IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Crescer para a Igualdade ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : MUNICÍPIO DE MONFORTE
Other national partners : Centro de Dia Nossa Senhora dos Milagres
INSTITUTO DAS IRMÃS HOSPITALEIRAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
MONFORJOVEM - ASSOCIAÇÃO DE JOVENS DE MONFORTE
Região de Turismo do Norte Alentejo São Mamede
EQUAL theme :Entrepreneurship - Business creation 
Type of DP :Geographical - Rural area - ALENTEJO 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-042 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :10-09-2002 
Last update :10-01-2005 
Monitoring: 2002  2003  2004   

Rationale

Text available in

This project meets the national and the European Community strategic aims, whose purpose is to promote the sustained and sustainable social and economical development concerning the improvement of the standard of living of the population. We can start by defining Development, which is seen as a multidimensional concept, because harmony is essential between the social and the individual, and between culture and environment. In short, it is an integrated process of global changes. Development presents itself as a guided change, which has the improvement of the standard of living, the satisfaction of their needs and the desires of the population as its goal. Sustainable Development implies the awareness of problems that were believed to be irrelevant and even adverse to the processes of development. It also allows one to consider that, from the economical point of view, the disregarded regions (as Alentejo is) may have a more optimistic expectation on development, considering the potential and the local resources. As in most of the European rural areas, Alentejo has also been confronted with a crisis, due to the breaks of the modernized agriculture productivity models, limitations and the structural disadvantages of the poorest and peripheral agriculture. The crisis has affected a wide range of demographic, economical and environmental plans - the great challenge nowadays is to overcome it, not only in Alentejo but also in Monforte. After the approach to the concept of Local Development and the external involvement of the Council of Monforte, one must examine the Council urgently, from the geographical, social and economical point of view, to better base the intervention area of this project - Local Enterprising and creation of enterprises. Its geographical area is the region of Alentejo, in the specific context of the Council of Monforte located in the southeast of Alto Alentejo, south of Portalegre. With a total area of 419 Km2, and resident population of about 3.5 thousand inhabitants, the population of the Council of Monforte, according to the provisional data of Census 2001 totals 3441 inhabitants. Small villages settled in the Council of Monforte, have the following resident population: Monforte 1330 inhabitants; Santo Aleixo 762 inhabitants; Vaiamonte 639 inhabitants and Assumar 683 inhabitants. The region of Alentejo has been pointed out as a part of the national territory with serious social and economical problems, which become more significant and obvious, when analysed to the local scale. The following data can be helpful in the analysis of these problems. The council of Monforte, having one of the lowest population densities in the European Union(8 inhabitants/ Km2 ), is the perfect example for this trend. Low birth rates and high mortality rates combined together can be translated as negative growth rates, which, along with the population exodus from this region into more developed ones has caused even more regressive growth rates. The population in this region is very old due to the low birth and fecundity rates that have been registered. The amount of the population above 65 and the aging index are the highest in the whole country - around 25% of the population in Monforte is aged above 65. Another significant general development indicator is the illiteracy rate. The council exceeds this trend - highest regional rate in the country - well above 25% of the population is illiterate. As far as the economical indicators are concerned, it is our job to focus on the unemployment rate of this council. It has been pointed out as one of the limiting factors in the social-economical processes in weak areas In 1991, the unemployment rate in this council has reached 10.7% and female unemployment was 23.7%. This population decline trend can only be stopped with an area development policy that at least maintains local population and, if possible, brings in other people from different regions/areas. The generation of some enterprising in a local/regional level should result from the initiative of common citizens and from an effective partnership between social, economical and cultural local organizations. This effort should be focused on employment, strengthening the enterprise fabric, promoting and giving added value to traditional and regional products and creating new tourism projects, which, altogether, will be translated into better life conditions for the population - prospecting social and economical cohesion for the region of Alentejo. Many and complex issues have contributed for the human resources needs in this region, whether in an effective or employment situation and qualification basis. This situation has contributed to bringing up the weakness of a much too dependent on the primary sector, low specialized regional productive system also known for its lack of competitiveness and enterprising. It has come clearer that the overcoming of the human resources problem in this region must comprise a set of coordinated actions directed, on the one hand, at promoting employment; settle, attract and qualify young working people and, on the other hand, aimed at softening long term structural unemployment through social insertion measures and development of the employment social market. The promotion of employment in Alentejo is, therefore, to be articulated with a system of incentives to the creation of enterprises, the promotion of self-employment and the information and support to local initiatives and business spirit, therefore the nature of this project. The Council of Monforte is a typical example of a region with structural demographic problems, a weakened business fabric still based on the agricultural sector and is highly dependent on the surrounding councils. The business fabric is mainly composed by small sized companies, and, above all, it lacks business enterprising, which provides insufficiently qualified actives and inadequate infrastructures to its activity. Evidently, it is not our intention to put things simpler than they are - the problems are far deeper and most of them are difficult to solve. However, we shall briefly analyse the threats and opportunities of the Council of Monforte, as to present the actions, which will be developed by this Project. The regional social-economical enterprising sustainability includes the interaction between the traditional activities and the emerging activities, as well as the network valorisation of the regional and local social-economical agents.

dot Top


Objective

Text available in

. General Aims a) To promote sustained development through the fabric business and the local community, including the link with the local resources in its variety. b) Stimulate local agents (at an economical, cultural and social level) to get together as a network, in order to set and to perform new inclusion strategies. c) To create a structure which includes sensitising mechanisms, supporting and accompanying potential investors in micro and small sized enterprises (MSE), creating favourable conditions to access more vulnerable targets. Specific Aims (activities) a) To establish a structure of technical support for the existing entrepreneurs and for the potential investors in Monforte. b) To support and improve the industrial area and a nest of Talent in Monforte. c) To develop a document, which offers precise and clear information about the potential of Monforte, the financial support and the actual legislation, contributing to the self-sustained improvement of the social-economic fabric. d) To promote the development of competences among entrepreneurs, enterprises, economic agents and potential local investors, in order to help them developing their activities. e) To promote and introduce an integrated plan of tourism, which will allow to involve and stimulate all the social-economical agents that can contribute to that sustained development, namely the activities concerning to heritage, sports and leisure, restoration, lodgement, tourism and handicraft. f) To promote self-employment taking advantage of resources like micro credit and other conjectures.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling ***
Training **
Training on work place **
Work placement **
Employment aids (+ for self-employment) **
Employment creation and support ***
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures *
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **

Type of innovation Rating
Process-oriented **
Goal-oriented ***
Context oriented **

Text available in

O projecto é inovador ao nível da sua concepção, pois pretende em última análise suscitar iniciativas e dinâmicas centradas na participação proactiva da comunidade ( onde se incluem os grupos mais vulneráveis), nas potencialidades do território, na mobilização de um conjunto diversificado de actores a nível local e do seu trabalho em rede, dominíos estes que até á data eram caracterizados pela sua individuallidade e sectorialidade; Também o facto de a parceria ser de âmbito local mas constituída por entidades de diversas áreas é uma inovação, necessária no desenvolvimento de um modelo de intervenção( intervenção em rede)que pressupõe a interacção e conjugação de diversas sinergias operadas nas redes dos individuos/comunidade. O projecto é inovador ao nível da sua implementação territorial, pois esta temática, dinamização do espirito empresarial, era uma necessidade sentida e detectada há algum tempo, no entanto nunca tinha sido concebida numa perspectiva mais ampla de desenvolvimento local, como se pretende neste projecto, integrando diversos sectores e dando respostas a necessidades directa ou indirectamente relacionadas. Os aspectos inovadores em algumas actividades e contributos dos parceiros serão os que de seguida discriminamos: - Dinamização de um Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Local, que já existe na vertente de apoio á actividade empresarial, mas que, de um modo inovador, irá ser reorganizado numa óptica de desenvolvimento local, respondendo a diferentes tipos de necessidades; Para a sua estruturação contribuirão parceiros de diversas áreas. - Dinamização do "Ninho de talentos", através desta forma diferenciada de promoção do auto-emprego para públicos fragilizados observa-se, por um lado uma inovação relativa á presente conjuntura no que respeita á superação de dificuldades que estes públicos enfrentam ao tentarem ingressar no mercado de trabalho e, por outro lado, no que diz respeito às metas de exploração de novas possibilidades de emprego. - A formação de diversos grupos, encarada como formação e sensibilização de todos os agentes envolvidos, que potencie, as competências sócio-profissionais individuais e também a qualidade das intervenções através da aquisição de novas experiências por parte dos agentes locais. - A elaboração do Programa Integrado de Turismo, é uma inovação neste concelho, uma vez que ocorre a nível local;

dot Top


Budget Action 2

< 250 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  8.0%  8.5% 
Employed  25.7%  26.9% 
Others (without status, social beneficiaries...)  10.5%  20.4% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  44.3%  55.7% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.5% 
Mental Impairment  0.0%  1.0% 
Mental Illness  0.0%  0.9% 
Population not suffering from a disability  44.3%  53.3% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  3.1%  5.6% 
Without such specific discriminations  41.2%  50.1% 
  100.0% 
 
< 25 year  12.9%  15.4% 
25 - 50 year  10.2%  12.8% 
> 50 year  21.1%  27.6% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Disabilities **
Low qualification **
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • español (castellano)
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.3%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
846 FUTURO * - new approaches to entrepreneurship in Europe-* ES ES503
NL 2001/EQC/0004

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Nobody involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
MUNICÍPIO DE MONFORTE Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Centro de Dia Nossa Senhora dos Milagres
INSTITUTO DAS IRMÃS HOSPITALEIRAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
MONFORJOVEM - ASSOCIAÇÃO DE JOVENS DE MONFORTE
Região de Turismo do Norte Alentejo São Mamede

dot Top


Agreement Summary

Text available in

This DPA ( Development Parternship Agreement) as been stabelished among seven parterners , that will contribute with and in: - Human and technicians resources; - The execution and evaluation of all activities; The DP is composed by: Câmara Municipal de Monforte; Centro de Dia N. Sr.ª dos Milagres; Instituto de Emprego e Formação Profissional; Monforjovem; Herdade do Perdigão; Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus; Região de Turismo de S.Mamede;

Last update: 10-01-2005 dot Top


MUNICÍPIO DE MONFORTE

(-)
PRAÇA DA REPÚBLICA, 7
-
P-7450-115-MONFORTE Monforte

Tel:+351245578060
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:ALTO ALENTEJO
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

A entidade é uma autarquia local, entidade pública sem fins lucrativos, cujas competências estão definidas na Lei 169/99, de 18 de Setembro, artigo 64º.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Nelson José Courelas Barreto Nelson +351245578060 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top


Centro de Dia Nossa Senhora dos Milagres

(-)
Rua de Alegrete, 49, Assumar
-
P-7450-022-ASSUMAR Monforte

Tel:+351245 505325
Fax:245 505325
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Social services
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALTO ALENTEJO
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

A instituição foi criada em 1996, tendo sido impulsionada a partir de um projecto" escolas isoladas" ao qual mais tarde se viriam a juntar um grupo de assumarenses, seus fundadores. Este centro surgiu na sequência de necessidades dectetadas no seio da comunidade, nomeadamente, a necessidade de promover a melhoria das condições de vida dos idosos, através do aumento da qualidade de vida dos utentes da instituição. Esta instituição tem, actualmente, duas valências: - Centro de Dia ; - Apoio domiciliário; Neste momento a instituição, detectou novas necessidades, e pretende alargar a sua área de intervenção nomeadamente a criação de um Centro de Noite e de uma Creche.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria das Dores Maçãs Tavares Maria +351245505121 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top


INSTITUTO DAS IRMÃS HOSPITALEIRAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

(-)
Rua 25 de Abril - Idanha
-
P-2605-119-BELAS Sintra

Tel:+351214339400
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Social services
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

O IIHSCJ é uma congregação, que tem como missão apostólica o acolhimento e a assistência sanitária de doentes mentais, deficientes físicos e psíquicos, e, ocasionalmente, doentes de outras patologias de acordo com o carisma fundacional. Um dos seus objectivos prioritários, desde a origem, foi o de proporcionar aos doentes acolhidos nos seus Centros uma oferta de atenção integral. Pretende atender a pessoa na sua integralidade, colaborando na sua reinserção social e na defesa da sua própria dignidade. O Centro de Recuperação de Menores do Assumar trabalha ao nível da reabilitação de deficientes, numa perspectiva integrada da pessoa com deficiência, englobando na sua actividade de reabilitação, não só a prestação de cuidados de saúde mas também a realização de actividades de animação, escolarização e acções de pré-profissionalização. Para o ano de 2001, segundo o relatório de 2000, " a formação profissional e projectos de reabilitação num âmbito profissionalizante são a nossa aposta."



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Anabela Pinto Ferreira Anabela +351245508100 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top


Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.

(-)
Av. José Malhoa, nº 11
-
P-1099-018-LISBOA Lisboa

Tel:+351217227000
Fax:218614618
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employment services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

O IEFP é uma entidade pública vocacionada para a prestação de serviços relacionados com a formação e inserção profissional. O CACE- AA ( Centro de Apoio à Criação de Empresas do Alto Alentejo) é uma entidade orgânica do IEFP, cujo objectivo é fomentar o aparecimento de novas empresas na área geográfica em que está implementado, proporcionando-lhes condições técnicas e físicas para que possa crescer, de forma sustentada, tendo em vista a criação de postos de trabalho. Os CACE têm associados Ninhos de Empresas, criados através de protocolos a celebrar entre o IEFP e as entidades vocacionadas para o desenvolvimento local. O Ninho de Empresas é um espaço físico e geograficamente definido, destinado a promover a constituição, desenvolvimento e consolidação de empresas, através da prestação de apoio técnico, com a finalidade de permitir a sua integração no mercado de trabalho com total autonomia.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Miguel Salgueiro Roque Luís +351245301890 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top


MONFORJOVEM - ASSOCIAÇÃO DE JOVENS DE MONFORTE

(-)
RUA LUÍS DE CAMÕES, 46
-
P-7450-135-MONFORTE Monforte

Tel:+351964629146
Fax:
Email:monforjovem@iol.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALTO ALENTEJO
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

A associação tem como objectivo promover, incentivar e dinamizar áreas nas quais o concelho está despromovido. As áreas de incidência e interesse são a preservação da natureza, cultura, desporto e ocupação de tempos livres. A estas junta-se todo um leque de actividades que provêm destes e de outros campos, com vista á dinamização dos jovens, quer com o apoio do município quer com o apoio de associações ou empresas privadas.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Gonçalo Miguel Lopes Godinho Gonçalo +351964629146 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top


Região de Turismo do Norte Alentejo São Mamede

(-)
Estrada da Santana , 25
-
P-7300-051-PORTALEGRE Portalegre

Tel:+351245300770
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALTO ALENTEJO
Date of joining / leaving:08-07-2002 /

Text available in

A RTSM, cuja área coincide com o Distrito de Portalegre ( Norte Alentejano), é constituída por quinze municípios sua: Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Fronteira, Gavião, marvão, Monforte, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre, Sousel e Elvas. São atribuições da RTSM: - Elaborar um plano de acção turística da região; - Realizar estudos de caracterização das respectivas áreas geográficas, proceder à identificação dos recursos turísticos existentes; - Definir produtos turísticos regionais, tendo em atenção a desejável cooperação e complementariedade com os de outras regiões; -Promover a oferta turistíca da região no mercado interno; -Fomentar o artesanato e a animação turística regional; - Colaborar com os órgãos centrais, regionais e com as autarquias com vista à consecução dos objectivos da política nacional que forem definidos para o turismo; - Criar incentivos e apoios aos investidores e qualificar os serviços prestados ;



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
António José Ceia da Silva António +351245300770 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 10-01-2005 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

CRESCER PARA A IGUALDADE

Rationale

Text available in

Segundo os dados estatísticos de 1997, no Plano de Desenvolvimento Regional, a Região Alentejo possui a densidade populacional mais baixa do país 20,2, comparativamente, inferior à média nacional de 108,3 e comunitária de 117,6. Quanto à taxa de natalidade apesar da nacional ser superior à comunitária em 0,6%, a taxa da região é inferior 10%. Esta percentagem está associada ao envelhecimento populacional do Alentejo. Quanto à estrutura etária da população o peso da população jovem também é muito inferior no Alentejo, 15, 2%, enquanto em Portugal é de 17,6% e na Eu de 17,4%. Se analisarmos o peso da população idosa observamos o fenómeno inverso, enquanto a média nacional é de 14,7% e a europeia de 15,6% na região verifica-se um peso de 20,9%. Em relação ao índice de envelhecimento a média regional, 137,5, também supera a nacional e comunitária, com 89,5 e 83,5. A região Alentejo tem sido apontada como uma parcela do território nacional com graves problemas demográficos e sociais, os quais se tornam mais visíveis e expressivos quando analisados à escala local. Se quando confrontados os dados regionais e nacionais diferem, Ao analisarmos os dados estatísticos concelhios em comparação com os dados da sub-região as diferenças também são substânciais. O Alentejo apresenta uma densidade populacional muito baixa, sendo das regiões menos povoadas do país, no qual a densidade média é de 108,3 habitantes. Desde 1981 que a população diminui em todas as sub-regiões do Alentejo. Nesse ano o concelho registava um efectivo populacional de 4281 indivíduos (censos de 1981), tendo perdido num período de 10 anos 522 indivíduos (3759 nos censos de 1991). Actualmente o concelho tem 3464 residentes(resultados preliminares dos censos de 2001) o que significa uma perda de 295 indivíduos. Desde 1981, perdeu 19 % da população. No que respeita à evolução da população do concelho podemos distinguir dois períodos. Um primeiro período, entre 1864 e 1950, no qual a população registou sucessivos aumentos, tendo atingido na década de 50, 8097 habitantes. Um segundo período de decréscimo desde a década de 50 até aos nossos dias. Mas foi nos anos 60 que a população de Monforte sofreu a maior descida, 2390 habitantes. Quanto à distribuição espacial da população importa assinalar uma tendência para a concentração populacional nos centros de maior dimensão, com a consequente desertificação e despovoamento dos aglomerados populacionais de pequena dimensão. Esta tendência verifica-se integralmente no Concelho de Monforte que detém uma densidade populacional (8,2 habitantes por Km2) muito inferior à média regional(20,2). A estrutura da população, ao nível regional e concelhio, caracteriza-se pelo duplo envelhecimento, poucos jovens e muitos idosos, o que tem contribuindo para o seu decréscimo gradual. As taxas de crescimento natural negativas acompanhadas pelo êxodo populacional da região em direcção a zonas mais desenvolvidas, provocam taxas de crescimento efectivo regressivas. O concelho apresenta-se bastante envelhecido reflexo de uma baixa taxa de natalidade 9% e elevada taxa de mortalidade de 18,1%. O peso da população com mais de 65 anos corresponde a 24,1% enquanto na região é de 19,3%, ao passo que o peso da população com menos de 25 anos é de 28,9% para os 30,9% regionais. O índice de envelhecimento em Monforte é de 180,4, segundo os dados de 1998, enquanto o regional é de 150,9 e o sub-regional de 164,8. Um indicador geral de desenvolvimento relevante é a taxa de analfabetismo, enquanto a regional é de 21,8%, distante dos 11% nacionais, a taxa do concelho é de 33,3% da população. A população com o ensino superior completo apenas detem 0,7% enquanto na região totaliza o 1,5%. Ao nível dos indicadores socio-económicos cabe-nos realçar o elevado peso da taxa de desemprego neste concelho, uma vez que é apontada como um dos factores de estrangulamento dos processos de desenvolvimento sócio-económico em zonas fragilizadas. Em 1997 a taxa de desemprego atingiu os 10,7%, semelhante aos valores regionais de 10,2%, no entanto a taxa de desemprego feminino é superior à média regional (23,7% para 18,8%). A maior parte da população empregada encontra-se no sector terciário (49%), seguindo-se o sector primário (30%), e por último o sector secundário (13%). O domínio do sector terciário justifica-se pela existência de entre outros, serviços camarários, que são um dos maiores empregadores do Concelho. A taxa de actividade é inferior à média regional em 4 pontos percentuais. As deslocações de população de uma região para além de evidenciarem os problemas existentes, vêm provocar desequilíbrios sociais que influenciam o normal desenvolvimento da área. Em Monforte temos um exemplo disso, como são pessoas em idade activa, maioritariamente, que abandonam o concelho, o peso relativo dos idosos na estrutura demográfica aumenta. Por outro lado a taxa de natalidade diminui, provocando uma diminuição futura do efectivo populacional. A população activa da região Alentejo e do concelho de Monforte continua a evidenciar uma estrutura qualitativa relativamente débil, com um baixo nível de habilitações escolar e profissional, bem distante dos níveis nacionais e padrões comunitários. Tal circunstância constitui um sério obstáculo para a implementação de qualquer estratégia que se esboce no âmbito do processo de desenvolvimento local e criação de empresas. Aliás, está analisado e demonstrado no presente estudo que é na deficiente potencialização dos recursos humanos que muitos entraves se colocam ao desenvolvimento regional e local, tanto mais que os quadros médios e superiores se deslocam e concentram nos grandes centros urbanos. É também certo que o baixo índice de instrução e de qualificação profissional da maioria dos recursos humanos do concelho constitui um dos factores que mais afecta a disponibilidade e a produtividade no trabalho. A região Alentejo, a sub-região do Alto Alentejo e o concelho de Monforte registam uma progressiva perda de população, a qual referenciamos porque em termos globais, tanto a base demográfica como os recursos humanos, constituem inegavelmente a principal limitação para a persecução de qualquer processo de desenvolvimento e, simultaneamente, para a adopção e realização de grande parte das acções a empreender na melhoria da qualidade de vida e bem-estar sócio-económico das populações envolvidas. Esta realidade foi condição para a apresentação da presente candidatura, pois implica que, por arraste, os vários sectores produtivos estejam condicionados à partida por uma série de limitações demográficas, nomeadamente quantitativos populacionais e estrutura etária da população. Em resumo podemos identificar como principais obstáculos ao desenvolvimento sustentado do concelho: - Envelhecimento populacional - Baixas qualificações escolares e profissionais dos recursos humanos - Precaridade do emprego e elevadas taxas de desemprego - Ausência de dinâmica empresarial - Ausência de uma política integrada para o turismo - Movimentos migratórios da população em idade activa, e especialmente dos jovens, devido á reduzida e pouco diversificada oferta de emprego Pretende-se com a implementação deste projecto de desenvolvimento local criar uma dinâmica global que responda aos problemas identificados. Tendo como objectivo primordial a dinamização do espírito empresarial, tendo em conta as características do concelho e as necessidades dos grupos-alvo. Os grupos alvo identificados foram as mulheres, jovens, minorias etnicas e deficientes. As mulheres, que segundo o diagnóstico elaborado, encontram como entreves à inserção profissional não só a fraca oferta de emprego no concelho, mas também a baixa escolaridade aliada à ausência de formação profissional. Muitas vezes a escassa oferta de trabalho que existe no concelho está inserida nas actividades tradicionalmente masculinas, como sejam a construção civil e a indústria extractiva (granitos róseos). Quanto à situação das mulheres no Concelho podemos referir que esta é agravada pela existência de "círculos de pobreza instalada", no meio rural. Estes círculos são, segundo Capucha, "situações de pobreza duradoura, localizadas territorialmente e que tentem a reproduzir-se geracionalmente". Segundo o mesmo autor estas situações tanto se verificam nas zonas urbanas como "nas zonas rurais empobrecidas e de agricultura tradicional do interior do país, onde a população envelhecida e fortemente feminizada vive em situações de subsistência". Outro grupo identificado são individuos pertencentes a minorias étnicas (etnia cigana), constituído por um grupo de cerca de 150 elementos, que representa 4,3% da população total do concelho. Quanto às dificuldades de acesso ao mercado de trabalho neste grupo estão directamente relacionadas com os baixos níveis de escolarização, ausência de experiência profissional ou inserção em actividades laborais precárias Para este grupo é fundamental a sua integração num programa específico de apoio, como o "Ninho de Talentos", que permita o acompanhamento na criação de auto- emprego destes indivíduos, como instrumento de inserção profissional. Uma das principais lacunas do concelho é a capacidade de atrair os jovens em idade activa, este projecto pretende desenvolver estruturas que tornem aliciante a sua fixação, percebendo as expectativas que têm do futuro. Outro grupo idenficado, pelo Centro de Recuperação de Menores do Assumar, foram os deficientes com os quais se pretende desenvolver acções de formação e actividades pré-profissionalizantes que contribuam para a sua inserção profissional. No geral serão criadas as condições, para através de um trabalho de parceria, criar uma dinâmica empresarial e promover o desenvolvimento do concelho.

dot Top


Objective

Text available in

OBJECTIVOS GERAIS: 1) Promover o desenvolvimento sustentado, através da dinamização da comunidade local, tendo em conta a articulação dos recursos endógenos na sua diversidade; 2) Dinamizar os agentes locais (a nível cultural, social e económico), numa perspectiva de trabalho em rede, para aconsolidação e definição de estratégias de inserção sócio-profissional. 3) Promover mecanismos de identificação, estudo e sensibilização por forma a apoiar a inserção sócio-profissional dos públicos-alvo. 4) Desenvolver uma dinâmica de entusiasmo e partilha de propósitos assente em compromissos entre os agentes sócio-económicos locais. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: A) Apoiar e dinamizar a estrutura de apoio/acompanhamento para os actuais empresários e para os potenciais empreendedores do concelho. B) Apoiar e dinamizar a Zona Industrial e o Ninho de Empresas de Monforte. C) Actualização e divulgação de um documento que ofereça informação clara e precisa sobre o potencial do concelho, os apoios financeiros e legislação em vigor por forma a contribuir para a renovação e dinamização auto-sustentada do tecido económico;o D) Promover, através da formação e monitorização, o desenvolvimento das competências dos empresários, potenciais empreendedores e agentes sócio-económicos, visando habilitá-los para o desenvolvimento das suas actividades. E) Fomentar o auto-emprego nos públicos-alvo, com base na sensibilização, formação e monitorização dos mesmos; F) Estruturar e implementar um Programa Integrado de Turismo que envolva e dinamize os agentes locais , contribuindo para o desenvolvimento sustentado do Concelho;

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics