IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 COMpasso ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Beira Serra - Associação Promotora do Desenvolvimento Rural Integrado
Other national partners : Instituto da Segurança Social, IP
MUNICIPIO DA COVILHÃ
NERCAB - Associação Empresarial da Região de Castelo Branco
Universidade da Beira Interior
União dos Sindicatos de Castelo Branco/CGTP-IN
EQUAL theme :Equal opportunities - Reconciling family and professional life 
Type of DP :Geographical - Other - CENTRO (P) 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-292 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :29-09-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- Related to Previous Experiences ConVidas is a project on this theme and it is financed by EQUAL. Having been developed on the last 3 years the project has allowed us to create foundations to a deeper work, namely by the results obtained when we tried to affect and mobilize key actors to work on the project. This has been a very positive issue to COMpasso. Form the prior experience we want to highlight the Volunteers Network and the Permanent Platform (an expanded partnership) which will articulate relevantly with the actions put forward for consideration in this project. Related to the Partnership The partnership created in COMpasso is the result of the joint work developed during the previous EQUAL project which presented an opportunity to deepen connections and cooperation skills. It has been expanded to two new members considered relevant to its goals and it is now a stronger partnership possessing complementary views and competences. The acquired knowledge of the national themes will clearly make our job easier in the future as well as other innovative initiatives with whom we have been in touch within the compass of transnational cooperation. Related to the Context The growing importance of gender equality problems favours the mobilization of the performers. In the same sense the progressive flexibility of labour and family models as well as bringing some activities to a circle outside the family are a stimulation to the creation of proximity services oriented to family support (small businesses and family support structures). This environment opens a door to COMpasso activities. We also underline the existence of supporting family networks in this area as something positive filling some of the needs in family support services. Companies show growing consciousness and social responsibility. On the other hand consumers are becoming increasingly sensitive to this issues. This will stimulate the adoption of conciliation measures., - The tendency to the increase of unemployment may take some of the visibility from the conciliation subject and for that very reason keeping companies and jobs will be in the near future the main issue. The consequences of the decrease of family income and the increase of free time may affect the search for family support services. It remains difficult to mobilize business people to come to accept the conciliation of family and professional life despite all the work that has been done there. On the other hand workers still have little information about their rights and duties. We wish to convey the idea of traditional role models regarding men and women as something negative as well as the limited partition of family responsibilities. The most problematic group we have to take into account is the group of workers with random timetables for there are no support services to meet their needs. This is even worse when related to the present tendency of creating flexible working timetables. The diagnosis revealed that one of the key problems lay on the difficulty of acceding to family support services. Among those who uses this services, we wish to highlight the inadequate working hours in child support services (for example, the case of the services of childcare for 31% of the inquiries). The inexistence of services or the lack of places in those services are the main motives presented by the inquiries who don’t use needed services, such as occasional babysitting (answered by 41%). The unsuitable price of services such as domestic management support, child transportation or ATL (Free Time Activities) is also another difficulty presented by the inquiries. To sum up, we have to say that inadequate schedules and working hours, the non existence of some services (or enough vacancies in them) and prices/fees (especially in market offered services) are some of the most negative aspects.

dot Top


Objective

Text available in

SUMMARY COMpasso is a project focused in promoting conciliation between family and professional life created to be put into practise in Covilhã, an inner district in the centre of Portugal. It is the result of a partnership of several associations: Beira Serra, a local development association; the Town Hall of Covilhã; NERCAB, an association representing private enterprise; the Trade Union of Castelo Branco district representing the workers; the Beira Interior University, an institution of higher studies and investigation represented by its Social Studies Department; The District Welfare Centre, a decentralised cell of the government holding the family support social equipment network. The project’s framework was built to fulfil 4 main goals: a) trying new models of family support service care; b) supporting business companies which have the desire to change its structure and wish to experiment innovative methods of labour organization; c) creating an opportunity of formative schooling, information and social mobilization of workers and trade unionists towards the conciliation theme; d) social mobilization towards a better balance between family and professional life. To come into terms with these purposes we intend to develop the following activities: 1) Test a model to render family services guided to workers with random timetables, creating an equipment to run 7 days a week having complementary services like child, young and elder support or domestic management services. 2) Create a professional “nanny” network with qualified assistance. 3) Create an SOS service (“Family Sitting”) to whom families will turn to in emergency situations. 4) Put together an extended platform to all the key performers of the region that will be intended to work as a tool to promote agreements and to follow closely on the project. 5) Conceive and execute a formative program oriented to business people. In order to adopt business techniques that facilitate conciliation this program will have two approaches; teaching and legal advising. 6) Try new models of flexible labour organization in a pilot company. 7) Guide new small enterprises in the area of proximity services thus making easier the promotion of self employment. 8) Publish the Boletim Trimestral (a quarterly bulletin) on the topic of conciliation. This publication will target business people. 9) Create a prize (Galardão de Empresa Notável) to promote conciliation projects. 10) Workshops to workers and/or trade unionists based on reference work to conciliation between family and professional life as something that will help change one’s minds. 11) Inform workers through: a) a fortnight radio programme; b) a web page and an e-bulletin with the updates on the project. 12) A phone line to provide information to workers regarding conciliation rights. 13) Analyse young people social representations towards equal opportunities for men and women as well as conciliation between family and work.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling ***
Training **
Training on work place *
Employment aids (+ for self-employment) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff *
Work organisation, improvement of access to work places ***
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features **

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented ***
Context oriented **

dot Top


Budget Action 2

1 000 000 – 1 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  0.3%  0.3% 
Employed  52.1%  36.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  7.5%  3.8% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  60.0%  40.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.1%  0.2% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  59.9%  39.8% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  60.0%  40.0% 
  100.0% 
 
< 25 year  15.0%  10.0% 
25 - 50 year  30.0%  20.0% 
> 50 year  15.0%  10.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination ***
Support to entrepreneurship **
Low qualification *
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
4545 Gender Equality for Life Quality ES ES20040083
FR CHA-2004-42030
IT IT-G2-CAM-106

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Beira Serra - Associação Promotora do Desenvolvimento Rural Integrado Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Instituto da Segurança Social, IP
MUNICIPIO DA COVILHÃ
NERCAB - Associação Empresarial da Região de Castelo Branco
Universidade da Beira Interior
União dos Sindicatos de Castelo Branco/CGTP-IN

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: Parceria de Desenvolvimento (P.D.) 1. Compete-lhe a gestão do projecto e dos recursos a ele afectos; 2. Os parceiros comprometem-se a participar no processo de avaliação e na implementação do dispositivo de balanço de competências; 3. Os parceiros entregarão à entidade interlocutora, até ao dia 10 de cada mês, a documentação relativa aos indicadores físicos de execução do projecto do mês anterior; 4. Cada parceiro irá deslocar-se à entidade interlocutora até ao dia 7 de cada mês, para elaboração e inserção de dados relativos às listagens de despesas. 5. A P.D. assumir-se-à como uma parceria aberta, podendo qualquer organização que prossiga os fins previstos no projecto solicitar a sua adesão. Equipa Técnica 6. Reunirá com periodicidade mensal com a coordenadora. Cada parceiro apresentará fichas descritivas para cada actividade em curso e os respectivos relatórios mensais; 7. Deverá cooperar activamente na implementação do processo de avaliação e de implementação do dispositivo de balanço de competências. Plataforma Permanente/Parceria Alargada 8. Reunirá quadrimestralmente para análise da evolução da situação em termos de conciliação entre a vida familiar e profissional e apreciará os resultados alcançados com a intervenção. Tem funções consultivas. Outros 9. As transferências financeiras, a efectuar pela entidade interlocutora, relativas ao reembolso de despesas de qualquer parceiro serão condicionadas pelo fluxo de transferências efectuado pela I.C. Equal; 10. Todos os membros da P.D. respeitarão as normas do FSE relativas à publicidade; 11. Cada parceiro assume a responsabilidade de suportar as despesas por si efectuadas que a I.C. Equal venha a considerar não reembolsáveis. 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): 1. O processo decisório compete à parceria de Desenvolvimento, devendo assentar prioritariamente em consensos. Em último recurso poder-se-à recorrer a votação, sendo as decisões tomadas por maioria. 2. As decisões que digam exclusivamente respeito à gestão corrente do projecto são tomadas pela entidade interlocutora, devendo ser dado conhecimento a toda a parceria. 3. A P.D. reunirá com periodicidade bimestral, devendo contar com a participação de todos os parceiros. A ausência em reuniões de parceria é justificável por motivos de força maior, devendo atempadamente ser dada essa informação à entidade interlocutora; 4. A P.D., desde que convocada com a antecedência mínima de 8 dias seguidos, pode deliberar com qualquer número de parceiros presentes; 5. Todas as acções do projecto são da responsabilidade da P.D. e todos os membros são por elas co-responsáveis; 6. Todas as actividades e orçamentos inerentes à sua realização carecem da aprovação prévia da P. D., nomeadamente os referentes a Pedidos de Alteração ao projecto que venham a revelar-se necessários. 7. A Parceria Alargada será constituída no início da Acção 2 e assumirá funções consultivas. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): 1. Será realizado anualmente um seminário aberto ao público onde a parceria apresentará os resultados alcançados e promoverá a discussão quer em torno das suas actividades, quer, de um modo mais geral, em torno da temática da conciliação entre a vida familiar e profissional; 2. A entidade interlocutora deverá apresentar um relatório intercalar de execução e avaliação do projecto e o balanço de execução financeira, com base na documentação técnica, pedagógica e financeira fornecida mensalmente por cada parceiro e com base nos resultados do processo de avaliação; 3. Anualmente, cada parceiro apresentará um relatório de execução do projecto; 4. O processo técnico - contabilístico do projecto será facultado para consulta a qualquer parceiro que o solicite, nas instalações da entidade interlocutora; 5. Será elaborada uma acta de todas as reuniões da Parceria que será remetida aos parceiros através de correio electrónico; 6. A entidade interlocutora apresentará regularmente aos parceiros toda a informação relativa à execução orçamental e às transferências efectuadas pelo Gabinete de Gestão Equal. 7. O meio de comunicação escrita entre parceiros será, sempre que possível, o correio electrónico. 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


Beira Serra - Associação Promotora do Desenvolvimento Rural Integrado

(BEIRA SERRA)
Urbanização da Alâmpada, Lote 24, Loja esqu. Boidobra
-
P-6200-250-COVILHÃ Covilhã

Tel:+351275322079
Fax:275314156
Email:beira.serra@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:COVA DA BEIRA
Date of joining / leaving:18-11-2004 /

Text available in

A Beira Serra é uma associação de desenvolvimento local cuja zona de intervenção corresponde à Cova da Beira, abarcando os concelhos de Belmonte, Covilhã e Fundão. Trata-se de uma entidade sem fins lucrativos, criada em 1994, que constitui por si só uma parceria alargada que congrega autarquias (câmaras municipais e juntas de freguesia), sindicatos, associações profissionais, instituições de apoio social, associações culturais e recreativas e ainda um número significativo de associados(as) a título individual. Os principais eixos de intervenção são: a) animação para o desenvolvimento local através da mobilização de pessoas e comunidades para a participação cívica activa; b) apoio à inserção de grupos sócio-economicamente desfavorecidos; c) promoção de potencialidades locais; d) divulgação de programas de apoio financeiro e suporte técnico na elaboração de candidaturas; e) apoio a micro-empresas; f) formação profissional e pessoal; g) estudos e projectos de desenvolvimento.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Graça Pinto Rojão Graça +351275322079 beira.serra@mail.telepac.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Instituto da Segurança Social, IP

(ISS)
Rua Rosa Araújo, nº 43
-
P-1250-194-LISBOA Lisboa

Tel:+351213507291
Fax:213507290
Email:cristina.g.rodrigues@seg-social.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:21-06-2005 /

Text available in

Os Centros Distritais de Segurança Social fazem parte integrante do Instituto da Segurança Social, I. P. e são a base organizacional e administrativa do Sistema de Segurança Social. O Centro Distrital de Segurança Social de Castelo Branco, integrado nesta organização, tem por missão executar, a nível distrital, as medidas necessárias ao desenvolvimento, concretização e gestão das prestações do Sistema de Segurança Social. A nossa intervenção é vasta, de todos e para todos. Queremos pagar atempadamente as prestações sociais, combater a exclusão social e a fraude, apoiar cada vez mais: entidades, trabalhadores, famílias, crianças, jovens e idosos. É nosso propósito, aproximarmo-nos mais de todos os cidadãos do Distrito de Castelo Branco. Só assim, o trabalho por nós desenvolvido poderá ser cada vez mais justo, solidário e a capacidade de resposta mias diligente e célere. Preocupamo-nos em servir melhor os cidadãos do nosso Distrito.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Dulce Carriço Vide Maria +351275314208 M.Dulce.Vide@seg-social.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


MUNICIPIO DA COVILHÃ

(-)
Praça do Município
-
P-6200-151-COVILHÃ Covilhã

Tel:+351275330600
Fax:275330633
Email:gepe@cm-covilha.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:COVA DA BEIRA
Date of joining / leaving:19-06-2005 /

Text available in

A Câmara Municipal da Covilhã rege-se pelo enquadramento legal definido na Lei nº 169/99 de 18/09/99 com as alterações introduzidas pela Lei 5-A/2002 de 11 de Janeiro que estabelece o quadro de competências e o regime jurídico de funcionamento. Enquanto parceira no projecto COMpasso, inserido no programa Equal, a Câmara propõe-se a apoiar logisticamente, sempre que tal for possível, todas as iniciativas levadas a cabo no âmbito do projecto.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria do Rosário Figueiredo Gomes de Brito Maria +351275310690 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


NERCAB - Associação Empresarial da Região de Castelo Branco

(NERCAB)
Av. do Empresário - Praça NERCAB
-
P-6000-767-CASTELO BRANCO Castelo Branco
-

Tel:+351272340250
Fax:272326988
Email:benrafael@nercab.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BEIRA INTERIOR SUL
Date of joining / leaving:03-01-2008 /

Text available in

O NERCAB é uma associação empresarial sem fins lucrativos de utilidade pública com um âmbito de intervenção distrital. Desenvolve a sua actividade em diversos domínios que, para além da representação dos interesses dos(as) empresários(as) da região, passam igualmente pela concessão de apoios específicos à sua actividade e pela própria promoção e dinamização do tecido empresarial do distrito de Castelo Branco. A actividade do NERCAB centra-se nas seguintes áreas de intervenção: - Formação Profissional e Empresarial (o NERCAB é uma entidade acreditada pelo IQF em todos os domínios de intervenção) e dispõe de um Centre de Formação Empresarial em Castelo Branco e outro na Covilhã; - Consultadoria Jurídica (Gabinete de Dinamização Empresarial); - Consultadoria Técnica – Económica (Gabinete de Dinamização Empresarial); - Organização e Realização de Feiras de actividades económicas; - Informação (Revista Competir e Boletim mensal – Infornercab) - CRVCC - Outros serviços



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Benjamim Rafael Benjamim +351272340250 informatica@nercab.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Universidade da Beira Interior

(UBI)
Rua Marquês d'Ávila e Bolama
-
P-6200-001-COVILHÃ Covilhã
-

Tel:+351275319736
Fax:275329109
Email:gaapi@ubi.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:COVA DA BEIRA
Date of joining / leaving:06-12-2007 /

Text available in

A Universidade da Beira Interior (UBI) é uma instituição de ensino superior que privilegia não só o ensino, mas também a investigação e a prestação de serviços à comunidade. No âmbito das actividades de ensino, a UBI organiza e ministra cursos de graduação, conducentes à atribuição do grau de licenciado, e de pós graduação, conducentes à atribuição dos graus de mestre e doutor. Para o profícuo desenrolar dos objectivos da UBI, esta conta com diversas unidades de apoio, das quais fazem parte os Centros, destinadas a fornecer os meios especializados necessários ao ensino, à investigação e à prestação de serviços. Entre outros centros de investigação, destaca-se o Centro de Estudos Sociais (ubi_CES), que emergiu em 1994 como uma estrutura de investigação do Departamento de Sociologia da UBI. O ubi_CES é uma unidade de investigação fundamental relativa à área da Sociologia que, para além da sua actividade de investigação, concentra igualmente a sua acção na prestação de serviços à comunidade, colocando os conhecimentos técnicos e científicos que possui ao dispor da região onde se insere. O ubi_CES colabora com diversas entidades públicas e privadas em programas nacionais e comunitários, nomeadamente com empresas, autarquias e associações, no desenvolvimento de projectos que têm como objectivo final estimular e promover o desenvolvimento da região. As suas principais linhas de investigação são: (i) Desenvolvimento e Políticas (especificamente as áreas do desenvolvimento Territorial, das Políticas Públicas e Cidadania e da Reflexividade, Ciência e Tecnologia) e (ii) Culturas e Diversidade (especificamente as áreas da Cultura, Arte e Literatura; e do Género e Modos de Vida).



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Johanna Schouten Maria +351275319612 schouten@sapo.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


União dos Sindicatos de Castelo Branco/CGTP-IN

(USCB)
Rua Azedo Gnéco, 24
-
P-6200-232-COVILHÃ Covilhã
-

Tel:+351275335846
Fax:275335846
Email:uscb.cgtp@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Trade Union
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:COVA DA BEIRA
Date of joining / leaving:06-12-2007 /

Text available in

A USCB/CGTP-IN tem por objectivo: a) Promover, coordenar, dinamizar, promover e apoiar a actividade ao nível do distrito, de acordo com as orientações dos órgãos da Confederação Geral de Trabalhadores Portugueses - Intersindical nacional b) Organizar, a nível do distrito, os trabalhadores para a defesa dos seus direitos colectivos, e individuais, apoiar e fomentar o exercício efectivo dos direitos fundamentais dos trabalhadores c)Defender por todos os meios ao seu alcance, os interesses colectivos dos trabalhadores empenhando-se no reforço da sua unidade e organização d) Promover, organizar e apoiar acções conducentes à satisfação das reivindicações dos associados e dos trabalhadores, de acordo com a sua vontade democrática e) Alicerçar a solidariedade e a unidade entre todos os trabalhadores, desenvolvendo a sua consciência democrática de classe, sindical e política



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Pereira Garra Luís +351914926293 uniaoconvidas@yahoo.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

COMPASSO

Rationale

Text available in

- Relativos à experiência anterior O ConVidas, um projecto sobre esta temática financiado pela EQUAL que decorreu nos últimos 3 anos, permitiu lançar bases para um trabalho mais profundo nomeadamente pelos resultados obtidos na sensibilização e mobilização de actores-chave, um aspecto muito positivo para o COMpasso. Da experiência anterior destacamos a Rede de Voluntariado e a Plataforma Permanente (parceria alargada) que irão articular-se com as acções propostas neste projecto. Relativos à parceria A parceria envolvida no COMpasso resulta do trabalho conjunto desenvolvido no anterior projecto EQUAL, onde se solidificaram relacionamentos e a capacidade de trabalho em cooperação. Foi alargada a 2 novos membros considerados relevantes para os objectivos e constitui uma parceria forte, com competências e perspectivas muito complementares. A experiência e o conhecimento adquiridos, bem como as iniciativas inovadoras com que o projecto contactou no âmbito da cooperação transnacional, das redes temáticas nacionais, etc., são claramente facilitadores do trabalho futuro. Relativos ao contexto A crescente valorização das problemáticas relacionadas com a equidade entre géneros favorece a mobilização de actores. A progressiva flexibilização das relações laborais e dos modelos familiares e a externalização de actividades antes desempenhadas no seio da família são um estímulo à criação de serviços de proximidade orientados para o apoio à família (micro-empresas, estruturas de apoio familiar,…), e uma oportunidade para as actividades que o COMpasso prevê neste âmbito. Sublinhamos também que a existência nesta região de redes familiares de suporte é uma dos aspectos positivos identificados e que colmata algumas das carências de serviços de apoio à família. As empresas apresentam crescentes preocupações de responsabilidade social e os consumidores são cada vez mais sensíveis a esta questão, o que estimulará a adopção de medidas que favoreçam a conciliação., - A tendência para o aumento do desemprego pode retirar visibilidade à temática da conciliação, já que a manutenção das empresas e dos postos de trabalho passará a assumir-se como questão central. As consequências da diminuição do rendimento familiar e o aumento do tempo disponível podem afectar a procura de serviços de apoio à família. Quanto aos empresários, não obstante o trabalho de sensibilização sobre a importância da conciliação entre vida familiar e profissional, a mobilização em torno deste objectivo é difícil. Por seu lado, os trabalhadores continuam a ter falta de informação sobre direitos e deveres. Destacamos como aspecto negativo os valores tradicionalistas relativos ao papel de Homens e Mulheres e a reduzida partilha de responsabilidades familiares. O grupo mais problemático é o dos trabalhadores com horários atípicos pois não existem serviços de apoio que respondam às suas necessidades, quando as tendências actuais apontam para a crescente flexibilização dos horários. O diagnóstico revelou que um dos principais problemas reside na elevada dificuldade de acesso a serviços de apoio à família. Para quem utiliza este tipo de serviços, destacam-se as preocupações relativas a horários de funcionamento desadequados (por ex. os serviços de apoio a crianças entre dos 0-3 anos, para 31% dos inquiridos). A inexistência de serviços ou de vagas é um dos principais motivos apresentados por quem não utiliza serviços de que sente necessidade (por ex. a guarda ocasional de crianças para 41% dos inquiridos e o apoio nos trabalhos escolares para 34%). O preço desajustado é também uma das questões que impede as famílias de externalizarem funções, destacando-se aqui o apoio à gestão doméstica, o transporte de crianças e os ATL. Em suma, os horários e os períodos de funcionamento desajustados, a não existência de serviços ou de vagas e os preços (sobretudo das valências prestadas exclusivamente pelo mercado) foram alguns dos aspectos mais salientados.

dot Top


Objective

Text available in

O COMpasso é um projecto centrado na promoção da conciliação entre a vida familiar e profissional e pretende intervir na Covilhã, um concelho situado no interior centro de Portugal. A parceria que lhe irá dar corpo inclui: a Beira Serra, uma associação de desenvolvimento; a Câmara Municipal da Covilhã, a autoridade pública local; o NERCAB, uma associação que representa os interesses empresariais; a União de Sindicatos do Distrito de Castelo Branco, que representa os trabalhadores; a Universidade da Beira Interior, uma instituição do ensino superior e investigação representada através do seu Centro de Estudos Sociais e o Centro Distrital de Segurança Social, organismo desconcentrado da administração central que detém a tutela da rede de equipamentos sociais de apoio à família. O projecto está estruturado em torno de 4 objectivos: a) Experimentação de novos modelos de prestação de serviços de apoio à família; b) Apoio às empresas em processos de mudança na área do desenvolvimento organizacional e experimentação de métodos inovadores de organização do trabalho; c) Formação, informação e mobilização de trabalhadores e dirigentes sindicais para a temática da conciliação; d) Mobilização social em prol do equilíbrio entre vida familiar e vida profissional. Para concretização destes objectivos irão implementar-se as seguintes actividades: 1) Testagem de um modelo de prestação de serviços à família, especialmente orientado para os trabalhadores com horários atípicos, através da criação de um equipamento que funcionará 7 dias por semana e concentrará respostas complementares. 2) Montagem de uma rede de amas profissionalizadas e com acompanhamento pedagógico. 3) Montagem de um serviço SOS (“Family Sitting”) a que as famílias poderão recorrer em situações de emergência. 4) Dinamização de uma plataforma alargada onde participarão os actores-chave da região e que funcionará como fórum de concertação e de acompanhamento do projecto. 5) Concepção e implementação de um programa de formação/acção para empresárias/os. 6 - Experimentação numa empresa piloto de novos modelos de organização do trabalho flexíveis. 7 - Apoio à Criação de Micro Empresas orientadas para prestação de serviços de proximidade. 8 - Edição do Boletim Trimestral sobre Conciliação dirigido a empresários 9 – Atribuição do Galardão Empresa Notável na área da Conciliação. 10 - Acções de formação para trabalhadoras/es e delegadas/os sindicais com base em referenciais para a conciliação entre a vida familiar e profissional. 11 – Informação e sensibilização dos trabalhadores através de: a) programa de rádio; criação de uma página web e edição de um Boletim Electrónico. 12 – Criação de uma linha de atendimento telefónico de informação dirigida a trabalhadoras/es centrada nas questões da conciliação. 13 - Análise das representações sociais dos jovens relativamente à igualdade de oportunidades entre mulheres e homens e à conciliação entre a vida familiar e profissional.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics