IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Rumos de Futuro - Da Prisão para a Inclusão ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Direcção-Geral dos Serviços Prisionais
Other national partners : A.N.J.A.F.-ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS PARA A ACÇÃO FAMILIAR
AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa
ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários
CIDATER - COOPERATIVA DE ENSINO E CULTURA CRL
CIRIUS CENTRO INVESTIGAÇÃO REGIONAIS E URBANAS
Estabelecimento Prisional de Sintra
MUNICIPIO DE SINTRA
SANTA CASA DA MISERICORDIA DA AMADORA
Universidade Católica Portuguesa
EQUAL theme :Employability - (Re-)integration to the labour market 
Type of DP :Geographical - Other - LISBOA E VALE DO TEJO 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2004-031 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :06-10-2005 
Last update :11-03-2008 
Monitoring: 2005  2006   

Rationale

Text available in

- State interest on the implementation of legal disposes to social reinsertion of prisoners, namely by the application of the “Individually Readaptation Plan” (PIR), and the involvement of civil society. The increase of unemployment did not incede in a equal way in every sectors of economic activity. The lost of capacity to absorb workers in the primary sector and same activities of secondary sector (heavy industry and civil construction) was in part counterbalance whit the dynamism of tertiary sector (exceed sale by retail, repairing of personal and domestic estate and equipment, hotel and restoring business) and same activities of secondary sector (exceed edition and impression). In alternative to the insertion in existing productive units the self employment could be a solution whit possibility of success . Today, the EPS have more than 70 hectares of agricultural/forestall area, a panoply of officinal spaces and a group of structures that whit one adequate intervention could increase it own capacity for administrate professional formation (exceed the historical building once it localisation and dimension permit an integrated and complementary use whit the School Centre in functions). Be on it potential, EPS shoes dynamism (whit initiatives that try to answer to same of the problems identify) and complementary professional experience to put together whit the group of partners mobilise to the project. At last, the prisoners (notwithstanding the deficit) follow the increase sensibility to the matter of equality between man and woman. , - Attempt to factors related whit social stigmatisation, auto-discrimination, inconstancy about assuming compromises, low school qualification, professional past marked by unemployment our precarious employment normally in activities without exigency, the (ex)prisoners have enormous difficulties in the access and keep a job. Context that allied whit social isolation and drugs dependence became propitious to the reproduction of criminals practices and the cycles of social exclusion throw generations. The EPS have difficulties in answer to all the necessities of the prisoners due to lack of human resources (especially prison guards and skilled technician) and financier resources, as lack of competence in specific areas like communication, services articulation and pedagogic relationship whit prisoners. As a consequence subsist factors like: inefficacious in the reinsertion work, professional valuation excessively based on disciplinary aspects; non recognise of professional activity during de reclusion period; non-advantage of the potential of the framework where the EPS it establish. This difficulties increases whit the high taxes of rotation of the prisoners and the non-existences of one actualised data base about prisoners. The present ideology have the inclination to considered the prisoners activities by the point of view of occupation, instead of the professional qualification based on a life project. The employer present resistance in working whit the national state and european social-professional and formation support programmes.

dot Top


Objective

Text available in

Construct, develop and realize intervention experiences among prisoner, ex-prisoner and there family, whit the finality of creating disseminate products for use of organisations who work whit this population. The project foresee to concretize a collection of answers resulting of: - Management of cases, through motivational and vocational orientation, for self assumption of a life project. - Formation on personal/social/parental/labour competence; professional formation and self employment formation, following a logic of precedence and complementary - Social-professional insertion, acting on professional, family and community sphere to prepare the return of the prisoners to free ambient, promoting there employ by collaborating whit enterprises, professional formation organisations and other social existing answers.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place **
Work placement **
Job rotation and job sharing **
Employment aids (+ for self-employment) **
Integrated measures (pathway to integration) ***
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff *
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Work organisation, improvement of access to work places **
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features **

Type of innovation Rating
Process-oriented ****
Goal-oriented ***
Context oriented ****

dot Top


Budget Action 2

1 500 000 – 2 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  0.0%  66.6% 
Employed  0.0%  0.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  16.7%  16.7% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  20.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  16.7%  63.3% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  16.7%  83.3% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  66.6% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  16.7%  16.7% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  3.3% 
25 - 50 year  16.7%  76.7% 
> 50 year  0.0%  3.3% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Support to entrepreneurship **
Disabilities *
Low qualification **
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
3663 CARAVEL BEfr 57
IT IT-G2-SAR-040
UKgb 138

dot Top


Background

 

N.C.

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Direcção-Geral dos Serviços Prisionais Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
A.N.J.A.F.-ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS PARA A ACÇÃO FAMILIAR
AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa
ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários
CIDATER - COOPERATIVA DE ENSINO E CULTURA CRL
CIRIUS CENTRO INVESTIGAÇÃO REGIONAIS E URBANAS
Estabelecimento Prisional de Sintra
MUNICIPIO DE SINTRA
SANTA CASA DA MISERICORDIA DA AMADORA
Universidade Católica Portuguesa

dot Top


Agreement Summary

Text available in

Resumo do Acordo de PD Os parceiros acordam: 1. Objectivos comuns 1.1 Desenvolver em conjunto o projecto acima referenciado, cujo diagnóstico, objectivos, actividades, resultados e processo de avaliação, e plano de financiamento se descrevem no formulário de candidatura à acção 2. 2. Estruturas e processo de funcionamento da Parceria 2.1 Criar à partida as seguintes estruturas de gestão e funcionamento: Reunião de PD, Reunião Coordenação por Áreas de Actividade e Reunião de Grupos de Trabalho 2.2 Implementar o seguinte processo de tomada decisão (destacar nomeadamente processos de dos parceiros, mecanismos que promovam a igualdade de género, etc.): Mecanismos e instrumentos (internet, reuniões, outros) para auscultar as propostas, constrangimentos do parceiros e iniciar um processo de discussão e decisão, em que prioritariamente as decisões sejam tomadas por procura de soluções comuns, o que implica negociação, no caso de ser impossível decidir pela maioria. Incentivar, de igual forma, a participação na tomada de decisão e apresentação de propostas a homens e mulheres e equilíbrio na representação nas várias estruturas de gestão e funcionamento. 2.3 Assegurar a transparência da informação interna relativa ao projecto e à parceria, que será disponibilizada a todos os parceiros da seguinte forma ( ex. recurso às TIC...): Recurso a sistema de intranet, sítio, e-mails enNas reuniões de diferentes níveis (execução das actividades). 2.4 Assegurar que a difusão pública dos resultados do projecto, finais ou provisórios, só será efectuada após anuência do(s) parceiro(s) envolvido(s) na sua concepção. 3. Recursos técnicos 3.1 Assegurar estabilidade nos recursos técnicos afectos ao projecto. 4. Ajustamento da parceria 4.1 Proceder ao ajustamento da parceria, à saída ou entrada de novos parceiros, ou eventual revisão deste Acordo, nomeadamente se a avaliação do projecto o indicar como necessário.

Last update: 11-03-2008 dot Top


Direcção-Geral dos Serviços Prisionais

(DGSP)
Travessa da Cruz do Torel, 1
-
P-1150-122-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351218812200
Fax:218853653
Email:dirgeral@dgsp.mj.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Evaluation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-11-2007 /

Text available in

A DGSP é um órgão auxiliar da administração judiciária que se integra no Ministério da Justiça.São sua principais atribuições:a)Efectuar estudos; propor medidas e definir normas e técnicas de actuação no âmbito dos seus objectivos;b)Superintender na organização e funcionamento dos serviços de detenção, execução de penas e medidas de segurança;c)Promover as acções necessárias ao aproveitamento e desenvolvimento dos recursos humanos e materiais afectados aos serviços, tendo em vista a realização eficaz dos seus objectivos.A DGSP, para fomentar o ensino profissional e a aquisição e manutenção de hábitos de trabalho, organizará o funcionamento de oficinas e de explorações agro-pecuárias que, além da aprendizagem de artes e ofícios, possibilitem a participação dos reclusos em actividades de produção. Uma das unidades orgânicas da DGSP é o Estabelecimento Prisional de Sintra, que tem como missão garantir a execução das medidas privativas de liberdade determinadas pelos Tribunais, contribuindo para a defesa da sociedade e orientada para a reintegração social dos reclusos, proporcionando-lhes condições que permitam conduzir a sua vida futura de modo socialmente aceite e responsável, sem praticar crime. A DGSP-EPS assumirá a interlocução do projecto.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Fátima Andrade Corte Maria +351219230038 fatima.corte@dgsp.mj.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


A.N.J.A.F.-ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS PARA A ACÇÃO FAMILIAR

(ANJAF)
Travessa do Godinho, Nº2 - Lt13
-
P-2790-354-QUEIJAS Oeiras

Tel:+351213845690
Fax:213867775
Email:geral@anjaf.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:30-04-2004 /

Text available in

A ANJAF, é uma Associação sem fins lucrativos que tem por fim estimular a solidariedade entre os jovens, a família e a comunidade, promovendo os valores da igualdade, da justiça e do progresso, através de acções concertadas de desenvolvimento económico, social e cultural, que assegurem a representatividade, participação e intervenção, de modo a garantir a salvaguarda dos direitos, interesses e expectativas das novas gerações. A ANJAF foi constituída em 23/02/89 e a sua publicação no Diário da República - III Série, data de 13/05/89, sendo uma associação reconhecida como uma pessoa colectiva de utilidade pública, conforme consta do despacho publicado no "Diário da República", II Série, n.º253, de 31 de Outubro de 2001. A ANJAF tem como objectivos de intervenção a realização de actividades que contribuam para promover a integração sócio-profissional e o desenvolvimento sócio-cultural dos jovens em particular, e de todos os grupos expostos ou em situação de exclusão, com vista à promoção de coesão do tecido social



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Isidro de Brito Isidro +351213845690 geral@anjaf.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


AERLIS - Associação Empresarial da Região de Lisboa

(AERLIS)
Rua S. Salvador da Baía, Ed. Aerlis, Pq Poetas
-
P-2780-017-OEIRAS Oeiras
-

Tel:+351210105000
Fax:210105001
Email:aerlisoeiras@aerlis.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-11-2007 /

Text available in

AERLIS é uma associação Empresarial sem fins lucrativos, de utilidade pública e com âmbito distrital. A Associação foi criada em 12 de Fevereiro de 1992. A AERLIS tem por fim promover o desenvolvimento das actividades económicas do Distrito de Lisboa nos domínios técnico, económico, comercial, associativo e outros e assegurar aos seus associados uma crescente participação nas decisões e nos programas que com essas actividades se relacionem. A Missão da AERLIS traduz-se desta forma na prestação de serviços de elevada qualidade às empresas de Lisboa, tornando-as mais competitivas nos mercados em que operam, para além da representação dos seus associados e defesa dos seus interesses.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Rita Ferreira Ana +351210105000 a.rita@aerlis.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários

(ANJE)
Casa do Farol, Rua Paulo da Gama
-
P-4169-006-PORTO Porto
-

Tel:+351220108000
Fax:220108010
Email:anje@anje.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Employers' organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE PORTO
Date of joining / leaving:28-11-2007 /

Text available in

A ANJE é uma associação privada sem fins lucrativos e declarada de Utilidade Pública. Através da reunião dos jovens empresários portugueses, visa a satisfação dos interesses comuns e o melhor desenvolvimento das suas actividades profissionais, nomeadamente nas vertentes de formação, informação, apoio técnico e, no geral, na representação dos interesses e na identificação e estabelecimento dos meios e instrumentos que permitam o acesso à função e desenvolvimento da actividade empresarial. Das actividades desenvolvidas destacam-se as de apoio à criação de empresas criadas por jovens através dos ninhos de empresas e Centros Empresariais, o apoio ao investimento através de Sistemas de Incentivos; o apoio ao Empreendedorismo através da Academia dos Empreendedores, o apoio à promoção e internacionalização de marcas portuguesas através do Portugal Fashion e dos Sabores de Portugal; a Formação Profissional que se dirige para jovens empresários, quadros de empresas e ainda para candidatos à inserção na vida activa. Esta formação de carácter empresarial e com base no empreendedorismo, assenta na experiência do corpo formativo e na criteriosa selecção dos formandos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Mário Luís Vidal Pires Genésio Mário +351220108000 anje@anje.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


CIDATER - COOPERATIVA DE ENSINO E CULTURA CRL

(CIDATER)
CAMPO GRANDE, 376
-
P-1749-024-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351217515574
Fax:217577006
Email:j.zaluar@ulusofona.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:28-11-2007 /

Text available in

A CIDATER – Cooperativa de Ensino e Cultura CRL - foi fundada a 17 de Dezembro de 2004, resultando da associação de docentes e investigadores da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), como forma de responder ao desafio premente de uma maior ligação entre o ensino/investigação e a sociedade. Foi este o enquadramento que deu origem ao seu objecto, que passa pela realização e o apoio a iniciativas de carácter educativo, cientifico, cultural e social, privilegiando uma acção em território português e nos países lusófonos. Destacam-se as seguintes áreas de intervenção: Investigação na área das ciências sociais; Intervenção e avaliação de projectos sociais; estudos de caracterização sócio-urbana; projectos de requalificação urbana e arquitectura



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Simão Cardoso Leitão Simão +351217515574 cidater@ulusofona.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


CIRIUS CENTRO INVESTIGAÇÃO REGIONAIS E URBANAS

(CIRIUS)
RUA MIGUEL LÚPI, 20 - GAB 406
-
P-1249-078-LISBOA Lisboa

Tel:+351213906275
Fax:213906275
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:21-03-2005 /

Text available in

O CIRIUS - Centro de Investigações Regionais e Urbanas, é um centro de investigação do ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão, dotado de personalidade jurídica na forma de associação privada sem fins lucrativos, que iniciou as suas actividades em Outubro de 1988. O CIRIUS tem como principais objectivos: - Reflectir sobre a dinâmica espacial da economia, em particular da economia portuguesa; - Estudar, aperfeiçoar e divulgar métodos de análise e instrumentos de política e planeamento, que contribuam para um rigoroso conhecimento da problemática do espaço; - Colaborar com a Universidade, nos seus objectivos de investigação e de carácter pedagógico, envolvendo nas suas actividades, quer outros investigadores, quer os seus alunos de doutoramento, mestrado ou licenciatura; - Prestar serviços à Comunidade, em particular quando se revelar possuírem carácter inovador, quer pelo seu conteúdo, quer pela metodologia que adoptam. O número de trabalhadores referido em campo anterior reporta-se aos associados,. A CIRIUS não tem trablhadores contratados, por este motivo não possui número de segurança social.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Vítor Manuel Álvares Escária Vítor +351213922806 vescaria@iseg.utl.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Estabelecimento Prisional de Sintra

(EPS)
Quinta do Bom Despacho
-
P-2710-515-SINTRA Sintra

Tel:+351219119700
Fax:219234338
Email:epsintra@dgsp.mj.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:30-04-2004 /

Text available in

O EPS tem como missão garantir a execução das medidas privativas de liberdade determinadas pelos Tribunais, contribuindo para a defesa da sociedade e orientada para a reintegração social dos reclusos, proporcionando-lhes condições que permitam conduzir a sua vida futura de modo socialmente aceite e responsável, sem praticar crime.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria de Fátima Andrade Corte Maria +35121 911978 epsintra@dgsp.mj.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


MUNICIPIO DE SINTRA

(CMS)
Largo Dr. Vergilio Horta
-
P-2714-501-SINTRA Sintra
-

Tel:+351219238665
Fax:219238544
Email:damc@cm-sintra.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-11-2007 /

Text available in

A entidade desenvolve as suas actividades no âmbito das competências que estão legalmente definidas para uma Autarquia Local (Lei N.º 159/99, de 14 de Setembro). Neste enquadramento, os municípios dispõem de atribuições nos seguintes domínios: equipamento rural e urbano, energia, transportes e comunicações, educação, património, cultura e ciência, tempos livres, desporto, saúde e acção social, habitação, protecção civil, ambiente, saneamento básico, defesa do consumidor, promoção do desenvolvimento, ordenamento do território e urbanismo, polícia municipal e cooperação externa.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Eduardo Quinta Nova Eduardo +351219267080 equintanova@cm-sintra.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


SANTA CASA DA MISERICORDIA DA AMADORA

(SCMA)
ESTRADA DA PORTELA - QTA. DAS TORRES - BURACA
-
P-2720-461-AMADORA Amadora
-

Tel:+351214722200
Fax:214722212
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Organisation providing support and guidance for disadvantaged groups
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-11-2007 /

Text available in

A Santa Casa da Misericórdia da Amadora é uma Instituição privada que desenvolve a sua actividade no Concelho da Amadora. Tem como Missão “ Servir com qualidade”. A Misericórdia da Amadora desenvolve a sua actividade nas áreas da Infância, juventude e terceira idade. Dinamiza actividades de inserção social, educação, formação e voluntariado. Actualmente conta com vinte sete valências, dando resposta a cerca de 2000 utentes/dia.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Manuel José Monteiro Girão Manuel +351214722200 direccaogeral@misericordia-amadora.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top


Universidade Católica Portuguesa

(UCP)
Palma de Cima
-
P-1649-023-LISBOA Lisboa
-

Tel:+351217265817
Fax:217260546
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:23-11-2007 /

Text available in

A Universidade Católica Portuguesa constitui-se como uma comunidade académica que contribui para a defesa e o desenvolvimento da pessoa humana e do seu património cultural mediante a investigação, o ensino e os serviços prestados. É uma presença no mundo universitário português que se caracteriza por uma visão cristã do homem, dando um contributo específico ao conjunto dos conhecimentos. A UCP é reconhecida pelo Estado como instituição universitária livre, autónoma e de utilidade pública. É uma Universidade nacional, espalhada por quatro Centros Regionais em Portugal (Braga, Porto, Beiras e Lisboa), e um Instituto em Macau. Distribuída por 19 unidades básicas, a Universidade Católica Portuguesa oferece actualmente 47 licenciaturas, mais de quatro dezenas de Pós-Graduações, Mestrados e Doutoramentos, frequentadas por 12.000 alunos e nas quais ensinam cerca de 1.000 professores. O Centro de Estudos de Serviço Social e Sociologia encontra-se inserido na Faculdade de Ciências Humanas e foi criado em 2003. Desde então o CESSS tem procurado desenvolver conhecimentos científicos no âmbito do Serviço Social e da Sociologia, bem como questões relacionadas com a emergência e solução de problemas sociais, em termos de coesão e inserção dos indivíduos e comunidades. Neste sentido, conta com estudos em vários domínios, por encomenda de instituições de natureza diversificada.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Ana Carolina Vilas-Boas Ana +351217214209 carolinavboas@hotmail.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 11-03-2008 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

RUMOS DE FUTURO - DA PRISAO PARA A INCLUSAO

Rationale

Text available in

- Interesse estatal na implementação dos dispositivos legais que impõem a realização de esforços no sentido da reinserção social de reclusos, nomeadamente pela aplicação do Plano Individual de Readaptação (PIR) e o envolvimento da sociedade civil. Ainda contextualmente, o aumento do desemprego não atingiu por igual todos os sectores de actividade económica. A perda de capacidade de absorção de mão-de-obra por parte do sector primário e de algumas actividades do sector secundário (nomeadamente da industria pesada e a construção civil), foi em parte compensada pelo dinamismo do sector terciário (destacam-se a venda a retalho, reparação de bens e equipamentos pessoais e domésticos, a hotelaria e a restauração) e de algumas actividades do sector secundário (destaca-se a edição e a impressão). Em alternativa à inserção em unidades produtivas já existentes (em relação às quais é preferível apostar na pequenas e médias empresas), o auto-emprego e o empreendedorismo, especialmente pela criação de serviços de proximidade e de apoio à família podem ser uma solução com possibilidades de sucesso. Actualmente, o EPS dispõe de mais de 100 hectares de área agrícola/florestal, espaços oficinais e um conjunto de edifícios que merecendo uma intervenção adequada podem aumentar a sua capacidade de formação e profissionalização (destaca-se o Edifício Histórico que pela sua localização e dimensão pode ser utilizado numa lógica integrada e complementar em relação ao Centro Escolar em funcionamento). Junta-se o dinamismo do EPS (com iniciativas que procuram responder a algumas dos problemas identificados), a experiência dos seus funcionários e o âmbito de intervenção complementar do conjunto de parceiros mobilizados no quadro deste projecto. Finalmente, apesar de um enorme défice na questão da IO, apresentado pelos reclusos, verificou-se que acompanham a crescente sensibilidade social para a questão. , - Fruto de factores relacionados com a estigmatização social e a auto-marginalização, a inconstância quanto aos compromissos assumidos, as baixas qualificações escolares, um passado profissional marcado pelo desemprego, pelo emprego precário e pelo envolvimento em actividades pouco exigentes a população (ex)reclusa encontra dificuldade no acesso e manutenção de emprego. Situação que, aliada à fragilidade dos laços de familiares, ao isolamento social e ao consumo de estupefacientes torna-se propicia à reprodução de práticas criminais e à manutenção dos ciclos de exclusão social inter-geracionais. O EP encontra dificuldades em responder às necessidades da população reclusa, não só devido à insuficiência de recursos humanos (especialmente guardas prisionais e técnicos) e financeiros, como ainda às necessidades de formação do pessoal do EP, em competências específicas (comunicação, articulação entre serviços e relação com reclusos. Como consequência subsistem factores, como: ausência de um acompanhamento eficaz; uma avaliação excessivamente fundamentada nos aspectos disciplinares; o não reconhecimento da actividade profissional desenvolvida durante o período de reclusão; e um subaproveitamento do potencial da quinta. As dificuldades sentidas aumentam dado a elevada taxa de rotatividade da população reclusa (fruto da duração das penas) e a ausência de uma base de dados actualizada e de fácil manipulação por todos os serviços existentes. Como enquadramento, a ideologia que prevalece tende a considerar as actividades realizadas pelos reclusos essencialmente do ponto de vista da ocupação, ao invés de acentuar a sua dimensão habilitante e profissionalizante sedimentada na criação de um projecto de vida. Acresce que na generalidade dos casos, as entidades empregadoras apresentam muitas resistências em trabalhar com o conjunto variado de programas de apoio estatais e comunitários destinados à inserção e formação sócio-profissional.

dot Top


Objective

Text available in

Construir, desenvolver e monitorar experiências de intervenção junto da população reclusa, ex-reclusa e famílias, com a finalidade de criar produtos dissemináveis a entidades que actuem junto destas populações-alvo. O projecto prevê concretizar um conjunto variado de respostas, traduzido em: . Gestão de casos, ao nível da orientação motivacional e vocacional, com vista à construção do seu projecto de vida. . Formação em competências pessoais/sociais/parentais/laborais, formação profissional e formação em auto-emprego, numa lógica de precedência e complementaridade. . Inserção sócio-profissional, actuando na esfera familiar e da comunidade para preparar o regresso dos reclusos e na esfera profissional, promovendo a empregabilidade junto de empresas, entidades de formação profissional e outras respostas existentes no tecido social.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics