IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 PERCURSOS ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso
Other national partners : Associação Comercial e Industrial do Concelho de Santo Tirso
CITEX - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Other 
DP identification :PT-2001-233 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :26-09-2002 
Last update :28-10-2005 
Monitoring: 2002  2003  2004   

Rationale

Text available in

The first years of the nineties established by evidence the progressive loss of both national and international competitiveness of the textile and clothing enterprises. This was mainly due to difficulties of great many enterprises of this sector in identifying and implementing the right strategic changes concerning the exploitation of new geographic opportunities, products and clients mix quality services and manegement of information system (Mollet, 1993). In the context of the global worldwide market as most european enterprises the Portuguese textile and clothing industry didn´t look for competitive advantages which consisted in two fundamental issues: novelty and quality, as differenciating and creative factors to the client. Several studies about this sector hint the strong and weak sides detected along that period, characterized from the competitive point of view Predominantly, the weak side is the result of the trending direction to the product and subcontract deals.There is a stagnate business-related attitude when it comes to look for the client and the belief that the most important factors to keep a customer are quality and low prices. Even though there is the recognition that the price no longer is a competitive factor on its own enterprises do not possess actuation experience over the markets, that would lessen the difficulty of changing their business deals. Since this sector has turned into an intensive-capital across the most developed countries, the managing technologies are relatively exceeded: they lack an effective managing information especially when it comes to costs analysis There is also a lack of proper preparation of managers: this then discards the possibility of the enterprises to be adapted to the conditional circumstances resulting from Portugal´s adhesion to the European Union, which does not allow the befitting improvement of the new opportunities engendered by this adhesion. Production deficiencies concerning its planning and importance estimation were also detected. As far as the global management is concerned, there is a shortage of suitable capitals to support investments. Also, the medium and higher office staff of managing, commercial section, production technology and organization, and new products developments are non-existent. Santo Tirso´s Job Center´s data, provided to the Project in 2002, expose the following:There are 6 565 enrolees. 83 % has the 6th grade. 70% between 31 and 60 years old. 61% are women. 66% are DLDYet to confirm there is the Social Security Office´s data: 32,5% of the SSO´s recurrent population is unemployed. 45,0% of that population has between 20-40 years old. 67,2% are long lasting unemployed people. 45% finished high school and 13,3% did not? 44,0% are textile and similar-like workers? 24% of that population are unemployed due to the shutting down of their working place.This scenario is the result of the country´s already described economic surmise and more precisely because of the Textile Industry´s crisis This scenario undertakes a more dramatic nature when there are already in the council several entities struggling against long-term unemployment and several legal framings and mechanisms recognize this problem, establishing far-reaching measures. In the opinion of the Project´s team, the problem consists in the lack of linking between all the different types of answers and in the palliative measures defended by all, Instead of planning, outline strategies, anticipate change and diplomatically articulate differences. Through the Project Routes, this DP (Development Partnership) wants to answer a major question.Existing: conscience of the difficult situation of the council/ region, resources that seem to you minimum sufficient, actual inter-institutional articulation in the council (Program RMG, social net, forums promoted by the ASAS, among others)? political conscience and legal framing (PNE,PNAI)What blocks the success of Social and Professional Insertion? How can the data of the Job Center, the CLA and the RMG be justified? What about statements like the ones Human Resources´ Arcotêxteis (company contacted by the Project and integrated in the Contractors Forum) Director made: "We want want people to work and we don´t have any." The foreseen answer to these questions: Disarrangement between the search and the offer at the labor market: with market´s evolution and in this global age, the companies that wish to develop have to resort to new technologies, which necessarily means that the human resources have to have a high school diploma.Most workmanship doesn´t have one.On the other hand, wage conditions aren´t attractive to young people with a higher degree of education. Furthermore there´s also the-nowadays-so-debated issue of low productivity, which is one of the factors that justifies low wages and production costs. Most young people´s expectations do not include the Textile. The textile " spotting" is notorious in the council.However, there is another factor to include in this analysis: the effects of some mechanisms of social protection that- like in all over Vale do Ave and the national context, also in Santo Tirso´s council - is corrupting social- economic reality. At present, the existent mechanisms of social protection compete with textile wages. If, at one point, this instalment allows to assure one´s unemployed subsistence (whom despite the efforts can´t find a new job- the case of many DLD´s over 45 years old) -on the other, it generates resignation mechanisms, discouraging the search for a new job or professional training, or even promoting precarious work schemes, many times illegal. This take us to yet another Project´s issue: MENTALITYOne of the greatest obstacles to succeed in social inclusion is resistance and lack of determination to accept the change of many people who resort to the services. At this point, background issues in relation to the role of several valid social- political measures are raised, which in some situations compete against each other, obstructing their own success. On the other hand, the work developed in Action 1 revealed the still extreme difficulty in involving and contacting textile contractors.Even presenting a free access service to the company, of instruction, company promotion and restructuring planning, it was extremely complicated to make the first company contact, made by the project. According to the team´s point of view, there can be only one explanation: resistance and low tolerance by the part of the owners/ management and of the intermediate leadership on the graduate technicians admission, which could be a threat. As before mentioned, the organic structure of most contacted companies lacks superior technicians on their leaderships.Most textile companies do not plan reduction necessities, employment, transfer and training of human resources. They tend to be punctually replied. Usually, among companies rules the short notice prospect and the focus on the answers to the every- day problems connected to the human resources. This way the " personal function " in most companies becomes insipient and informal, being restricted to the application of judicial work ruling, especially when it comes to payments, job timing and exterior movements (recruitments and departures).The practices of the companies existent human resources vary and are directly related to the type of economic activities, companies dimensions and respectively geographic location of those companies. In most medium and short companies it is the own owner that intervenes directly in the administration of the human resources, namely in the recruitment, selection and definition of the award attribution criteria. It is important to point out that the companies´ used criteria are generally not demanding and reflect the dequalifying model of capture and retention of most professionals on the production level. Depending on the company´s size, the recruitment and selection can be the responsibility of the company´s owner, of the leadership section where one will be integrated, of a human resources technician. However, the final call of admitting or not a person is from the administration/ owner.The devaluation of other types of more demanding training could reveal a limited training conception, in theoretical terms and, more compromising, in professional terms (technical- professional teaching, professional- training centers, universities). Finally, there´s another issue the project wants to work on.Responding to a request made by one of the Human Resources directors, of one of the most solid large companies of the council, the project intends to dynamize meeting moments between textile and non- textile with the Local Autarchy. This "contractor" came up with an interesting question to the project:"How can you make decisions and manage a company when you don´t know what is the council´s strategy? When you don´t know what´s the investment and the Municipal Plan? The project already addressed the Local Autarquy, soliciting a document that reflects what new jobs are foreseen to attract and dynamize the council, the results of the accomplished appeals by the City Hall. Without these lines of direction it will be very difficult to stake on training areas for one would run the risk of training people in professional areas that the council can not absorb. Also, most unemployed population do not accept job propositions located at more than 15/ 20 Km away from their residence, even if well handed out by public transportation.In short the project aims to conceive an innovating methodology, susceptible of incorporation by the partnerships and local agents; and that settles on problem anticipation, through the conjugation of efforts and resources already existent

dot Top


Objective

Text available in

The project PERCURSOS (ROUTES),during the Action 2,aspires to attain the exact same foreseen results for Action 1,but this time around with a larger understanding to face the obstacles. The main purpose is maintained:To conceive and try out support devices, adjusted to textile enterprise, and assets facing restructuring/ reconversion procedures that gain and advance official and non-official qualifications of the workers involved assuring their adaptability or reinsertion, minimizing the negative impact on the work.Its operational goals: Relatively to the managing structures of enterprises: - The creation of a discernment strategy on the textile corporations, of workers` sensitization to social issues, of involvement in the workers` problem solving- the goal of their restructuring process. - To set in motion restructuring- planning procedures of restruction and reconversion of textile corporations, with a view to the advisory body of the managing structures, instructing about investement supports, legal advising; planning and organizing formation plans in accordance with the real situation of the corporations.- To incorporate experience- exchange modes and articulation between textile contractors, animating the Contractors`Forum and the contractors that joined the Action 1 challenge- Articulation of the textile contractors with the Local Power (solicitation made by the contractors already involved in the Contractors Forum)Relatively to the workers structure :Ao nível da estrutura dos trabalhadores :- To promote admission and return to the labour market to those workers who have greater difficulties in reintegrating the labour market and who are ill-favoured - To stimulate and facultate access to all those interested to create their own job, providing the necessary tools, identifying and exploring new opportunities of a stand out job To reflect upon the labour unions´ role as the workers´ representative employers

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place **
Work placement **
Job rotation and job sharing *
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) ***
Employment creation and support **
Improvement of employment services, Recruitment structures ***
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Work organisation, improvement of access to work places *
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features **

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

Pelo atrás exposto não será difícil aferir dos aspectos inovadores: Envolver em presas de um sector industrial tradicional - o têxtil - de peso no concelho de Santo Tirso- Todo o projecto assentar numa actuação preventiva, perfeitamente estruturada e transversal a toda a unidade empresarial- A atenção sobre o indivíduo tentando aproveitar ao máximo todas as competências que o seu percurso profissional lhe possibilitou adquirir, mas que muitas vezes são desconhecidas e /ou desvalorizadas. Toda a intervenção assentar na metodologia de RVC perfeitamente inexistentes no trabalho de um sector de actividade tão tradicional como o têxtil e no concelho - O alargamento do Processo de RVC a todos os intervenientes no projecto: equipa, parceiros e público alvo directo - a preocupação com percursos individuais e ajustados de formação e inserção; A adequação da formação de reconversão às necessidades diagnosticadas por forma a potencializar a inserção profissional e social; - O projecto não ser promovido por uma única entidade, mas sim por consórcio de parceiros rentabilizando os Know-how, os recursos humanos, técnicos e financeiros de cada um - O projecto PERCURSOS ter sido construído e delineado após a auscultação a várias entidades do concelho:* Câmara Municipal de Santo Tirso * Centro de Emprego de Santo Tirso * Membros da CLA do RMG * Grandes empresas têxteis do concelho, algumas já em reestruturação ouvindo sugestões e críticas, tendo todos confirmado a extrema importância de testar esta intervenção. - A metodologia assentar na participação conjunta de estruturas de administração, de trabalhadores e de equipa de terreno, aplicando o empowerment. - Encarar o trabalho nos seus vários contextos sociais. A cooperação transnacional Outro aspecto inovador é o acompanhamento televisivo do projecto por uma empresa de produção de programas televisivos.Valor Acrescentado: Os resultados do levantamento de necessidades do sector têxtil: novos perfis dos trabalhadores têxteis, necessidades de reconversão complicando-os num produto a criar para efeito. Será um grande valor acrescentado para o concelho existir um análise actual e profunda sobre o mais importante e complexo sector de actividade do concelho, para o qual não existem dados actualizados e centralizados, encontrando-se portanto perfeitamente descaracterizado. - A rede de actores sociais que se pretende consolidar.Face a um cenário como o exposto no diagnóstico de necessidades é para a equipa do projecto extremamente gratificante se com ele se conseguir mudar as práticas já instituídas e que não têm relevado resultados suficientes. O maior valor acrescentado do projecto será permitir a criação de uma estrutura inovadora no concelho, que se constitua como uma boa prática da experimentação de uma metodologia altamente inovadora (Actuação preventiva, estruturada e assente no RVC) que a resultar, será multiplicada podendo resolver muitos dos problemas do concelho.

dot Top


Budget Action 2

500 000 – 1 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  3.0%  4.6% 
Employed  37.2%  55.2% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  40.2%  59.8% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  40.2%  59.8% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  40.2%  59.8% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  0.0% 
25 - 50 year  40.2%  59.8% 
> 50 year  0.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Other discriminations **
Low qualification **
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1187 Risorse e percorsi transnazionali IT IT-G-UMB-014

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • One partner involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Associação Comercial e Industrial do Concelho de Santo Tirso Monitoring, data collection
CITEX - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil Transnational partnership

dot Top


Agreement Summary

Text available in

The DP technical responsible will meet weekly for the accompanying of the project, every time that it will be thought as convenient and also for the proposal of the legal representative The working schedule of the last month's reunion must include The analysis and approval of the last month's balance sheet, Monthly Declaration of Costs of the correspondent month The opinion of the competent Administration, made in the monthly meeting of the previous month The legal responsible will meet monthly for the accompanying and evaluation of the project and every time that it will be thought as convenient The reunion predicted in the previous issue can be replaced by the formal presentation by the technical responsible of each partner, in the monthly meeting of the competent Administration, of the decisions thought as convenient. The opinion must be included in the act The process of the decision making will assume the following formats By majority in 1st instance In case of non common opinions between the partners, the decision of the partner responsible by the intervention area in stake must be valorized in 2nd instance In last instance the decision will be from the partner interlocutor with the EQUAL Management Office From these issues thought as convenient there must be included, monthly, the balance sheets exclusive to the project and the monthly costs declarations The DP is represented in the financial issues by the legal representatives of ASAS, and manager of the DP and by the TOC. In what concerns the general expedient, the DP is represented by the signature of one of its technical responsibles, in agreement with the responsibility area of each one. In the areas that are not distributed to any of the partners it is necessary the signature of the technical responsible of the interlocutress entity of the DP The EQUAL Management Office will be called to the resolution of eventual problems The interlocutress entity with the EQUAL Management Office is ASAS

Last update: 28-10-2005 dot Top


Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso

(ASAS)
Rua Dr. Carneiro Pacheco, 458
-
P-4780-446-SANTO TIRSO Santo Tirso

Tel:+351525830830
Fax:252830839
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

ASAS é IPSS, sem fins lucrativos, de utilidade pública.Tem como objectivo:a)Promover a protecção e o apoio a crianças e jovens em geral e em particular às mais desfavorecidas, quer criando e mantendo, quer encarregando-se apenas da gestão de estruturas e equipamentos sociais e específicos e também prestando serviços de atendimento personalizado e encaminhamento do apoio moral, social, jurídico e psicológico;b)Colaborar com as competentes entidades da administração da Justiça, policiais, da segurança social, da saúde, do emprego, bem como as autarquias locais e outras entidades públicas ou particulares, na defesa e exercício dos direitos c)Incentivar e promover a solidariedade social designadamente através da formação de voluntários e do mecenato social;d)Promover e participar em acções de informação e sensibilização da opinião pública;e)Estabelecer contactos com organismos nacionais e internacionais e colaborar com entidades que em outros países prossigam fins análogos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Mónica Susana Nogueira da Silva Mónica +351252830830 asasmail@clix.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Associação Comercial e Industrial do Concelho de Santo Tirso

(ACIST)
Largo Coronel Baptista Coelho, 6
-
P-4780-370-SANTO TIRSO Santo Tirso

Tel:+351252808280
Fax:252808281
Email:-

 
Responsibility in the DP: Monitoring, data collection
Type of organisation:Chamber of commerce/industry/crafts
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:AVE
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A ACIST presta os seguintes serviços SEGURANÇA SOCIAL Folhas salários Pagamento de contribuições Inscrição de empresas/beneficiários Requerimento de certidões/benefícios REQUERIMENTOS DA CÂMARA MUNICIPAL Cartão de feirante e ambulante Ocupação via pública Alvará sanitário Licenças Governo Civil MINISTÉRIOS Horários trabalho Certificados de admissibilidade de firmas Cartão empresário Cadastro industrial/comercial FINANÇAS Preenchimento declarações periódicas de IVA, pequenos retalhistas e regime normal Declarações rendimentos Escrituração livros APOIO JURIDICO Direito comercial/ trabalho APOIO CONTABILISTICO Consultas fiscais/contabilisticas Apuramento e pagamento da segurança social, imposto selo, IRS, IRC e IVA Processamento de salários Análise balancetes APOIO MÉDICO Consultas clinicas/ receituário Serviços de higiene, segurança e saúde no trabalho APOIO AO EMPRESÁRIO Sessões de esclarecimento/divulgação Candidaturas sistemas de incentivos Diagnósticos Consultoria Formação



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sandra Maria Sousa Lopes Sandra +351252808280 sandralopes.acist@mail.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


CITEX - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil

(CITEX)
Rua Professor Augusto Nobre, 483
-
P-4150-119-PORTO Porto

Tel:+351226152500
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP: Transnational partnership
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

O CITEX tem como objectivo promover cursos de formação profissional que se encontrem fortemente relacionados com as necessidades actuais da Indústria Têxtil e de Vestuário, para deste modo facilitar a inserção profissional dos formandos e melhorar as competências dos profissionais da área. Foi constituído em 1981 através de um protocolo estabelecido entre o IEFP - Instituto de Emprego e Formação Profissional - e três associações têxteis: ANIVEC - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção, APIM - Associação Portuguesa das Indústrias de Malha e Confecção e APT - Associação Portuguesa de Têxteis e Vestuário. O CITEX oferece diversificados percursos de formação no âmbito de variados sectores da Indústria Têxtil e de Vestuário. As áreas de formação do CITEX são as seguintes: Design; Tecelagem; Tricotagem; Estamparia; Tinturaria/Acabamentos; Modelação; Organização da Produção de Vestuário; Confecção; Qualidade da Confecção; Manutenção; Relações Humanas; Geral Têxtil.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Pedro Luís Nero Guimarães Pedro +351226152500 geral@citex.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

PERCURSOS

Rationale

Text available in

Os primeiros anos da década de 90 evidenciaram a perda progressiva de competitividade, tanto nacional como internacional, das empresas têxteis e do vestuário europeias. Tal facto resultou do grande nº de empresas do sector manifestarem dificuldades em identificar e implementar as mudanças estratégicas adequadas no que respeita ao aproveitamento das novas oportunidades geográficas, de mix de produtos e clientes, de qualidade, de serviços e de sistemas de informação de gestão.As indústrias têxteis portuguesas, no contexto do mercado mundial globalizado, à semelhança da generalidade das empresas europeias, careciam orientar-se para a procura de vantagens competitivas apoiadas em dois parâmetros fundamentais: a inovação e a qualidade, enquanto factores de diferenciação e de criação de valor para o cliente. Vários estudos realizados sobre o sector apontam os pontos fracos e fortes detectados ao longo daquele período e que caracterizam do ponto de vista competitivo.Os pontos fracos resultam, da orientação para o produto e da subcontratação.Verifica-se a existência de uma atitude empresarial de acomodação à procura pelo cliente e a crença de que os factores mais importantes para manter a clientela são a qualidade e o preço baixo. Embora surja o reconhecimento de que o preço já não constitui um factor de competitividade por si só, as empresas não possuem experiência de actuação nos mercados que facilite a mudança de orientação dos seus negócios.A desactualização relativa no que se refere a tecnologias de gestão, uma vez que o sector se tornou capital-intensivo nos países mais desenvolvidos, surge aliada à falta de informação de gestão eficaz, nomeadamente no que respeita à análise de custos. Evidencia-se a ausência de preparação adequada dos gestores para adaptar as empresas aos condicionalismos resultantes da adesão de Portugal à UE o que não permite o aproveitamento pleno das novas oportunidades geradas por essa via.Na produção foram detectadas deficiências no que respeita ao planeamento e à sub-avaliação da sua importância. Ao nível da gestão global ressaltam a falta de capitais próprios para apoiar investimentos e a inexistência de quadros médios e superiores que atinge a gestão, o sector comercial, a tecnologia de fabrico, a organização da produção e o desenvolvimento de novos produtos.Os dados fornecidos ao Projecto pelo Centro de Emprego em Abril de 2002 revelam o seguinte: 6 565 inscritos? 83 % tem até ao 6.º ano? 70% tem entre 31 e 60 anos? 61% são mulheres? 66% são DLDA confirmar possui-se os dados do GAS que confirmam que:? 32,5% da população que recorre ao GAS é desempregada? 45,0% dessa população tem entre 20-40 anos de idade? 67,2% são desempregados de longa duração? 45% tem o 1º ciclo e 13,3% tem o 1º ciclo incompleto? 44,0% são trabalhadores têxteis e similares? 24% dessa população encontra-se desempregada devido ao encerramento da empresa onde trabalhava.Este cenário tem vindo a ser construído pela conjuntura económica que o País atravessa e mais concretamente pela crise da Ind.Têxtil.É um cenário que assume um carácter mais dramático quando no terreno do concelho existem já entidades várias a combater o desemprego de longa duração e vários enquadramentos legais e mecanismos que reconhecem este problema e instituem medidas de combate. Parece à equipa do projecto que o problema assentará na falta de articulação entre os diferentes tipos de resposta e na actuação remediativa que todos preconizam, não se tentando planear, delinear estratégias, antecipar a mudança e articular os excessos de uns com as faltas de outros.Esta PD quer através do Projecto PERCURSOS responder a uma grande questão.Havendo:? consciência do grave da situação do concelho/ região,? havendo recursos que lhe parece minimamente suficientes? havendo já articulação interinstitucional no concelho havendo consciência política e enquadramento legal para esta problemática (PNE, PNAI)o que impede e dificulta o sucesso da Inserção Social e Profissional? O que justifica os dados do Centro de Emprego, da CLA do RMG e do GAS? O que justifica afirmações semelhantes à que o Director de Recursos Humanos da Arcotêxteis , empresa contactada pelo Projecto e integrante do Fórum de Empresários "Queremos pessoas para trabalhar e não temos".Consegue-se adivinhar a resposta a estas perguntas: Desajustamento entre a oferta e a procura no mercado de trabalho: com a evolução do mercado as empresas que querem singrar nesta era da globalização têm que recorrer a novas tecnologias o que obriga a que os recursos humanos a recrutar tenham que ser escolarizadas ao nível do 9.º ano / 12.º ano de escolaridade.A maior parte da mão de obra disponível possui escolaridade ao nível do 1º ou 2º ciclo do ensino básico.Por outro lado as condições salariais não são atractivas para jovens com maior nível de escolaridade. Aqui há a acrescentar a questão da baixa produtividade tão debatida actualmente e que é um dos factores que justificam os baixos salários e os elevados custos de produção.As expectativas da maior parte dos jovens não incluem a Têxtil. A "estigmatização" da têxtil é notória no concelho.Existe, no entanto, outro factor a incluir nesta análise - os efeitos de alguns mecanismos de protecção social que tno concelho de Santo Tirso, à semelhança de todo o Vale do Ave e do contexto nacional está a deturpar a realidade sócio-económica.Os mecanismos existentes de protecção social concorrem actualmente com os salários da têxtil. Se por um lado esta prestação permite assegurar a subsistência de quem está desempregado e, apesar dos esforços não consegue um novo emprego => caso de muitos DLD's com mais de 45 anos, por outro, gera mecanismos de acomodação, desincentivando a procura de novo emprego ou de formação profissional, ou, ainda, promove o ingresso em esquemas de trabalho precário, muitas vezes clandestino. Isto conduz a uma outra variável com que o projecto tem que trabalhar - MENTALIDADEUm dos factores mais condicionador do sucesso da inclusão social é a própria resistência e falta de vontade de aceitar a mudança de muitos dos indivíduos que recorrem aos serviços.Aqui levantam-se questões de fundo que se relacionam com o papel das várias medidas de política social existentes que, em algumas situações, concorrem entre si condicionando o seu próprio sucesso.Por outro lado, o trabalho desenvolvido durante a Acção 1 revelou ainda a extrema dificuldade em envolver e contactar os empresários têxteis.Mesmo apresentando todo um serviço GRATUITO de assessoria à empresa, de formação, de promoção da empresa e de planeamento da reestruturação, foi muito complicado conseguir o primeiro contacto nas empresa procuradas pelo projecto Para esta situação encontrou a equipa uma única justificação. A resistência e a não tolerância por parte dos proprietários/ administração e das chefias intermédias à entrada de técnicos licenciados que poderão constituir uma ameaça.Conforme foi já referido a estrutura orgânica da maior parte das empresas com que o projecto contactou não possui técnicos superiores nas suas chefias.A maioria das empresas do sector têxtil não efectua o planeamento das necessidades de redução, contratação, transferência e formação dos recursos humanos. Tendem a ser respondidas pontualmente. De uma forma geral, no seio das empresas, predomina a perspectiva de curto prazo e a focalização na resposta aos problemas do dia-a-dia ligados aos recursos humanos. Deste modo, a "função pessoal", na maioria das empresas, assume um carácter insipiente e informal, estando reduzida à aplicação de regulamentação jurídica do trabalho, sobretudo ao nível da gestão das remunerações, da duração do trabalho e dos movimentos com o exterior (recrutamentos e saídas).As praticas de gestão de recursos humanos existentes nas empresas são muito diversas, estando estas directamente relacionadas com o tipo de actividades económica, a dimensão das empresas e a respectiva localização geográfica das mesmas.Na maior parte das empresas de média e pequena dimensão, é o próprio proprietário que intervém muito directamente na gestão de recursos humanos, nomeadamente no recrutamento e selecção e na definição dos critérios de atribuição de prémios Ao nível do recrutamento é de salientar que, de uma forma geral, os critérios utilizados nas empresas são pouco exigentes e reflectem o modelo desqualificante de captação e retenção da maioria dos profissionais ao nível da produção.Consoante a dimensão da empresa, o recrutamento e selecção poderá ser da responsabilidade do proprietário da empresa, da chefia da secção onde a pessoa vai ser integrada, de um técnico de recursos humanos. No entanto, a decisão final, de admitir ou não a pessoa, é, geralmente, da administração/proprietário.A desvalorização de outros tipos de formação mais exigentes em termos teóricos e mais abrangentes em termos profissionais (ensino técnico-profissional, centros de formação profissional, universidades) poderá revelar uma concepção limitada da formação.Existe uma outra variável que o projecto pretende trabalhar.Em resposta a um pedido de um dos Directores dos Recursos Humanos de uma das grandes empresas sólidas do concelho o projecto pretende dinamizar momentos de encontro entre as empresas têxteis e não têxteis com a Autarquia Local. Este "empresário" abordou uma questão interessante para o projecto:"Como é que se pode tomar decisões e gerir uma empresa quando não se conhece qual a estratégia do concelho? o projecto abordou já a autarquia local solicitando um documento que reflicta que novos empregos estão previstos atrair e dinamizar no concelho fruto dos apelos efectuados pelas estratégias da Câmara Municipal.Sem estas directrizes corre-se o risco de formar pessoas em áreas profissionais que o concelho não absorve. De realçar que a maior parte da população desempregada não aceita propostas de emprego localizados a mais de 15/ 20 Km da sua área de residência, mesmo que bem fornecidos por transportes.

dot Top


Objective

Text available in

Durante a Acção 2 o projecto PERCURSOS pretende exactamente atingir os mesmos resultados previstos para a Acção 1, mas com uma consciência maior das dificuldades a enfrentar.O grande objectivo mantêm-se:Conceber e experimentar dispositivos de apoio integrado às empresas têxteis e activos confrontados com processos de reestruturação/ reconversão que aproveitem e potenciem as competências formais e informais dos trabalhadores nele envolvidos, assegurando a sua adaptação ou reinserção minimizando os impactos negativos sobre o emprego.Tem como objectivos operacionais: Ao nível das estruturas administrativas das empresas:- Construir uma estratégia de penetração nas empresas têxteis, de sensibilização dos empresários para as questões sociais, de envolvimento na resolução dos problemas dos trabalhadores alvo do seu processo de reestruturação- Accionar processos de planificação da reestruturação e da reconversão de empresas têxteis com vista à assessoria das estruturas de administração, informando sobre apoios ao investimento, assessoria jurídica, planificando e organizando planos de formação ajustados à realidade das empresas- Accionar processos de troca de experiências e articulação entre empresários têxteis, dinamizando o Fórum de Empresários com os empresários que aderiram ao repto efectuado durante a Acção1- Articular os empresários têxteis com o Poder Local (solicitação efectuada pelos empresários já envolvidos no FORUM DE EMPRESÁRIOS)Ao nível da estrutura dos trabalhadores :- Facilitar o acesso e o regresso ao mercado de trabalho dos trabalhadores que conhecem maiores dificuldades de reintegração no mercado de trabalho e que apresentem situações de desfavorecimento - Incentivar e facultar a todos os interessados acesso ao processo de criação do próprio emprego, fornecendo os instrumentos necessários, identificando e explorando novas oportunidades de emprego de relevo.- Reflectir sobre o papel dos sindicatos como entidades representativas dos trabalhadores.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics