IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 "EMAS" - Estratégias de Marketing Social no Concelho de Vila Franca de Xira ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : CEBI - Fundação para o Desenvolvimento Comunitário de Alverca
Other national partners : CCS - Cultura e Comunicação Social, S. A.
ESPAÇO E DESENVOLVIMENTO - Estudos e Projectos, Lda.
Freguesia de Alverca do Ribatejo
EQUAL theme :Employability - (Re-)integration to the labour market 
Type of DP :Geographical - Other - LISBOA E VALE DO TEJO 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-236 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :11-09-2002 
Last update :28-10-2005 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

The concrete expression of unemployment and social exclusion is, usually, related to the territorial and social context where it happens, that is why it is so essential and necessary the involvement of local entities in projects' implementation and in the search for answers and solutions for the problems. Simultaneously, it is also important the partaking of the disadvantaged population, as they are the focus group of the actions, and who will benefit more directly from its results. In this way, its is required a multidimensional intervention where the main players are: (i) The third sector institutions and the trainning entities working in the field of employability of groups with problems of insertion in the labor market - responsibility of involving the disadvantaged groups and stimulating its capacities, implementing strategies of Social and Professional Marketing and creating social and professional opportunities (employability of disadvantaged groups); (ii) The employers - identification of characteristics and positive behaviors (capacities and competences) in the disadvantaged groups and the responsibility of implementing Professional Marketing strategies and creating employment opportunities (integration of disadvantaged groups); and (iii) Individuals with professional integration difficulties - personal (self-)valorization and reinforcement of competences, enterprising spirit, and economic capacity (integration in the labor market). This work with the local entities and with the direct beneficiaries of the process is justified as the professional insertion of individuals: (a) is directly related with the employment that can be created, which depends on the local conditions - market, economic initiatives and local opportunities and needs; (b) implies a (self-) valorization and the reinforcement of competences and an enterprising spirit, for what is indispensable to motivate individuals and make them able to recognize their capacities and potential; (c) results of their acceptance by the employers and of the capacities of these ones to mobilize new workers to their enterprises, through the dissemination of success cases (good practices) and the definition of lacking professional profiles; (d) depends on the social entities capacity to promote and disseminate employment incentives and good practices in the field of employability, among disadvantaged groups and employers; and ultimately; (e) Drives from the existence of technicians working in the field of social marketing (responsible for the social change) able to implement strategies orientated to the employability and to change mentalities, habits and work methods, among employers and individuals facing professional and social insertion difficulties. The basic principle behind this type of intervention is that the proximity to the community where the project is implemented is essential for the success of the intervention and to create "real" partnerships. This implies an accurate definition of the message to disseminate, through the involvement of local entities and of the target-group, and through the clear identification and definition of the problem and the good practices. In this perspective, the success of professional insertion of disadvantaged groups is related with the idea that social/professional marketing actions bring benefits to the disadvantaged individuals (personal/individual marketing), to the local entities/institutions, namely the ones working in the filed of professional integration (social and professional marketing) and to the employers (professional marketing). Nevertheless, it is verified that, in a general way, the strategies of social marketing have no expression in Portugal and the few existing examples of social marketing are closer to commercial marketing than social marketing, therefore most of the time they don't reach the desired/expected results. In reality, the basic difference between the social marketing and the commercial marketing, it is not related with the applied methods, but with the objectives and intentions behind the actions. In fact, the concept of social marketing combines the techniques used by the commercial marketing with the traditional approaches of social change - "The design, implementation and control of programs aimed at increasing the acceptability of a social idea or practice in one or more group of target adopters" (www.novartisfoundation.com). In the employability of disadvantaged groups there is only one message despite the various recipients and instruments - "the disadvantaged groups have potential and capacities that can and should be recognized". The social change behind this message is the capacity of auto-promotion by the disadvantaged groups, and the acceptance of these groups by the employers. A. Disadvantaged groups - to let them know that other individuals with similar problems are integrated in the labor market; B. Employers - to let them know other employers that have disadvantaged individuals working in their enterprises. The design of a Social Marketing project should have in consideration different stages (usually six): 1st To analyze and to characterize the target-group; 2nd To identify the target groups/markets/territories of the institutions; 3rd To define the message to disseminate; 4th To conceive the social "products" that are necessary for achieving the desired behavior changes; 5th To choose the "media" services; and 6th To define the entity/institution's marketing mix (product, price, place of sale, promotion and participation). Contrarily to the expected (that was thought that, in Vila Franca de Xira, there were, on one side, serious problems of professional integration of disadvantaged groups, and on the other, enough examples of good practices that justified a social marketing strategy in the field of dissemination of employability success cases): (i) the identified "good" practices were not the expected ones for a social/professional marketing program; (ii) the unemployment cases identified usually have immediate and effective answers; (iii) the employers show receptivity to employ disadvantaged individuals, but they have difficulty in finding people that want to work. Through the Study Cases, applied to local social institutions, employers, and individual that were helped in their professional insertion, it was possible to conclude that: - There is an almost widespread ignorance, on the part of the social institutions and employers, of what is the social marketing (concept, definition and strategies); - There is not a practice of social marketing (even unconscious),nor this is an incorporate concept/need; - The good practices have relative degrees of success, accordingly to the evaluation dimensions used, for instance, the rate of insertion in the "normal" labor market is quite low; - Many of the disadvantaged individuals interviewed, that were integrated in the labor market through a Program with that aim, were not aware of their real problems, they also didn't know the Programs where were involved, and, in most of the cases, they weren't in a situation of long-term unemployment, therefore they didn't have a real perception of the professional integration difficulties; - Most of the employers did not know that there are some support structures oriented to help enterprises and their employment needs; - The employers tend to need temporary and not permanent workers; - The employers have difficulty in finding people that want to work for them; - The remuneration of the disadvantaged groups is very low, either in the normal labor market or in the social market; - The individuals do not accept work proposals when they have to work by turns or at weekends; and - It tends to exist a feeling of inferiority and an absence of personal valorization on the part of the disadvantaged groups. Taking into account this diagnosis, the aim of "EMAS" Project changed and the new message is that "the social marketing and professional marketing are essential vehicles to promote employability, that is, the main aim of the Project instead of focusing in the design of a Social Marketing Program oriented to the employability it is focused now on the dissemination and promotion of Social Marketing and "Professional Marketing" (a concept and a practice only recently approached in Portugal), as a tool to encourage the local employability. The social change behind this is the use of social marketing strategies to promote employability: A. Disadvantaged individuals - let them know that they can and should promote their own individual/personal marketing. B. Entities and institutions working in the field of employability - let them realize that they should implement social and professional marketing strategies, through the dissemination of good practices of employability, among disadvantaged groups (awareness to the personal/individual marketing strategies, through the dissemination of successful cases), and employers (awareness to the recruitment of disadvantaged group through the dissemination of successful cases). C. Employers - let them understand that they should implement professional marketing strategies to be able to recruit new employees - they should demonstrate that they offer good work conditions, through examples of concrete cases of integration. In this way the "EMAS" project appears as a contribution to overcoming the weaknesses in the field of promoting projects oriented towards socially disadvantaged groups detected in Vila Franca de Xira; through a pilot-experience, it aims to build instruments and find solutions that can be disseminated and extended to other projects, situations, contexts and places.

dot Top


Objective

Text available in

The objectives defined for Action 1 were reformulated due to the results obtained with the need diagnosis. Therefore instead of focusing in the design of a Social Marketing Program oriented to the employability they focus now on the dissemination and promotion of Social Marketing and "Professional Marketing" (a concept and a practice only recently approached in Portugal), as a tool to encourage the local employability. The social change that is intended to be carried out looks at the adoption of social and professional marketing, as a vehicle/process: (i) to promote the employability of disadvantaged groups; (ii) to disseminate the activities of institutions/entities working in the field of professional insertion; and (iii) to mobilize more employees to the local enterprises. Using the social marketing principles the strategy to disseminate/promote social marketing is: Product: assimilation of the social and professional marketing strategies and personal marketing strategies by the employees, employers, and disadvantaged groups. Price: change mentalities, habits and work methods. Place of sale: workshops and the International Seminar. Promotion: the social marketing guidelines, the manual of good practices and the Seminar. Participation: involvement of the publics in the whole process of conception, implementation and dissemination. There are 3 target-groups: Individuals with professional integration difficulties - to become aware that are individuals in their situation with successful integration and to recognize their own potential, in order to promote their personal/individual marketing. Institutions and technicians working in the field of professional integration - the importance of social and professional marketing in their work and the need of "new" functions. Employers - the professional marketing and its role in the dissemination of professional profiles that are lacking and in the attraction of workers.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Employment aids (+ for self-employment) **
Employment creation and support *
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Anticipation of technical changes **
Work organisation, improvement of access to work places **
Awareness raising, information, publicity ***
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented *

Text available in

Com base no Diagnóstico de Necessidades efectuado e do conhecimento que os próprios parceiros têm do Concelho de Vila Franca de Xira, das políticas de formação/emprego e das estratégias de promoção do emprego e de integração no mercado de trabalho de grupos com dificuldades, conclui-se que o conceito de Marketing Social e/ou Profissional não está presente, pelo que qualquer intervenção nesse domínio terá um carácter inovador. Além disso, o Projecto "EMAS" tem vários elementos inovadores que decorrem das actividades que se pretende levar a cabo e que se traduzem, sobretudo, pela "herança" que as várias actividades planeadas deixarão, quer para os parceiros, quer para futuros projectos, entidades, instituições, empregadores e, sobretudo, para a população desfavorecida (principal beneficiária). Nesta perspectiva, o valor acrescentado do Projecto está relacionado com a disponibilização de instrumentos úteis e necessários de trabalho (Guia e Metodologia) e com a divulgação do que é o Marketing Social e Profissional, que se prevê que venha ocupar um papel de destaque na forma de intervenção das entidades e instituições do Concelho de Vila Franca de Xira (implementação de verdadeiras acções de Marketing Social e/ou profissional).

dot Top


Budget Action 2

< 250 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  12.4%  12.5% 
Employed  26.3%  48.8% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  38.7%  61.3% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  38.7%  61.3% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  38.7%  61.3% 
  100.0% 
 
< 25 year  0.0%  0.0% 
25 - 50 year  38.7%  61.3% 
> 50 year  0.0%  0.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Disabilities **
Other discriminations *
Low qualification **
Racial discrimination *
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • français
  • English

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.4%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
2222 VASCO DE GAMA BEfr 42
BEnl 01/EQ/1.A/005
FR PDL-2001-10503
PT 2001-249

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • One partner involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
CEBI - Fundação para o Desenvolvimento Comunitário de Alverca Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
CCS - Cultura e Comunicação Social, S. A.
ESPAÇO E DESENVOLVIMENTO - Estudos e Projectos, Lda. Evaluation
Freguesia de Alverca do Ribatejo

dot Top


Agreement Summary

Text available in

CEBI - Foundation for the Community Development of Alverca as well as Espaço e Desenvolvimento - Studies and Projects Lda. formed the initial core, of EMAS - Strategies for Social Marketing. It was around this initial centre that it was possible to find other partners. These partners had previous experiences with Foundation CEBI as they had joined other initiatives and actions. Around the previously mentioned two firs partners, other joined this project: The local Municipality of Alverca, whose main role will be to bring the project close to business settings, and to ensure that marginal populations or social and professional excluded will have a path to profit clearly from this project. C.C.S. Culture and Social Communication SA has it's most relevant task as a vehicle of opinion through the local prestigious Newspaper Vida Ribatejana; There are yet other partners, which will not participate directly in this PD. However, they will be present and cooperate as well, as they have shown a strong interest in Social Marketing Strategies. They public and private entities as: Arte Franca -an publicity and design enterprise, the region City Council of Vila Franca de Xira, Colgate/Palmolive, the local buro of the National Institute for Employment - local agency and Petralverca. To build up such a network it proved essential the production of a collective rational around concepts and fundamentals in Social Marketing. It's role as a tool for local development and the receptivity that was present in every moment the project was presented. It's innovative character pushes towards the development of, not jut the project methodology but, as well project pedagogy, in other to ensure that it's outcomes will be collectively appropriated by the community. Besides the project products aiming to ensure sharing and empowerment strategies process evaluations and follow up will constantly became a tool for the appropriation of the project by the community

Last update: 28-10-2005 dot Top


CEBI - Fundação para o Desenvolvimento Comunitário de Alverca

(-)
Quinta de Santa Maria, Estrada Nacional 10
-
P-2615-376-ALVERCA DO RIBATEJO Vila Franca de Xira

Tel:+351219589130
Fax:219589145
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:26-10-2004 /

Text available in

A CEBI - Fundação para o Desenvolvimento Comunitário de Alverca é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que desenvolve a sua actividade nos domínios da acção social, da educação e da saúde, no contexto do desenvolvimento integrado da comunidade local. Nesta actividade, que se tem desenvolvido em crescente ao longo das últimas décadas, a CEBI tem-se empenhado no apoio e dinamização de iniciativas que visam contribuir para a resolução de problemas nas áreas da educação e da saúde, do emprego e da inserção social, bem como no combate à marginalidade e à exclusão social e económica. Neste sentido, a Instituição organiza, desenvolve e promove um leque alargado de actividades de apoio a crianças e idosos e áreas limítrofes, dispondo para este fim de centros com creches, pré-escolar, ATL, 1.º, 2.º e 3.º ciclo do Ensino Básico, Lar de Idosos, Centro de Dia, Apoio Domiciliário, Centro de Emergência Social, Clínica de Medicina Física e de Reabilitação, Gabinete de Intervenção Social, Gabinete de Estudos e Planeamento e do Centro de Recursos na Ericeira, que tem como objectivo dar respostas a algumas das áreas mais carenciadas do concelho de Mafra, nomeadamente na área da Infância, Idosos e Famílias Monoparentais.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Graça Maria Branco Neves de Sousa Graça +351219589130 dir.gep@fcebi.org Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


CCS - Cultura e Comunicação Social, S. A.

(-)
Rua Almirante Cândido dos Reis, 129 - 1.º esq.- Vila Franca de Xira
-
P-2600-123-VILA FRANCA DE XIRA Vila Franca de Xira
-

Tel:+351263200550
Fax:263200560
Email:administracao@vidaribatejana.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:03-02-2005 /

Text available in

A CCS - Cultura e Comunicação Social, tem como objecto dinamizar a comunicação social regional nos concelhos de Vila Franca de Xira, Arruda dos Vinhos, Alenquer, Benavente, Azambuja e Salvaterra de Magos. Assim, a CCS é proprietária do Jornal "Vida Ribatejana", semanário generalista de informação regional. No seu estatuto editorial definem-se como princípios orientadores o tratamento e divulgação de toda a informação relevante para a vida das populações da área de influência deste jornal.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Fernando Augusto Marques Rodrigues Fernando +351219589130 assessor@fcebi.org Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


ESPAÇO E DESENVOLVIMENTO - Estudos e Projectos, Lda.

(-)
Rua Professor Prado Coelho, n.º 31 R/C Dto.
-
P-1600-654-LISBOA Lisboa

Tel:+351218165080
Fax:218165089
Email:-

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:09-07-2002 /

Text available in

Na matriz identitária da ESPAÇO E DESENVOLVIMENTO - Estudos e projectos, Lda. tomam expressão: (i) uma atitude orientada para a fundamentação técnica da actuação dos agentes de iniciativa que contribuem para a materialização de propostas; e (ii) a preocupação de encontrar inspiração em experiências inovadoras que fizeram curso de sucesso no estrangeiro e promover o teste das mesmas no espaço nacional. Os recursos técnicos e humanos da ED habilitam, assim, a empresa: * a participar em equipas técnico-científicas; * a integrar equipas de composição pluri-disciplinar; e * a participar em consórcios internacionais congregando equipas técnico-científicas. Entre os domínios de especialização da ESPAÇO E DESENVOLVIMENTO destacam-se os estudos: económicos; sociais; de emprego e formação; de planeamento e desenvolvimento; de avaliação; de desenvolvimento sociocultural; e os planos municipais de ordenamento do território.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Susana Maria Vieira Martinho Filipe Graça Susana +351217521085 (Unknown) Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Freguesia de Alverca do Ribatejo

(-)
Rua Dr. Miguel Bombarda, n.º 23 - Alverca do Ribatejo
-
P-2615-125-ALVERCA DO RIBATEJO Vila Franca de Xira

Tel:+351219587680
Fax:219587681
Email:

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:09-07-2002 /

Text available in

Compete à Junta de Freguesia de Alverca prover a um conjunto de necessidades básicas da população da Freguesia. Assim, é sua função garantir a gestão e conservação de espaços e equipamentos públicos. Neste contexto é das suas competências conservar espaços verdes, a limpeza de todos os espaços públicos, a gestão do cemitério, espaços desportivos, etc. Garante ainda, um conjunto de serviços à população como licenças de ocupação da via pública ou garantir a actualização do recenseamente eleitoral. Faz também parte da sua área de intervenção apoiar o desenvolvimento dos planos de actividades dos grupos de intervenção na comunidade de Alverca. No contexto deste projecto é ainda sua competência liderar o funcionamento da Rede Local da Freguesia de ALVERCA, Calhandriz e Sobralinho.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Serafina de Oliveira dos Santos Rodrigues Serafina +351219587680 (Unknown) Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

"EMAS" - ESTRATEGIAS DE MARKETING SOCIAL NO CONCELHO DE VILA FRANCA DE XIRA

Rationale

Text available in

As manifestações concretas do desemprego e da exclusão profissional estão, normalmente, associadas ao contexto territorial e social em que ocorrem, razão pela qual é tão determinante e necessário o envolvimento dos agentes locais no desenvolvimento de projectos e na procura de soluções e resoluções para os problemas, mas, também, e simultaneamente, a implicação da própria população desfavorecida, beneficiária mais directa dos resultados das acções. Neste contexto, impõe-se uma intervenção multidimensional em que os principais actores são: (i) as instituições do terceiro sector e as entidade formadoras que actuam ao nível da empregabilidade da população com dificuldades de integração no mercado de trabalho -responsabilidade de envolver os públicos desfavorecidos e de estimular as suas capacidades, de implementar estratégias de Marketing Social e Profissional e de criar oportunidades sociais e de emprego (empregabilidade dos públicos desfavorecidos); (ii) as entidades empregadoras - identificação dos atributos e comportamentos positivos (capacidade e competências) da população desfavorecida e responsabilidade de implementar estratégias de Marketing Profissional e de criar oportunidades de emprego (integração dos públicos desfavorecidos); e (iii) a população com dificuldade de integração no mercado de trabalho - (auto)valorização pessoal e reforço de competências, do espírito empreendedor e da capacidade económica (integração no mercado de trabalho). Este trabalho com os agentes locais e com os intervenientes directos no processo justifica-se na medida em que a (re)inserção profissional dos indivíduos: (a) está directamente relacionada com o emprego que é viável criar e que depende, por sua vez, das condições locais - do mercado, da iniciativa empresarial e das oportunidades e necessidades; (b) implica que haja uma (auto)valorização e reforço das suas competências e espírito empreendedor, pelo que é imprescindível motivar os indivíduos e consciencializá-los das suas capacidades e potencial; (c) resulta da sua aceitação pelas entidades empregadoras e da aptidão destas em atraírem novos trabalhadores, nomeadamente através da divulgação de casos bem sucedidos (boas práticas) e da definição de perfis profissionais em falta; (d) depende da capacidade de promoção e divulgação, por parte dos agentes sociais, por um lado, dos incentivos ao emprego e, por outro, das boas práticas ao nível da empregabilidade, junto quer dos públicos desfavorecidos, quer dos empregadores; e (e) em última instância, decorre da existência de profissionais de marketing social (agente social de mudança) capazes de accionar estratégias vocacionadas para a empregabilidade e para a mudança de mentalidades e hábitos junto da população com dificuldades de integração e dos próprios empregadores. Parte-se, portanto, do princípio que a proximidade à comunidade sobre a qual se intervém é a base para o sucesso das intervenções e para a criação de parcerias efectivas, o que implica preconizar uma intervenção bem delimitada em termos de mensagem a divulgar, que envolva os agentes territoriais locais e o público-alvo e que identifique e defina, de forma clara, o problema e, simultaneamente, as boas práticas. Nesta perspectiva, o sucesso da inserção profissional de grupos desfavorecidos está associado à ideia de que as acções de marketing social/profissional trazem benefícios ganhos para os indivíduos desfavorecidos (marketing pessoal/individual), para as instituições locais, nomeadamente as do terceiro sector que actuam ao nível da integração profissional (marketing social e profissional), e para as entidades empregadoras (marketing profissional). Contudo, verifica-se que, de um modo geral, as estratégias de marketing social (enquanto tal) não têm quase expressão em Portugal e as suas escassas manifestações tendem a confundir-se com acções de marketing comercial que não chegam, na maioria das vezes, a atingir os resultados desejados/esperados. O que distingue, essencialmente, o marketing social do marketing comercial não são os métodos utilizados, mas sim os objectivos e intenções das acções. Na realidade, o conceito de marketing social combina as técnicas do marketing comercial com as tradicionais aproximações da mudança social - "The design, implementation and control of programs aimed at increasing the acceptability of a social idea or practice in one or more group of target adopters" (www.novartisfoundation.com). No caso da problemática da empregabilidade de grupos desfavorecidos a mensagem é uma única, apesar dos destinatários e instrumentos serem diversificados - "a população desfavorecida tem competências e capacidades de trabalho que devem ser aproveitadas". A mudança social que está por detrás desta mensagem é a da capacidade de autopromoção pelos grupos desfavorecidos e a da aceitação desses grupos pelos empregadores: A. População desfavorecida - transmitir que outros indivíduos com problemas idênticos estão integrados no mercado de trabalho. B. Empregadores - dar a conhecer outros empresários que têm população desfavorecida integrada nas suas empresas/estabelecimentos. A montagem de um programa de marketing social envolve diferentes etapas (geralmente seis) que devem ser equacionadas: 1ª conhecer e caracterizar o grupo-alvo; 2ª identificar os públicos/mercados/territórios/ em que a organização actua; 3ª definir a mensagem a passar; 4ª desenvolver os "produtos" sociais necessários para se obterem as mudanças comportamentais desejadas; 5ª escolher os serviços dos "media"; e 6ª estabelecer o marketing mix da organização (produto, preço, ponto de venda, promoção e participação). Contrariamente ao previsto - pensou-se que existiam, por um lado, grandes dificuldades de inserção profissional de grupos desfavorecidos e, por outro, exemplos suficientes de boas práticas que justificavam a promoção de uma grande estratégia de marketing social no domínio da divulgação de casos de sucesso de empregabilidade, no Concelho de Vila Franca de Xira -, (i) as "boas" práticas identificadas não foram as esperadas, tendo em vista um programa de marketing social/profissional; (ii) os casos de desemprego identificados tendem a obter respostas, mais ou menos, imediatas e eficazes; e (iii) as entidades empregadoras afirmam estar receptivas a contratar população desfavorecida, mas referem que têm dificuldade em encontrar pessoas que queiram trabalhar. Através dos Estudos de Caso, efectuados no concelho de Vila Franca de Xira junto de Instituições do Terceiro Sector, de entidades empregadoras e de indivíduos que beneficiaram de apoios com vista à sua inserção profissional, foi possível verificar que: - há um desconhecimento quase generalizado, por parte das instituições sociais e empregadores, sobre o que é o marketing social (conceito, definição e estratégias); - não há uma prática de marketing social (ainda que inconsciente), nem esta é uma noção/necessidade incorporada; - as boas práticas têm graus relativos de sucesso, mediante as dimensões/padrões de avaliação definidas, p.e., a taxa de inserção no mercado normal de trabalho é bastante reduzida; - muitos dos beneficiários de programas e medidas entrevistados não têm consciência dos seus verdadeiros problemas, desconhecem as medidas em que estão/estiveram envolvidos e, na maioria dos casos, não passaram por uma situação de desemprego prolongado pelo que não há uma verdadeira percepção das dificuldades de integração profissional; - a maioria das empresas desconhecem a existência de estruturas de apoio ao emprego e às empresas; - as empresas tendem a necessitar de trabalhadores temporários e não permanentes; - as empresas têm dificuldade em encontrar pessoas que queiram trabalhar para elas; - as remunerações da população desfavorecida tendem a ser muito baixas, quer no mercado normal, quer no mercado social de trabalho; - os indivíduos recusam ofertas de trabalho quando têm de trabalhar por turnos ou aos fins de semana; e - tende a existir um sentimento de inferioridade e uma ausência de valorização pessoal por parte da população desfavorecida. Perante esta realidade, o desenho do Projecto "EMAS" foi alterado e a mensagem que se pretende passar é a de que "o marketing social e o marketing profissional são veículos fundamentais de promoção de empregabilidade", ou seja, o objectivo central do Projecto deixou de incidir no desenho de um programa de Marketing Social vocacionado para a empregabilidade, para se centrar na divulgação e promoção do próprio Marketing Social e "Marketing Profissional", enquanto instrumentos fomentadores da empregabilidade no Concelho. A mudança que está implícita é a da adopção das estratégias de marketing social e profissional para promover a empregabilidade: A. População desfavorecida - passar a ideia de que podem e devem promover o seu próprio marketing individual/pessoal. B. Instituições e entidades que actuam na área da empregabilidade - passar a ideia de que devem desenvolver estratégias de marketing social e profissional, através da divulgação de boas práticas ao nível da empregabilidade, junto da população desfavorecida - sensibilizarem para as estratégias de marketing pessoal/individual, através de casos bem sucedidos - e junto dos empregadores - sensibilizarem para a aceitação da população desfavorecida, através de casos bem sucedidos. C. Empregadores - passar a ideia de que devem desenvolver estratégias de marketing profissional para conseguirem contratar novos profissionais - demonstrarem que oferecem boas condições de trabalho, através de exemplos de casos concretos de integração. Assim, o Projecto "EMAS" surge como um contributo a lacunas detectadas no concelho de Vila Franca de Xira, no âmbito da promoção de projectos dirigidos a grupos socialmente desfavorecidos, visando, numa experiência-piloto, construir instrumentos e respostas que possam vir a ser divulgadas e generalizadas a outros projectos, situações, contextos e localidades.

dot Top


Objective

Text available in

Os objectivos estabelecidos para a Acção 1 foram reformulados, face aos resultados do diagnóstico de necessidades realizado, deixando de incidir no desenho de um programa de Marketing Social vocacionado para a empregabilidade, para se centrarem na divulgação e promoção do próprio Marketing Social e/ou "Marketing Profissional" (um conceito e prática só recentemente abordados em Portugal), enquanto instrumento fomentador da empregabilidade no Concelho. A mudança social que se pretende levar a cabo remete para a adopção do marketing social e "profissional", como veículo/processo: (i) de promoção da empregabilidade de grupos com dificuldades; (ii) de divulgação do trabalho (medidas, programas, ...) das instituições que actuam ao nível da inserção profissional; e (iii) de captação de mais trabalhadores pelas e para as empresas. Adoptando os princípios do marketing social tem-se como estratégia de divulgação/promoção do marketing social: Produto a vender: a incorporação, pelos trabalhadores sociais, empregadores e públicos desfavorecidos, das estratégias de marketing social e profissional e de marketing pessoal; Preço: mudança de mentalidade, de hábitos e métodos de trabalho. Posto de venda: worshop's, acções de sensibilização e seminário internacional. Promoção: guia do marketing social, metodologia de avaliação de boas práticas e seminário. Participação: envolvimento dos públicos no processo de concepção, realização e divulgação. Neste sentido são 3 os públicos-alvo: Públicos com dificuldades de integração profissional - tomarem consciência de que há casos de sucesso e das suas potencialidades para conseguirem promover marketing pessoal/individual. Instituições e técnicos que actuam ao nível da integração profissional - a importância do marketing social e profissional no trabalho desenvolvido e a necessidade de reestruturação de funções. Empregadores - o marketing profissional e seu papel na divulgação de perfis profissionais em falta e na captação de trabalhadores.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics