IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Glass Challenge ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Crisform - Centro de Formação Profissional para o Sector da Cristalaria
Other national partners : AIC -Associação Industrial de Cristalaria
CENTRO TECNOLÓGICO CERÂMICA E VIDRO
CRISTUL II - TECNOLOGIA DO VIDRO E ILUMINAÇÃO, LDA.
Canividro - Fabricação de Vidro, lda
EPAMG - SOCIEDADE DE ENSINO PROFISSIONAL, LDA
Exertus- Consultoria em Organização e Estratégia Empresarial,Lda
IFAVIDRO - Indústria de Fabricação de Vidros, Lda
Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-247 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :26-09-2002 
Last update :03-01-2007 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

Glassware subsector, nowadays limited to the district of Leiria, is characterized by SMEs - small and medium-sized enterprises (PME's) - with very different internal situations. About 72% of these companies total revenues are intended for foreign markets (mainly France, Italy and German) and the agents play a very important role in the distribution channels. France and Italy are simultaneously the main glassware producers representing together more than 60% of the community production. The different studies analysing national products projection in foreign market point out the lack of innovation, packaging, service and marketing margin as the main critical factors. Therefore, in a global way, the national glassware industry has registered a decrease of its productive capacity due to the combination of three factors: 1st) the sales concentration in markets with an increasing pressure on products, mainly because of the Eastern and Asiatic markets penetration; 2nd) the great importance of production in subcontracting system, where the imposition of design by the client has hindered the development of own brands by the companies; 3rd) the concentration in a reduced number of clients. In this way, the analysis report made in Action 1 of the project refers to a urgent necessity from the sector to invest in immaterial areas such as design, search for new markets, packaging, products brand and quality. These successful vectors may be developed in two different ways: a) as a management option of each company and invested internally; or b) as services directed for foreign markets, consequently causing the appearance of a group of support companies, highly specialized. No matter the option which is made, the new change of the sector's image will have to combine the tradition of manual art with design, develop the production's personalization (especially in top range fields), follow thematic collections and guarantee an unquestionable quality of the final product. Intersectorial connection (mainly with ceramics, textile and cutlery) is pointed out as a future strategy and as a supply's consolidation and extension way. Marketing's development will also be conclusive, especially through electronic options with the creation of a common gateway. In Action 1, besides the global analysis report, there was a specific report in the three pilot companies, associates of EQUAL's Project. The method used was characterized by the following steps: 1 - Interview with the directors about the company and sector's environment towards economic cycle; 2 - Interview with administrative staff and managers; 3 - Direct contact with facilities, organization and workers in their working hours; 4- Discussion about the organization development expectations; 5 - Analysis of real situation; 6 - Execution of a pre-report; 7 - Analysis of the topics and results presented in the pre-report; 8 - Final analysis report. In this way, in each associate, was analysed concerning the following items: a) Historical and reference data; b) Total staff and structure; c) Product; d) Market; e) Competition; f) Production structure; g) Information, organization and management system; h) Quality, safety, health and hygiene system; i) Economic situation; l) Critical analysis: strengths, weaknesses, opportunities and threats; m) Action plan. Although the analysis report has created specific action plans for each associate (described in a proper document) there are common strategies to implement during Action 2 of the project. Concerning technology and facilities, different investments were defined for each company. In the same way, in human resources, the necessity of specialized staff recruitment differ because of the real organization development of each manufacturing unit. Concerning the product's strategy, the report points out a necessity of differentiation through higher added value products, with their own design and with the application of other important materials, as a whole. The development of a own brand, with innovative products of quality, associated with a better service strategy, shall also be a management option. Market's approach shall also suffer changes, particularly through local implementation of commercial structures, the appointment of agents representing trade marks and a bigger approach to final clients, large commercial areas, stockholders and specialized stores chains. The organization and management policy of the three companies will also demand some new definitions where the implementation of a production and quality control system, directed to the reduction of losses and breaks, will play a central role. Simultaneously, it shall be created a business planning and control model, through a panel of management indicators. Finally, concerning human resources, the intervention in the next two years will be based in an action-training strategy in areas such as: - Specialization of glass-makers, composition and fusion techniques; - behavioural training, closely followed on the job to support the change and the empowerment strategy that will be developed; - management and organization; - marketing and international market; - hygiene and safety in work. Throug these combination of actions, the "Glass Challenge" project wishes to fill the gap of some lack of competence of the principal targets of the project - the workers of the pilot companies - to strengthen the tecnic competences and developing a culture of bigger autonomy and responsability.

dot Top


Objective

Text available in

The Glass Challenge Project, in Action 2, aims to contribute to the reinforcement of glassware sector, maximizing four main areas of intervention: 1 - Create real support conditions to the three pilot companies in the implementation of action plans, defined in the analysis report made in Action 1. The intervention, in the next two years, will forcibly demand investments in technology, recruitment of management support staff, development of the products supply and commercial strategy and adoption of new organization and management models; 2 - Create conditions of improvement and modernization of professional skills, reinforcing the glass/crystal's cluster. The definition of new key-profiles of the sector is essential for the organization of one quality training offer by Crisform. In this context, the analysis report in the companies, the international association with the Commune di Roccantica and the network work with other local institutions, such as the Glass-makers Union (Sindicato Vidreiro), Tecnologic Center for Ceramics and Glass (Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro) and the Professional and Artistic School of Marinha Grande (Escola Profissional e Artística da Marinha Grande), with responsibilities in this area, will represent a great help; 3 - Use the methods of the action-training analysis report as an example of good practices and promote its reproduction in the other companies of the sector; 4 - Promote group works through the cooperation between the key-actors with a strategic position in the sector's development, namely with the other associates of the European Union. With this goals, the Glass Challenge Project proposes itself to help changing the regressive cycle which the sector is experimenting today and to reinforce Crisform's role as a responsible entity for the offer of quality training.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling *
Training ***
Training on work place **
Work placement **
Employment aids (+ for self-employment) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff **
Conception for training programs, certification ***
Anticipation of technical changes **
Work organisation, improvement of access to work places *
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented *

Text available in

A inovação do projecto "Glass Challenge" é o conjunto de produtos descritos no ponto C16. Este projecto só é possível graças a um trabalho de parceria entre os implicados nacionais e da transnacionalidade, através da Comune di Roccantica e do seu parceiro - o Vetro Ricerca Glas e Modern em Bolzano. CRISFORM: Protocolos de trabalho com parceiros nacionais; Protocolos de Cooperação Internacional e a sua gestão; A concepção e implementação dos planos de formação para as empresas, com os parceiros G. Tournier, C.T.C.V., E.P.A.M.G. S.T.I.V.; A concepção dos perfis sócio-profissionais do sector, que pela implementação, irão sofrer alterações significativas; A organização de sessões de disseminação dos resultados; A implementação dos módulos de formação em sistema multimédia; A publicação do documento "Glass Challenge - Uma Visão de Futuro". A.I.C.: O processo que conduziu à identificação das Empresas Piloto A participação no Observatório para o Desenvolvimento, órgão de consulta e de acompanhamento na implementação do projecto. O acompanhamento e a avaliação dos resultados parcelares e finais do projecto. G. Tournier: A realização de diagnóstico exaustivo nas empresas piloto, que permita o conhecimento de um sector específico da indústria; A definição das metodologias de empowerment dentro das empresas, de forma a co-responsabilizar os colaboradores pela implementação dos projectos; A realização de um diagnóstico global do sector, que permita a criação de microempresas de suporte; A elaboração do documento estratégico do sector - "Glass Challenge - Uma Visão de Futuro"; O acompanhamento dos processos de reestruturação nas empresas, analisando frequentemente os desvios e operacionalizando medidas correctivas. Empresas Piloto A colaboração na definição do plano estratégico; A criação de condições internas para o envolvimento de todos os trabalhadores; C.T.C.V.: A organização de Work-Shops e formação específica na área da Qualidade e da Produtividade. E.P.A.M.G.: O desenvolvimento de formação na área da Higiene e Segurança no Trabalho, adaptado às reais necessidades de cada empresa piloto. S.T.I.V.: Participação no Observatório para o Desenvolvimento; Participação nas acções de divulgação no âmbito do projecto; Participação na elaboração dos planos de Formação no âmbito da área comportamental; Dinamização dos colaboradores das três empresas piloto na prossecução dos objectivos pretendidos. À Comune Di Roccantica: Disponibilização de formação para futuros formadores do CRISFORM. Ligação a uma entidade especialista de formação - a Vetro Ricerca Glas e Modern, de Bolzano. O intercâmbio de formandos e técnicos. A parceria na edição da newsletter e na organização do "European Glass Encounter" Com esta estratégia, o projecto "Glass Challenge", inspirado nas palavras de Denis Simermann, Director do CERFAV - Centre Européen de Recherches et de Formation aux Arts Verriers, acredita que a inovação surge do "Encontro entre aquilo que nunca se tinha encontrado".

dot Top


Budget Action 2

1 000 000 – 1 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  6.5%  6.5% 
Employed  64.7%  22.3% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  71.2%  28.8% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  71.2%  28.8% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  71.2%  28.8% 
  100.0% 
 
< 25 year  18.7%  5.8% 
25 - 50 year  45.3%  20.1% 
> 50 year  7.2%  2.9% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination *
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment *
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
451 Glass Challenge : L'Arte del Vetro IT IT-G-LAZ-014

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Nobody involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Crisform - Centro de Formação Profissional para o Sector da Cristalaria Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
AIC -Associação Industrial de Cristalaria Evaluation
CENTRO TECNOLÓGICO CERÂMICA E VIDRO
CRISTUL II - TECNOLOGIA DO VIDRO E ILUMINAÇÃO, LDA.
Canividro - Fabricação de Vidro, lda
EPAMG - SOCIEDADE DE ENSINO PROFISSIONAL, LDA
Exertus- Consultoria em Organização e Estratégia Empresarial,Lda
IFAVIDRO - Indústria de Fabricação de Vidros, Lda
Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira

dot Top


Agreement Summary

Text available in

CRISFORM will establish work protocols with national partners and international partners; Holding meetings with representative members of each national partner; Prepare and implement the training plans on the pilot companies.; Organize demonstration and results presentation sessions; In co-operation with other entities make the participants' selection for the activity "Learn and Apply". A.I.C.: The identification of pilot companies; The project's individual and final results accompaniment and evaluation; G. Tournier: Make a diagnose on the pilot companies; Diagnose the main training needs, in order to prepare with CRISFORM and other entities the training plans; Define the empowerment methodologies; Execute the sector's strategic document named "Glass Challenge - A Vision of the Future; The accompaniment of the companies' restructuring process. CANIVIDRO; IFAVIDRO and MARIVIDROS: Accept the consulting company's work; Identify the responsible person for the process' accompaniment; Accept the results' public publishing, protecting the company's privacy; C.T.C.V.: To collaborate on the definition of the training courses programmes; Participate on the organization of workshops; EPAMG: Develop specific professional training areas that complement the ones developed by Crisform; S.T.I.V.: Participate on the Observatory for the Development; Participate on the professional training plans' definition, especially the behaviour study area. In far as the Partnership Development is concerned the partners will meet every three months in order to analyse the developed work results' and redefine new action strategies. The decisions will be taken accordingly to all the tasks and responsibilities mentioned above, and a meeting's minute will be written. As far as the financial procedures are concerned, each partner will present the due expenses, which will be paid every month according to the Crisforms' treasury availabilities.

Last update: 03-01-2007 dot Top


Crisform - Centro de Formação Profissional para o Sector da Cristalaria

(-)
Zona Industrial, Lt 18 Casal da Lebre - Marinha Grande
-
P-2430-023-MARINHA GRANDE Marinha Grande

Tel:+351244 570 070
Fax:244570071
Email:solopes@crisform.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Employment services
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:26-11-2004 /

Text available in

A missão do Crisform é a promoção de acções de formação e outras iniciativas, que permitam aos profissionais da área adquirir ou renovar conhecimentos e capacidade, de forma a responderem adequadamente à dinâmica do sector, aos objectivos da Região do Vidro da Marinha Grande e às exigências da Marca Mglass. O Crisform tem como objectivos: • Criar uma estrutura formativa junto das empresas do sector, contribuindo para a promoção e valorização das profissões da indústria vidreira; • Trabalhar em parceria com as empresas e organizações públicas e privadas com know-how reconhecido no sector, criando sinergias necessárias ao desenvolvimento das empresas; • Promover acções de formação profissional, destinadas aos trabalhadores da indústria do vidro; • Diagnosticar as necessidades de formação da indústria vidreira, organizando planos de formação que se ajustem a essas necessidades; • Contribuir para o fortalecimento económico do sector, reforçando as qualificações dos recursos humanos; • Colaborar no reforço da imagem internacional do sector, contribuindo para o desenvolvimento económico das empresas, para a qualidade de vida dos trabalhadores e para o progresso da região.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Avelino Sousa Lopes Avelino +351244553012 solopes@crisform.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


AIC -Associação Industrial de Cristalaria

(A.I.C.)
Parque Municipal de Exposições
-
P-2430-000-(Desconhecida) Marinha Grande

Tel:+351244567329
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

A A.I.C. é uma associação empresarial constituída com capitais de empresas do sub-sector da cristalaria, que visa dinamizar e incrementar a cooperação entre estas para que cresçam e se desenvolvam de uma forma sólida, duradoura e sustentável. A Associação tem os seguintes objectivos: Realizar trabalhos relativos a uma política de desenvolvimento das empresas associadas tendo em conta o progresso económico e social do país; Constata-se que as áreas de possível actuação por parte da A.I.C. são vastas, no entanto, a actual Direcção, estabeleceu no seu programa de acção os seguintes objectivos prioritários: Continuação da estreita colaboração com a Vitrocristal no desenvolvimento de: Região do Vidro da Marinha Grande, Central de compras, Consolidação da marca Mglass, Consolidação do cluster da Marinha Grande; Apoio permanente aos associados no maior número de áreas possível; Apoiar as empresas na sua qualificação de acordo com o regulamento da marca comum "Marinha Grande Mglass";



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Paula Velosa Paula +351244567329 paulav@vitrocristal.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


CENTRO TECNOLÓGICO CERÂMICA E VIDRO

(C.T.C.V.)
Rua Coronel Veiga Simão
-
P-3020-053-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239499200
Fax:239835010
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

O CTCV é uma instituição de utilidade pública, sem fins lucrativos, criada em 1987 para o apoio técnico e a promoção científica e tecnológica das indústrias nacionais da cerâmica, vidro, sectores afins e complementares. Dotado de autonomia técnica, administrativa e financeira, dispõe de património próprio, de carácter associativo maioritariamente privado, constituído pelas Associações Industriais dos sectores, Empresas e Organismos dependentes do Ministério da Economia. Com cerca de 60 pessoas, 65% são técnicos superiores, especialistas nas áreas da cerâmica e do vidro, ciência e engenharia dos materiais, mecânica, química, geologia, entre outras. Presta Serviços de Assistência Técnica e Formação no apoio à implantação de Sistemas de Gestão de Qualidade e Ambiente, segundo as normas ISO 9000 e ISO 14000 e Sistemas de Controle do Processo para utilização de marcas de Produto Certificado. Possui auditores certificados na realização de auditorias de Qualidade, Ambiente e Energia.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Rui Neves Rui +351239499200 centro@ctcv.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


CRISTUL II - TECNOLOGIA DO VIDRO E ILUMINAÇÃO, LDA.

(CRISTUL II)
Rua da Douroana
-
P-2415-175-REGUEIRA DE PONTES Leiria

Tel:+351244860310
Fax:244860319
Email:cristul2@clix.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:19-08-2002 /

Text available in

A CRISTUL II iniciou actividade em 04/04/2000 e dedica-se à fabricação e transformação manual de vidro. Os principais produtos da empresa destinam-se à iluminação e decoração, sendo fundamentalmente comercializados no mercado internacional. A exportação cobre cerca de 90% da produção, sendo os mercados mais significativos o Americano, o Francês e o Espanhol.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Nelson Luís Andrade Martins Nelson +351244860310 cristul2@clix.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


Canividro - Fabricação de Vidro, lda

(Canividro)
Zona Industrial - lote 7
-
P-2430-000-(Desconhecida) Marinha Grande

Tel:+351244545130
Fax:244545139
Email:canividro@netc.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

A Canividro nasceu em 1992 com três sócios todos provenientes do sector vidreiro que actualmente ainda se mantêm na empresa e a que mais tarde se juntou um quarto sócio não executivo. Empresa produtora de vidro comum soprado, prensado, centrifugado e semi-automático. Tipo de acabamentos corte quente e a frio, segue as tendências internacionais.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Vítor Saraiva Vítor +351244545130 canividro@netc.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


EPAMG - SOCIEDADE DE ENSINO PROFISSIONAL, LDA

(E.P.A.M.G.)
PRAÇA STEPHENS, Nº 2
-
P-2430-522-MARINHA GRANDE Marinha Grande

Tel:+351244560193
Fax:244504704
Email:prof.art@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

É uma Escola Profissional e Artística que dá formação nas seguintes áreas: - Decoração do Vidro (Pintura, Lapidação, Gravação) - Electrónica/Comando - Computação Gráfica Tridimensional - Animação Sociocultural - Higiene e Segurança no Trabalho e Ambiente - Desenhador Projectista - Gestão/Gestão de Recursos Humanos - Técnico de Informação Turística - Operador Comercial.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria da Piedade de Sousa Órfão Coelho Panta Maria +351244560193 prof.arte@mail.telepac.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


Exertus- Consultoria em Organização e Estratégia Empresarial,Lda

(-)
Rua adelino Amaro da costa 327, 1º Esq. TRAS
-
P-4470-225-MAIA Maia

Tel:+351229420196
Fax:229443828
Email:exertus@mail.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Structure created to manage the DP
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:26-11-2004 /

Text available in

Dotada de uma cultura de problem solver privilegiando as acções no terreno, a Exertus assume-se como uma Empresa essencialmente orientada para as questões da Produtividade, da Qualidade e da Estratégia Empresarial numa perspectiva integrada e multi-sectorial, visando o aumento da competitividade e eficácia das Empresas e Organizações em geral. Os serviços oferecidos pela Exertus compreendem conjuntos homogéneos de conceitos e técnicas, suportados por metodologias de abordagem e de implementação, criadas a partir da sistematização da experiência retirada pelos seus colaboradores, das aplicações em que participam e do estudo e análise das conjunturas; técnica, económica e humana que condicionam, como envolvente, todo o tecido empresarial. O mercado alvo são as Empresas do sector industrial da economia e empresas prestadoras de serviços , posicionando-se a Exertus como entidade integradora de todas as valências que possam condicionar o êxito dos Projectos em que participa, através da utilização do seu corpo de consultores e de parcerias estabelecidas com empresas e entidades do sistema cientifico e tecnológico, de elevada notoriedade. As principais Áreas de intervenção da Exertus são: • Produtividade • Qualidade • Sistemas de Informação • Formação • Estratégia Operacional • Gestão das Pessoas. Visão Ser uma marca de prestigio e um parceiro estratégico de referencia, pela sua capacidade de gerar benefícios e criar valor para os seus clientes e stakeholders Missão Apoiar as Empresas a tornarem-se mais competitivas/rentáveis pondo ao seu serviço a nossa experiência, competência, integridade e criatividade. Desenvolver urna cultura de valores comuns e partilhados, que permita a cada colaborador a evolução das suas potencialidades dentro de uma equipa solidária e responsável. Valores Prioridade á acção - orientação para resultados - rigorosa deontologia na intervenção - honestidade de princípios



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sérgio Ribeiro Sérgio +35122942019 sergio.ribeiro@exertus.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


IFAVIDRO - Indústria de Fabricação de Vidros, Lda

(Ifavidro)
Rua Comércio e Indústria Martingança-Gare
-
P-2445-768-MARTINGANÇA Alcobaça

Tel:+351244587910
Fax:244587911
Email:ifavidro@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:OESTE
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

A Ifavidro nasceu em 1989. Iniciou actividade numa pequena unidade na Marinha grande para produção de túlipas. Estas instalações não ofereciam boas condições de trabalho, e por isso a empresa adquiriu novas instalações desde há 7 anos. A empresa é produtora de vidro sódico, estando a sua produção assente nos seguintes tipos: soprado; centrifugado, prensado e semi automático em que a produção. É uma sociedade limitada actualmente com 70 trabalhadores.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Abílio Fernando Duarte Louro Abílio +351244587910 ifavidro@mail.telepac.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top


Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira

(S.T.I.V.)
Largo do Luzeirão, nº 5 MARINHA GRANDE
-
P-2430-274-MARINHA GRANDE Marinha Grande

Tel:+351244 566 021
Fax:244 569 170
Email:STIV@oninet.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Trade Union
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:11-07-2002 /

Text available in

Desenvolvimento de actividades sindicais na área da defesa dos direitos materiais e profissionais, nos diferentes sub-sectores da Indústria Vidreira



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sérgio Inácio Salgueiro Moiteiro Sérgio +351244566021 stiv@oninet.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 03-01-2007 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

GLASS CHALLENGE

Rationale

Text available in

O Sub-sector da Cristalaria, actualmente circunscrito ao distrito de Leiria, é caracterizado por PME's, com situações internas muito diversas. Cerca de 72% do volume de negócios destas empresas destina-se ao mercado externo ( principalmente a França, Itália e Alemanha) e os agentes ocupam um lugar de destaque nos canais de distribuição. França e Itália são simultaneamente os principais produtores de cristalaria que , no conjunto, representam mais de 60% da produção comunitária. Os diferentes estudos que analisam a projecção dos produtos nacionais no mercado externo, apontam como principais factores críticos a falta de inovação, a embalagem, o serviço e a margem de comercialização. Assim, globalmente, a indústria da cristalaria nacional tem registado uma degradação da sua capacidade produtiva devido à conjugação de 3 factores: 1º) a concentração das vendas em mercados onde é crescente a pressão sobre os produtos devido, essencialmente, à penetração dos mercados de leste e asiático; 2º) o peso significativo da produção em regime de subcontratação, onde a imposição do design por parte do cliente tem inibido o desenvolvimento de marcas próprias pelas empresa; 3º) a concentração num número reduzido de clientes. O diagnóstico realizado na Acção 1 do projecto remete, assim, para uma necessidade urgente por parte do sector de investir nas chamadas áreas imateriais, como o design, a prospecção de mercados, a embalagem, a marca e a qualidade. Estes vectores de sucesso poderão vir a ser desenvolvidos de duas formas distintas: a) ou são uma opção de gestão de cada empresa e investidos internamente; b) ou são serviços externalizados originando, consequentemente, o aparecimento de um conjunto de empresas de suporte, com forte especialização. Independentemente da opção, a renovação da imagem do sub-sector terá que aliar a tradição da arte manual ao design, desenvolver a personalização da produção ( especialmente nos segmentos de gama alta), apostar em colecções temáticas e garantir uma qualidade inquestionável do produto final. A ligação inter-sectorial ( principalmente à cerâmica, ao têxtil e à cutelaria) é apontada como uma estratégia futura e como uma forma de alargamento e consolidação da oferta. O desenvolvimento da comercialização será também decisivo, nomeadamente através de opções electrónicas com a criação de um portal comum. Na Acção 1, além do diagnóstico global, foi levado a cabo um diagnóstico específico nas três empresas piloto, parceiras do Projecto EQUAL. A metodologia seguida caracterizou-se pelas seguintes etapas: 1 - Entrevista com os gerentes sobre o enquadramento do sector e da empresa face à conjuntura; 2 - Entrevista com os quadros e chefias; 3 - Contacto directo com as instalações, a organização e os trabalhadores no terreno; 4 - Debate sobre as expectativas de desenvolvimento da organização; 5 - Quantificação da situação actual; 6 - Elaboração de um pré-diagnóstico; 7 - Análise das orientações preconizadas no pré-diagnóstico; 8 - Diagnóstico final. Desta forma, em cada parceiro, foram analisados os seguintes aspectos: a) Dados históricos e referenciais; b) Estrutura e efectivo; c) Produto; d) Mercado; e) Concorrência; f) Aparelho produtivo; g) Sistema de informação, de organização e de gestão; h) Sistema de qualidade, de segurança, saúde e higiene; i) Situação económica; j) Análise crítica: pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades; k) Plano de acção. Apesar do diagnóstico ter originado planos de acção específicos para cada um dos parceiros ( descritos em documento próprio) há estratégias comuns a implementar no decurso da Acção 2 do projecto. No que diz respeito à tecnologia e às instalações foram definidos os investimentos a fazer, obviamente diferentes para cada uma das empresas. Também no que se refere aos recursos humanos, as necessidades de recrutamento de quadros especializados diferem em função do desenvolvimento organizacional actual de cada uma das unidades fabris. No que concerne à estratégia de produto o diagnóstico aponta para uma necessidade de diferenciação, através de produtos com maior valor acrescentado, assentes em design próprio e com aplicação de outros materiais nobres, de uma forma integrada. O desenvolvimento de uma marca própria, com produtos inovadores de qualidade, associado a uma melhor estratégia de serviço, deverá ser também uma opção de gestão. A abordagem do mercado deverá também sofrer alterações, nomeadamente através da implementação local de estruturas comerciais, da nomeação de agentes de marca e de uma maior aproximação aos clientes finais, às grandes superfícies, aos armazenistas e às cadeias de lojas especializadas. A política de organização e gestão das três empresas implicará igualmente algumas redefinições, onde a implementação de um sistema de controlo da produção e da qualidade, orientados para a redução de perdas e quebras, ocupará um lugar central. Paralelamente, deverá ser montado um modelo de planeamento e controlo do negócio, através de um quadro de indicadores de gestão. Finalmente, em relação aos recursos humanos, a intervenção nos dois próximos anos, assentará numa estratégia de formação - acção, em áreas como: - a especialização de vidreiros, a composição e as técnicas de fusão; - formação comportamental com acompanhamento on job para apoio à mudança e à estratégia de empowerment a desenvolver; - organização e gestão; - marketing e comércio internacional; - higiene e segurança no trabalho. Através deste conjunto de acções, o Projecto "Glass Challenge" visa suprir algumas carências formativas dos principais grupos-alvo do projecto - os colaboradores das empresas piloto - reforçando deste modo as suas competências técnicas e desenvolvendo uma cultura de maior autonomia e responsabilidade.

dot Top


Objective

Text available in

O Projecto Glass Challenge, na Acção 2, visa contribuir para o reforço do sector da cristalaria, maximizando quatro grandes áreas de intervenção: 1 - Criar condições de um real apoio às três empresas piloto na implementação dos planos de acção definidos no diagnóstico realizado na Acção 1. A intervenção, nos próximos dois anos, passará forçosamente por investimentos em tecnologia, recrutamento de quadros para apoio à gestão, inovação na oferta de produtos e na estratégia comercial e adopção de novos modelos de organização e gestão; 2 - Criar condições de aperfeiçoamento e actualização de competências dos profissionais, reforçando o cluster do vidro/cristal. A definição dos novos perfis chave do sector é fundamental para a organização de uma oferta formativa de qualidade por parte do Crisform. Para isto contribuirá largamente o diagnóstico nas empresas, a parceria internacional com a Commune di Roccantica e o trabalho em rede com as outras instituições locais (nomeadamente o Sindicato Vidreiro, o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro e a Escola Profissional e Artística da Mª Grande) com responsabilidades nesta área; 3 - Utilizar as metodologias de diagnóstico de formação- acção como exemplo de boas práticas e promover a sua replicação nas outras empresas do sector; 4 - Promover sinergias através da cooperação entre os actores-chave que ocupam uma posição estratégica no desenvolvimento do sector, nomeadamente com os outros parceiros da União Europeia. Com estes objectivos o Projecto Glass Challenge propõe-se contribuir para a alteração do ciclo regressivo actualmente vivenciado no sector e reforçar o papel do Crisform como entidade responsável pela oferta de uma formação de qualidade.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics