IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 e.trainers - Pedagogia, formação e certificação em ambiente de e.learning ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Talentus - Associação Nacional de Formadores e Técnicos de Formação
Other national partners : Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal
Direcção Regional de Educação do Centro
I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
Ministério da Defesa Nacional - Marinha - CNED - Centro Naval de Ensino à Distân
Portugal Telecom Inovação, SA
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Services 
DP Legal status :Other 
DP identification :PT-2001-168 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :07-09-2002 
Last update :05-03-2007 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

E-Learning in Portugal (brief reference) " ? concerning e-Learning, Portugal and several countries are still learning?.It is essential that the e-Learning develops in Portugal, that there is an increase of competences, the bases of Portuguese resources in the Internet are built and that the citizens have the opportunity to choose their own training?." Dr. Mariano Gago The distance learning is a kind of training with strong recent developments in Portugal, which put new challenges and opportunities to the official entities, to the training institutions and also to the training professionals (http://www.inofor.pt, in 12-01-2000). The recent Portuguese dispatch nº 17.035/2001 of August 14th 2001, besides the definition of a set of rules for distance training, shows a clear government involvement in this matter. Although the number students and learners in the e-Learning environment in Portugal can't be considered very high, it seams that a new cycle is beginning, particularly cherished by the new technologies, that could increase these indicators very soon. Currently there are in Portugal several enterprises and institutions that bet on this domain with a consequent course offering following e-Learning methodology. And so it is expectable a big increases in this kind of training offer in a short time, mainly supported by the ICTs evolution (e-Learning). In this context, it is important to train the future trainers for the e-Learning environment, used to the traditional methodologies. Strengths and weaknesses of e-Learning Through the analysis done in the scope of the first action of this project and the experience of the project partners, we identified some strong and weak points associated to the e-Learning: Strong points: - allow a bigger availability and differentiated study rhythms; - remove space ant time barriers, opening training ways to persons that used to have moving or scheduling difficulties to study; - stimulate the self-learning, allowing the personal continuous development, giving them more autonomy; - incite the continuous acquisition of new knowledge, giving new personal and professional competences; - give origin for open work methods and formats, involving the experiences sharing; - remove the geographic dispersion problem of the learners; - improve resources with a significant training costs reduction, specially in time, travels and stays; - guarantee and promote the experimentation and familiarization with technology and new telematic services; - allow successive and necessary repeats to study the subjects; - turn the courses contents more adequate and attractive, specially those in multimedia formats - allow the conciliation between training, professional activity and family life (time schedule incompatibility or other family or professional requirements); - put in the same level the adapted training to the needs of a specific population (isolated or with special needs); Weak points: - resistance to the change and to the ICTs use by the teachers and trainers; - lack of provision of an human relation between learners and trainers as in a classroom environment - demands new competences, new aptitudes and new attitudes from the training professionals, in particular from trainers/tutors; - inability to manage unexpected and immediate reactions; - demands high initial investments, that is, a lot of resources for the contents development, specially for the multimedia format products/supports; - very dependant from the actual bandwidth; - demands some technological knowledge (informatics and multimedia) - doesn't eliminate the usual disturbs in the work places, caused by professional reasons - faces some obstacles related with the reduced trust in these educative strategies by the most conservative and innovation and change resistants - can be considered as a potential enemy to the traditional travels to the training center (specially for the adults) Needs analysis: Considering the objectives and activities of the e-Trainers project, the partners carried out a research, based on a questionnaire, to some training distance learning agents in Portugal (from PT Group, from the Education Ministry and from the Talentus'partners), in order to get a deeper knowledge about the current training dynamics at this level and also about the training evolution of the trainers and the teachers as far as competences in the training via Internet (e-Learning) are concerned. In this context, a questionnaire was produced (to be answered by trainers and teachers) with the following objectives: - identify and characterize the participation that these professionals had in the distance training, and the means they had to get the new competences connected to the new technologies integration in their professional activities - contribute to a better knowledge of the Portuguese training realities, as well as to orientate the priorities definitions in terms of training to the competences development in the electronic learning - considered as all the learning action that use the news ICTs. This questionnaire was sent, via email, to 124 teachers from the Education Ministry - Prof2000 program, to 18 PT Inovação trainers and to 110 Talentus associates. 51 questionnaires were received, matching 20% answers in a universe of 252 trainers/teachers. The majority of the answers have been given by teachers from the official education and by trainers from private organizations, graduated and masters, from the Center and North region of Portugal. The majority was male, with an age between 32 and 45 years old. The majority of the 51 respondents didn't participate in training activities for e-Learning environment, neither as a learner nor as a trainer. However, among the respondents that didn't participate, there is a great wish to participate whether as a learner or as trainers. Those who participated as a trainee (17) used different methodologies for the effect, namely, traditional classroom training, mixed, distance, and self training and via e-Learning, in telematics areas where the ICTs and new pedagogical methodologies prevail, including the e-Learning contents development. The majority of the respondents considered the global training quality, the trainers professional performance, the e-Learning services available in the platform used and the support technological/pedagogical resources as "very good", specially those in text format. Those who participated as trainers (9) used different methodologies to guarantee the given training, namely the mixed regime and the distance-learning via Internet. The majority considered that the training given was "very good", as well as the self-assessment in their professional performance as teacher/trainer. The main technical difficulties referred were the Internet access quality and the training contents conception and adaptation. As main pedagogical difficulties, the trainees' motivation and the training process management were referred. Through the analysis of the given answers, there is no evidence of a big difficulty in the e-Learning platform and telematic services use, being these ones considered as adequate to the training needs. At the end of the questionnaire, it was asked an open opinion, some of which are quoted below: "a lot of professional groups don't master, or don't want to master, the informatics area, as it is with the secondary teachers" "some professionals don't have the minimum competences in the new technologies' area" "some incapacity in dominating the new areas of IT and unawareness of the Internet advantages" "for me, e-Learning is a privileged way to learn, that makes me believe that, in the future, it will have a lot of success" "I see the e-Learning with strong perspectives to complement the traditional training. Concerning the teachers training it is a credible, economic and diversified alternative, able to answer to the education professionals that work in isolated regions needs" "The cultural change needed to adhere to this new training model can impose itself only when that quality is achieved" "e-Learning, when carefully prepared, is a teaching/training methodology that allows the achievement of good pedagogical results, rationalizing resources, promoting the self-learning and using the ICTs. It is a very serious and irreversible process. I see the e-Learning future in Portugal with big optimism" In summary, and trying to do a global analysis of the set of questionnaires received and from the result of other actions developed with trainers during the action 1 of the project, we can conclude that the majority of the teachers/trainers consider the training in an e-Learning environment as a tool adjusted to the training and educative process, but the majority is not properly trained, namely in terms of pedagogical and technical competences. Thus, it is identified the need of urgent training in the new pedagogical methods associated to e-learning, which shows the need for definition and acquisition of competences for the future e-Trainers, the main reason of this project.

dot Top


Objective

Text available in

The main goals of "e.trainers" project are the following ones: - To Know and systemize the reality of e.learning in Portugal and particularly the training of e.trainers/ E.learning trainers. - To conceive and to test a model of training of e.trainers/ E.learning trainers. - To conceive the integrated formative solution adjusted to the project intervention public. - To conceive and to implement testing courses of e.trainers training/ E.learning trainers. - To conceive and to test, in the partnership scoop, a model of certification of trainers abilities that develop its activity in long distance learning regimen. - To contribute with adjusted innovative technique and pedagogical features to the long distance learning and its animation. - To contribute to a biggest technique and pedagogical qualification of blind or visually handicapped trainers, nominated from training and from adjustements of technique and pedagogical features to the project intervention public. - To promote the long distance learning as an environment of new professional chances, fit to the equality of chances between men and women level. - To sensetize the project intervention public to the new professional chances in the area of training motivated by the long distance learning systems and e.learning.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training ***
Training on work place **
Work placement **
Employment aids (+ for self-employment) *
Integrated measures (pathway to integration) *
Employment creation and support *
Training of teachers, trainers and staff ***
Improvement of employment services, Recruitment structures *
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Work organisation, improvement of access to work places **
Guidance and social services *
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

Os elementos inovadores do projecto residem essencialmente nos seguintes factores: - Desde logo a própria área de intervenção: - a formação a distância e o e.learning, em particular direccionado aos formadores que tradicionalmente têm menos oportunidades no mercado da formação. A área temática do projecto, dado que em Portugal estamos a dar os primeiros passos nesta matéria, é estruturante, sendo os públicos alvo à qual a mesma se direcciona, em particular os cegos e amblíopes, sem que se conheçam aplicações especificas a este nível. Por este facto trata-se de fazer algo completamente novo e que representa um enorme desafio. - Consideramos ainda inovador os propósitos do projecto e o seu próprio processo. Por um lado o projecto assenta numa estratégia de ciclo de intervenção, isto é, do diagnóstico, passando pela formação e chegando à certificação. Por outro lado, a concretização de cada uma das suas actividades, representa a concretização de algo novo para a área temática e para os públicos alvo a que se direcciona. - No contexto do mercado da formação profissional este projecto abre um conjunto de oportunidades para pessoas que têm estado desprovidas das mesmas. - Quanto aos principais propósitos do projecto, na sua generalidade, consideramos os mesmos inovadores e fundamentais em termos de concretização, dado que nesta matéria muito pouco existe, até pela sua novidade. Cabe aqui referência à actividade do projecto que tem como objectivo a institucionalização de um sistema de certificação de e.formadores/tutores de formação a distância. - Consideramos ainda o projecto inovador e virtuoso ao nível da própria parceria. Estamos perante 8 entidades parceiras (compostas por entidades associativas, entidades e organismos públicos, empresas) que representam na sua globalidade o sector da formação e da inovação na formação em Portugal, o sector do ensino, o sector empresarial, a investigação, nomeadamente tecnológica e o sector associativo e da formação no terreno, nomeadamente para públicos específicos. Atendendo às entidades em presença, aos objectivos do projecto, pensamos existirem condições decisivas para que este projecto além de inovador possa ser estruturante. Assim, o projecto é inovador em praticamente todos os seus elementos e propósitos que irão ser protagonizados pelos deferentes parceiros, motivando para o sector da formação um valor acrescentado inquestionável que está subjacente aos resultados decorrentes das actividades a realizar.

dot Top


Budget Action 2

500 000 – 1 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  13.4%  43.3% 
Employed  10.0%  30.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  1.0%  2.3% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.6%  2.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  23.7%  73.7% 
  100.0%
 
Physical Impairment  7.3%  6.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  17.0%  69.7% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  24.3%  75.7% 
  100.0% 
 
< 25 year  1.9%  7.7% 
25 - 50 year  21.7%  66.7% 
> 50 year  0.7%  1.3% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination *
Support to entrepreneurship *
Discrimination and inequality in employment ***
Disabilities **
Other discriminations *
Low qualification *
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1753 E-Co-operation in Learning ES ES484
FR NAT-2001-10674

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Two and more partners involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Talentus - Associação Nacional de Formadores e Técnicos de Formação Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal
Direcção Regional de Educação do Centro
I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P Evaluation
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
Ministério da Defesa Nacional - Marinha - CNED - Centro Naval de Ensino à Distân
Portugal Telecom Inovação, SA Transnational partnership

dot Top


Agreement Summary

Text available in

The Development Partnership of eTrainers project is composed by eight entities, of which two are public institutes, (IEFP and INOFOR), the Regional Department of the Education Ministry (DREC), two big enterprises (Portugal Telecom Inovação, S.A and Portucel, S.A), the training center of Portuguese Navy (CNED), and two associations, one of training professionals (Talentus - entity interlocutor of the DP), and the other of people with visual handicaps (ACAPO). Thus, in the set of this partnership, we find represented some different types of partners which are essential for the project goals, because of their backing objectives and because of the institutional dimension represented. The partnership agreement materializes in the active participation of all the partners in the activities of the project, as well as in the double responsibility (individual and collective) of the partnership for the results that they intend to get, knowing that in general each one of the partners is responsible for the coordination and management of a project activity. The decisions in the scope of the partnership are taken by all, nominated in the scope of the joint actual meetings to carry through with a quarterly regularity. In synthesis, we consider this to be a virtuous and experienced partnership with a significant potential of concretion of the goals foreseen for the project, given that it congregates different experiences, institutions with good credibility and dynamics, and with a significant dimension of inquiry-share in the project areas.

Last update: 05-03-2007 dot Top


Talentus - Associação Nacional de Formadores e Técnicos de Formação

(TALENTUS)
Rua Antero de Quental, 265 - Sala 1005
-
P-3000-033-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239837981
Fax:239841873
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:08-02-2005 /

Text available in

A Talentus é uma associação sem fins lucrativos de cariz profissional, que tem como missão promover o associativismo dos Profissionais da Formação (Formadores e demais Profissionais da Formação), contribuindo, por esta via, essencialmente para: - A qualificação e valorização das funções dos Profissionais da Formação em Portugal; - A formação contínua dos Profissionais da Formação de acordo com as exigências de actualização profissional em prol de um percurso de profissionalização; - Facultar informação e apoio ao desenvolvimento das respectivas actividades profissionais. - Facultar formação inicial e contínua aos seus associados, nomeadamente em função de novos perfis profissionais para novas metodologias e novos sistemas de formação (nomeadamente formação a distância). Intervem nas seguintes áreas: Área de Intervenção 1: Formação Profissional Área de Intervenção 2: Recursos Técnico-Pedagógicos Área de Intervenção 3: Informação e apoio associativo



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Noé Rodrigues Lopes Noé +351239837981 sede@talentus.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal

(ACAPO)
Rua São José, 86 - 1º
-
P-1150-324-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351213425542
Fax:213428518
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-02-2005 /

Text available in

A ACAPO - Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal - é uma associação particular de solidariedade social, não governamental, de âmbito nacional e tem como fim estatutário a defesa dos direitos e a promoção dos interesses dos deficientes visuais e sua plena integração sócio-profissional na sociedade. Fundada a 20 de Outubro de 1989, por fusão da Associação Luís Braille, Liga de Cegos João de Deus e a Associação dos Cegos do Norte de Portugal é actualmente presidida pelo Sr. José Eduardo Gaspar Arruda. A Instituição tem a sua sede nacional na Rua de S. José, em Lisboa, três delegações regionais no Norte, Centro e Sul e Ilhas, com sedes no Porto, Coimbra e Lisboa respectivamente, e em pequenas delegações locais nos Açores (Ponta Delgada), Madeira ( Funchal ), Covilhã, Àgueda, Viseu, Braga, Leiria, Viana do Castelo, e mais recentemente em Tavira. Em Portugal estima-se a existência de duas dezenas de milhar de cegos e amblíopes, mas somente cerca de 2500 são associados da ACAPO.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Joana de Santos Inácio Maria +351218595097 joanainacio.daefp@acapo.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


Direcção Regional de Educação do Centro

(DREC)
Rua General Humberto Delgado, nº 319
-
P-3030-327-COIMBRA Coimbra
-

Tel:+351239798800
Fax:239402977
Email:form.continua@drec.min-edu.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:08-02-2005 /

Text available in

A Direcção Regional de Educação é um serviço de coordenação e apoio aos estabelecimentos de ensino não superior e de gestão dos respectivos recursos humanos e materiais, cobrindo as várias áreas de actuação do sistema educativo. Enquanto estrutura regional da administração do Estado, a Direcção Regional aproxima os serviços da administração escolar e a população que servem, dando cumprimento aos artºs 38º e 43º da Lei de Bases do Sistema Educativo, respondendo às inúmeras situações que carecem de um acompanhamento constante numa perspectiva global e integradora do sistema educativo. Assim, tendo em vista preencher essas necessidades, as Direcções Regionais de Educação foram concebidas como serviços desconcentrados da administração central, com funções de integração das actividades educativas ao nível geral e abarcando as áreas pedagógica, de pessoal docente e não docente, dos equipamentos educativos e do apoio sócio-educativo.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
José Carlos Araújo Brito José +351239798800 jcbrito@prof2000.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


I Q F - INSTITUTO PARA A QUALIDADE NA FORMAÇÃO I P

(IQF)
Av. Almirante Reis, N.º 72
-
P-1150-020-LISBOA Lisboa
-

Tel:+35121 810 7000
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:Employment services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:26-03-2005 /

Text available in

O IQF tem por objectivo a promoção da qualidade na formação através da investigação, concepção, certificação e desenvolvimento de metodologias e constitui o suporte da intervenção operacional do MAET e demais entidades públicas e privadas na área da formação profissional.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Cotrim Ana +351218107000 ana.cotrim@iqf.gov.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.

(IEFP)
Av. José Malhoa, nº 11
-
P-1099-018-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351217227000
Fax:218614618
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employment services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:27-03-2005 /

Text available in

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), criado em 1979 (Decreto-Lei nº 519-A2/79, de 29 de Dezembro), é um organismo público, sob a tutela do Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho, ao qual compete a execução das políticas de emprego e formação profissional, definidas e aprovadas pelo governo. As 5 Delegações Regionais, distribuídas pelo País, de acordo com as regiões estabelecidas para as Comissões de Coordenação Regional, enquadram 86 Centros de Emprego, 31 Centros de Formação Profissional de Gestão Directa, 1 Centro de Reabilitação Profissional e 8 Centros de Apoio à Criação de Empresas. Os objectivos e as atribuições: Ao IEFP compete a execução das políticas de emprego e formação profissional, definidas e aprovadas pelo governo, tendo como atribuições: • Promover o conhecimento tão amplo quanto possível e a divulgação dos problemas de emprego em ordem a contribuir para a definição e adopção de uma política global de emprego que consubstancie um programa nacional de melhoria progressiva da situação do emprego, através de uma utilização dos recursos produtivos integrada no crescimento e desenvolvimento socioeconómico; • Promover a organização do mercado de emprego como parte essencial dos programas de actividade, tendo em vista a procura do pleno emprego, livremente escolhido de acordo com as preferências e qualificações, enquanto factor de valorização cultural e técnico-profissional dos recursos humanos do País; • Promover a informação, orientação de formação e reabilitação profissional e colocação dos trabalhadores, com especial incidência nos jovens saídos do sistema de ensino e outros grupos sociais mais desfavorecidos, a análise de postos de trabalho, bem como a mobilidade geográfica e profissional da mão-de-obra; • Promover a melhoria da produtividade na generalidade das empresas mediante a realização, por si ou em colaboração com outras entidades nacionais ou estrangeiras, das acções de formação profissional, nas suas várias modalidades, que se revelem em cada momento as mais adequadas à prossecução daquele objectivo; • Apoiar iniciativas que conduzam à criação de novos postos de trabalho, em unidades produtivas já existentes ou a criar, bem como à sua manutenção, nos domínios técnico e financeiro; • Participar na coordenação das actividades de cooperação técnica desenvolvidas com organizações nacionais e internacionais e países estrangeiros nos domínios do emprego, formação e reabilitação profissionais; • Em geral, colaborar na concepção, elaboração, definição e avaliação da política global de emprego, de que é órgão executor.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
José Alberto Leitão José +351218614100 jose.leitao@iefp.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


Ministério da Defesa Nacional - Marinha - CNED - Centro Naval de Ensino à Distân

(CNED)
Ed. da Administração Central da Marinha - CNED - Praça do Comércio
-
P-1149-001-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351213230148/75/35
Fax:213230165
Email:carolina.pereira@cned.edu.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-02-2005 /

Text available in

Decorrente da conjuntura em que foi criado e dos projectos desenvolvidos para satisfazer as necessidades de formação e educação da Marinha, o CNED está vocacionado para a formação e educação de adultos utilizando o ensino a distância, tendo como missão promover o complemento de habilitações académicas à formação profissional e outras formações que contribuam para a formação contínua do pessoal militar, militarizado e civil que presta serviço na Marinha. O desenvolvimento do ensino a distância na Marinha e a capacidade entretanto instalada, permitiram a assinatura de protocolos com o Exército e a Força Aérea visando proporcionar ao pessoal em serviço nestes ramos das Forças Armadas o prosseguimento de estudos até ao 12º ano de escolaridade. Por outro lado, o CNED está credenciado para desenvolver formação de professores disponibilizando a formação dos seus próprios professores e tutores.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Alcindo Manuel Pacheco Ferreira da Silva Alcindo +351213230112 ferreira.silva@ced.edu.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top


Portugal Telecom Inovação, SA

(PT INOVAÇÃO)
Rua Engº José Ferreira Pinto Basto
-
P-3810-106-AVEIRO Aveiro
-

Tel:+351234403326
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP: Transnational partnership
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO VOUGA
Date of joining / leaving:08-02-2005 /

Text available in

A PT Inovação,SA (PT Inovação) é a Empresa do Grupo PT que tem por missão promover o processo de inovação ao nível dos serviços, tecnologias e operações, através do desenvolvimento de competências nas disciplinas e sectores do mercado das Telecomunicações e das Tecnologias da Informação. Contribuir para o desenvolvimento da Sociedade da Informação e para a criação de novas áreas de negócio a ela associadas, são também objectivos da PT Inovação, cuja actividade visa a garantia da diferenciação das Empresas PT face à concorrência, reforçando a sua competitividade nos mercados nacional e internacional. A actividade da PT Inovação centra-se em domínios tão fundamentais como a Investigação Aplicada, o Desenvolvimento de Serviços e Sistemas, a prestação de Serviços de Engenharia e a Formação Tecnológica.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Arnaldo Manuel Pinto dos Santos Arnaldo +351234403326 arnaldo@ptinovacao.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 05-03-2007 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

E.TRAINERS - PEDAGOGIA, FORMACAO E CERTIFICACAO EM AMBIENTE DE E.LEARNING

Rationale

Text available in

O e-Learning em Portugal (breve referência) " ? relativamente ao e-Learning, Portugal e muitos países estão a aprender? É essencial que o e-Learning se desenvolva em Portugal, que haja um aumento de competência, que se criem bases de recursos em Português na Internet e que se dê ao cidadão a possibilidade de optar pela sua própria formação?" Dr. Mariano Gago O ensino a distância é uma modalidade de formação com fortes desenvolvimentos recentes em Portugal, que coloca novos desafios e oportunidades quer às entidades oficiais, quer às entidades formadoras, quer ainda aos profissionais de formação (http://www.inofor.pt, em 12-01-2000). O recente despacho nº 17.035/2001 de 14 de Agosto 2001, além de identificar a definição de um conjunto de normas de formação a distância, evidencia um claro comprometimento do governo nesta matéria. Embora o número de pessoas a estudar e a aprender em ambiente de e-Learning em Portugal não se possa considerar como muito elevado, parece iniciar-se um novo ciclo, especialmente acarinhado pelas novas tecnologias, que poderá aumentar estes indicadores a curto prazo. Actualmente, existem, em Portugal, várias empresas e instituições que têm apostado neste domínio com uma consequente oferta de cursos com metodologia de e-Learning. É, portanto, expectável que haja um grande crescimento da oferta deste tipo de oferta de formação no curto prazo, principalmente tirando partido da evolução das TIC (e-Learning). Neste contexto, considera-se importante formar os futuros formadores para ambiente de e-Learning, habituados a uma metodologia mais tradicional. Pontos fortes e pontos fracos de e-Learning Pelo análise efectuada no âmbito da acção 1 do projecto, e pela experiência dos parceiros do projecto, identificam-se seguidamente alguns ponto fortes e os pontos fracos associados ao e-Learning: Pontos fortes: - Permite maior disponibilidade e ritmos de estudo diferenciados; - Elimina barreiras de espaço e tempo, abrindo caminhos de formação a pessoas que tenham dificuldades de deslocações ou de agenda para estudarem; - Estimula a auto-aprendizagem, permitindo um desenvolvimento pessoal contínuo dos indivíduos, conferindo-lhes maior autonomia; - Fomenta a aquisição contínua de novos conhecimentos, de forma a fazer face a novas competências pessoais e profissionais; - Dá origem a métodos e formatos de trabalho mais abertos, que envolvem a partilha de experiências; - Elimina o problema da dispersão geográfica dos aprendentes; - Optimiza recursos com redução significativa de custos de formação, especialmente em tempo, viagens e estadias; - Garante e promove a experimentação e a familiarização com a tecnologia e com os novos serviços telemáticos; - Permite repetições sucessivas e necessárias para estudar as matérias; - Torna o conteúdo dos cursos mais adequados e atraentes, especialmente os que se apresentam em formato multimédia; - Permite conciliar a aprendizagem com a actividade profissional e a vida familiar (incompatibilidade de horário ou outras exigências familiares ou profissionais); - Igualiza oportunidades de formação adequadas às necessidades de uma determinada população (isolada ou com necessidades especiais); Pontos fracos: - Resistência à mudança e à utilização das TIC por parte dos professores/formadores. - Não proporciona uma relação humana formandos/formador típica de uma sala de formação. - Exige novas competâncias, novas aptidões e novas actitudes dos profissionais da formação e em particular dos Formadores/Tutores. - Não gere reacções imprevistas e imediatistas. - Exige elevados investimentos iniciais, isto é, muitos recursos para a criação dos conteúdos dos cursos, especialmente para produtos/suportes em formato multimédia. - Está muito dependente da actual largura de banda - Exige alguns conhecimentos tecnológicos (informática e multimédia). - Não elimina as habituais perturbações nos locais de trabalho, por motivos de serviço. - Enfrenta alguns obstáculos relacionados com a reduzida confiança neste tipo de estratégias educativas por parte dos mais conservadores e resistentes à inovação e mudança. - Pode ser visto como um potencial inimigo das tradicionais deslocações ao centro de formação (especialmente para adultos). Análise de necessidades: Atendendo aos objectivos e actividades do projecto e-trainers, os parceiros efectuaram uma auscultação (questionário) a alguns agentes da formação a distância em Portugal (do Grupo PT, da DREC e da Talentus), de modo a obter um conhecimento mais profundo sobre as actuais dinâmicas de formação a este nível e também os percursos de formação dos Formadores e Professores no desenvolvimento de competências na aprendizagem e formação via Internet (e-Learning). Neste contexto, foi elaborado um questionário (a ser preenchido pelos Formadores e Professores,) com os objectivos de: - identificar e caracterizar o tipo de participação que estes profissionais têm tido na formação a distância, e as formas como têm (ou não) adquirido as novas competências ligadas à integração das novas tecnologias no exercício das suas funções profissionais - contribuir para um melhor conhecimento das realidades formativas portuguesas, bem como, orientar a definição de prioridades em termos da formação para o desenvolvimento de competências na aprendizagem electrónica - vista como toda a acção de aprendizagem que utiliza as novas Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC). Este questionário foi enviado, por email, a 124 professores da Direcção Regional de Educação do Centro - programa Prof2000, a 18 formadores da PT Inovação, e a 110 associados da Talentus. Foram recebidos 51 questionários, o que corresponde a uma percentagem aproximada de 20% de respostas do universo de 252 formadores/professores. A maioria das respostas foi dada por Professores do ensino oficial e Formadores de entidades privadas, licenciados e mestres, da região Centro e Norte de Portugal, a maioria do sexo masculino, com idade compreendida prioritáriamenteentre os 32 e os 45 anos. Dos 51 inquiridos, a maior parte não participou em actividades de formação em ambiente de e-Learning, quer como formando, quer como formador. Todavia, entre os inquiridos que não participaram, evidencia-se a grande vontade de participar quer como formando, quer como formador. Os que participaram como formandos (17) utilizaram diferentes metodologias para o efeito, nomeadamente, em regime presencial, misto, a distância, auto-formação e via e-Learning, em áreas temáticas onde prevalecem os cursos de TICs e de novas metodologias pedagógicas, incluindo a concepção de conteúdos para e-Learning. A maioria dos inquiridos considerou "muito boa" a qualidade global da formação, o desempenho profissional dos tutores, a plataforma de serviços integrados de e-learning utilizada e a qualidade dos recursos técnico/pedagógico de suporte, especialmente os conteúdos em texto. Os que participaram como formadores (9) utilizaram diferentes metodologias para garantir a formação ministrada, nomeadamente, o regime misto e a distância via Internet. A maioria considera a formação ministrada "muito boa", assim como a sua auto-avaliação a nível de desempenho profissional enquanto professor/formador. Como principais dificuldades técnicas, foram referidas a qualidade do acesso à Internet e a concepção e adaptação de conteúdos de formação. Como principais dificuldades pedagógicas, foram referidas a motivação dos formandos e a gestão do processo formativo. Pela análise das respostas dadas, não se evidenciou grande dificuldade na utilização da plataforma de e-learning, dos serviços telemáticos, sendo estes considerados como adequados às necessidades de formação. No final do questionário, foi pedida uma opinião aberta a cada inquirido, cujas algumas respostas se citam seguidamente: "muitos grupos profissionais ainda não dominam ou não querem dominar a área informática como é o caso dos professores do ensino secundário e básico." "alguns profissionais não possuem competências mínimas na área das novas tecnologias." "alguma incapacidade em dominar as novas T.I e desconhecimento das vantagens na utilização/elevado custo de utilização da Internet." "o eLearning é para mim um meio privilegiado de aprendizagem, o que me leva a acreditar que terá no futuro bastante sucesso" "vejo o e-Learning com fortes perspectivas de complementar a formação tradicional em presença. No que concerne à formação de professores é uma alternativa credível e económica e diversificada capaz de dar resposta aos profissionais do ensino que trabalham em regiões mais isoladas" " A mudança cultural necessária para a adesão a este novo modelo de formação só poderá impor-se quando essa qualidade for alcançada." "o e-Learning, quando cuidadosamente preparado, é uma metodologia de ensino/aprendizagem que permite obter bons resultados pedagógicos, racionalizando recursos, incentivando a auto-aprendizagem e tirando partido das TIC. Trata-se de um processo sério e irreversível. Vejo com grande optimismo o futuro do e-Learning em Portugal." Em resumo e tentando efectuar uma análise mais global sobre o conjunto dos questionários recebidos e dos resultados de outras acções desenvolvidas com formadores ao longo da acção 1 do projecto, poder-se-á concluir que a maioria dos professores/formadores consideram a formação em ambiente de e-Learning como uma ferramenta ajustada ao processo formativo e educativo mas para o qual a maioria não está devidamente preparado, nomedamente em termos de compet~encias pedagógicas e técnicas. Conclui-se assim pelo facto de ser necessária e urgente, uma formação e preparação adequadas ao novo método pedagógico associado ao e-Learning, o que demonstra e evidencia a necessidade da definição e obtenção de competências para os futuros e-formadores; a razão de ser deste projecto.

dot Top


Objective

Text available in

Os principais objectivos do projecto "e.trainers" são os seguintes: - Conhecer e sistematizar a realidade da formação a distância em Portugal e em particular da formação de e.formadores/Tutores de formação a distância. - Conceber e testar um modelo de formação de e.formadores/tutores de formação a distância; - Conceber a solução formativa integrada adequada ao público de intervenção do projecto; - Conceber e implementar acções de formação de e.formadores/tutores de formação a distância de testagem; - Conceber e testar, no ambito da parceria, um modelo de certificação de competências dos formadores que desenvolvem a sua actividade em regime de formação a distância; - Contribuir com recursos técnico pedagógicos inovadores adequados à formação a distância e à sua animação; - Contribuir para a maior capacitação técnica e pedagógica de formadores cegos e amblíopes, a partir nomeadamente da formação e da adequação de recursos técnico pedagógicos ao público alvo referido; - Promover a formação a distância como um ambiente de novas oportunidades profissionais, enquadradas ao nivel da iguladade de oportunidades entre homens e mulheres; - Sensibilizar o público alvo específico do projecto para as novas oportunidades profissionais na área da formação motivadas pelos sistemas de formação a distância e e.learning.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics