IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 E-Re@l - Rede para a Empregabilidade na Alta de Lisboa ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária
Other national partners : AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa
KEOPS - MULTIMEDIA UNIPESSOAL LDA
MUNICIPIO DE LISBOA
Universidade Católica Portuguesa
EQUAL theme :Employability - (Re-)integration to the labour market 
Type of DP :Geographical - Urban area - LISBOA E VALE DO TEJO 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-057 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :14-09-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- Rehoused population Considering a total of 1755 households, approximately 41.4% of the population is still economically dependent on their families and not active labours, resulting in a considerable number of individuals looking for a first job, for whom this project might prove to be of the most importance. In what concerns the adult population, the majority of the individuals work in sectors related to construction, security and cleaning, as well as repair and maintenance trades (such as electricians and mechanics). There is an urban plan congregating both rehousing and private houses areas (containing approximately 3000 private households), the latter denoting an insufficient availability of domestic services such as housekeepers, cooks, child minders, etc. Private sectors (employers) The presence of business companies in these areas - there is a registry of 520 small retail companies and 246 food and drink businesses- is an aspect that should be explored given that most of the unqualified unemployed population shows a greater incidence in these areas; furthermore, the most specified demands of the employers are most denotable on the following services: administrative, IS/IT and English language and, in order to be able to provide effectual answers, the qualified training becomes essential and imperative. Although the general level of academic qualifications is rather low, the population may access IS/IT and has been expressing a genuine interest in its development (particularly the youngest population). Institutions The institutional and inter-professional articulation has proven to be advantageous, generating the search for new networking and interdisciplinary. It was also felt that there is a mutual commitment aiming for the implementation of an integrated circuit concerning the development of professional skills and qualified employment, despite the loss of some communitarian dynamics that will surely result from the relocation of the families. , - Rehoused population These are the main problematic factors present in this population: low self-esteem; decrease of personal and social competences; absence of life projects; lack of interest, abandonment and unsuccessful academic studies; lack of associative and civic initiatives; juvenile delinquency; unstructured households; ethnic and social exclusion. Job wise, the most problematic factors are denoted by the fact that only 58% of the active population is able to obtain its income by working, the remainder percentage surviving with the help of subsidies, pensions, and more than half of this segment earn less than the minimum salary. The activity rate, approximately 46.3%, being the unemployment rate of around 20%, is an indicator of undeclared work activity, with no social benefits and unsatisfactory work contracts. The young population conveys the need for the creation of integration processes that will support them to transit from the school environment to the work placement and, when already involved in integration processes, expresses the inexistence of any kind of support provided for each evolutional stage. The inability to provide specific answers, an outcome of the inexistence of any local structures capable of offering both qualified training and employment opportunities, creates another threat. Private sector (employers) The general market is still selective and reluctant towards the public showing low levels of professional and academic qualifications, albeit the demand for labour in some of the most socially devalued jobs. Institutions There is an unsatisfactory articulation between services and local support teams; a deficit capacity to share resources and communal instruments, and therefore the supporting processes are not successfully integrated into the population. The implementation of a local congregating device, able to the balance the discrepancy between the offer and the demand has become absolutely imperative.

dot Top


Objective

Text available in

The project is to be developed on the periphery of the Municipality of Lisbon and is directed towards a community living in a rehousing area - Alta de Lisboa. It is based on the following key concepts: 1) The young local population denotes some difficulties in the transition from the school environment to the work placement, and lack of perspectives when facing the academic system given their inadequate academic qualifications, competences, expectations; 2) Despite the considerable number of nationwide and local institutions present on this territory, each one denotes a complete lack of knowledge about the performance of the others, and therefore the sharing of resources and information is inadequate; 3) The local institutions are unable to generate effective follow up processes. Therefore, the project promotes the interaction between the local and nationwide structures working towards the social and professional integration of the target groups, through a widened joint collaboration, promoting the development of methodologies that may operate through a network facilitating the integration pathways leading to training and employment. By operating through a network and guarantying the continuity of the processes, the valorisation of the individualised pathways based on the identification of the demands of the companies, will undoubtedly create new opportunities for technicians and young unemployed individuals to access information. The project proposes the construction of a locally based web technological platform, supervising the integration processes and maintaining a permanent link to a forum of discussion between services and technicians, with regular input of several interlocutors. We also suggest that some qualified training methods should be carried out directly in work placements as a way of offering the most adequate response to the expectations of the target population, as well as ensuring that the participants gain a direct contact with the companies. This proposal also reflects our endeavours to increase the employers’ awareness towards the importance of the integration of this target public and underline the relevance of the creation of recruiting mechanisms based on social responsibility and excluding any discriminating factors. Also proposed is the valorisation of the acquisition of soft skills as a way of incrementing employability, focusing on the importance of the recognition of competences that will permit a valid reintegration of the individuals in the work environment. Furthermore, this project intends to promote the creation of voluntary work networks – a “bank of time” based on the correlation between services and competences. Finally, it also aims to encourage schools to play an active role in the work placements, trying to facilitate its articulation with projects that may be directed towards employment and social inclusion, and creating dynamics that motivate relationships and communications between companies and schools.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place **
Work placement ***
Job rotation and job sharing *
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) **
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures *
Conception for training programs, certification ***
Guidance and social services *
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented ****

dot Top


Budget Action 2

250 000 – 500 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  20.0%  25.0% 
Employed  25.0%  25.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  5.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  5.0%  5.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  45.0%  45.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  2.5%  2.5% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  47.5%  47.5% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  2.5% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  50.0%  47.5% 
  100.0% 
 
< 25 year  25.0%  25.0% 
25 - 50 year  25.0%  25.0% 
> 50 year  0.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship *
Age **
Low qualification **
Racial discrimination *
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
3786 SS-K-EE Soft Skills Key to Employment in Europe FR IDF-2004-43323
HU 38
IT IT-G2-BOL-004

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


Networking

 Interest in networking

Text available in

O produto poderá ser utilizado pela Rede para a Empregabilidade na Alta de Lisboa (ou outras redes de trabalho) que participaram na sua concepção através de reuniões de trabalho dinamizadas, que constituem a base de construção da metodologia de acompanhamento de percursos de inserção e de construção da Spero, assim como da sua experimentação. Outros profissionais ou instituições que trabalhem na área da Empregabilidade ou que pretendam vir a adquirir conhecimentos na área de metodologias de trabalho em rede e de percursos de inserção, como é o caso de potenciais incorporadores que realizem um trabalho integrado e participado num contexto local, em conjunto com qualquer organismo Público ou Privado de gestão social que (contratualize a uma parceria para) pretenda gerir percursos de inserção. A rede local deve ser constituída por profissionais de organizações que desempenham funções ao longo do percurso educativo e formativo e de inserção profissional de um determinado público. Os utilizadores do Produto poderão se representantes institucionais de estabelecimentos públicos e privados que dinamizam acções de educação, formação e emprego; profissionais: técnicos/as com diferentes formações e funções, nas áreas de atendimento, educação, animação, associativismo, formação e empregabilidade dos/as jovens; entidades empregadoras como organizações empresariais e outras que exerçam uma actividade económica e que se mostrem disponíveis para aceitar estágios ou colocação em posto de trabalho; associações de desenvolvimento local que trabalhem a dimensão da empregabilidade e populações em situação de desemprego ou com dificuldades de inserção no mercado de emprego e em percursos de qualificação ou escolarização.

 Events

Text available in

O produto poderá ser utilizado pela Rede para a Empregabilidade na Alta de Lisboa (ou outras redes de trabalho) que participaram na sua concepção através de reuniões de trabalho dinamizadas, que constituem a base de construção da metodologia de acompanhamento de percursos de inserção e de construção da Spero, assim como da sua experimentação. Outros profissionais ou instituições que trabalhem na área da Empregabilidade ou que pretendam vir a adquirir conhecimentos na área de metodologias de trabalho em rede e de percursos de inserção, como é o caso de potenciais incorporadores que realizem um trabalho integrado e participado num contexto local, em conjunto com qualquer organismo Público ou Privado de gestão social que (contratualize a uma parceria para) pretenda gerir percursos de inserção. A rede local deve ser constituída por profissionais de organizações que desempenham funções ao longo do percurso educativo e formativo e de inserção profissional de um determinado público. Os utilizadores do Produto poderão se representantes institucionais de estabelecimentos públicos e privados que dinamizam acções de educação, formação e emprego; profissionais: técnicos/as com diferentes formações e funções, nas áreas de atendimento, educação, animação, associativismo, formação e empregabilidade dos/as jovens; entidades empregadoras como organizações empresariais e outras que exerçam uma actividade económica e que se mostrem disponíveis para aceitar estágios ou colocação em posto de trabalho; associações de desenvolvimento local que trabalhem a dimensão da empregabilidade e populações em situação de desemprego ou com dificuldades de inserção no mercado de emprego e em percursos de qualificação ou escolarização.

 Products

N.C.

Last update: 14-09-2005 dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa
KEOPS - MULTIMEDIA UNIPESSOAL LDA
MUNICIPIO DE LISBOA
Universidade Católica Portuguesa

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: É criado um grupo de acompanhamento/Comissão executiva, constituída pelos representantes dos cinco parceiros envolvidos. O grupo de acompanhamento/Comissão executiva deverá ser o veículo que permita aos diferentes parceiros reflectir sobre os seus contributos, constrangimentos, analisar os desvios entre as actividades previstas e efectivamente realizadas, aferir os resultados alcançados face ao esperado e o valor acrescentado do projecto nas suas diferentes etapas de implementação, permitindo avaliar não apenas os resultados finais da intervenção, mas igualmente o processo de desenvolvimento desta. Este grupo de acompanhamento reunirá numa base mensal. A parceria contará ainda com um conjunto de parceiros informais já identificados ( Instituto de Emprego e Formação Profissional, Unidade Missão Inovação e Conhecimento, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Fundação Aga khan e Agrupamento de Escolas Pintor Almada Negreiros) que terão assento no grupo de acompanhamento/comissão executiva, uma vez constituírem uma mais valia na facilitação da (re)integração dos grupos alvo em situação de exclusão. Para cada actividade e/ou fase do projecto existirá um planeamento específico, com a identificação dos outputs intermédios e finais para cada de actividade, prevendo-se uma fase razoável para a sua validação, junto de cada parceiro, planeamento esse que terá sempre em consideração as questões de auto sustentabilidade futura do projecto. 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): As decisões serão tomadas por unanimidade de todos os parceiros, num quadro de participação equitativa num projecto comum, com respeito pelo princípio de igualdade de oportunidades. Cada parceiro adoptará um mecanismo de tomada de decisão interna que garanta a participação activa de toda a sua equipa nas diferentes fases do projecto, envolvendo-se todos os técnicos no processo de reconhecimento e fortalecimento de competências. A dinamização participada dos exercícios relativos ao balanço de competências e auto-avaliação serão momentos privilegiados para o reforço da consciencialização e empowerment dos parceiros e destinatários do projectos, designadamente para uma reflexão conjunta sobre os mecanismos a implementar da igualdade de género. Os parceiros comprometem-se à dinamização de reuniões específicas e sessões de reflexão onde a temática de género seja abordada, e à monitorização e avaliação do impacto das actividades sob o prisma da igualdade de género. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): Será fundamental a parceria dispor de suficiente comunicação directa em sessões de trabalho conjuntas e disponibilização de toda a informação relativa ao projecto. Paralelamente as TIC estarão presentes na gestão do projecto, desde a comunicação regular por e-mail até à criação de um website onde se funcionará um forum permanemte, contendo repositório com toda a documentação produzida pela PD. A Ampla discussão e troca de opiniões será assegurada pela utilização periódica destas ferramentas em formato web. 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária

(ISU)
Travessa do Possolo nº11 3º
-
P-1350-252-LISBOA Lisboa

Tel:+35121 3957831
Fax:21 390 72 06
Email:geral@isu.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:25-04-2004 /

Text available in

O ISU tem como Missão: Integrar e valorizar a diversidade sócio-cultural e pessoal dos vários intervenientes nos processos de desenvolvimento, através da partilha de recursos e competências; Promover o processo de transformação e desenvolvimento de competências pessoais, através de uma metodologia participativa (empowerment); Contribuir para processos de desenvolvimento local, através da complementaridade de recursos locais e externos. O ISU –Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária- foi fundado em 1989 com o estatuto de Associação Juvenil de Âmbito Nacional. Actualmente está constituído como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) e pertence, desde 1991, à Plataforma das ONGD’s portuguesas. Todo o leque de actuação do ISU desenvolve-se tendo como base três linhas de fundo: o Voluntariado, a Cooperação e Educação para o Desenvolvimento e a Exclusão Social. É este o cunho subjacente às quatro áreas de acção do ISU que constituem diferentes projectos com objectivos próprios, nomeadamente, o Gabinete de Apoio ao Estudante, o Projecto Espaço Alta de Lisboa, o Gabinete de Cooperação, e o Centro de Formação para o Voluntariado.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Lúcia Adega Ana +351217591831 e-real@isu.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa

(AERLIS)
Rua S. Salvador da Baía, Ed. Aerlis, Pq Poetas
-
P-2780-017-OEIRAS Oeiras
-

Tel:+351210105000
Fax:210105001
Email:aerlisoeiras@aerlis.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:13-09-2007 /

Text available in

A AERLIS é uma associação empresarial sem fins lucrativos, de utilidade pública e com âmbito distrital. A Associação foi criada a 12 de Fevereiro de 1992. A AERLIS tem por fim promover o desenvolvimento das actividades económicas do Distrito de Lisboa nos domínios técnicos, económicos, comerciais e associativos e outros, assegurando aos seus associados uma crescente participação nas decisões e nos programas que com essas actividades se relacionem. A missão da AERLIS traduz-se desta forma na prestação de serviços de elevada qualidade às empresas de Lisboa, tornado-se mais competitivas nos mercados em que operam, para além da representação dos seus associados e defesa dos seus interesses.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Rita Cardoso Ferreira Ana +351210105000 a.rita@aerlis.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


KEOPS - MULTIMEDIA UNIPESSOAL LDA

(KEOPS)
Av. do Pacifico Lote 1.05.01 - 1203
-
P-1990-291-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351213969851
Fax:213900499
Email:keops@keops.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:13-09-2007 /

Text available in

KEOPS multimedia desenvolve o seu trabalho na área das novas tecnologias de informação. Em actividade desde 2000, é constituída por uma equipa de colaboradores que, tendo desenvolvido trabalhos em outras empresas da mesma área, então se associaram para criar e desenvolver soluções ousadas, aliciantes e dar resposta eficaz aos interesses e necessidades dos seus clientes. Para que o trabalho da empresa possa ser continuamente avaliado, mantemos on-line no site www.keops.pt informação actualizada dos nossos trabalhos e áreas de intervenção. Por esse motivo, faz-se um convite a visitá-lo. Os serviços que prestamos abrangem vários campos e reflectem um elemento essencial comum: utilização e aplicação das novas e emergentes tecnologias como recurso valioso para o negócio dos clientes. O vasto leque de soluções que podemos apresentar, responderá globalmente às exigências de cada negócio nas seguintes áreas: WebDesign Com recurso às mais diversas e variadas tecnologias, a equipa KEOPS projecta e concebe sites de carácter estático ou dinâmico, de acordo com as necessidades de cada projecto. Fornecemos, para tanto, a solução adequada a nível de Alojamento e Marketing Estratégico, procurando sempre a resposta certa, quer se trate de um simples site para a Internet ou de uma solução de Comércio Electrónico, um Portal, uma Intranet ou de uma Extranet. Multimédia O recurso ao auxílio do som e da imagem aumentam, comprovadamente, o sucesso do processo de informação. A KEOPS desenvolve CD-Rom’s, DVD’s e Quiosques Multimédia para a divulgação de informação neste contexto. Identidade Na KEOPS, não só garantimos a colaboração de designers gráficos, que desenvolvem Logotipos e Estacionários, como elaboramos documentos em Word, de acordo com a imagem definida – “Template”. Estes documentos digitais, v.g. papel de fax, cartas e envelopes, propostas, memos, etc... são indispensáveis à coesão da imagem de uma empresa. SMS Com a expansão do mercado de telemóveis, evidenciou-se um novo meio de comunicação muito eficaz: as mensagens SMS. Baseada nesta tecnologia, a KEOPS apresenta soluções ideais para empresas que pretendam divulgar as suas acções ou informações a clientes, fornecedores ou colaboradores. Formação O desenvolvimento das suas capacidades a nível informático potencia que o trabalho seja elaborado de forma mais segura, melhor e mais rápida. O reconhecimento pela sua boa prestação e a capacidade de dominar o actual mundo digital potenciará, também, a sua evolução e ajudá-lo-á a desenvolver e a atingir os seus objectivos profissionais. Consultoria Como a nossa actividade profissional se insere em várias áreas da informática, estamos em condições privilegiadas para o orientar de forma eficaz na escolha das melhores opções a nível tecnológico, para a sua empresa. Porque defendemos, em cada caso, uma situação de parceria com o nossos clientes, orientamo-nos segundo princípios fundamentais quanto a: investimento, solução e implementação.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Miguel Madeira Miguel +351934524534 keops@keops.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


MUNICIPIO DE LISBOA

(CML)
Edifício dos Paços do Concelho Praça do Município
-
P-1149-014-LISBOA Lisboa

Tel:+351213236224
Fax:213236229
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:26-04-2004 /

Text available in

Instituição pública de carácter local, que tem por objectivos a intervenção em diversas áreas, tais como: - Acção Social - Administração Geral - Auditoria - Comércio e Abastecimentos - Criança e Educação - Cultura - Desporto - Espaço Público - Espaços Verdes - Finanças - Habitação Social - Higiene Urbana, Resíduos Sólidos e Gestão Cemiterial - Infra-estruturas Viárias - Juventude - Licenciamento Urbanístico e Reabilitação Urbana - Manutenção e Conservação das Instalações e Equipamentos Electromecânicos e Eléctricos - Modernização Administrativa e Gestão da Informação - Obras Municipais - Património - Planeamento Urbanístico - Recursos Humanos - Reparação e Manutenção Mecânica - Saneamento e Protecção Ambiental - Segurança e Protecção Civil - Trânsito - Turismo



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Cristina Gonçalves Cristina +351213944357 Cristina Gonçalves Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Universidade Católica Portuguesa

(UCP)
Palma de Cima
-
P-1649-023-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351217265817
Fax:217260546
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:13-09-2007 /

Text available in

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) é uma universidade pública não estatal, criada em 1967 a pedido dos Bispos Portugueses ao abrigo da Concordata entre a Santa Sé e Portugal, canonicamente erecta pela Congregação da Educação Católica, e reconhecida pelo Estado Português em 1971. Actualmente o seu enquadramento jurídico obedece ao disposto no Decreto-Lei nº 128/90, de 17 de Abril. Existe em Portugal uma única Universidade Católica que, desde o início, adoptou uma estrutura regional, indo ao encontro das necessidades locais. Nasceu em Braga (1967) e rapidamente se expandiu para Lisboa, onde se encontra a sede (1968), Porto (1978), Viseu (1980), Figueira da Foz e Leiria (1991). Em 1999 abriu uma extensão da Escola Superior de Biotecnologia nas Caldas da Rainha e a criação da Faculdade de Engenharia, no campus de Sintra. As faculdades localizadas fora da sede e as extensões de cursos agrupam-se em núcleos com a designação de Pólos e de Centros Regionais. Os cursos que ministra e os graus que confere têm o mesmo valor e produzem os mesmos efeitos que os das Universidades estatais.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sofia Poupinha Sofia +351965624612 sofia_poupinha @hotmail.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

E-RE@L - REDE PARA A EMPREGABILIDADE NA ALTA DE LISBOA

Rationale

Text available in

- População realojada: Do total de 1755 agregados familiares, cerca de 41,4 % é bastante jovem, ainda a cargo das famílias, situando-se numa condição de não contribuição activa, remetendo para a presença de nº considerável de situações de procura do primeiro emprego, que poderão ter uma resposta junto do projecto. No que diz respeito à população adulta esta tende a trabalhar nos sectores da construção civil, segurança e limpeza e em profissões ligadas à reparação (electricistas e mecânicos). Existe um plano urbanístico que congrega zona de realojamento com zona de habitação privada (Com cerca 3000 agregados de habitação privada), esta última apontando como deficitária a escassa oferta de serviços de proximidade como: empregada domésticas, cozinheiros, amas, etc.Tecido empresarial:A existência de um tecido empresarial nas duas freguesias do território no sector do comércio a retalho e restauração (conhecem-se 520 registos de pequenas empresas no sector do comércio e 246 no sector da restauração e bebidas), deve ser um aspecto a explorar, uma vez que o desemprego pouco qualificado tende a apresentar-se nessas mesmas áreas; Ao mesmo tempo a detecção de necessidades concretas dos empregadores nas seguintes áreas de competência: administrativa, TIC e inglês, torna imperativo a sua formação nestas áreas a fim de dar respostas efectivas.A pesar do nível baixo de instrução da população, esta tem acesso às TIC e apresenta apetência para o seu desenvolvimento (sobretudo os jovens); Instituições: Do ponto de vista das instituições verifica-se um balanço positivo de algumas práticas de articulação institucional e inter profissionais, gerando busca de novos relacionamentos e interdisciplinaridade. Foi sentido um compromisso em se desenvolver um circuito integrado de formação e emprego, não obstante a perda de algumas dinâmicas comunitárias devido à dispersão territorial provocada pelo realojamento , - População realojada-Os Problemas centrais desta população tendem a situar-se em: Baixa auto estima; Défice de competências pessoais e sociais; Inexistência de projectos de vida; Insucesso abandono e absentismo escolar;Falta de iniciativas de associativismo e de carácter cívico;Delinquência juvenil; Famílias desestruturadas;Exclusão social e comportamentos de risco;Fenómenos de marginalização social e étnica;Na problemática do emprego, verifica-se, que só 58% da população activa estabelece como principal fonte de rendimento,o trabalho,a restante vive de subsídios, pensões, com mais de metade, ganhando a baixo do salário mínimo nacional. A taxa de actividade, que ronda os 46.3%, e o desemprego os 20%, mostra presença de trabalho não declarado, rotativo, sem protecção social ou vínculos laborais precários. Tal conduz ao inevitável envolvimento em actividades ilícitas como forma de suplantar essa precaridade. Os jovens sentem um forte desajustamento na passagem do meio escolar, para o meio laboral, e quando envolvidos em processos de inserção, a inexistência de acompanhamento em todas as fases.A falta de respostas concretas no território, dada a inexistência de estruturas locais de apoio à formação e à empregabilidade, é ainda outra ameaça.Tecido empresarial: O mercado de trabalho para este público com baixas qualificações profissionais e escolares (com a presença de ilitracia em todas as camadas da população), mantém-se ainda pautado por dinâmicas de selectividade e fechamento defensivo, havendo, no entanto, falta de mão de obra em algumas profissões que se encontram socialmente desvalorizadas.Instituições:Verifica-se uma insatisfatória articulação entre serviços e equipas locais de apoio à população; Déficits na capacidade de partilhar recursos e instrumentos comuns, o que gera processos de acompanhamento pouco integrados aos públicos. A existência de um dispositivo local congregador que possa melhorar os desfasamentos entre procura e oferta, torna-se um imperativo.

dot Top


Objective

Text available in

O projecto será desenvolvido numa zona de realojamento de Lisboa, designada Alta de Lisboa, abrangendo as freguesias da Charneca e Lumiar. Assenta nas seguintes ideias- chave:1)Constatação que a população jovem tende a apresentar dificuldades na passagem do meio escolar para o meio laboral, e falta de perspectivas ao sistema formal de ensino, dada a desadequação das suas qualificações, competências, expectativas e conhecimentos. 2)No pressuposto que, embora o número considerável elevado de instituições sectoriais e locais, actuantes no presente território, ao nível do atendimento e integração da população, é sentido por todas um desconhecimento mútuo das actuações de cada uma, e déficit na partilha de recursos e de informação.3)Na constatação da dificuldade em gerar nas instituições locais respostas de acompanhamento. Na generalidade, parece existir um acompanhamento deficitário dos percursos de inserção. Assim sendo, propõe-se promover o encontro e o trabalho conjunto entre as estruturas locais e sectoriais que actuam ao nível da inserção sócio profissional e dos grupos alvo, a partir de uma parceria alargada, promovendo o desenvolvimento de metodologias que operacionalizem o trabalho em rede e possibilitem percursos integrados de inserção.O trabalho em rede e a continuidade na transição dos processos, a valorização de percursos individualizados baseados na identificação das necessidades das empresas, permitirão, a técnicos e a jovens desempregados, novas oportunidades de acesso à informação. Esta abordagem terá como produto final a construção de uma plataforma tecnológica de base local disponibilizada a técnicos e destinatários, para a gestão dos seus percursos de inserção, em permanente ligação com um fórum entre serviços e técnicos, com a participação regular dos vários interlocutores. Propõe-se igualmente experimentar metodologias de formação em posto de trabalho como resposta mais adequada às expectativas dos destinatários e como uma estratégia de aproximação ao mundo empresarial. Apresenta igualmente uma forte aposta na sensibilização ao mundo empresarial para a inserção deste público alvo e na importância de ter nas suas empresas mecanismos de recrutamento sem descriminações,assentes na responsabilidade social.Propõe-se ainda valorizar a aquisição de competências sociais e pessoais, como forma de aumentar a empregabilidade, insistindo na importância do reconhecimento de competências para uma reintegração real no mercado de trabalho. Acentua a importância de trabalhar a responsabilização dos diversos grupos da comunidade, a partir da criação de redes de voluntariado, promovendo a existência de um banco de tempo, assente na complementaridade de serviços e competências.Finalmente pretende incentivar a escola a ter um papel activo junto do mercado de trabalho, tentando facilitar a sua articulação com projectos que trabalhem na área do emprego e inserção, e criando dinâmicas de relacionamento e comunicação entre as empresas e as escolas.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics