Evelyn +351222057961 evelyn.antunes@atp.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

(ANIVEC)
Av. da Boavista, 3523, 7º
-
P-4100-139-PORTO Porto

Tel:+351226165470
Fax:226100049
Email:geral@anivec.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:31-01-2005 /

Text available in

ANIVEC associa em Portugal as empresas de todos os tipos de confecção representando os seus interesses junto do poder público, associações patronais congéneres, sindicatos e vários organismos quer nacionais quer estrangeiros, nomeadamente o CITEX, o CIP, EURATEX, IAF, GINETEX. Defende as empresas do sector no âmbito das relações de trabalho e negociações de contratação colectiva, tendo à disposição dos seus associados os seguintes serviços: jurídico e contratação colectiva, fiscalidade, economia estatística, técnicos. Informação e serviço comercial que tem como função dar resposta às solicitações na área de etiquetagem, normalização, qualidade, ambiente, etc.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Rui Paulo Pereira da Silva Rui +351226165470 geral@anivec.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P

(INOFOR)
Av. Almirante Reis, N.º 72
-
P-1150-020-LISBOA Lisboa

Tel:+35121 810 7000
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:Employment services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:21-06-2002 /

Text available in

É um organismo público que visa introduzir inovação no sistema de formação profissional e contribuir para uma maior qualidade e profissionalização da oferta formativa e dos modelos de valorização de R.H. Missão: -contribuir para a racionalização, estruturação e qualidade do sistema de formação profissional -desenvolver uma política de investigação que associa a pesquisa e a inovação à acção -multiplicar e difundir modelos, metodologias e soluções organizativas e formativas Desenvolve actividades através da implementação de projectos específicos associados a determinados domínios do saber: Evolução das qualificações e diagnóstico das necessidades de formação Sistema de Acreditação de Entidades Formadoras Metodologias de Formação e Desenvolvimento Curricular Sistema de Observação de Inserção e Percursos dos Diplomados do Ensino Superior Inovação Organizacional e Gestão de Recursos Humanos Centro de Recursos em Conhecimento Avaliação da Formação Sistemas de Financiamento da Formação



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Zelinda Cardoso Zelinda +351217946324 zelinda.cardoso@inofor.gov.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


IDITE-Minho - Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho

(IDITE-MINHO)
Avª Dr. Francisco Pires Gonçalves, s/n.
-
P-4715-558-BRAGA Braga

Tel:+351253209300
Fax:253209301
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:31-01-2005 /

Text available in

O Idite Minho é uma infraestrutura tecnológica de caracter horizontal não estando por isso dedicada a um sector de actividade específico mas orientada em função de um conjunto de tecnologias com aplicação em diversos sectores económicos e industriais. A sua missão reside "na contribuição para a melhoria da competitividade das empresas com qualidade e inovação". A presença entre sócios fundadores, da AIMinho, do INEGI e da Universidade do Minho e ainda a associação de empresas industriais e autarquias, assegura a definição de estratégias que vem não só resolver os reais problemas que afectam o tecido empresarial da região, mas sobretudo criar uma dinâmica sinérgica conducente à competitividade da região. Salientamos: - Análise e processamento de Imagem - Sistemas de Idenficação Automática - Robotica - Sistemas de Informação Web - MicroTécnologias - Computação Móvel e Computação Gráfica - Segurança Informática - Desenvolvimento de novos materiais e processos de construção



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Miguel Alves Domigues Luís +351253209300 mig@idite-minho.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


JFV - Têxteis, Lda

(JFV)
Lugar de Fraião - Tamel S. Verissimo, Apartado 243
-
P-4750-000-(Desconhecida) Barcelos

Tel:+351253802650
Fax:253802669
Email:jfviberotextil@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:28-01-2005 /

Text available in

Produzir artigos de vestuário em malha para homem, senhora e criança, de acordo com as especificações dos clientes e entregues nos prazos por eles definidos, tendo como princípios que todas as pessoas são importantes para a empresa e que a estabilidade dentro da empresa é fundamental.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
João Manuel Alves Fernandes João +351253802650 jfv.2001@mail.telepac.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


MALHAS SONIX, S.A.

(SONIX)
RUA FILIPA BORGES, 1163-1245 - VILA FRESCAINHA
-
P-4750-292-BARCELOS Barcelos

Tel:+351253802040
Fax:253821906
Email:sonix@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:CAVADO
Date of joining / leaving:31-01-2005 /

Text available in

Empresa que fabrica produtos de vestuário em malha, apostando no crescimento do negócio através da adaptação, modificação e desenvolvimento do produto actual com base numa actualização tecnológica permanente, à qual é fonte da nossa diferenciação que se materializa em capacidade de desenvolvimento de produtos novos e colecções próprias satisfaçam as aspirações da procura.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Carlos Alberto Macedo da Rocha Carlos +351253802040 sonix@malhas-sonix.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top


TRL - Têxteis em Rede, Lda

(TRL)
Avenida Lidador da Maia, 459 - Águas Santas
-
P-4425-116-MAIA Maia

Tel:+351229737743
Fax:229737744
Email:trl@trl-textiles.com

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:31-01-2005 /

Text available in

Empresa de confecção de vestuário constituída em 1993. Especialização em artigos de malha em especial malhas com elastómoro. As matérias - primas actualizadas são o algodão, as políamidas, viscose e poliester. Trabalha em regime de private label, exportando 50% da sua facturação. Em 2001 iniciou um processo de lançamento de duas marcas próprias em parceria com uma estilista portuguesa de renome. Uma na área de artigos de banho e praia e outra activewear-fitness.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
José Paulo Sá Fernandes Nunes de Almeida José +351229737743 trl@trl-textiles.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 06-02-2007 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

SISTEMA DE AUTO-FORMACAO E TREINO PARA ADAPTABILIDADE - SAFTA

Rationale

Text available in

Razão do projecto: As últimas décadas do século XX apresentam um cenário de grandes transformações tecnológicas caracterizadas pela substituição das formas rígidas de produção - produção e consumo em massa com produtos padronizados e pequena diversidade, por formas mais flexíveis. Esta nova realidade aumenta o grau de complexidade do sistema produtivo, tornando mais difíceis as tomadas de decisão e a actualização das competências, quer dos trabalhadores quer das chefias. Por outro lado, o equipamento é cada vez mais automatizado, requerendo conhecimentos em TIC's e outras tecnologias. A vigilância tecnológica na área de confecção tem sido motivo de estudo e caracterização em vários projectos em que o Citeve esteve envolvido, quer como parceiro, quer como promotor. O conhecimento na área de confecção (adquirida ao longo de vários anos de permanente contacto com as empresas do sector), inerente a um Centro Tecnológico especificamente orientado para o sector têxtil e vestuário, e a experiência como entidade formadora permitiram ao Citeve o desenvolvimento/consolidação de massa crítica neste domínio, encontrando-se apto a desenvolver, com os restantes parceiros da PD, uma ferramenta inovadora, atractiva e eficaz, e capaz de colmatar as necessidades das empresas e dos trabalhadores. Envolvente externa: O sector do vestuário é uma das mais importantes componentes do tecido industrial português, sendo responsável por quase 16% do emprego e por mais de 6% do valor acrescentado bruto na indústria transformadora. É composto por cerca de 12 000 empresas, encontra-se fortemente concentrado na região norte com especial incidência no Vale do Ave. O sector é um dos maiores empregadores industriais nacionais, com 15,6% do total do emprego da indústria transformadora. Apesar de possuir a sexta posição a nível de produção de vestuário, a reduzida produtividade das empresas nacionais faz com que para produzir 3,9% do total da UE, o sector do vestuário português necessite de utilizar 13,7% do total de emprego no sector da UE. Em 1996 a produtividade do sector do vestuário português avaliada pelo VABpm/Vol. Emprego era de apenas 43,4% do valor médio verificado na indústria transformadora nacional. A dimensão média das empresas é extremamente reduzida, com cerca de 68% das empresas de confecção de vestuário em série a facturarem menos de 100.000 contos/ano, segundo dados do M. T. Por sua vez, apenas 1,6% das empresas apresentam volumes de vendas superiores a um milhão de contos. Características das organizações e dos grupos alvo: O sector do vestuário é caracterizado pela existência um elevado número de pequenas e médias empresas (78.2% possuíam menos de 20 trabalhadores e apenas 3.2% possuíam mais de 100 trabalhadores) de um elevado peso da mão de obra feminina "envelhecida", com uma vida activa longa, mas com experiência profissional repetitiva e pouco evolutiva, com baixo nível de habilitações (a grande concentração centra-se no nível do 1º ciclo) e baixo nível qualificações profissionais - O sector do Vestuário em Portugal, INOFOR (1997). As costureiras, executam normalmente, tarefas que são muito repetitivas (devido em parte à crescente exigência em qualidade e produtividade, acabam por trabalhar sempre na mesma máquina) existindo pouco a prática do fomento da polivalência. Necessidades dos grupos alvo: -Aumento da polivalência, reforçando e incrementando as competências. -Aquisição de competências na área social/"comportamental" (autoconfiança, motivação, ...). -Aquisição de conhecimentos e familiarização com as novas tecnologias da informação e da comunicação; -Aquisição de conhecimentos e prática de costura. Necessidades das organizações: -Aumento da produtividade e qualidade. -Concepção e desenvolvimento de procedimentos de qualidade, manutenção, higiene de segurança no trabalho, ...., que fiquem acessíveis a todos os trabalhadores. -Redução dos prazos de entrega. A realidade acima apresentada foi confirmada através da realização de diagnósticos, aos grupos alvo (trabalhadores e desempregados) e das organizações. Para a realização do Diagnóstico de Necessidades dos Grupos Alvo - costureiras/trabalhadores de confecção, foi realizado um inquérito aos trabalhadores de 8 empresas de confecção, num total de 104 trabalhadores. Tarefas Quantidade resp. Total (%) Efectua sempre a mesma operação na mesma máquina 34 34.3% Efectua várias operações na mesma máquina 14 14.1% Efectua várias operações em máquinas diferentes 51 51.5% Total 99 100.0% As principais áreas em que sentem dificuldades: Preparação da máquina para o trabalho 0 0% Saber o método mais adequado para a execução das tarefas 20 20.8% Polivalência / execução rápida de tarefas diferentes 25 26.0% Conhecer a forma de funcionamento e controlo das máquinas 16 16.7% Execução das tarefas Informática 22 22.9% Qualidade 10 10.4% Outra. Diga qual: 3 3.1% Total 96 100.0% Alterações verificadas nas funções nos últimos 2 anos Nº de máquinas com que trabalha 14 19.7% Nº de operações que efectua 20 28.2% Tipo de máquinas com que trabalha 9 12.7% Tipo de operações que efectua 28 39.4% Total 71 100.0% Recebeu alguma formação para o exercício de novas funções? Sim 34 34.3% Não 65 65.7% Total 99 100.0% Se sim, em que áreas? Costura 25 56.8% Qualidade 15 34.1% Informática 2 4.5% Afinação máquinas 2 4.5% Total 44 100.0% Foi efectuada no IEFP, a recolha de dados relativos aos trabalhadores que solicitam o apoio. Famalicão Covilhã Castelo branco Guarda Habilitações H M Total H M Total H M Total H M Total Até 4º ano 2 910 0 837 823 Com 6º ano 825 0 321 359 Com 9º ano 376 0 243 292 Com 11º e 12º ano 448 0 293 334 Bachareis e licenciados 177 0 206 193 Total 4 736 0 1 900 2 001 Idades < 25 anos 500 0 126 207 333 166 259 425 > 25 e < 49 anos 2 087 0 259 740 999 377 749 1 126 =50 e + 2 149 0 224 344 568 254 196 450 Total 4 736 0 609 1 291 1 900 797 1 204 2 001 Situação face ao emprego H M Total H M Total H M Total H M Total 1º emprego 0 0 202 131 226 357 64 176 240 92 225 317 Desemprego curta duração 0 0 2 334 721 1 040 1 761 545 1 115 1 660 451 783 1 234 Desemprego longa duração 0 0 2 200 458 676 1 134 254 196 450 Total 1 953 2 783 4 736 3 252 609 1 291 1 900 797 1 204 2 001 Para a realização do Diagnóstico de Necessidades das Organizações - empresas de confecção, foi realizado um inquérito às empresas de confecção sócias e/ou clientes do CITEVE (500 do pólo de Famalicão+213 do pólo da Covilhã). Destas, responderam ao inquérito 13 empresas. - caracterização da estrutura da Mão-de-Obra (homens/mulheres): Distribuição Etária H % M % Total % Até aos 20 anos 29 9.1% 128 9.6% 157 9.5% 21 a 30 71 22.3% 359 26.9% 430 26.0% 31 a 40 80 25.1% 406 30.4% 486 29.3% 41 a 50 82 25.7% 332 24.8% 414 25.0% Mais de 51 57 17.9% 112 8.4% 169 10.2% Total 319 100.0% 1337 100.0% 1656 100.0% Habilitações Literárias 1º ciclo do ensino básico incomp. 5 1.6% 23 1.7% 28 1.7% 1º ciclo do ensino básico 132 41.4% 538 40.9% 670 41.0% 2º ciclo do ensino básico 88 27.6% 490 37.2% 578 35.3% 3º ciclo do ensino básico 50 15.7% 158 12.0% 208 12.7% Ensino secundário 31 9.7% 79 6.0% 110 6.7% Ensino superior politécnico 6 1.9% 13 1.0% 19 1.2% Ensino superior universitário 7 2.2% 16 1.2% 23 1.4% Total 319 100.0% 1317 100.0% 1636 100.0% Antiguidade Menos de 1 ano 24 7.5% 106 8.0% 130 7.9% 1 a 2 anos 20 6.3% 103 7.8% 123 7.5% 2 a 5 anos 60 18.9% 257 19.5% 317 19.4% 5 a 10 anos 68 21.4% 317 24.1% 385 23.5% 10 a 15 anos 71 22.3% 208 15.8% 279 17.1% Mais de 15 anos 75 23.6% 327 24.8% 402 24.6% Total 318 100.0% 1318 100.0% 1636 100.0% Mão de Obra Directa/Indirecta M.O.D. 58 50.9% 720 89.9% 778 85.0% M.O.I. 56 49.1% 81 10.1% 137 15.0% Total 114 100.0% 801 100.0% 915 100.0% Distribuição/ Área Funcional Qualificados Não Qualificados Aprendizes/Praticantes Total H % M % H % M % H % M % H % M % Admin/Finan. 20 9.5% 26 2.6% 0 0% 1 25.0% 0 0.0% 0 0.0% 20 9.3% 27 2.5% Comercial 10 4.7% 16 1.6% 0 0% 0 0.0% 0 0.0% 0 0.0% 10 4.6% 16 1.5% Concepção 4 1.9% 19 1.9% 0 0% 0 0.0% 0 0.0% 0 0.0% 4 1.9% 19 1.8% Controlo Qualidade 4 1.9% 30 3.0% 0 0% 0 0.0% 0 0.0% 1 1.2% 4 1.9% 31 2.9% Manutenção 21 10.0% 5 0.5% 0 0% 0 0.0% 0 0.0% 0 0.0% 21 9.7% 5 0.5% Corte 12 5.7% 76 7.6% 0 0% 1 25.0% 0 0.0% 7 8.3% 12 5.6% 84 7.8% Costura 1 0.5% 642 64.5% 0 0% 1 25.0% 0 0.0% 63 75.0% 1 0.5% 706 65.2% Acabamento 26 12.3% 138 13.9% 0 0% 0 0.0% 0 0.0% 11 13.1% 26 12.0% 149 13.8% Outros 113 53.6% 43 4.3% 0 0% 1 25.0% 5 100% 2 2.4% 118 54.6% 46 4.2% Total 211 100% 995 100% 0 0% 4 100% 5 100% 84 100% 216 100% 1083 100% -Áreas em que se têm realizado acções de formação Formação Número % Valor Acções de formação no último ano 62 57% 2 840.55 Acções de form. nos últimos 3 anos 47 43% n.d. Total 109 100% 2 840.55 Áreas em que os trabalhadores sentem mais dificuldades H % M % Total Preparação da máquina para o trabalho 1 4.5% 7 17.9% 8 Execução da tarefa 3 13.6% 2 5.1% 5 Execução da tarefa utilizando o método mais adequado 5 22.7% 7 17.9% 12 Polivalência/execução rápida de tarefas diferentes 2 9.1% 7 17.9% 9 Qualidade 3 13.6% 9 23.1% 12 Tecnologia das máquinas 4 18.2% 4 10.3% 8 Informática 4 18.2% 3 7.7% 7 Outra(s). Diga qual(ais) 0 0.0% 0 0.0% 0 Total 22 100.0% 39 100.0% 61 Pontos fortes dos RH Fácil adaptação a uma função através do treino Qualidade na execução da função Potenciais bons profissionais Pessoal jovem e motivado Polivalência Elevada Motivação Competência Dinamismo Experiência profissional (prática) Localização Pontos fracos dos RH Pouca polivalência/dinanismo Formação profissional pouca ou inexistente Fraca identificação com a cultura da empresa ("não vestem a camisola pela empresa") Formação profissional Absentismo Especialização Conhecimento Controlo Formação Académica (teoria) Idade

dot Top


Objective

Text available in

A ferramenta a desenvolver consistirá num sistema informático concebido especificamente para fomentar a capacidade de adaptação das empresas de confecção e dos seus trabalhadores, às mudanças tecnológicas, de gestão e de organização. A SAFTA será estruturada em dois módulos, com diferentes funções: Módulo A-Formação (em contexto de trabalho); Módulo B-Apoio ao Processo de Fabricação. O trabalho conjunto, de todos os parceiros possibilitará: -Que todos os trabalhadores das empresas de vestuário tenham oportunidades iguais de acesso à aprendizagem e actualização ao longo da vida. Especial atenção será dada às necessidades e exigências dos indivíduos, principalmente em termos de organização do local de trabalho e métodos de trabalho. Simultaneamente, permitirá, que as pessoas possam, elas próprias, planear os modos de conjugar aprendizagem, trabalho e família; -A utilização das tecnologias da informação e da comunicação a pessoas com uma experiência profissional repetitiva, pouco evolutiva e com poucas oportunidades de diversificar a sua actividade profissional; -Uma maior capacidade de adaptação por parte das empresas às mudanças tecnológicas, e outras, ajudando-as na passagem de uma tecnologia de "produção em massa" para uma tecnologia orientada para a resposta rápida às necessidades do consumidor, numa nova óptica de comercialização. É ainda objectivo do projecto a concepção e desenvolvimento de um "Guia Metodológico de Boas práticas", onde serão apresentados vários cenários de aplicabilidade da ferramenta SAFTA, com a descrição das metodologias adoptadas, de forma a apoiar a implementação da ferramenta nas várias empresas. Adicionalmente, será ainda elaborado um documento que demonstrará qual o perfil profissional actual e desejado dos trabalhadores envolvidos. Finalmente, a ferramenta SAFTA contribuirá para a promoção da aprendizagem incentivando o recrutamento e a manutenção no emprego dos mais expostos à discriminação e à desigualdade no mercado de trabalho.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics