IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Semear para (a)colher ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Instituto da Segurança Social, IP
Other national partners : Cruz Vermelha Portuguesa
MAPS- movimento de Apoio à Problemática da SIDA
Organização Internacional para as Migrações
EQUAL theme :Employability - Combating racism 
Type of DP :Geographical - Other - NORTE, LISBOA E VALE DO TEJO, ALGARVE 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-262 
Application phase :Project ended 
Selection date :27-12-2002 
Last update :28-10-2005 
Monitoring: 2002  2003  2004   

Rationale

Text available in

For doing the needs diagnostics the methodology was the action-investigation. We made 3 interviews guides for: institutions, immigrants and employers, in the 3 analises territorial areas (Amadora, Braga and Portimão). The different characterization was the basis of the option forthese 3 areas. More than the homogenisation of the real problems, in questions of experiment. More than the presentation of the phenomenon and in proposal and realization of transferable modelling actions. In general framing, Portugal has the same attraction than other European countries, for the immigration, in a structural way like the population grow old, and besides this, keeps the tradition as an immigration country, because the ones in working age goes to more enticing labour markets, so it makes that becomes necessary more workers from outside Two of the analysis units, are in two districts, in which the quantities of immigration/ethnical minorities we can saw more. Faro in 2000 had 27 113 legal immigrants, witch correspond 13% of legalized foreigners in the country. In Lisbon 14 154 registed individuals (more than a half the legalized foreigner residents, about 55%). In Braga 3 487, which correspond to 1, 37% of the total of the legalized immigrants. Amadora is the second biggest city referring to the population, in 1991 had 181 774 habitants and 73% of the populations less than 44 years old. About 30 000 immigrants, distributed in this way: 79% from Cape Vert, 9% from Angola, 3% from S. Tomé and Prince, 3% from Guinea, 1% from East Timor and Mozambique and 5% gypsies (Portuguese), as well as a raise of immigrants from Eastern Europe. The economical situation of Amadora becomes from the small industry and an improvement of the commerce and services as well as building construction (man), without contracts, and in illegal situations. Woman work mostly in house cleaning services, these ones equally with low payment, and precarity contracts The economical situation of Amadora becomes from the small industry and an improvement of the commerce and services as well as building construction (man), without contracts, and in illegal situations. Woman work mostly in house cleaning services, these ones equally with low payment, and precarity contracts Braga shows a population encreasement of 7,5%, between 1991 and 1997, had 151 870 habitants, with about 52,6% of the population active. It's a city with a low density referring to the population, and with a not very old population. About the economy, prevails the industrial activity, as well as the building construction, restaurants and commerce Portimão had in 1991, 38 833 habitants and the active population was about 18 234 persons which 17 270 working. The economical situation reveals a preponderance of the commerce and restaurants (76%). This activities such as the building constructions are related with the touristic vocation that Portimão. This activities are fundamental for the economy of the city, and once more we can saw that this activities are a way to immigrants workers, because they need low professional and education qualification and the payments are low. We know that in Portimão the Foreigners and Frontiers Services conceded (from January to March) about 9 000 permanence authorizations: 50% to Eastern Europe immigrants, Brazilians and Africans. The immigrants' diversity in the 3 territorial areas was known in the beginning of this project and the interviews give same characterization of the immigrants profile more specifics: In Amadora and Portimão the immigrants group more representative are from Africans countries and East Europe. In Braga, we have: gipsies, Brazilians, Romanians, Africans and people from East Europe. Portugal was an emigrant country, with a few traditions in immigration, now is hard to take the pressure of present immigration, principally in last years. The big difference between immigrants from East Europe (specially Ukrainians, Russians and Moldavians) and Africans immigrants it is the qualifications, the firsts have more education and professional qualifications than the seconds, but they do the same kind of work; if we talk about stay in Portugal the African immigrants show more interest; about language skills the East Europe immigrants have more facility in learn than the Africans; generally the employers prefer the immigrants from the East Europe. The point that they have in commun are the difficult social and economic integration. Problems of Social and Economic Integration Immigrants/ Ethnic Minorities Legalization process-Labour contract-Linguistic problems (Portuguese)-Lack of information about specifics laws- Low qualifications-Inexistent qualifications from people that came from African countries -Recognition the qualifications-Absorption of the workers in building construction-Habitation access-Education for their children (school integration)-Health access Institutions/Entities -Lack of sensibility in immigrants needs-Lack of information material in different languages-Lack of acknowledgement in laws-Human resources with specific needs to work with immigrants (formation)-Incapacity to give answers, specially for children until 3 years - Absence of a data base, with characterization indicators about immigrants that go to the services Employers -The immigrants from the East Europe are better accepted than immigrants from African countries by employers because their qualifications-The lack of Portuguese language is a barrier to work access-The discrimination and racism are more felt on the immigrants from African countries Partnerships There are same articulations between Institutions and services, but the circulation of the network information about this problematic, is not enough. Needs Felt Immigrants/ Ethnic Minorities -Legalization process more faster-Improvement of the conditions of employment (skills in portuguese language, professional formation, qualifications recognition)-Faster access to communication and information-Diffusion of in information in different languages-Equality access to labour market between man and woman, such as, immigrants and countries residents-Habitation/health services/education access improvement Institutions/Entities -Information and sensitisation of the workers in immigrants services about their needs-Specific formation to work with ethnic minorities/immigrants needs -Faster access to communication and information-Divulgation of information in different languages-Equality in treatment to services access- Acknowledgement about immigrants and ethnic minorities how they participate in resolutions of their own problems Employers -Information and sensitisation of the employers -More participation and involvement in promotion in better employment conditions-Divulgation of information in different languages- Equality access to labour market between man and woman, such as, immigrants and countries residents-Discrepancy reduction between employ offer and effective needs. Partnerships Needs of more investment in local or national partnership dynamization, for real network intervention, with faster communication process.

dot Top


Objective

Text available in

1. Improve the access and integration of the ethinic and cultural minorities in labour market; 2. Contribute to reduction of social exclusion and discrimination of immigrants 3. Promote active participation of immigrants in their change process; 4. Promote the access of communities resources to immigrants; 5. Improve and amplify the quality of reception and attendance to immigrants; 6. Promote the level of knowledge about socio-economics conditions of cultural and ethnic minorities. 7. Promote the valorisation of multiculturalism. 8. Contribute for the implementation of news cultures and practices of public and private institutions, with integration of the logic project in substitution of one logic sectorial 9. Promote the equality of opportunities between woman and man at level of professional and employment access.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling ***
Training **
Training on work place **
Work placement **
Job rotation and job sharing *
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff *
Improvement of employment services, Recruitment structures *
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Work organisation, improvement of access to work places *
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features ***

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

- Participação do grupo-alvo; - Realização do Atendimento/Orientação de forma integrada; - Inexistência de respostas de atendimento integrado (CIR) nas unidades de Portimão e Braga; - Inclusão do público-alvo na lógica do atendimento integrado; - Know-How da OIM;

dot Top


Budget Action 2

1 000 000 – 1 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  70.0%  30.0% 
Employed  0.0%  0.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  70.0%  30.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  0.0%  0.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  70.0%  30.0% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  70.0%  30.0% 
Without such specific discriminations  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  0.0% 
25 - 50 year  70.0%  30.0% 
> 50 year  0.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment ***
Other discriminations **
Low qualification **
Racial discrimination **
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
41 FACETS AT 2-01/58
DE EA-14884
DK 7
HU 3
IT IT-G-FRI-009
PT 2001-163
UKgb 50

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Two and more partners involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Instituto da Segurança Social, IP Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Cruz Vermelha Portuguesa
MAPS- movimento de Apoio à Problemática da SIDA
Organização Internacional para as Migrações

dot Top


Agreement Summary

Text available in

The PD functioning is based in share of information, in the complementarity of efforts and contributes, in the improvement of the values of each one the partners and the possibility of new partners integration, in the consensual, participated management and in the constant involvement of the target-group in decision processes. The partnership assembles monthly or when it's necessary to analyse and decide about specific and decurrent subjects of the project development. In partnership meetings it will be a member of each partner with autonomy to decide on behalf of the individuality that he represents. Women are part of the process of decision in consequence of the PD proper composition. Each partner will have a vote or when its necessary to decisions purposes. The technical and financial responsibilities of each partner derives from the estimated used for the application form that will be presented to the EQUAL Management and from the terms in which has been formulated. Those responsibilities can be revue in PD General Meetings, according to the Limits that are allowed by the EQUAL Regulations. Each partner is responsible toward the Solidarity and Social Security Institute (ISSS), for the received amounts to execute the actions that have been entrusted and for the presentation of financial reports on the ISSS established dates and format. It's an open PD, and the integration of new partners, is always possible, as long as that may improve the objectives, without damaging the PD budget, that has been agreed with the National Equal Management. The preferential vehicle of communication between partners, are the mensal meetings and the E-mail service. The Solidarity and Social Security Institute (ISSS), while interlocutor entity, may take decisions in the periods between the transnational meetings, as long as it has the agreement of all partners. Everything that may be produced in scope of partnership will be disseminated and used by the same, in use of the project.

Last update: 28-10-2005 dot Top


Instituto da Segurança Social, IP

(ISSS)
Rua Rosa Araújo, nº 43
-
P-1250-194-LISBOA Lisboa

Tel:+351213102000
Fax:213102092
Email:

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

O Instituto de Solidariedade e Segurança Social (ISSS) é uma pessoa colectiva de direito público dotada de autonomia administrativa, financeira e patrimonial, com a natureza de instituto público. O ISSS tem por objecto a gestão das prestações do sistema de solidariedade e segurança social, sem prejuízo das competências atribuídas a outras instituições de segurança social e aos serviços integrados na administração directa do Estado.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Dra. Maria Joaquina Madeira Dra. +351213912928 graciete.o.santos@seg-social.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Cruz Vermelha Portuguesa

(CVP)
Jardim 9 de Abril, 1 a 5
-
P-1249-083-LISBOA Lisboa

Tel:+351217822400
Fax:217822452
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

Instituição Humanitária Não Governamental de carácter voluntário, sem fins lucrativos que desenvolve a sua actividade em obediência aos princípios fundamentais da Cruz Vermelha. Tem como objectivo fundamental a difusão dos princípios da Cruz Vermelha e das Convenções de Genebra, designadamente na defesa da vida e da dignidade humana, desenvolvendo nomeadamente, entre outras, as seguintes actividades: - Promoção e participação em acções de solidariedade social; - Promoção e divulgação de programas de Apoio Social especialmente vocacionados para actividades de prevenção e assistência; - Fomento e participação em Programas e acções que sejam do maior interesse para a saúde pública; - Actividades de protecção de vida e da saúde e prevenção e reparo de danos causados por flagelos sociais, catástrofes, sinistros ou acontecimentos semelhantes; - Cooperação nacional e internacional.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Joaquina Guerra Lourenço da Silva Maria +351217822451 accao.social@cruzvermelha.org.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


MAPS- movimento de Apoio à Problemática da SIDA

(MAPS)
Av. Cidade Hayward, C1, D2- Caves Vale Carneiros
-
P-8000-073-FARO Faro

Tel:+351289807190
Fax:289807199
Email:maps@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALGARVE
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

O MAPS, foi constituído em Faro por escritura pública em 13/05/92. Esta Instituição é, uma pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos e prossegue objectivos de prestação de serviços à Comunidade, no âmbito das problemáticas e prevenção da Sida, Toxicodependência e outras questões relacionadas com a Sexualidade e Sem-Abrigo nas suas múltiplas vertentes. As suas finalidades traduzem-se: No apoio à Comunidade promovendo a informação e inserção psicossocial dos indivíduos afectados e famílias; Formação no âmbito da problemática da sida, toxicodep. e outros problemas relacionados com a sexual.; Promoção de reuniões, debates, outras actividades; Dinamização dos encarregados de educação, Inst. Públicas e Privadas e Comunidade em geral, no âmbito da Educação, Saúde através de acções de inform., sensibil. e formação; Promoção da ocupação de tempos livres com activ. lúdicas, culturais, educativas e desportivas; Apoio às famílias no seu contexto social, relacionamento com a Comunidade.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Anabela Abreu Martins Anabela +351289887190 faro@mapsida.org Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Organização Internacional para as Migrações

(OIM)
Praça dos Restauradores, 65 3º Dto
-
P-1250-188-LISBOA Lisboa

Tel:+351213242940
Fax:213223866
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A OIM sustenta o princípio de que a migração de forma ordenada e em condições humanas beneficia os migrantes e a sociedade. Na sua qualidade de Organismo Intergovernamental, a OIM trabalha com os seus associados da comunidade internacional para: ajudar a encarar os desafios que apresenta a migração a nível operativo; fomentar as questões migratórias; fomentar o desenvolvimento social e económico através das migrações; e trabalhar no respeito efectivo da dignidade humana e do bem estar dos migrantes.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Miguel Ruíz Rios Luís +351213242940 ruiziom@mail.telepac.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

SEMEAR PARA (A)COLHER

Rationale

Text available in

Para elaborar o diagnóstico de necessidades foi consensualizada, em reunião, pela PD a utilização de uma metodologia de pesquisa-acção participativa. Foram construídos 3 guiões distintos, de acordo com os interlocutores privilegiados que se pretendem envolver/participar no projecto: Instituições, Imigrantes e Empregadores, aplicados em cada unidade territorial de análise (Concelhos: Amadora, Braga e Portimão). A opção por estas 3 áreas fundamentava-se em características de diferenciação, mais do que de homogeneização da realidade problemática em questão; de experimentação, mais do que de representatividade dos fenómenos e na proposta e realização de acções modelares transferíveis. Em termos de enquadramento, Portugal possui os factores de atractividade que os outros países europeus possuem, para que a imigração se mantenha, nomeadamente de natureza estrutural como o envelhecimento da pop. e, além deste, mantém os traços tradicionais de País de emigração, pois os que estão em idade activa rumam para mercados de trabalho mais aliciantes, tornando ainda mais necessária a existência de trabalhadores do exterior. Em termos de caracterização geral, duas das unidades de análise, localizam-se em 2 dos Distritos do país, nos quais a expressão quantitativa da imigração mais se faz sentir: Faro (o SEF registava em 2000, 27113 imigrantes legais, correspondendo a cerca de 13% do contingente de estrangeiros legalizados, no País) e Lisboa (de acordo com a mesma fonte, 114154 indivíduos registados, perfazendo mais de metade do total de residentes estrangeiros legalizados, cerca de 55%). Em Braga a visibilidade destes grupos populacionais é menor 3 487, correspondendo a 1,7% do total de imigrantes legalizados). Em termos de densidade pop., a Amadora é o segundo maior concelho de Portugal. De acordo com os Cen/91 tinha 181 774 hab. e cerca de 73% da população tinha menos de 44 anos. Estimavam-se em cerca de 30 000 os hab. imigrantes e as minorias étnicas, distribuindo-se da seguinte forma: 79% de C. Verde, 9% de Angola, 3% de S. T. e Príncipe, 3% da G. Bissau, 1% de Timor e Moçambique e 5% da comunidade cigana (portugueses), assinalando-se ainda um rápido crescimento de imigrantes oriundos da Europa de Leste (neste caso, sem quantificação desagregada ao nível do Concelho). O enquadramento económico do Concelho da Amadora, efectua-se à custa de um incremento significativo do comércio e dos serviços a par com o sector da construção civil e pequena Industria. A maior parte da população activa que vive em bairros degradados, trabalha predominantemente na construção civil (no caso dos homens), muitas vezes em situações ilegais, de grande precaridade dos vínculos profissionais e das remunerações. No caso das mulheres trabalham, em grande maioria, como empregadas de limpezas, serviços, estes de igual modo caracterizados pelos baixos salários e pela precaridade dos seus vínculos contratuais. Braga evidenciou um crescimento populacional, de 7,5%, entre 91-97 e possuía 151 870 hab., com cerca de 52,6% da pop. em idade activa. Trata-se de um concelho com baixa densidade pop. e uma pop. apenas ligeiramente envelhecida. Em termos de enquadramento económico, trata-se de um concelho onde predominam as actividades ligadas à indústria, nas quais também se verifica maior oferta, a par com a construção civil, restauração e o comércio. Não dispomos de dados desagregados sobre as origens das minorias, como no caso da Amadora, mas é perceptível idêntica distribuição dos imigrantes pelo mesmo tipo de actividades já referidas. O concelho de Portimão tinha, de acordo com Cen/91, 38 833 hab. e a sua pop. activa era de cerca de 18234, das quais 17 270 empregadas Em termos de enquadramento económico, a estrutura sectorial do emprego revela uma taxa preponderante no sector terciário (76%), a grande distância do secundário (19%) e com um significado residual do primário (5%). Estas actividades e as da construção civil ligam-se à vocação turística de Portimão, áreas fundamentais para a dinamização da sua economia. Mais uma vez se observa que são as mesmas actividades que respondem à procura da mão-de-obra imigrante, onde se exigem baixas habilitações e qualificações profissionais e sepraticam baixos salários. Sabe-se ainda que no concelho de Portimão, o SEF concedeu (Jan/Mar) cerca de 9 000 autorizações de permanência: 50% a imigrantes de Leste, seguidos de brasileiros e PALOP's. Perfis dos Imigrantes: A diversidade de imigrantes nas unidades territoriais era um dado de partida e os demorados olhares dos interlocutores privilegiados confluíram para alguns dos traços: Amadora e Portimão, as referências essencialmente polarizadas em torno de dois grandes grupos: PALOP's e Leste. Em Braga, a centralidade do olhar é mais diversificada e traçam-se os perfis: etnia cigana, romenos, brasileiros, PALOP's e de Leste, no caso destes últimos destacam-se traços genéricos de caracterização idênticos aos referidos nas outras 2 unidades de análise. Fluxos que se diversificam num País de emigrantes, com pouca tradição imigratória e que por isso, aparece neste retrato, pouco preparado para a pressão sócio- demográfica que se vem sentindo, sobretudo nos últimos anos. As grandes diferenças entre os imigrantes de Leste (ucrânianos, russos e moldávos) e os PALOP's centram-se nas maiores qualificações escolares e profissionais, que os primeiros possuem em relação aos segundos, ainda que concorram no mesmo segmento de mercado de trabalho, segundo as ofertas disponíveis; nas tendências de fixação em Portugal, mais visíveis nos segundos, do que nos primeiros; nas dificuldades de domínio da língua portuguesa mais perceptíveis no primeiro grupo do que no segundo e, genericamente, nas preferências dos empregadores pelos oriundos de Leste em detrimento dos PALOP's, por alegadas razões de maior produtividade - argumento objectivamente indiciador de um Portugal menos brando nos costumes, em matéria de discriminação racial e de uma visão utilitarista da mão-de-obra estrangeira. Os traços que os unem são os das dificuldades de inserção sócio-ecnómicas que quotidianamente enfrentam. Problemas de Inserção Imigrantes Processo de Legalização/Obtenção dos contratos de trabalho/Domínio da língua portuguesa/Falta de informação sobre legislação específica/Nos grupos com baixas ou inexistentes qualificações escolares e profissionais são maiores as dificuldades de acesso ao emprego/Inexistência de qualificações profissionais dos PALOP's/No caso dos de Leste existência de diplomas sem obtenção das respectivas equivalências/Preocupação com a saturação dos postos de trabalho, a par com a recessão anunciada, de algumas das actividades que vêm absorvendo grande parte desta mão-de-obra - Construção civil/Acesso à habitação (mobilidade residencial em más condições de habitabilidade)§ Acesso à educação dos filhos (dificuldade de integração nas escolas)/Acesso aos serviços de saúde Instituições e Entidades Falta de sensibilidade face às necessidades dos imigrantes/Falta de material informativo noutras línguas/Deficiente circulação da informação legislativa e outra (entre serviços centrais/ locais)/Recursos humanos com necessidades específicas de formação/Incapacidade de respostas aos problemas que se colocam no âmbito do apoio à infância (Falta de equipamentos de apoio para crianças até aos 3 anos)/Ausência de bases de dados, com indicadores sobre a pop. Imigrante, que recorre aos serviços Empregadores Os imigrantes de Leste são melhor aceites pelos empregadores do que os PALOP's, por alegada capacidade de maior produtividade /Domínio da língua portuguesa/Manifestações de discriminação e racismo continuam a afectar mais os PALOP's/Acesso a emprego compatível com qualificações e expectativas (imigrantes de Leste) Parcerias Apesar de existirem algumas articulações entre instituições ainda não se verifica circulação de informação em rede das instituições e serviços que trabalham com estes grupos, suporte de um verdadeiro trabalho de intervenção em rede Necessidades Sentidas Imigrantes Celeridade na legalização/Melhoria das condições de empregabilidade/Criação de mecanismos céleres de equivalências, reconhecimento e validação de qualificações/Circuitos de informação rápidos e processos de comunicação acessíveis e activos/Materiais de informação (diversas línguas)/Equidade e igualdade de tratamento no acesso ao emprego (quer entre homens e mulheres, quer entre os imigrantes/ minorias e a comunidade de acolhimento)/Melhoria do acesso à habitação/Melhoria do acesso à educação/Melhoria dos acesso aos serviços de saúde Instituições e Entidades Informação e sensibilização dos técnicos em relação aos problemas e necessidades dos imigrantes /minorias /Necessidades específicas de formação/Circuitos de informação rápidos e processos de comunicação acessíveis e activos/Materiais de informação (diversas línguas)§ Equidade e igualdade de tratamento no acesso aos serviços/ Necessidade do aprofundamento do conhecimento sobre os imigrantes/ minorias, com implicação dos próprios na concepção de respostas mais eficazes Empregadores Informação e sensibilização dos empregadores/Maior participação e envolvimento na promoção da melhoria das condições de empregabilidade/Circuitos de informação rápidos e processos de comunicação acessíveis e activos/ Materiais de divulgação de (diversas línguas)/Equidade e igualdade de tratamento no acesso ao emprego (quer entre homens e mulheres, quer entre os imigrantes/ minorias e a comunidade de acolhimento)/Redução das discrepâncias entre necessidades de oferta e expectativas da procura Parcerias Necessidade de maior investimento na dinamização de parcerias locais/nacionais, para uma intervenção em rede, com circuitos de informação e processos de comunicação acessíveis e activos

dot Top


Objective

Text available in

1. Melhorar o acesso e as condições de integração das minorias étnicas e culturais no mercado de trabalho; 2. Contribuir para a redução da exclusão social e discriminação sofrida pelos imigrantes; 3. Promover a participação activa dos imigrantes no seu processo de mudança; 4. Aumentar o acesso dos imigrantes aos recursos da comunidade; 5. Melhorar e alargar a qualidade do acolhimento e acompanhamento social prestado aos imigrantes; 6. Aumentar o grau de conhecimento sobre as condições sócio-económicas das minorias étnicas e culturais; 7. Promover a valorização da multiculturalidade; 8. Contribuir para a implementação de novas culturas e práticas das instituições públicas e privadas, pela integração de uma lógica de projecto substitutiva de uma lógica de intervenção sectorial; 9. Promover a igualdade de oportunidades entre mulheres e homens ao nível da acessibilidade à formação profissional e à empregabilidade.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics