IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 e_VESTE - Formação a Distância para o Sector do Vestuário ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : CIVEC - Centro de Formação Profissional da Indústria de Vestuário e Confecção
Other national partners : Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção
CESAE - Centro de Serviços e Apoio às Empresas
Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado
UNILOPES - INDUSTRIA DE CONFECÇOES, LDA
Universidade da Beira Interior
EQUAL theme :Adaptability - Adaptation to change and NIT 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-028 
Application phase :Project ended 
Selection date :02-10-2002 
Last update :02-05-2007 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

The Portuguese enterprises, as well as the textile sector, cross a period of deep changes, facing the globalization process and the markets opening. The increased competition and the development of new information systems are two of the most visible elements of those changes. The displacement of the production, in function of criteria connected to production costs, the competition on levels never known before, the vertiginous development of the systems and information technologies and the deep and complex mutations in the markets structures, leads to the necessity of strategies redefinition. On the other hand, when one is in an environment where competition is bigger, it's necessary to use factors that allow getting an advantage. Design, factor connected to innovation, quality and marketing, can be an advantage face to the constant alteration of demand, to the reduction of the life cycle of the products, to the requirements of the consumers for products differentiated, innovative and of quality. In the current conjuncture, the only valid alternative to enterprises survival and to maintain themselves competitive in the world-wide markets, resides in the development of quality and a strong capacity of innovation. This can only be obtained with an ample and highly skilled work force. It is the paradigm of the knowledge society imposing itself, with its three well clear vertices: high-skills, high-tech, and high-wages. In effect, the adaptation in a context of generalized change is twice as difficult, but it will have, necessarily, to be made, or it will compromise definitively the utility of a know-how accumulated throughout many generations and often underestimated. Thus, the competitiveness of the clothing industry is seriously threatened, if persists in an optic of offers based exclusively in the production, practising prices permanently threatened by competitors who make use of much more cheap production factors. The domain of new products and collections conception and development process becomes vital for the reply to the significant reduction of the product life cycle. The textile and clothing industry is constituted by some thousands of enterprises with diverse insertion levels, of differentiated dimensions and objectives, characterized for a generalized dependence of orders, of international partners, fact that moves it away, gradually, from the final markets and the commercialization and distribution structures. The success examples that, fortunately, are happening in the Portuguese ITV, on national and international level, demonstrate that an increasing number of enterprises became aware of the importance of the use of these resources. In this context, the prospective analysis of the enterprises, the threats, the potentialities and the challenges which they face, also passes by the evaluation of the workers capacity to update competencies and to manage change factors. The computerized systems are widely used by the ITV in the whole world, namely in high income EU countries. In Portugal they are often used for the accounting, for the wages processing and the staff section. The use of informatic systems in the clothes industry production units is still scarce according to the following data: Production Control - 37% Cutting Planning - 41% Production Planning - 52% Cad - 47% Design - 23% The computer assisted design systems can be used for clothing design in sufficiently developed versions, constituting essential tools to improve efficiency and quality. In what concerns the communication between customers and suppliers there are some types of computerized systems that are becoming more common, but in Portugal it is also very reduced the number of companies who use the electronic data transference. The ITV productive capacity is to also diminishing due to the fact that the Portuguese industry is not competitive in the world-wide market, for what it contributes its low technological level. It can be concluded that the technological level of the clothing industry in Portugal is well below the EU average, situation that relates to machinery and hardware as to the management systems and software. Regarding the sector human resources, we register some data that allows summarily characterizing the work market: The age average level is of 32 years in the confection industry and the great majority of workers is feminine, with low qualifications, low wages, with constraints and limitations accessing professional formation, career evolution and personal development. - The average and superior staff and the highly qualified professionals are1% only. - The workers lower school level (< 1st cycle and 1st cycle) still represents 55%. It's verified, however, that the workers with the secondary 3rd cycle, and with superior education have a value of 20%. - The workers qualification levels are low, representing average staff 1%, people in charge 3%, qualified 58%, half-qualified professionals 15%, not qualified professionals 2%, and apprentices 17%. In Portugal, this sector, that for years presented advantages in terms of abundance and workmanship costs, has been losing competitiveness in the international market, not only due to the increase of the wage costs, but also, because new suppliers with lower wage costs have appeared. In spite of a loss of the relative importance of the ITV in Portugal productive structure, this industry still withholds a dominant position in production, jobs and exportations terms. In the whole of the transforming industry, textile (4.649 enterprises) and clothing (12.358 enterprises) represent, respectively, 5.8% and 14.9% of the enterprises, 11.3% and 15.4% of staff and 7.3% and 6.8% of the VAB and present a strong exporting component (70% to 80% of the national production) and a great dependence of the communitarian market, that make the sector particularly vulnerable to the alterations of the international frame. In the last years, we have verified that CIVEC can't answer to all the enterprises who have formation needs, sometimes individualized, and that due to its geographic localization cannot take part in formation programs that are carried out in the training centre or its delegations. We are referring concretely to the enterprises situated in Leiria, Oliveira do Hospital, Arganil, Guarda and Viseu, where the formative offer is practically inexistent. It is to enhance that these requests, are also made by initiative of some workers of the sector, who reveal a strong need of update and evolution of their skills. The project aims, essentially, to minor these constraints and to facilitate workers access to professional training. We know that distance training can be an adequate reply to the formation needs of the adult population, since it allows to win the time and space barriers, to exceed access to information and culture regional asymmetries (over all in a very centred country as Portugal). The concept of "life long training" implies the constant adaptation of the skills demanded by the technologies evolution, providing permanent learning chances, so next as much possible to the subjects in its enterprises and supported by ICT structures. In this perspective, it is fundamental that training systems adapt to the needs and individual requirements. Professional training is facing decisive changes in the next decades, trainers must, gradually, become guides, mentors and mediators of the learning process, having the trainees to manage and to participate in the construction of its development model. Of a total of 385 enterprises of the sector, it was possible to get answers from 48, through a questionnaire that aimed, essentially, to get information on the available expectations of the enterprises concerning the distance training methodology, technological means, the professional groups aimed at and the availability for a contribution in the definition of today's skills needs. For better clarification we synthesized the results: Enterprise training Training hours attended by workers over the past 3 years: 0 hours - 31,25% < 30 hours - 4,17% > 30 hours <= 100 hours - 20,83% > 100 hours <= 250 hours - 18,75% > 250 hours - 25,00% Number of involved workers - 1278 Deviation: 47,65% The obtained results were satisfactory? Yes - 70,83 % Expectations about Distance Training Knowledge or experience with distance training, in any of it's variants: Yes - 39,58% Contact with this training methodology: Newspapers /Magazines - 35,42% Friends /Relatives - 6,25% Internet - 27,08% Attending Courses - 8,33% TV - 16,67% Other - 8,33% Advantages connected with this type of training: Schedule flexibility - 39,58% Displacement reduction - 33,33% Costs reduction - 16,67% Information accessibility - 18,75% Other - 2,08% Expectations about the implementation in your enterprise: Yes - 54,17% Identification of training needs Priority training groups: Designer - 14,58% Pattern Cutter - 33,33% Cutter - 29,17% Sewer - 22,92% Maintenance technician - 22,29% Production manager - 33,33% Production lines foreman - 45,83% Planning technician - 29,17% Methods and times agent - 35,42% Quality technician - 37,50% Other - 18,75% Data analysis (available technological means) Informatics means that can be used to perform the training courses in the variant of e-learning/CBT: Computers - 77,08% CD-Rom - 72,92% Internet - 70,83% Connections to the Internet - 361

dot Top


Objective

Text available in

Develop new products and new training solutions with recourse to the new technologies, that allow workers of SME of the clothing sector to accede to the ICT, increasing its qualifications. Conceive e-learning modules in areas as product conception and development, quality organization and management, in order to increase the sector SME competitiveness. Try out new training practices in the area of the ICT in the enterprises, in order to test training methodologies and learning models for active workers. Create professional training offers that answer to today's realities and market requirements and that have into account the intrinsic constraints of the target population in the access to the professional training and the limitations of space, time and geographic localization of the enterprises. Fight the inequalities verified in the sector, mainly feminine, characterized by low qualifications, with difficulties of access to training and professional qualification and with the consequent negative effect in the professional career evolution. Improve the employment capacity, guaranteeing chances equality in the access to the ICT. Contribute for the increase of the workers effectiveness, endowing them with abilities to "learning to learn". Promote in the trainers teams the emergency of new knowledge and new training methodologies that make possible new approaches and allow harnessing its work in the current context of the information technologies. Contribute to dignify the workers of the clothing sector, establishing a bridge of flexible training possibilities that allow the acquisition of technical skills, improving its image. Elaborate a manual/guide with the good practices of professional training focused to the active workers of the sector, including methodologies of e-learning. This instrument intends to be an important contribute to the professionals of the sector, enterprises and training professionals.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling *
Training ***
Training on work place ***
Training of teachers, trainers and staff **
Conception for training programs, certification ***
Anticipation of technical changes **
Awareness raising, information, publicity **

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

-Mobilização dos trabalhadores do sector do vestuário para a aquisição de competências digitais, reduzindo este deficit nas empresas, de modo a maximizar o seu potencial, promovendo a adaptabilidade às tecnologias da informação, através da mediatização de cursos de formação profissional. -Diminuir os desequilíbrios do sector do vestuário que tem um número significativo de empresas em clivagem digital. -Produção, experimentação e validação de metodologias de formação a distância desenvolvidas por operadores de formação que até ao momento se limitaram aos modelos presenciais. -Fomentar e divulgar programas de formação a distância, associados a modelos presenciais, com base nas tecnologias da informação e comunicação. -Desenvolvimento de modelos tutoriais que permitam acompanhamento individualizado dos formandos e avaliação contínua das dificuldades e entraves ao progresso dos formandos. -Criação de um guia/manual de formação ao longo da vida para activos, com as boas práticas resultantes do projecto, e essencialmente vocacionado para o sector do vestuário. -Criação de modelos de formação profissional flexíveis, compatíveis com as necessidades que, simultaneamente, constituam resposta aos desafios da globalização e aos rápidos progressos tecnológicos que exigem uma organização do trabalho flexível, de modo a fazer face às transformações estruturais contínuas. -Envolvimento dos Parceiros Sociais, Centros Tecnológicos, Centro de Formação Profissional, Empresas e Universidades, na concepção, produção, experimentação e validação de metodologias e conteúdos de formação profissional.

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  3.4%  13.3% 
Employed  20.0%  63.3% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  23.3%  76.7% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  23.3%  76.7% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  23.3%  76.7% 
  100.0% 
 
< 25 year  3.3%  16.7% 
25 - 50 year  18.3%  43.3% 
> 50 year  1.7%  16.7% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Discrimination and inequality in employment **
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • español (castellano)

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1541 CONVESAF ES ES515
PT 2001-244
1608 Innovative Competencies and E-learning IT IT-S-MDL-066

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • One partner involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
CIVEC - Centro de Formação Profissional da Indústria de Vestuário e Confecção Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Transnational partnership
Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção
CESAE - Centro de Serviços e Apoio às Empresas Monitoring, data collection
Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado
UNILOPES - INDUSTRIA DE CONFECÇOES, LDA
Universidade da Beira Interior Evaluation

dot Top


Agreement Summary

Text available in

The partners agreed to develop the following activities: -Participate in the harmonization of the methodologies of contents development between the work groups; -Collaborate in the contents development, planning and structuring of the sessions of the training courses; -Participate in the construction of devices and evaluation grids; -Participate in the selection and acquisition of the e-learning infrastructure and other technical supports of the project development; -Implement and follow the distance training products pre-test actions, evaluation and retraction of feedback of the "test-enterprise" and of the subjects; -Implement and follow the pilot-action in the enterprise (in the region Centro and Lisboa e Vale do Tejo) and in a group of unemployed, evaluation and retraction of feedback of the enterprises and the trainees; -Create a training guide/manual about life long learning for active, with the good practices resultant from the project, and essentially focused to the clothing sector; -Participate in transnational meetings and work visits to be carried through in Spain and Italy, and in the tasks from this activity. The Partnership functioning will reside in the following: -Project Coordination Commission -Work groups -Project Manager Project Coordination Commission will be constituted by representatives of all the Partners, and will have as main functions: the definition of objectives, the planning, accompaniment and evaluation of the different phases of the project, and attainment of the objectives of the DP. It will establish the guidelines and the execution strategies of the activities and project objectives. It is responsible for the decision-making and analysis of alteration proposals to the foreseen activities. Decision-making Process: The decisions must be taken, preferably, by consensus between all partners that will have equal weight in the voting. If this is not possible, the decisions can be taken, since at least four partners are in agreement.

Last update: 02-05-2007 dot Top


CIVEC - Centro de Formação Profissional da Indústria de Vestuário e Confecção

(CIVEC)
Rua Professor Reinaldo dos Santos, Lote 1510
-
P-1500-505-LISBOA Lisboa

Tel:+351217713100
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Transnational partnership
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-11-2004 /

Text available in

Promover actividades de formação profissional para valorização dos recursos humanos, prestação de serviços e apoio técnico a entidades, no âmbito do sector do vestuário e confecção; Desenvolver paralelismo pedagógico nos seus cursos de qualificação; Criar novos serviços e oportunidades de formação numa perspectiva de antecipação de necessidades



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Fernando Crispim Fernando +351217713100 lisboa.sede@civec.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top


Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

(ANIVEC/APIV)
Av. da Boavista, 3523, 7º
-
P-4100-139-PORTO Porto

Tel:+351226165470
Fax:226100049
Email:geral@anivec.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:20-12-2004 /

Text available in

A ANIVEC/APIV tem por objectivo representar interna e externamente as empresas singulares e colectivas que exerçam qualquer das modalidades económicas da indústria de vestuário e confecção, bem como outras actividades afins do sector de vestuário e confecção, compreendendo-se nestas, também, a comercialização de produtos confeccionados. São atribuições da ANIVEC/APIV: a) exercer todas as actividades que, no âmbito dos seus estatutos e da lei, contribuam para o progresso das empresas associadas; b) representar as empresas associadas junto das entidades privadas, públicas, parapúblicas ou sindicais, nacionais, estrangeiras ou internacionais; c) representar e defender os interesses específicos das empresas associadas; d) celebrar convenções colectivas nos termos da lei; e) estudas e divulgar temas que interessem às empresas associadas; f) organizar e manter serviços de interesse para as empresas associadas; g) promover a investigação tecnológica, a formação empresarial e profissional e a qualidade dos produtos; h) desenvolver a informação e a conquista de novos mercados, favorecendo a internacionalização das empresas; i) exercer todas as demais actividades que estejam compreendidas no seu âmbito de representação e que não sejam expressamente vedadas por lei



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Dr. António Amorim Alves Dr. +35122 616547 tecnico@anivec.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top


CESAE - Centro de Serviços e Apoio às Empresas

(CESAE)
Rua Ciríaco Cardoso, 186
-
P-4150-212-PORTO Porto

Tel:+351226195200
Fax:226195298
Email:cesae@mail.cesae.pt

 
Responsibility in the DP: Monitoring, data collection
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:22-12-2004 /

Text available in

EM FORMAÇÃO: EM TERMOS FORMATIVOS, O NOSSO MERCADO ESTÁ DIRECCIONADO TENDO EM LINHA DE CONTA TRÊS GRANDES EIXOS: A) OS OBJECTIVOS DE TODOS OS PLANOS NACIONAIS DE DESENVOLVIMENTO, QUE CONSIDERAM FUNDAMENTAL A EXISTÊNCIA DE UM ACRÉSCIMO SIGNIFICATIVO DOS CONHECIMENTOS EM NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. B) OS OBJECTIVOS DE CERTIFICAÇÃO BASEADOS NOS DOCUMENTOS PRODUZIDOS PELA UMIC. TODAS AS NOSSAS ACÇÕES ESTÃO ESTRUTURADAS DE FORMA A GARANTIR A POSSIBILIDADE DE OBTENÇÃO DE UMA CERTIFICAÇÃO RECONHECIDA POR ENTIDADES EXTERNAS AO CESAE. C) A NOSSA OFERTA ESTÁ ESTRUTURADA APROVEITANDO, SEMPRE QUE POSSÍVEL E DA FORMA MAIS EFICIENTE QUE CONHECEMOS, O SOFTWARE E PROGRAMAS EDUCATIVOS DOS NOSSOS PARCEIROS, NOMEADAMENTE A ELEMENTK, A MICROSOFT, A SAGE E A AUTODESK. EM SERVIÇOS: O CESAE pretende participar activamente na construção de um país novo e qualificado na área das TIC. Para tal, disponibiliza já um conjunto de serviços dos quais se destacam: A. Formação ( por catálogo, à medida de cada empresa e de cada pessoa ) B. Assistência e Consultoria C. Apoio na Implementação e Avaliação das Acções de Formação D. SIGA - Software de Gestão de Formação



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Eng. Jorge Mota Eng. +351226195200 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top


Federação dos Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanificio, Vestuário, Calçado

(FESETE)
Rua Clemente Menéres, 47-1.º
-
P-4050-201-PORTO Porto

Tel:+351226002377
Fax:226002192
Email:fesete@netcabo.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Trade Union
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:22-12-2004 /

Text available in

A FESETE é uma organização sindical sectorial, com os seguintes objectivos, entre outros: - coordenar, dirigir e dinamizar a actividade sindical - celebrar convenções colectivas de trabalho e participar na elaboração de outros instrumentos deregulamentação colectiva de trabalho - prestar assistência sindical, jurídica ou outra, aos sindicatos filiados, bem como elaborar estudos e pareceres económicos sobre os problemas e situações do sector - participar na elaboração de legislação que diga respeito aos trabalhadores e ao sector, bem como, no controlo da execução dos planos económico-sociais - desenvolver contactos e a cooperação com organizações congéneres de outros países - promover inciativas com outras associações sindicais e outras entidades, com vista à formação profissional e sindical



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Dra. Francisca Vidal Dra. +351226002377 fesete@netcabo.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top


UNILOPES - INDUSTRIA DE CONFECÇOES, LDA

(-)
Reguengo do Fétal
-
P-2440-000-(Desconhecida) Batalha

Tel:+351244749050
Fax:244744197
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:PINHAL LITORAL
Date of joining / leaving:07-06-2002 /

Text available in

A UNILOPES - Ind. de Confecções Lda, fundada em 1982, dedica-se à confecção de vestuário masculino. C/ um volume anual de negócios de 5 milhões de Euros, a sua produção de 170.000 peças, c/ um estilo inspirado na moda italiana. As exportações representam 50% da capacidade produtiva, direccionando-se c/ maior incidência p/ os mercados de Espanha, França, Alemanha e Grécia. A internacionalização das marcas e da empresa constituem uma prioridade na sua política comercial, prestigiando também a sua actuação no mercado nacional. Esta empresa tem como objectivo proporcionar o melhor visual do homem e p/ o atingir segue um conjunto de exigências, implementadas c/ a finalidade de satisfazer cada vez mais e melhor as necessidades dos seus clientes: qualidade, exigência, inovação, preços competitivos, serviços pós-venda, tempo de resposta. A empresas orgulha-se de ter atingido a certificação no âmbito do SPQ, cumprindo os requisitos da norma NP EN ISO 9002.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sílvio Jorge Ribeiro Couto Sílvio +351244749050 (Unknown) Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top


Universidade da Beira Interior

(UBI)
Rua Marquês d'Ávila e Bolama
-
P-6200-053-COVILHÃ Covilhã

Tel:+351275319060
Fax:275319078
Email:gaapi@ubi.pt

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:COVA DA BEIRA
Date of joining / leaving:15-12-2004 /

Text available in

A Universidade da Beira Interior (UBI), através do seu Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis (DCTT), ministra as licenciaturas em Engenharia Têxtil (ramos: Produção e Confecção) e em Design Têxtil e do Vestuário. No domínio da pós-graduação, o DCTT é responsável pelo Mestrado em Gestão da Produção Têxtil. Um dos principais objectivos da UBI é a investigação científica. Os Docentes do DCTT apoiados pelos laboratórios e oficinas do Departamento e pelas infra-estruturas da UBI, individualmente ou em colaboração com outras entidades, têm desenvolvido trabalhos de investigação dando origem a publicações, comunicações e monografias. Para além do ensino e da investigação, a ligação da Universidade à comunidade, nomeadamente através da prestação de serviços, constitui o terceiro grande objectivo da UBI. Neste domínio o DCTT tem criado condições para a celebração de protocolos e convénios nas áreas têxtil e do vestuário entre a UBI e empresas e/ou instituições nacionais e estrangeiras



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Prof. Doutor Rui Alberto Lopes Miguel Prof. +351275319825 rmiguel@ciunix.ubi.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 02-05-2007 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

E_VESTE - FORMACAO A DISTANCIA PARA O SECTOR DO VESTUARIO

Rationale

Text available in

As empresas portuguesas e não apenas as do sector têxtil atravessam um período de mudanças profundo, face ao processo de globalização e abertura dos mercados. A concorrência acrescida e o desenvolvimento de novos sistemas de informação, são dois dos elementos mais visíveis daquelas mudanças. Acresce que a deslocalização do fabrico em função de critérios ligados aos custos da produção, pela concorrência a níveis nunca antes conhecidos, pelo desenvolvimento vertiginoso das tecnologias e sistemas de informação e por mutações profundas e complexas nas estruturas dos mercados, conduz à necessidade de redifinição de estratégias. Por outro lado quando se está num ambiente em que é maior a competição, é preciso utilizar factores que permitam obter vantagem. O design, factor ligado à inovação, à qualidade e ao marketing pode constituir uma vantagem face à constante alteração da procura, à redução do ciclo de vida dos produtos, à exigência dos consumidores de produtos inovadores e de qualidade diferenciados. Na conjuntura actual, a única alternativa válida p/ as empresas sobreviverem e se manterem competitivas nos mercados mundiais, reside no desenvolvimento da qualidade e de uma forte capacidade de inovação. Isto só pode ser conseguido c/ uma força de trabalho ampla e altamente especializada. É o paradigma da sociedade do conhecimento a impor-se, c/ os seus três vértices bem nítidos high-skills, high-tech, high-wages. C/ efeito, a adaptação num contexto de mudança generalizada é duplamente difícil, mas terá, necessariamente, de ser feita, sob pena de comprometer definitivamente a utilidade de um know-how acumulado ao longo de muitas gerações e porventura subestimado. Assim, a competitividade da indústria do vestuário encontra-se gravemente ameaçada, se persistirmos numa óptica de ofertas baseadas exclusivamente no fabrico, praticando preços permanentemente ameaçados por concorrentes que dispõem de factores de produção muito mais baratos. O domínio do processo de concepção e desenvolvimento de novos produtos e de novas colecções torna-se vital p/ a resposta à significativa redução dos ciclos de vida do produto. A indústria têxtil e do vestuário é constituída por alguns milhares de empresas c/ uma inserção em níveis diversos, c/ dimensões e objectivos diferenciados, caracterizada por uma dependência generalizada das encomendas, dos parceiros internacionais, facto que a afasta, progressivamente, dos mercados finais, das estruturas de comercialização e de distribuição. Os exemplos de sucesso que, felizmente, vão acontecendo na ITV portuguesa, a nível nacional e internacional, demonstram que um número crescente de empresas tomou consciência da importância da utilização destes recursos. Neste contexto, a análise prospectiva das empresas, das ameaças, das potencialidades e dos desafios c/ que se confrontam, passa também pela avaliação da capacidade dos trabalhadores p/ actualizar competências e gerir factores de mudança. Os sistemas computorizados são largamente utilizados pelas ITV em todo o mundo, nomeadamente em países da EU de rendimento elevado. Em Portugal são muito utilizados p/ a contabilidade, p/ o processamento de salários e p/ a secção de pessoal. A utilização de sistemas informáticos na indústria de vestuário nas unidades de produção ainda é deficitária de acordo c/ os seguintes dados: Controlo da Produção 37% Planeamento do Corte 41% Planeamento da Produção 52% Cad 47% Design 23% Os sistemas de design auxiliados por computador podem ser utilizados para o design de vestuário em versões bastante desenvolvidas, constituindo ferramentas essenciais p/ melhorar a eficiência e a qualidade. No que diz respeito à comunicação entre clientes e fornecedores há vários tipos de sistemas computorizados que se estão a tornar cada vez mais comuns, mas em Portugal é também muito reduzido o número de empresas que utilizam a transferência electrónica de dados. A capacidade produtiva da ITV está a diminuir também em consequência do facto da indústria portuguesa não ser competitiva no mercado mundial, p/ o que contribui o seu baixo nível tecnológico. Pode-se concluir que o nível tecnológico da indústria do vestuário em Portugal se encontra bastante abaixo da média da EU, situação que se refere tanto à maquinaria e ao hardware como aos sistemas de gestão e software. Quanto aos recursos humanos do sector, registamos alguns dados que nos permitem caracterizar sumariamente o mercado de trabalho: O nível médio etário é de 32 anos na indústria da confecção e a grande maioria dos trabalhadores são do sexo feminino, c/ baixas qualificações, baixos salários e c/ constrangimentos e limitações no acesso à formação profissional, na evolução na carreira e no desenvolvimento pessoal. Os quadros médios e superiores e os profissionais altamente qualificados são apenas 1%. O nível dos trabalhadores de baixa escolaridade (<1º ciclo e 1º ciclo) representa ainda 55%. Verifica-se, no entanto, que os trabalhadores c/ o 3º ciclo, do secundário e c/ o ensino superior tem um valor de 20%. Os níveis de qualificação dos trabalhadores são baixos, representando os quadros médios 1%, encarregados 3%, qualificados 58%, profissionais semi-qualificados 15%, profissionais não qualificados 2%, praticantes/aprendizes 17%. Em Portugal este sector, que durante anos apresentou vantagens em termos de abundância e custos de mâo-de-obra, tem vindo a perder competitividade no mercado internacional, não só porque os custos salariais têm aumentado, mas também, porque surgiram novos fornecedores c/ custos salariais mais baixos. Apesar de uma perda da importância relativa da ITV na estrutura produtiva de Portugal, esta indústria continua a deter uma posição dominante em termos de produção, emprego e exportações. No total da indústria transformadora, a têxtil (4.649 empresas) e o vestuário (12.358 empresas) representam, respectivamente, 5,8% e 14,9% das empresas, 11,3% e 15,4% do pessoal e 7,3% e 6,8% do VAB e apresenta uma forte componente exportadora (entre 70% a 80% da produção nacional) e uma grande dependência face ao mercado comunitário, que tornam o sector particularmente vulnerável às alterações do enquadramento internacional. Nos últimos anos, temos verificado que o CIVEC não consegue responder a todas as empresas que têm necessidades de formação, por vezes individualizadas, e que devido à sua localização geográfica não podem participar em programas de formação que se realizam no Centro de Formação ou nas suas delegações. Estamos a referir-nos concretamente às empresas localizadas em Leiria, Oliveira do Hospital, Arganil, Guarda e Viseu, onde a oferta formativa é praticamente inexistente. É de realçar que estes pedidos, também são feitos por iniciativa de alguns trabalhadores do sector, que manifestam uma forte necessidade de actualização e de evolução das competências. O projecto visa, essencialmente, minorar estes constrangimentos e facilitar o acesso dos trabalhadores à formação profissional. Sabemos que a formação a distância pode ser uma resposta adequada às necessidades de formação da população adulta, na medida em que permite vencer as barreiras do tempo e do espaço, ultrapassar assimetrias regionais de acesso à informação e à cultura (sobretudo num país muito centralizado como Portugal). O conceito de "formação ao longo da vida" implica a adaptação constante das competências exigidas pela evolução das tecnologias, providenciando oportunidades de aprendizagem permanente, tão próximas quanto possível dos sujeitos nas suas próprias empresas e apoiados em estruturas TIC. Nesta perspectiva é fundamental que os sistemas de formação se adaptem às necessidades e exigências individuais. A formação profissional está confrontada com mudanças decisivas nas próximas décadas, os formadores devem, progressivamente, tornar-se guias, mentores e mediadores do processo de aprendizagem, devendo os formandos gerir e participar na construção do seu modelo de desenvolvimento. De um total de 385 empresas do sector, foi possível obter respostas de 48, através de um questionário que visava, essencialmente, obter informação sobre as expectativas das empresas face à metodologia de formação a distância, os meios tecnológicos disponíveis, os grupos profissionais visados e a disponibilidade para uma colaboração na definição das competências actuais e necessidades futuras. P/ melhor clarificação sintetizamos os resultados obtidos: Formação da Empresa Horas de formação frequentadas pelos trabalhadores nos últimos 3 anos 0 horas 31,25% 30 horas 4,17% >30 >=100 horas 20,83% >100 <250 horas 18,75% >250 horas 25,00% Número de trabalhadores envolvidos 1278 Desvio Pradrão 47,65% Os resultados obtidos foram satisfatórios? Sim 70,83% Expectativa sobre formação a distância Conhecimentos ou experiência com formação a distância, em algumas das suas vertentes: Sim 39,58% Contactos com esta metodologia de formação Jornais/revistas 35,42% Amigos/familiares 6,25% Internet 27,08% Frequência de cursos 8,33% Televisão 16,67% Outros 8,33% Vantagens atribuidas a esta modalidade de formação Flexibilidade de horário 39,58% Redução das deslocações 33,33% Redução das deslocações 16,67% Acessibilidade de informação 18,75% Outras vantagens 2,08% Expectativas sobre a implementação da formação a distância na sua empresa: Sim 54,17% Identificação de Necessidades de Formação Grupos prioritários de formação Designer/estilista 14,58% Modelista 33,33% Cortador 29,17% Costureira 22,92% Técnico manutenção 22,92% Chefe de produção 33,33% Chefe de linha 45,83% Técnico de planeamento 29,17% Agente de Métodos e tempos 35,42% Técnico de qualidade 37,50% Outros 18,75% Análise dos dados (meios tecnológicos disponíveis) Meios informáticos que podem ser disponibilizados p/ a realização da formação a distância na sua variante de e-learning/CBT Computadores 77,08% Unidade de CD-ROM 72,92% Ligação à Internet 70,83% Postos ligados à Internet 361

dot Top


Objective

Text available in

Desenvolver novos produtos e novas soluções de formação c/ recurso às novas tecnologias, que permitam aos trabalhadores das PME do sector do vestuário aceder às TIC, aumentando as suas qualificações. Conceber módulos de e-learning em áreas como a concepção e desenvolvimento de produto, organização e gestão da produção, e de modo a tornar mais competitivas as PME do sector. Experimentar novas práticas de formação nas áreas das TIC nas empresas, de modo a testar metodologias de formação e modelos de aprendizagem dos activos. Criar ofertas de formação profissional que respondam às actuais realidades e exigências do mercado e que tenham em conta os constrangimentos intrínsecos da população-alvo no acesso à formação profissional e as limitações de espaço, tempo e localização geográfica das empresas. Combater as desigualdades verificadas no sector, comprovadamente feminino, caracterizado pelas baixas qualificações, e c/ dificuldades de acesso à formação e à qualificação profissional, c/ consequente reflexo negativo na evolução na carreira. Melhorar a empregabilidade, garantindo a igualdade de oportunidades no acesso às TIC; Contribuir p/ o aumento da eficácia dos trabalhadores, dotando-os de competências p/ "aprender a aprender" e criar hábitos de consulta e pesquisa de informação. Promover na equipa de formadores a emergência de novos saberes, novas metodologias de formação e novas abordagens que permitam potenciar o seu trabalho, no actual contexto das tecnologias da informação. Contribuir para a dignificação dos trabalhadores do sector de vestuário, estabelecendo uma ponte com as oportunidades de formação flexíveis que visam a aquisição de competências técnicas e desenvolvimento pessoal. Elaborar um manual/guia c/ as boas práticas de formação profissional, vocacionado para os activos do sector, incluindo as metodologias de e-learning. Este instrumento pretende ser um contributo importante p/ os profissionais do sector, p/ as empresas e p/ os profissionais de formação.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics