IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Coimbra, Cidade de Todos ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Município de Coimbra
Other national partners : ASSOCIAÇÃO SOCIAL RECREATIVA CULTURAL CIGANA DE COIMBRA
Associação Comercial e Industrial de Coimbra
Associação Fernão Mendes Pinto
Direcção Regional de Educação do Centro
ESTABELECIMENTO PRISIONAL COIMBRA
Instituto da Segurança Social, IP - Centro Distrital de Solidariedade e Seguranç
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
Núcleo Regional do Centro da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral
Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra
EQUAL theme :Employability - Combating racism 
Type of DP :Geographical - Other - CENTRO (P) 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-003 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :14-09-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- The diagnosis phase has listened to all persons involved in the process of social and professional insertion: not only the Romany population, but also the technicians and the institution that have worked with them, frequently put apart on this process. The proximity with the population, that the “Parque de Nómadas” has made possible, also enabled a more complete knowledge of each person. Social and Professional profiles of the population – these were draw as a way to guide the choice and activities organization to introduce in Action 2, being in this way able to know the specific needs of this population. Gender Questionnaire – made possible to understand the different social roles played by men and women of the Romany population and in what way those roles interfere in the social and Professional insertion of those persons. Discussion Group with Technicians – it showed the main social representations and constraints of the technicians towards the Romany population, as well as the personal and professional competencies that it was considered fundamental to work with this population. Discussion Group with Leaders – it showed the main social representations and constraints of the leaders/services/institution towards the Romany population, as well as the changes that are needed to operate in those services to improve the insertion process of this population. Workshop with Romany Population – were identified and were worked the main social representations of the Romany population towards their insertion process, as well as towards the technicians and institutions that work with them. The information obtained on these 5 moments will facilitate the work to be made upon the Romany population start Skills Balance, to take in within Action 2, as well as the one of the technicians and leaders/services/institutions that works with them. , - The work done with this population is still being difficult by: -Accentuated depreciation of equal opportunities between men and women – secondary role attributed to women; -Ethnic and social Marginalization - weak access to the services and low levels of social and politic participation; -Low levels or absence of professional abilities face to the necessities of the actual labour market; -(Very) long term unemployment; -Deficit of personal, parental and social abilities with the consequent isolation caused by difficulties in personal and social relations; -Early school drop out, low level of studies, and depreciation of education as a social insertion factor; -Generational poverty, beggary and misadjusted behaviours as a strategy of survival and easy access to the consumption society; -Diminished investment by the technicians in training contents that give value to tolerance and social and cultural diversity; -The services and institutions are not well adjusted to the social and cultural diversification of the publics with whom they work, namely the Romany population.

dot Top


Objective

Text available in

The Project emerges from the necessity of structuring integrated programmes aiming the social and professional insertion of the Romany people which lives in the city of Coimbra. Although there has been an evolution registered among the different insertion and prof. training programmes, this population has a great difficulty in accessing those programmes, either by the lack of adequacy of the existing responses to their real needs, either by the social inadaptation and withdraw that affects it, being is stake their access to the main goods and services. Having in mind these necessities, the Municipality of Coimbra begun the housing project of 11 families, through the construction of the “Parque de Nómadas” (Nomads’ Park) and infrastructure which, besides having 11 houses with different areas, congregates a multifunctional centre, which gives daily support to the families. Through this Centre, was put in practice a multidimensional intervention plan, with a multidisciplinary team of technicians which daily integrates the social relations of these families.The “Parque de Nómadas” has in this way an huge potential of experimenting intervention methodologies, involvement of different organizations (private and public), in the definition of social intervention strategies, that enable with effectiveness the social inclusion of this population.Although it has this added value, the levels of employment of those persons still remain defective, being urgent to find alternative strategies to their professional integration. It is also important to remind the challenges of the Lisbon Strategy and the latest rectifications to the UE Treaty and other UE Directives that aim the necessity of the States to assume a more active attitude in creating conditions to reduce the ethnic or racial based discrimination in Europe.Those measures must go beyond the legal questions and effectively create insertion answers which enable to all residents to increase their levels of participation, heading for a true citizenship. Having also in mind that the institutions and also the different professionals/technicians need to improve the insertion answers and intervention methodologies, namely in the following aspects: Preparing the professionals implied on the accompanying processes, through the conception and experimentation of training solutions centred in the apprenticeship of personal and professional activation strategies, in their culture and gender equality promotion; Conception and experimentation of professional training contents and strategies which enable to validate and certify competencies (scholar, personal, social and professional) of the Romany people involved, with special attention to the members of that population who are detained in prison; Idealize and accomplish information strategies which enable the promotion of the Romany people’s culture and the involvement of local enterprises, facilitating the social and professional integration of this population.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training ***
Training on work place **
Work placement **
Job rotation and job sharing *
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) **
Employment creation and support *
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification ***
Anticipation of technical changes **
Work organisation, improvement of access to work places **
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features **

Type of innovation Rating
Process-oriented ****
Goal-oriented ****
Context oriented ****

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  7.0%  3.6% 
Employed  52.7%  32.8% 
Others (without status, social beneficiaries...)  2.3%  1.6% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  9.4%  5.1% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  52.7%  32.8% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  62.1%  37.9% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.9% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.9%  1.4% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  61.3%  35.5% 
  100.0% 
 
< 25 year  15.6%  9.5% 
25 - 50 year  43.4%  26.1% 
> 50 year  3.1%  2.3% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship *
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.4%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
3626 Education and Employment of Roma People CZ 34
SI 4
3670 EXCHANGE FR BNR-2004-41547

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


Networking

 Interest in networking

Text available in

Os potenciais utilizadores ou incorporadores do Modelo Integrado de Actuação com a População Cigana são Autarquias, IPSS’s, ONG’s, Estruturas Representativas da População Cigana, Redes Sociais e Redes de Parceria. De acordo com indicação de pares e peritos externos em sede de Validação Final, foi realizado um momento de discussão com incorporadores onde estiveram presentes representantes de IPSS’s, ONG’s, Autarquias que, tendo tido acesso prévio ao Modelo Integrado - sendo que algumas destas entidades conheciam ou tinham mesmo visitado o Centro de Estágio Habitacional anteriormente – foram convidados a discutir o produto e a introduzir melhorias de maneira a este ir ao encontro das suas necessidades. Deste modo, consideraram que o Produto é um instrumento útil para o trabalho com a população cigana que deve ser dado a conhecer nacionalmente pois mostra o trabalho de diversos serviços/entidades/técnicos(as) em várias áreas como a educação, formação profissional, emprego, saúde, apoio social, entre outras – e os ganhos resultantes da aplicação de uma intervenção integrada. Consideraram ainda que o Modelo Integrado é útil, está bem estruturado e é de fácil leitura e compreensão facilitando a aplicação, por parte dos utilizadores, das práticas descritas. Assim, apesar deste produto vir a conter uma primeira parte onde estão evidenciados os princípios estratégicos da prática e as suas diversas etapas metodológicas, este deve, na opinião dos incorporadores, manter a dimensão descritiva ao nível da apresentação do contexto real de experimentação em Coimbra. Deve ser referido que a maioria das entidades presentes neste momento de discussão demonstrou interesse em apropriar a prática, ou parte da prática associada ao Modelo, por esta oferecer um conjunto de soluções inovadoras ao nível de projectos de intervenção junto da população cigana, normalmente em situações de graves carências habitacionais, sociais e profissionais - o que constitui um excelente indicador ao nível do interesse e utilidade de eventuais incorporadores na Acção 3 do Projecto. Uma das entidades participantes neste momento de discussão, a Sol Eiras, já se encontra a aplicar a dimensão do modelo dirigida aos técnicos(as) de inserção e inter/multiculturalidade, e o Município de Ovar, também presente, demonstrou o interesse imediato de começar a implementar o Modelo junto da população cigana local.

 Events

Text available in

Os potenciais utilizadores ou incorporadores do Modelo Integrado de Actuação com a População Cigana são Autarquias, IPSS’s, ONG’s, Estruturas Representativas da População Cigana, Redes Sociais e Redes de Parceria. De acordo com indicação de pares e peritos externos em sede de Validação Final, foi realizado um momento de discussão com incorporadores onde estiveram presentes representantes de IPSS’s, ONG’s, Autarquias que, tendo tido acesso prévio ao Modelo Integrado - sendo que algumas destas entidades conheciam ou tinham mesmo visitado o Centro de Estágio Habitacional anteriormente – foram convidados a discutir o produto e a introduzir melhorias de maneira a este ir ao encontro das suas necessidades. Deste modo, consideraram que o Produto é um instrumento útil para o trabalho com a população cigana que deve ser dado a conhecer nacionalmente pois mostra o trabalho de diversos serviços/entidades/técnicos(as) em várias áreas como a educação, formação profissional, emprego, saúde, apoio social, entre outras – e os ganhos resultantes da aplicação de uma intervenção integrada. Consideraram ainda que o Modelo Integrado é útil, está bem estruturado e é de fácil leitura e compreensão facilitando a aplicação, por parte dos utilizadores, das práticas descritas. Assim, apesar deste produto vir a conter uma primeira parte onde estão evidenciados os princípios estratégicos da prática e as suas diversas etapas metodológicas, este deve, na opinião dos incorporadores, manter a dimensão descritiva ao nível da apresentação do contexto real de experimentação em Coimbra. Deve ser referido que a maioria das entidades presentes neste momento de discussão demonstrou interesse em apropriar a prática, ou parte da prática associada ao Modelo, por esta oferecer um conjunto de soluções inovadoras ao nível de projectos de intervenção junto da população cigana, normalmente em situações de graves carências habitacionais, sociais e profissionais - o que constitui um excelente indicador ao nível do interesse e utilidade de eventuais incorporadores na Acção 3 do Projecto. Uma das entidades participantes neste momento de discussão, a Sol Eiras, já se encontra a aplicar a dimensão do modelo dirigida aos técnicos(as) de inserção e inter/multiculturalidade, e o Município de Ovar, também presente, demonstrou o interesse imediato de começar a implementar o Modelo junto da população cigana local.

 Products

N.C.

Last update: 14-09-2005 dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Município de Coimbra Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
ASSOCIAÇÃO SOCIAL RECREATIVA CULTURAL CIGANA DE COIMBRA
Associação Comercial e Industrial de Coimbra
Associação Fernão Mendes Pinto
Direcção Regional de Educação do Centro
ESTABELECIMENTO PRISIONAL COIMBRA
Instituto da Segurança Social, IP - Centro Distrital de Solidariedade e Seguranç
Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.
Núcleo Regional do Centro da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral
Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: Para garantir a participação efectiva e equilibrada das diferentes entidades parceiras serão realizadas 24 reuniões da PD nacional. Estas reuniões terão por objectivo a planificação, partilha e avaliação da execução técnica e financeira do projecto. Cada entidade parceira, rotativamente, terá à sua responsabilidade a organização e logística de uma reunião, o que também permitirá aos diferentes parceiros conhecer melhor os recursos que aquela instituição dispõe para o projecto. Como suporte ao funcionamento da PD, propõe-se recorrer à estratégia “Critical Friend”, processo habitualmente utilizado para a tarefa de acompanhamento de execução de projectos. Este modelo deve funcionar numa base regular, uma vez por mês (antecedendo cada reunião). Assim, cada parceiro fica responsável por avaliar outro parceiro e assim sucessivamente, cabendo ao interlocutor, assegurar o funcionamento do processo e produzir as respectivas sínteses para cada reunião. Serão seleccionadas cinco questões básicas que cada parceiro deve colocar ao outro: O que é que a instituição fez? O que é que a instituição não fez? Que sucessos foram alcançados? Que dificuldades foram encontradas? Que tipo de Recursos estiveram implicados? 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): Assumimos este novo momento do projecto Coimbra, Cidade de Todos como fundado em princípios de transparência, participação, co-responsabilidade, negociação, partilha e comunicação. Esperamos que estes princípios sejam assumidos, pela parceria que se está agora a constituir, ao longo dos próximos dois anos de trabalho, no sentido de potenciar a intervenção que procuramos implementar. A PD (Parceria de Desenvolvimento) terá como incumbência estruturar o programa de trabalhos e calendário, o percurso e processos de implementação do projecto, e analisar, ao longo do projecto, os resultados e o percurso tomado, de forma a tornar mais eficaz as intervenções. Reflexo da diversidade de domínios de influência do projecto, a parceria que se reúne em torno do projecto é ampla e muito diversificada (quer em termos de natureza e estratégias, quer em termos do perfil institucional). Esta diversidade permite uma leitura do projecto como espaço de confluência de perspectivas e saberes que envolve para além dos parceiros, actores, públicos e privados, enquanto parceiros informais. Uma diversidade que permite também antecipar espaços de confronto e desafio. O espaço de participação no projecto é por definição aberto e permeável, envolvendo organizações diversas em graus díspares de envolvimento e comprometimento. Compreendemos, neste quadro, a organização desta parceria como um modelo de participação dinâmica e flexível, capaz de articular o grupo central da parceria à mobilização de novos actores. Numa lógica de co-responsabilidade e partilha foram definidas, ao longo do processo de construção da Acção 2, responsabilidades técnicas claras para cada um dos parceiros. Como entidade interlocutora, as responsabilidades de gestão financeira do projecto encontram-se centralizadas na Câmara Municipal de Coimbra, reflexo em parte da diversidade e das diferenças de dimensão das instituições da PD, e do seu envolvimento na construção da grande generalidade das actividades. Da mesma forma, participará transversalmente e em muitos momentos, complementarmente, no processo de desenvolvimento de todas as actividades e metodologias. As entidades/serviços envolvidos numa determinada actividade devem estabelecer uma forma de articulação conjunta que facilite a planificação e desenvolvimento dessa mesma actividade, através de encontros bilaterais, ou da criação de espaços colectivos. As entidades parceiras deverão apresentar atempadamente as facturas e/ou outros documentos justificativos de despesa por forma a não comprometerem o envio da DMD (Declaração Mensal de Despesa) ao Gabinete de Gestão do EQUAL até á data estipulada (dia 10 do mês seguinte). Ao longo do projecto existirão momentos de monitorização da dinâmica e dos processos que estruturam o projecto, que apoiarão o desenvolvimento do projecto, bem como a reflexão e avaliação sobre o percurso do projecto. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): As reuniões de avaliação mensais realizadas pela PD irão, regularmente, rever/analisar o programa de trabalho alterando-o, à luz da experiência, sempre que necessário ou requerido. Essas alterações, bem como as actas das reuniões e outros documentos acerca do projecto serão facultadas, pela entidade interlocutora, a todos os parceiros através do grupo de endereços electrónicos/ mensageiro "Coimbra, Cidade de Todos". A Constituição do mensageiro "Coimbra, Cidade de Todos" pretende que, utilizando as TIC, os parceiros recebam todos e ao mesmo tempo a informação emitida por qualquer parceiro. 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


Município de Coimbra

(CMC)
Praça 8 de Maio
-
P-3000-300-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239822078
Fax:239822875
Email:formacao@cm-coimbra.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:28-04-2004 /

Text available in

A Câmara Municipal de Coimbra e os seus serviços prosseguem, fins de interesse público e Municipal, tendo como objectivo principal das suas actividades a melhoria das condições gerais de vida de trabalho e de lazer dos habitantes do Concelho. O Projecto proposto ficará enquadrado no departamento de habitação, que tem como competências o estudo, preparação, execução e avaliação das políticas municipais. No âmbito deste departamento será envolvida a Divisão de Gestão Social, que tem como principais finalidades proceder ao levantamento das carências habitacionais do Concelho, promover o realojamento das famílias carênciadas propondo e executando as medidas que visem a humanização e o bem estar social através da definição e aplicação de critérios gerais que atendam ao rendimento familiar e à concreta necessidade, face à situação social dos agregados e respeitem o principio da igualdade de oportunidades. Neste sentido, a Câmara Municipal de Coimbra, procedeu ao realojamento de onze agregados familiares de etnia Cigana. Todavia a entrega de uma habitação não resolve por si, os problemas de relativos à exclusão social, pobreza ou atitudes de xenofobia. Neste o desenvolvimento de um projecto na âmbito da iniciativa EQUAL, será uma oportunidade, para esta Entidade aperfeiçoar metodologias de intervenção social, tendo em vista a integração social, económica, cultural e política, de populações desfavorecidas enquadradas em minorias étnicas.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Rosa Maria Almeida Santos Rosa +351239852550 rosa@cm-coimbra.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


ASSOCIAÇÃO SOCIAL RECREATIVA CULTURAL CIGANA DE COIMBRA

(ASRCCC)
BAIRRO DA ROSA, LOTE 16, SUBCAVE
-
P-3020-008-COIMBRA Coimbra
-

Tel:+351917544948
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:08-10-2007 /

Text available in

A ASRCCC é uma associação que tenta apoiar e representar as comunidades ciganas de várias localidades da região de Coimbra, essencialmente nas áreas social e cultural em actividades como: - Interlocutora entre as comunidades ciganas e as entidades oficiais - Apoio individualizado às famílias das comunidades ciganas na resolução de problemas supervenientes da sua relação com o estado enquanto cidadãos - Integração de parcerias em acções com objectivo de integração e valorização das comunidades ciganas - Desenvolvimento regular actividades culturais de educação não formal com população juvenil e adulta - Fomento de convívios formais e informais de natureza recreativa entre adultos ciganos e não ciganos



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Cristina Rodrigues Cristina +351916882639 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Associação Comercial e Industrial de Coimbra

(ACIC)
Av. Sá da Bandeira, 90
-
P-3000-350-COIMBRA Coimbra
-

Tel:+351239852480
Fax:239852499
Email:acic@acic.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:02-10-2007 /

Text available in

Promover, contribuir para o desenvolvimento económico, técnico e social da Região



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Manuel José Flores Ferreira dos Ramos Manuel +351239852480 ferreira.ramos@acic.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Associação Fernão Mendes Pinto

(AFMP)
Rua Dr. José Galvão, 211
-
P-3140-853-MONTEMOR-O-VELHO Montemor-o-Velho
-

Tel:+351239687170
Fax:239687175
Email:geral@afmp.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:03-10-2007 /

Text available in

A AFMP é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, constituída em 1977, sediada em Montemor-o-Velho e cujo “objectivo principal é a concessão de bens e a prestação de serviços de segurança e solidariedade social, podendo ainda desenvolver outras actividades culturais, recreativas, educativas, de defesa do ambiente e de formação profissional”. Defende a promoção da participação das populações, a todos os níveis, no sentido da igualdade de oportunidades, no acesso à educação, cultura, trabalho, formação, participação social e política. Desde 1984 que, acolhe utentes e solicitações dos concelhos limítrofes, estabelecendo valências nos concelhos de Coimbra e Figueira da Foz, através de parcerias com outras organizações congéneres, nacionais e transnacionais. Em 1999, é reconhecida como Organização Não Governamental para a Cooperação, desenvolvendo projectos com os PALOP. Desde 1993 que desenvolve projectos de âmbito do Quadro Comunitário (Iniciativa Now, Emprego, Leonardo, Juventude, Leader, Integrar, POEFDS, entre outros). É uma instituição acreditada pelo IQF para formação em diferentes domínios de intervenção, tendo um Centro de Recursos em Conhecimento na temática do Desenvolvimento Pessoal e Social e recentemente viu aprovado o Centro de Novas Oportunidades para Certificação Escolar (até 12º ano) e certificação profissional.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Marta Santos Marta +351239687170 marta.santos@afmp.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Direcção Regional de Educação do Centro

(DREC)
Rua General Humberto Delgado, nº 319
-
P-3030-327-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239798800
Fax:239402977
Email:form.continua@drec.min-edu.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:02-01-2007 /

Text available in

Proporcionar a obtenção de diferentes graus de ensino e de diferentes tipos de formção académica e profissional a diferentes públicos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Lurdes Cavaco Lurdes +351239798800 (Unknown) Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


ESTABELECIMENTO PRISIONAL COIMBRA

(EPC)
Rua Infantaria 23
-
P-3000-219-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239793800
Fax:
Email:EPCoimbra@dgsp.mj.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:23-03-2005 /

Text available in

Assegurar a execução das penas e medidas privativas da liberdade, garantindo a segurança e intervenção penitenciária adequada.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
José Lemos da Silva José +351239793800 EPCoimbra@dgsp.mj.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Instituto da Segurança Social, IP - Centro Distrital de Solidariedade e Seguranç

(ISS,IP - CDSS COIMBRA)
Rua Rosa Araújo, nº 43
-
P-1250-194-LISBOA Lisboa

Tel:+351213507291
Fax:213507290
Email:cristina.g.rodrigues@seg-social.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:22-03-2005 /

Text available in

Assegurar o cumprimento dos objectivos da segurança social – de forma equilibrada e operacionalmente eficaz – nos domínios da gestão das contribuições e prestações sociais e do exercício da acção social, visando garantir o direito de acesso a todos os cidadãos. Garantir a Protecção e Integração Social dos Cidadãos. Áreas de Intervenção: •Gere as prestações do Sistema de Segurança Social e os seus Subsistemas de Protecção Social de Cidadania, de Protecção à Família e de Previdência; •Garante a realização dos direitos e promove o cumprimento das obrigações dos beneficiários do Sistema de Segurança Social e, ainda, dos contribuintes que não sejam atribuição de outra instituição; •Desenvolve a cooperação com as Instituições Particulares de Solidariedade Social e exerce a sua tutela; •Exerce, em articulação com a Inspecção-Geral do MSSFC, a acção fiscalizadora do cumprimento dos direitos e obrigações dos Beneficiários e das Instituições Particulares de Solidariedade Social e outras entidades privadas que exerçam actividades de apoio social; •Promove o licenciamento dos serviços e estabelecimentos de apoio social; •Promove a divulgação da informação e as acções adequadas ao exercício do direito de informação e de reclamação dos interessados, bem como a dignificação da imagem do Sistema de Segurança Social; •Aplica coimas às contra-ordenações relativas aos estabelecimentos de apoio social e a beneficiários e contribuintes; •Assegura, no seu âmbito de actuação, o cumprimento das obrigações decorrentes dos instrumentos internacionais em matéria de Segurança Social; •Assegura as relações externas em matéria das suas atribuições, designadamente no âmbito da União Europeia, em articulação com o Departamento de Assuntos Europeus e Relações Internacionais e o Departamento da Cooperação, sem prejuízo das atribuições do Departamento de Acordos Internacionais da Segurança Social.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Irene Santa Rodrigues Ferreira Maria +351239410700 M.Irene.Ferreira@seg-social.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P.

(IEFP, IP)
Av. José Malhoa, nº 11
-
P-1099-018-LISBOA Lisboa

Tel:+351218614100
Fax:217227013
Email:iefp.info@iefp.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employment services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-03-2005 /

Text available in

O Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) criado em 1979 é um organismo público, sob a tutela do Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho, ao qual compete a execução das políticas de emprego e formação profissional definidas e aprovadas pelo governo. Tem como atribuições: Promover o conhecimento tão amplo quanto possível e a divulgação dos problemas de emprego em ordem a contribuir para a definição e adopção de uma política global de emprego, que consubstancie um programa nacional de melhoria progressiva da situação do emprego, através de uma utilização dos recursos produtivos integrada no crescimento e desenvolvimento sócioeconómico; Promover a organização do mercado de emprego como parte essencial dos programas de actividade, tendo em vista a procura do pleno emprego, livremente escolhido de acordo com as preferências e qualificações, enquanto factor de valorização cultural e técnico-profissional dos recursos humanos do país; promover a informação, orientação de formação e reabilitação profissional e colocação de trabalhadores, com especial incidência nos jovens saídos do sistema de ensino e outros grupos sociais mais desfavorecidos, a análise de posto sde trabalho, bem como a mobilidade geográfica e profissional da mão-de-obra, promover a melhoria da produtividade na generalidade das empresas mediante a realização, por si ou em colaboração com outras entidades nacionais ou estrangeiras, das acções de formação profissional nas suas várias modalidades, que se revelem em cada momento as mais adequadas à prossecução daquele objectivo; Apoiar iniciativas que conduzam à criação de novos postos de trabalho em unidades produtivas já existentes ou a criar, bem como à sua manutenção nos domínios técnico e financeiro; Participar na coordenação das actividades de cooperação técnica desenvolvidas com organizações nacionais e internacionais e países estrangeiros nos domínios do emprego, formação e reabilitação profissionais; Em geral colaborar na concepção, elaboração, definição e avaliação da política global de emprego de que é o orgão executor.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Isabel Azevedo Mendes Isabel +351239860850 Isabel.mendes.drc@iefp.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Núcleo Regional do Centro da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral

(NRC-APPC)
Rua Garcia de Orta - Vale das Flores
-
P-3030-188-COIMBRA Coimbra
-

Tel:+351239792120
Fax:239792129
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:02-10-2007 /

Text available in

O Núcleo Regional do Centro da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral – Interlocutor da Parceria de Desenvolvimento, é uma IPSS (30 anos), possui autonomia administrativa e financeira a operar enquanto organização nas áreas da Reabilitação, Educação e Pedagogia, Saúde, Formação Profissional, Integração Sócio-Profissional em contexto real de trabalho (50 empresas/ano), Música, Desporto, Residências e Centros Ocupacionais, entre outras. A sua estratégia de trabalho caracteriza-se pela abertura e diálogo constante com outras organizações a operar na sociedade (empresas, entidades públicas e oficiais, escolas, universidades, unidades de investigação, etc.), com resultados reconhecidos a nível nacional e internacional. Coordenador/Organizador de projectos europeus e eventos desportivos a nível mundial (BOCCIA), participa desde 1980 nos paralímpicos. O NRC – APPC está filiado em associações, confederações e redes com reconhecimento de trabalho nas áreas da discriminação social e handicap-SCOPE; CP, ISRA, ICPS e IAPA. Nacional – Formem, Instituto Cientifico de Paralisia Cerebral, União das IPSS e Rede Social e Inserção. A sua missão refere a integração dos seus públicos na sociedade por via do “empowerment”. Recentemente, pela assinatura de um protocolo foi iniciado o processo de criação de um Centro de Novas Oportunidades certificado que permitirá aumentar o nível de escolarização e, consequentemente, possibilitar o acesso ao emprego a grupos tendencialmente desfavorecidos na obtenção de formação escolar até ao secundário. O NRC – APPC tem um Centro de Recursos Local , a funcionar na Quinta da Conraria, credenciado pelo IEFP.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Mário Veríssimo Mário +351239792120 mario.verissimo@nrcappc.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra

(SASUC)
Rua Guilherme Moreira, nº 12
-
P-3000-210-COIMBRA Coimbra

Tel:+351239855950
Fax:239855956
Email:sasucinf@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Social services
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO MONDEGO
Date of joining / leaving:23-03-2005 /

Text available in

Acção Social Escolar destinada aos Estudantes da Universidade de Coimbra designadamente nas vertentes: Alimentação; Alojamento; Apoio a actividades culturais e desportivas; Bolsas de Estudo/ Empréstimos; Serviços Médicos; Apoio à Infância; Aconselhamento Psicopedagógico



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
António Luzio Vaz António +351239827644 gabadmin@sas.uc.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

COIMBRA, CIDADE DE TODOS

Rationale

Text available in

- O diagnóstico auscultou todos os actores envolvidos no processo de inserção socioprofissional: não só a população cigana, mas também técnicos e instituições que com ela trabalham, frequentemente arredados deste processo. A proximidade com a população, que o Parque de Nómadas proporcionou, tornou possível um conhecimento multifacetado dos indivíduos. -Perfis socioprofissionais da população – foram delineados como forma de orientar a escolha e organização de actividades a introduzir na Acção 2, permitindo constatar as necessidades específicas que desta população. -Questionário de Género – permitiu perceber os papéis sociais diferenciados de homens e mulheres ciganos e de que forma esses papéis condicionam a inserção socioprofissional destes indivíduos. -Grupo de Discussão com Técnicos – evidenciou as principais representações sociais e constrangimento dos técnicos relativamente à população cigana, assim como as competências pessoais e profissionais que eles consideram fundamentais no trabalho com esta população. -Grupo de Discussão com Dirigentes - evidenciou as principais representações sociais e constrangimento dos dirigentes/serviços/instituições relativamente à população cigana, assim como as mudanças que são necessárias operar nestes serviços para a melhoria do processo de inserção desta população. -Workshop com População Cigana – identificaram-se e trabalharam-se as principais representações sociais da população cigana relativamente ao seu processo de inserção, bem como aos técnicos e instituições que com eles trabalham. A informação obtida nestes 5 momentos constituirá a matéria-prima do Balanço de Competêncis de Partida a realizar na Acção 2 da população cigana, bem como dos técnicos e dirigentes/serviços/instituições que com ela trabalham. , - O trabalho com esta população continua a ser dificultado por: - Desvalorização acentuada da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres – secundarização do papel da mulher - Marginalização étnica e social – fraco acesso aos serviços e baixos níveis de participação social e política - Baixos níveis ou ausência de competências profissionais face às necessidades de mercado de trabalho actuais - Desemprego de muito longa duração - Défice de competências pessoais, parentais e sociais com o consequente isolamento por dificuldades no inter-relacionamento pessoal e social - Abandono precoce dos estudos , baixa escolaridade e desvalorização da educação enquanto factor de inserção. - Pobreza geracional, mendicidade e comportamentos desajustados como estratégia de sobrevivência e acesso fácil à sociedade de consumo - Investimento diminuto por parte dos técnicos ao nível de uma formação valorizante da tolerância e da diversidade sociocultural. - serviços/instituições pouco adequados aos públicos social e culturalmente diversificados com que trabalham, nomeadamente a população de etnia cigana

dot Top


Objective

Text available in

O Projecto surge da necessidade de estruturar percursos integrados de inserção social e profissional da população cigana residente na Cidade de Coimbra. Parte da constatação que apesar das últimas evoluções registadas no âmbito dos diferentes programas de inserção e formação, esta pop. dificilmente acede aos mesmos, quer pela inadequação das respostas às suas verdadeiras necessidades, quer pela situação de afastamento social a que habitualmente é dotada, pondo em causa o seu acesso aos principais bens e serviços. Tendo em atenção estas necessidades a Câmara, iniciou o projecto de realojamento de 11 agregados, construindo para o efeito o Parque de Nómadas, infra-estrutura que para além de 11 habitações com diferentes áreas, congrega um Centro multifuncional de apoio diário e multidisciplinar às famílias. Através deste Centro colocou-se em prática um plano de intervenção multidimensional, partindo de uma equipa multidisciplinar que diariamente se integra nas relações sociais destes agregados. O Parque de Nómadas surge assim com um enorme potencial de experimentação de metodologias de intervenção, de envolvimento das diferentes organizações (instituições publicas e privadas) na definição de estratégias de intervenção social que permitam efectivamente a inclusão social desta população. Apesar desta mais valia, os níveis de empregabilidade destes beneficiários continuam deficitários, sendo urgente encontrar estratégias alternativas para a integração profissional. Importa também relembrar os desafios colocados pela Estratégia de Lisboa e as ultimas rectificações do Tratado da União e directivas que visam a necessidade dos diferentes Estados assumirem uma atitude mais activa na criação de condições que permitam diminuir a discriminação com base em critérios étnicos ou raciais no espaço europeu, medidas estas que devem ir para além das questões legais e criar efectivamente respostas de inserção que permitam a todos os residentes aumentar os seus níveis de participação, rumo à verdadeira cidadania. Face à constatação de que os serviços, mas também os profissionais necessitam de aperfeiçoar as suas respostas e metodologias de intervenção neste domínio, o projecto pretende contribuir para a melhoria das respostas de inserção dirigidas a esta minoria, nomeadamente nos seguintes domínios: Preparação dos técnicos/as implicados nos processos de acompanhamento através da concepção e experimentação de soluções formativas centradas na aprendizagem de estratégias de activação pessoal e profissional, na cultura e na promoção da igualdade de género; Concepção e experimentação de conteúdos e estratégias formativas que permitam validar e certificar comp. escolares, pessoais, sociais e profissionais da pop. cigana, com especial atenção para a população detida; Idealização e execução de estratégias informativas que permitam promover a cultura cigana e envolver o tecido empresarial facilitando a integração social e prof. desta população.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics