IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 SUNRISE - Integração de Imigrantes de Leste no Sector do Calçado ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Centro Tecnológico do Calçado
Other national partners : Associação Melhor Viver - Desporto, Cultura e Lazer
CEI - Companhia de Equipamentos Industriais, Lda.
MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DA FEIRA
Pelo Prazer de Viver / Saúde, Cultura e Vida - Associação de Desenvolvimento Soc
EQUAL theme :Employability - Combating racism 
Type of DP :Sectoral - Industrial 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-060 
Application phase :Project ended 
Selection date :19-09-2002 
Last update :30-03-2006 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

Portugal is known for being a country with emigrants all over the world. During the 60's and even now, Portuguese people have been going abroad to more socially and economically developed countries, looking forward better conditions to give to their families higher standards of living. However, since 80's and specially 90's, Portugal's became itself one of the elected destinies for the migrant people, moved by the same reasons as the reasons that have taken Portuguese people to emigrate in 60's. This inversion of roles is due to the great development that has happened in Portugal for the last 10-20 years, that has originated special human resources needs to help the build of new structures of many kinds. Nowadays, Portugal has about 180.000 foreigners with stay-authorizing, who are distributed all over the economic sectors, specially construction business, and tourism like restaurants, hotels, etc., and localized in Lisbon and Tejo Valley, that means where the human resources needs are more concentrated. In adding, we can say that the economic sectors selected by the immigrant people has everything to do about their qualifications and theirs origins. The majority of the immigrants in Portugal has low qualifications and has came from Cabo Verde, Angola, Guiné, also Brasil, all of them spoken Portuguese countries. By the end of 90's and specially in 200 and 2001, the foreigner people last arrived in Portugal looking for better conditions of living have light skin, blue eyes and blond hair, don't speak Portuguese or any familiar language (that means west languages) on the contrary, they speak a "cold" language impossible to understand a word, and having medium/high qualifications, most of them with interesting and rich professional experiences. One can find them working in many economic sectors, but not only in Lisbon or Tejo Valley (although these destinies still are the most relevant ones). They are by everywhere in Portugal, wherever there is work to do, even in traditional activity sectors, reserved before to the native populations, due to their characteristics (like footwear and textile industry for instance). The opinions about them are various, however everyone agrees that they show higher productivity ratios then their Portuguese colleges, a strong will, great courage and available to earn more and a great available to work. Native people feelings what these immigrants is concerned, are very controversial, but the fact is that after being helpful to them at first, helping them to find a home and making some arrangements to stay, one can see clearly some kind of discriminating feelings, which can grow out and become a real problem for the society. Despite their efforts in integrating in society, through their legal work and civilized practices, these immigrants have tried a huge number of difficulties in integrating in labour market and society, due to the language that don't manage (they can't speak any language unless their own and Russian), the unknown of legalization rules or procedures, the missing of reliable information about almost everything that concern to them and their new situation. By other way, their medium/high qualifications, most of the time above the necessary to do what they do now, don't match with the work they've been doing, so it's a contribute for becoming depressed in work, lose the strong for fight, jump from job to job just after their legalization, and in a certain way, to create social and labour instability that's prejudicial for every one. In a certain instant they are a breakable group, which is very vulnerable to attacks coming from various origins such as labour colleges, managers, common citizen, and the most important and dangerous, coming from people of their own nationality. The existing of non-integrated immigrants in the societies concedes them a lot of problems in a short/long term, working as a chain of negative situations, capable of affecting all society. One of economic sectors where one can see a crescent of appearance of East Immigrants is the Footwear Industry (meaning footwear, compounds, leather articles, and also footwear industry equipments). Nowadays one can't go in a shoe factory without seeing at least one east immigrant working there, normally managing activities of low added value. The Footwear Industry and many other activities that spin around it, despite still belonging to a traditional sector, depending in large way on workmanship, have registered very expressive investment levels what new technologies concern, due to a strong need of being competitive that helps them to keep their market position all over the world. The adoption of new technologies has often originated a few disappointments due to the resistance raised in the labour people. In addition, in Portugal there is a crescent workmanship missing because of the degeneration of the population (that is getting old) and companies have many difficulties to find people to work. This fact is worse what Footwear Industry is concerned because of the low image of this industry, kept traditional for many decades, despite being a wrong image, of course, it's still present in people's mentality. One can say that for many unemployed people working in footwear industry would be the last choice. This project that we are submitting to the EQUAL Initiative, has its origin in the statement of a serial of happening/situations, which ask for a direct intervention in order to create and implement answers to the problems above, and improve the standard of living in many ways of all who share the same communities. Considering the well known saying "Think globally and act locally" this project appears from the will of the partners who composed this development partnership, of using their tools they have available and ideas they've been working out, to lead the problems described above, that belong to everyone, once are happening in our society. The objective is to isolate the problems, to work through them and mainstream the solutions found. The list below concerns the facts that are responsible for this project being, in its objectives: -The existing of a huge number of East immigrants in Portugal, highly vulnerable due to their unsuitable insertion in labour market and society, in part also due to the society behaviour itself, having needs what social, psycho-social, legal, and juridical support is concerned and in particular training needs (professional, language and citizenship) that can upgrade their skills in order to be up to do other activities with more added value then those they are working on now. Having needs of support structure that can minimize their loneliness and so many other feelings originated by the distance from their homes and their families, from whom they've been greatly missing; -Huge number of East Immigrants in the Footwear Industry, which is trying an expressive technologic increasing, having need what human resources is concerned; -Great knowledge about these questions, by the development partnership build to leading with the project, as well as the management of all the areas where the solutions are about: training, new technologies, social and juridical support, and so many more areas, including great relationship with all the actor of this process; -Human, structures, technologic resources available by the partnership, to work on solutions that could be capable of giving answers to these problems; -All these entities have a mission each own, a very clarified mission concerning the responsibility (professional, social, civil) of acting with their available tools to try to solve these problems, as far as they are able to manage. Centro Tecnológico do Calçado has responsibilities with the footwear industry in providing conditions to increase the productivity, promote the integration of the people who work there, to carry out with the training that they need. Câmara Municipal da Feira has the responsibility of using or even creating support structures for the target-people, to provide to them better conditions of living, and disseminate the solutions found trough other City Halls. The other Associations have responsibilities in the filed of social action, to provide to this target-people a better integration in society. CEI, as a model enterprise, also having a few collaborators belonging to the target-group and knowing far then well this problem, has responsibility to collaborate with the other entities in providing the conditions to test new models of training and integration, and provide the results to the project in order to contribute for the main solution. This project pretend to give solutions for the: -Better integration of the target-group in Footwear Industry, increasing the levels of reliable among all the actors, correcting situations already installed, preventing the discrimination and xenophobia in any economic sector; -Promotion of the self-realization and stability; -Providing a workmanship offer for a activity sector that is growing technologically speaking; -Contributing for the social balance in general and for the promotion of the human values, by eliminating discriminating behaviours, and also promoting the equal relationship among people who happen to live in the same country in the same community.

dot Top


Objective

Text available in

The overall objective of SUNRISE project is to promote the professional and social integration of the East immigrants among the Footwear Industry, in order to prevent racism and xenophobia. These people who come everyday from the East countries to Portugal, i.e. Ukraine, Russia, Byelorussia, Moldavia, Kazakhstan, etc., who are looking for work, in the various economic sectors, have high qualifications and some of them have interesting professional background. These profiles might match with recent footwear industry human resources needs. However, those people are leading with unsuitable professional integration procedures. The SUNRISE project will create a chain of procedures from their reception and legalization, passing by professional orientation (in order to match their qualification with market offer), professional training and others, such as language and citizenship, till their effective employment and subsequent accompanying. The project will be mainly directed to the footwear industry geographic focus, because there are several human resources needs (inside the native population) capable of managing new technology, or in a general manner, human resources needs of any kind. This project includes a important plan action for the people who are already employed, in order to correct discriminating situations already installed, and providing knowledge and upgrading their skill in order to increase their performances and their motivation to work and to rest in their job (stop jumping from job to job).

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place **
Work placement **
Employment aids (+ for self-employment) *
Integrated measures (pathway to integration) ***
Employment creation and support *
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Work organisation, improvement of access to work places *
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features ***

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

A grande inovação do projecto reside desde logo na própria abordagem da problemática da imigração de um público com características muito particulares: é uma abordagem sectorial e articula as características do grupo-alvo e as características do sector de actividade em questão. O diagnóstico da situação e o encontro de soluções é feito tendo em conta estas duas vertentes e os objectivos do projecto estão orientados para ambas as partes, visando a partilha de proveitos. Muito embora a problemática da imigração e as questões do racismo e da xenofobia tenham sido vezes sem conta abordados, com certeza poucas vezes o foram numa perspectiva sectorial, por entidades muito relacionadas com a industria. Tanto o CTC como a CEI são empresas que, embora diferentes nos estatutos e nos objectivos, partilham de uma visão alargada e consciente do sector e da sua envolvente, sendo capazes de se juntarem para debater e encontrar soluções para os problemas identificados. Outro factor que por si só é já inovador é o envolvimento de uma Câmara Municipal, bem como de outras Associações, no tratamento de problemas sectoriais, uma vez que estas entidades tendem a orientar a sua actuação de uma forma mais transversal. A orientação de todo o projecto para o reencaminhamento deste público-alvo para o trabalho em equipamentos de elevado conteúdo tecnológico é sem dúvida mais um ponto inovador. Listaremos de seguida factores que conferem ao projecto uma forte nota de inovação, pois distinguem-se totalmente das actuações que se têm vindo a registar em prole deste público-alvo: criação da linha telefónica com divulgação acentuada no sector do calçado e afins; criação da bolsa de emprego e adequação da oferta e da procura tendo em conta as qualificações e apetências do público-alvo; sensibilização de entidades de forma a preparar a continuidade do projecto; os eventos desportivo e culturais, tendo em vista o respeito e reconhecimento dos padrões culturais do público-alvo, promovendo a sua participação desde a preparação à execução e avaliação; realização da acção de formação piloto que visa aferir modelos formativos às necessidades e grau de motivação dos formandos; a própria formação com incidência na componente prática em posto de trabalho, bem como a formação para desempregados com suporte empresarial; promoção das novas tecnologias ao serviço da auto-formação. O valor acrescentado deste projecto face às actuação já preferidas por outras entidades/projectos vem dos próprios factores inovadores listados na prossecução dos objectivos de integração qualitativa deste público-alvo num sector de actividade específico, tradicionalmente "guardado" para indivíduos nacionais, tendo em vista o seu próprio acrescento de competitividade. A contribuição dos parceiros para a inovação/valor acrescentado do projecto está patente na distribuição de actividades, sendo que de uma forma geral, as competências de todos os parceiros se complementam.

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  5.9%  5.8% 
Employed  59.2%  29.1% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  58.2%  31.1% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  6.8%  3.9% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  65.0%  35.0% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  58.2%  31.1% 
Without such specific discriminations  6.8%  3.9% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  1.0% 
25 - 50 year  65.0%  34.0% 
> 50 year  0.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship *
Discrimination and inequality in employment ***
Disabilities *
Other discriminations **
Low qualification *
Racial discrimination **
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.2%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1428 INTEGRATION OF THE MIGRANTS INTO THE LABOUR MARKET AND CIVIL SOCIETY OF S.EUROPE GR 200829-200822
IT IT-S-MDL-288
PT 2001-138

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • One partner involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Centro Tecnológico do Calçado Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Associação Melhor Viver - Desporto, Cultura e Lazer
CEI - Companhia de Equipamentos Industriais, Lda.
MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DA FEIRA
Pelo Prazer de Viver / Saúde, Cultura e Vida - Associação de Desenvolvimento Soc

dot Top


Agreement Summary

Text available in

This DP Agreement defines the responsibilities of every national partner: CTC: The interlocutor and the coordinator of the project, working with other partners in order to involve and motivate them all. Leads with EQUAL Manager in Portugal. It's the responsible for the transnational cooperation, divulgation of every activity among the target-people as well as the public in general and every form of training, accompanying and evaluation post-training. CEI: Responsible for the testing of the training model by promoting training to its East immigrants collaborators and providing the remarks to the DP, in order to provide changing in time, if necessary. It'll be involved with professional training in the field of new technologies, promoting the training of specialized trainers, among its technicians, and provide them to the training entity, for the EQUAL project planned professional training. So, it'll promote the use of the new technologies in the footwear industry, and the target-group upgrading skills. CMF: It's responsible for the creation of a free activities center, for the target-group, in order to promote their social integration. It'll provide resources for the sensibilization campaign of other entities that lead with this target-group. Ass. Melhor Viver: It's responsible for promoting social activities, which will promote the exchanging of cultures and will increase the respect and recognizing of target-group culture. One of these activities will be called SUNRISE WEEK, that'll concern a huge of points of interest of their culture. Pelo Prazer de Viver: Creation of a phone line which will work as an important interlocutor between the project and the target-group, providing psycho-social and legal support and trying to answer their applies in many areas. Creation of both market offer and supply and to articulate them, in order to promote the best qualification and skill match, so as to promote the self-realization of the target-group.

Last update: 30-03-2006 dot Top


Centro Tecnológico do Calçado

(CTC)
Rua de Fundões - Devesa Velha, S. João da Madeira
-
P-3700-121-SÃO JOÃO DA MADEIRA São João da Madeira

Tel:+351256830950
Fax:256832554
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ENTRE DOURO E VOUGA
Date of joining / leaving:01-02-2005 /

Text available in

O Centro Tecnológico do Calçado (CTC), entidade privada sem fins lucrativos, de utilidade pública, é uma infra-estrutura do sistema científico-tecnológico que foi criado em 1986 pela APICCAPS (Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes e Artigos de Pele e Seus Sucedâneos) pelo IAPMEI e INETI, no âmbito do DL 49/86 que regulamenta a actividade dos Centros Tecnológicos com os seguintes objectivos: - Apoiar técnica e tecnologicamente as empresas do sector do calçado, afins e complementares; - Promover a melhoria da Qualidade dos produtos e processos industriais; - Preparar e divulgar informação técnica; - Promover a qualificação dos activos dos sectores para os quais está vocacionado - Realizar e dinamizar trabalhos de investigação, desenvolvimento e demonstração. Na prossecução destes objectivos, o CTC tem vindo a realizar um conjunto variado de actividades integradas em áreas como: - Organização industrial (diagnósticos e projectos industriais, implementação de novas tecnologias, lay-out’s); - Controlo da Qualidade (ensaios de controlo da Qualidade em laboratório acreditado); - Implementação de sistemas de gestão da Qualidade e certificação de produtos; - Higiene e Segurança no Trabalho e Ambiente; - Formação (em que se encontra acreditada pelo INOFOR, em todos os domínios de acreditação até 22/04/2006); Com uma forte vocação para o sector do calçado, cada vez mais tem alargado o âmbito da sua actuação, quer a sectores de actividade incluídos no mega-cluster da moda, quer mesmo noutros sectores com ligações à fileira do couro e especialmente proximidade geográfica dos principais pólos da indústria do calçado. A implementação de projectos de cariz social, como promotor ou em parceria com outras entidades de desenvolvimento social e local, tem vindo a ter um papel importante na actividade do CTC.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Joaquim Leandro de Melo Joaquim +351256830950 ctc@mail.ctcalcado.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 30-03-2006 dot Top


Associação Melhor Viver - Desporto, Cultura e Lazer

(Ass. Melhor Viver)
Largo das Airas, S. João da Ver
-
P-4520-601-SÃO JOÃO DE VER Santa Maria da Feira

Tel:+351256911395
Fax:
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ENTRE DOURO E VOUGA
Date of joining / leaving:07-06-2002 /

Text available in

A Associação Melhor Viver foi fundada em 29 de Dezembro de 1999 e tem como objecto social a difusão da cultura, prática de desporto e ocupação de tempos livres com actividades lúdicas e recreativas, promovendo o bem-estar, a qualidade de vida e a defesa do ambiente no espaço em que está inserida. Todos os seus membros encontram-se em regime de voluntariado. A associação intervém fundamentalmente junto de públicos-alvo desfavorecidos, nomeadamente e mais recentemente os imigrantes de Leste, através da organização de eventos promotores da sua integração social e no trabalho. Muito embora a sua pouca idade, tem já um grande experiência com este grupo.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Mário Sebastião Martins de Oliveira Mário +351256911395 marioairas@hotmail.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 30-03-2006 dot Top


CEI - Companhia de Equipamentos Industriais, Lda.

(CEI)
Complexo Industrial Carlos Quintinhas - Rua do Progresso - Camarões
-
P-2715-251-ALMARGEM DO BISPO Sintra

Tel:+351219818036
Fax:219814443
Email:cei@zipor.com

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:07-06-2002 /

Text available in

A CEI foi constituída em 1995 e corresponde a um projecto que surgiu da constatação da grande procura, por parte da indústria do calçado em Portugal, de processos produtivos modernos que oferecessem elevados índices de produtividade. Incorpora técnicos que desenvolveram o primeiro sistema de corte automático por jacto de água para pele e outros materiais da indústria do calçado, Português. Tem um mercado específico que é a indústria do calçado, vindo a estender-se ao sector das rochas ornamentais, sector automóvel e mesmo mobiliário. Hoje, para além do mercado interno, exporta o para a União Europeia, Europa de Leste, América Latina, Austrália e China. As áreas de intervenção da CEI são basicamente produção e implementação de novas tecnologias, possuindo uma equipa de técnicos que presta assistência técnica e formação/especialização às empresas de calçado e afins nos equipamentos que implementam: sistemas CAD/CAM, sistemas robotizados, corte automático por jacto de água, faca e laser.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Álvaro Fernando Nobre Gouveia Álvaro +351256202690 cei@zipor.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 30-03-2006 dot Top


MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DA FEIRA

(CMF)
Praça da República
-
P-4520-174-SANTA MARIA DA FEIRA Santa Maria da Feira
-

Tel:+351256370800
Fax:256370801
Email:santamariadafeira@cm-feira.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:ENTRE DOURO E VOUGA
Date of joining / leaving:04-02-2005 /

Text available in

A Câmara Municipal da Feira é uma entidade pública de âmbito concelhio, cuja missão é fundamentalmente a gestão da autarquia Santa Maria da Feira. As áreas de intervenção, à semelhança do que se passa nas demais autarquias, dizem respeito aos pelouros que são da responsabilidade dos vereadores. Para este projecto é fundamental referir a Divisão Social, onde se desenvolvem trabalhos e projectos cujos objectivos e actividades apresentam interessantes intercepções com os objectivos estabelecidos e as actividades planeadas para este projecto EQUAL. O concelho de Santa Maria da Feira tem conhecido um extraordinário desenvolvimento económico, cultural, desportivo e infra-estrutural, que consequentemente trás consigo assimetrias ao nível do acesso ao emprego, condições habitacionais, delinquência, toxicodependência e outros que originam exclusão social. Por essa razão, a Divisão Social da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira tem desenvolvido um novo olhar sobre estas questões e concretizado projectos, que vêm dando respostas eficazes aos problemas sociais que vão surgindo.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Manuela Henriques Coelho da Silva Maria +351256370800 manuela.coelho@cm-feira.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 30-03-2006 dot Top


Pelo Prazer de Viver / Saúde, Cultura e Vida - Associação de Desenvolvimento Soc

(APPV)
Rua do Talegre - Lugar da Quintã - Moselos
-
P-4535-209-MOZELOS VFR Santa Maria da Feira
-

Tel:+351227472160
Fax:227472169
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ENTRE DOURO E VOUGA
Date of joining / leaving:02-02-2005 /

Text available in

Constituída a 18 de Julho de 1994, a Associação Pelo Prazer de Viver é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos e de âmbito concelhio, sediada no Concelho de Santa Maria da Feira. Conta com a colaboração de uma equipa constituída por pessoal interno, voluntários e várias entidades, que trabalham numa lógica metodológica de parcerias com diversas instituições públicas e privadas, com objectivos de promoção do desenvolvimento sócio-comunitário. Foi concebida com base nas preocupações de algumas pessoas e instituições face à emergência de fenómenos de pobreza e exclusão social. As áreas de intervenção são essencialmente as seguintes: - Formação profissional de jovens e adultos com reduzidas qualificações escolares e profissionais e formação contínua de activos; - Mediação para a formação e o emprego, dirigida a minorias susceptíveis de exclusão social e no emprego; - Reinserção social e profissional em especial de toxicodependentes: apoio psicossocial, apoio às famílias, e preparação e encaminhamento do projecto de reinserção; - Intervenção na área da prevenção primária da toxicodependência; - Apoio socio-educativo às crianças em situação de risco socio-educativo (crianças carenciadas e com insucesso escolar); - Estudos sociológicos como forma de obter conhecimento prévio das questões fundamentais para poder decidir e concretizar acções; - Atendimento a famílias. A acrescer a esta experiência, é importante referir a participação em dois projectos EQUAL da fase 1, nos quais protagonizou importantes actividades na área de inserção no mercado de trabalho, relacionamento com o público-alvo e assistências nos aspectos sociais e jurídicos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Augusto José Queirós Ferreira dos Reis Augusto +35122745368 augustoreis@netcabo.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 30-03-2006 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

SUNRISE - INTEGRACAO DE IMIGRANTES DE LESTE NO SECTOR DO CALCADO

Rationale

Text available in

Conhecido por ser um país de emigrantes, que em especial na década de 60 viu partir grande parte da sua população para destinos mais desenvolvidos social e economicamente, Portugal, a partir dos anos 80 e em mais força na década de 90 passou a ser um local de eleição para o destino de populações migrantes. Esta inversão de papéis deve-se essencialmente ao grande desenvolvimento de que Portugal foi alvo nos anos em questão e por conseguinte às necessidades de mão-de-obra por via da criação de infraestruturas de vária ordem. Hoje, Portugal tem cerca de 180.000 estrangeiros com autorização de residência, que se distribuem pelos vários sectores da economia portuguesa, em especial na construção civil e restauração e incidindo nas áreas de Lisboa e Vale do Tejo. Essa distribuição económica e geográfica deriva da localização das necessidades de mão-de-obra. No entanto, é um facto que está patente uma coerência entre os sectores de actividade alvo e as origens e qualificações dos imigrantes. Na sua maioria, são oriundos de Cabo Verde, Angola, Guiné, mas também Brasil, todos países de expressão portuguesa, com baixos níveis de qualificações. A partir do final dos anos 90 e em especial 2000 e 2001, os imigrantes recém chegados a Portugal à procura de melhores condições de vida têm pele clara, olhos azuis e cabelo louro, não falam português, falam uma língua típica de países frios e possuem qualificações de nível médio e superior, muitos deles com experiências profissionais muito interessantes e ricas. Podem encontrar-se em todos os sectores de actividades, mas a sua distribuição é bastante diferente da anterior. Estão verdadeiramente espelhados pelo país, com significativa incidência no Norte (muito embora Lisboa e Vale do Tejo continue a ser o destino predilecto) e trabalham em sectores de actividade muito diversos, reservados muitos deles às populações nativas, devido ao facto de alguns serem sectores tradicionais. A opinião sobre eles diverge bastante, no entanto é um facto que apresentam níveis de produtividade mais elevados que os seus actuais colegas portugueses, uma imparável força de vontade e vontade de apreensão de conhecimentos novos, acrescido de uma grande disponibilidade. Os sentimentos da população nativa relativamente a eles são diversos mas o facto é que, após uma inicial "compaixão" e colaboração na sua integração, tem-se vindo a registar sentimentos aparentados com discriminação, que, não sendo alvo de uma actuação do tipo prevenção, poderão amplificar-se. Não obstante o esforço que lhes é reconhecido em integrar-se na sociedade, através do trabalho legal e de práticas de vivência civilizadas, estes indivíduos experimentam muitas dificuldades em integrar-se no trabalho e na sociedade. Em primeiro lugar não dominam a língua portuguesa e dada as políticas educacionais e de uma forma geral económico-sociais praticadas nos seus países de origem, não dominam nenhuma língua ocidental, nem sequer o Inglês. A única língua que todos dominam, independentemente da sua nacionalidade, é o Russo. Depois, desconhecem muitas das regras/procedimentos de legalização, revelando falta de informação fiável. Acima de tudo, as suas qualificações estão na sua maioria desadequadas às actividades que desenvolvem, estando este facto na origem de desmotivação no trabalho e recurso à rotatividade de empregos logo após a sua legalização. Desta forma, constituem no seu conjunto um grupo fragilizado, muito susceptível a ataques oriundos das mais variadíssimas fontes, entre as quais colegas de trabalho e chefias, cidadão comum e concidadãos que se aproveitam da sua fragilidade, tudo factores que dificultam a sua integração. A existência de imigrantes não integrados satisfatoriamente nas sociedades significa problemas a médio/longo prazo que funcionam em "cadeia", numa sucessão de situações negativas que se despoletam umas às outras, afectando toda a sociedade. Alguns dos sectores de actividade em que se tem registado um crescente aparecimento de imigrantes é o calçado e afins (entenda-se componentes, marroquinaria, equipamentos para calçado e outros do "cluster" do calçado). Hoje é mesmo difícil entrar numa empresa destes sectores e não ver nenhum imigrante de Leste a trabalhar, normalmente em tarefas de reduzido valor acrescentado, sendo-lhe notado por vezes alguma desmotivação. O Calçado e afins, muito embora seja ainda por excelência uma actividade de mão-de-obra intensiva, tem registado níveis de investimento em novas tecnologias muito expressivos, em prole duma procura de produtividade, qualidade, flexibilidade e imagem que responda às necessidades de ser competitivo para assim reservar o seu posicionamento internacional. A adopção de novas tecnologias tem por vezes originado alguns contratempos, em virtude das mentalidades dos trabalhadores nativos, que estão na origem da resistência verificada à implementação desta tecnologias. Outro dos problemas destes sectores, como sectores de actividades de mão-de-obra intensiva que são (muito embora a modernização tecnológica se tenha vindo a fazer gradualmente) luta com necessidades de recursos humanos, que não tem conseguido vir a colmatar no mercado de emprego nacional, por vários motivos, entre os quais: imagem empobrecida do sector construída ao longo de décadas de excessivo tradicionalismo; políticas de emprego/desemprego desmotivadoras da população potencial activa (digamos que para as pessoas desempregadas, à procura do primeiro ou novo emprego, trabalhar no calçado seria a sua última opção). Este projecto EQUAL tem na sua origem a constatação de uma série de acontecimentos/situações que, no seu todo, exigem uma intervenção direccionada, menos lacta e mais restrita, no sentido de criar e implementar respostas aos problemas daí resultantes e que foram na sua maioria descritos acima, contribuindo para a melhoria do nível de vida de todos que partilham as mesmas comunidades. Numa óptica de "pensar geral, e agir local", este projecto surge da vontade dos seus parceiros de contribuir com as suas ferramentas e ideias para um problema que é de todos, mas que pode ser gradualmente sanado, agindo em pequena escala e colocando as soluções encontradas ao dispor de todos. De seguida, faremos uma listagem das constatações que impulsionaram a existência do projecto SUNRISE, nos seus objectivos em especial para a Acção 2, uma vez dispondo já das conclusões subjacentes ao estudo/diagnóstico realizado durante a Acção 1 : -Existência de um grupo de dimensão superior a 57.000 indivíduos no nosso país, altamente fragilizado em virtude da sua desadequada inserção no trabalho e na sociedade; com especiais necessidades de apoio social e juridico-legal, no sentido de uma melhor integração na sociedade portuguesa e melhor conhecimento das ferramentas legais existentes para a sua permanência em Portugal; com particulares necessidades de formação no sentido de desenvolver competências úteis para o desempenho do seu trabalho e integração na sociedade e no sentido de potenciar as suas aptências profissionais já adquiridas no passado e de executarem um trabalho mais auto-realizante; com particulares necessidades de estruturas de apoio próprias e adequadas às suas exigências intelectuais e de informação, que minimizem as descompensações originadas pela solidão e distância das suas famílias; -Expressiva representação desse grupo no seio de um sector tradicional que é o calçado e afins, que apresenta um crescimento tecnológico ímpar ao nível dos sectores da economia portuguesa e que experimenta um conjunto de necessidades, já listadas acima, para quem a mão-de-obra estrangeira com as características também acima mencionadas, é apetecível; -Grande conhecimento desta problemática por parte da parceria de desenvolvimento, bem como domínio das áreas onde poderão residir as soluções: formação, novas tecnologias aplicadas ao calçado, apoio social e jurídico, tecnologias de informação e comunicação ao serviço das estratégias possíveis para divulgação e disseminação do projecto e suas actividades, bom relacionamento com todos os actores intervenientes neste processo, quer empresas empregadoras, quer público-alvo; -Meios humanos, físicos e tecnológicos, no seio da parceria de desenvolvimento, para trabalhar em soluções capazes de dar resposta a esta problemática; -Missão de cada entidade parceira muito clarificada quanto à responsabilidade, quer profissional, quer social, quer mesmo civil de utilizar ferramentas que tem ao dispor para delapidar esta problemática, tanto quanto as suas áreas de intervenção o permitam. O Centro tecnológico do Calçado tem a responsabilidade de agir nas empresas e para as empresas no sentido de desbastar o problema de que são ou poderão vir a ser alvo no que concerne à discriminação, bem como aprovisionar para o sector mão-de-obra qualificada e que facilite a prática de soluções que levem ao aumento da competitividade das empresas. A Câmara Municipal da Feira tem a responsabilidade de utilizar/criar infraestruturas disponíveis em prole de populações que constituem agora o cenário civil do seu concelho, bem como disseminar a utilizar os mecanismos de demonstração/disseminação de que dispõe para alargar o âmbito das soluções encontradas. As Associações Pelo Prazer de Viver e Associação Melhor Viver, têm responsabilidades muito claras ao nível da acção social, psicossocial, jurídica e cultural para proporcionar a melhor integração deste grupo-alvo. A CEI tem a responsabilidade de, como empresa modelo ao nível da organização e criação e utilização de novas tecnologias, bem como gozando de uma privilegiada relação com as empresas decorrente da implementação de equipamentos de grande conteúdo tecnológico e empregadora de um significativo grupo de imigrantes de Leste, actuar no sentido de melhor integração dos seus colaboradores e promoção da sua orientação para trabalhos de maior valor acrescentado, contribuindo para a realização de todos os intervenientes deste projecto.

dot Top


Objective

Text available in

O objectivo global do projecto SUNRISE consiste em promover a inserção profissional e social com qualidade, na indústria do calçado e afins, dos novos grupos populacionais resultantes dos movimentos migratórios oriundos dos países de Leste, prevenindo assim futuras situações de discriminação. O projecto visa a criação de uma dinâmica de intervenção que incorpora os processos de recepção, orientação profissional, formação (formação profissional, formação para uma cidadania activa e formação na língua portuguesa), promoção da interculturalidade (valorização da sua cultura), integração no mercado de trabalho e acompanhamento profissional e social, dirigida aos imigrantes dos países de Leste, enquanto público fragilizado que são e que, apesar de detentores de níveis de qualificações elevadas (médio e superior) e/ou experiências profissionais anteriores interessantes e criativas, confrontam-se com processos de integração bastante desadequados. A orientação profissional abrangida por esta dinâmica de intervenção prevê o ajustamento das capacidades e qualificações deste grupo populacional em questão, com as oportunidades resultantes do levantamento de necessidades de recursos humanos dos principais pólos da indústria do calçado e afins, onde se antevêem carências localizadas ao nível da utilização das novas tecnologias, nas várias fases dos processos produtivos típicos das actividades destes sectores. Este público-alvo oferece grandes capacidades de apreensão e elevadas qualificações de base que lhes possibilitam uma eficiente e eficaz adaptação às novas tecnologias em crescimento na indústria destes sectores, promovendo inclusivamente o desenvolvimento destes últimos. Será portanto um outro objectivo específico do projecto SUNRISE, a rentabilização das novas tecnologias em crescimento, incrementando o grau de sucesso das mesmas e elevando a vontade dos empresários de investir cada vez mais, elevando o nível tecnológico da indústria portuguesa de calçado no mundo.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics