IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Margens de Desenvolvimento ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : Rota do Guadiana - Associação de Desenvolvimento Integrado
Other national partners : ACEBNET - Business Networking - Sistemas de Informação para Negócio Electrónico,
ADEREM - ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE MOURÃO
Associação para o Estudo e Defesa do Patrimonio Natural Cultural do Concelho de
COMOIPREL - Cooperativa Mourense de Interesse Público de Responsabilidade Limita
Case - Concepção e Arquitectura de Soluções Informáticas Estruturadas, S.A
MUNICÍPIO DE BARRANCOS
EQUAL theme :Employability - (Re-)integration to the labour market 
Type of DP :Geographical - Rural area - ALENTEJO 
DP Legal status :Association without legal form 
DP identification :PT-2001-154 
Application phase :Approved for action 2 
Selection date :09-09-2002 
Last update :28-10-2005 
Monitoring: 2002  2003  2004   

Rationale

Text available in

MEG corresponds to a frontier territory, between Rio Guadiana and the border with Spain and it embraces 5 municipalities (Mourão, Barrancos, Moura, Serpa and Mértola). It is a rural territory, with a population of 47 179 inhabitants and a density of 13/inhab/Km2. MEG has support infrastructures in Education-Training: 3 Professional schools (COMOIPREL - Moura; Professional School Bento Jesus Caraça of Mértola and School of Rural Development -Serpa), 3 secondary schools and a basic teaching network. Mourão and Barrancos don't have any secondary school. In each one of the five municipalities there is, at least, one structure capable of offering professional training, an UNIVA and a PIJ. The region has two Government Employment Agencies, in Beja and Moura, with permanent services. In the remaining 4 municipalities the local services are sporadic: twice a moth in Mourão and once a week in the other 3 municipalities. The generalisation of RMG in the national territory allowed to place local teams of support, with exception of Barrancos. In this municipality the only permanent service of support to the social and professional insertion, belongs to the RGADI. There are in all the municipalities associations of local development and others of training, socio-educational, cultural and economic incentive. The biggest employers are the Town Councils, IPSS's and Serpa hospital. Some private economical initiatives mainly related to the production of black pig sausages, Serpa cheese and Tourist Lodging whose number and quality are still insufficient were recently created as a result of the growing tourist affluence. MEG also has 2 Environmental Education Centres and the Natural Park in Guadiana valley. The selection of domestic garbage is only done in Moura and Mértola. There are different spaces of access to Internet (Millennium Spaces, Internet Municipal Spaces) installed in youths' associations, theatre groups, and town councils. The unemployment rate in the territory is quite high (17%), being youths and women the population groups most affected. 72% of the population don't have the minimum schooling. In some municipalities, there are high rates of early school leaving (e.g.: Mourão, in average 10 students a year leave the main stream system of schooling without having concluded the standard 9). They leave school between 12-13 years but there are cases of abandonment in the basic school. In MEG there is also an important community of gypsies, (poor and the majority illiterate) which in the last years it has been object of several interventions under the RMG program. The emigration/migration continues to be one of the alternatives to the unemployment, simultaneously, with a growing number of individuals and families of East that settle in (Alqueva dam and other firms of MEG). If in education-training the answer capacity is apparently favourable, in orientation and insertion, the situation is very weak, not only because of the support services shortage but also because of the fragile entrepreneurship, that inhibits the employment opportunities. In terms of school and professional training, the resources are very limited. Frequently schools resort to ADL's, that have their own psychologists, to give them support. The main support work for the insertion of youths has been developed by UNIVA's. UNIVA's operate as an instrument which guides the youths in the transition from school to the labour market. The agents of UNIVA further admitted that their work of guidance and statistical study of situations is extremely limited because of a lacking network relationship with other local and regional entities. In the last years ADL's gave an important contribution to the orientation and insertion, developing specific support services to publics or developing projects with the target audience that promote the creation of important abilities for the employment promotion. When they thought about the work developed by each agent they pointed out important isolation problems and uncoordinated activities/services. In fact, all the approached entities mentioned as main problem hindering their performance: a) The lack of dialogue and a network with other entities in the field; b) A total lack of knowledge of the socio-professional realities in the other municipalities of the region; c) The shortage of human resources able to respond to the support needs of the high number of unemployed people (the technicians of the Government Employment Agency in Moura have about 300 registered people each). This frequently difficults the implementation of personalised answers to specific problems or situations as in the case of youths and particularly the early school leavers. The professional and Secondary schools feel that although there is a diversity of extra curricular activities, they are detached of the real needs of the market. Concerning the centres for professional training it was revealed a total lack of knowledge about congeneric entities with similar activities to the centres in their region. In all the cases, the following difficulties were detected: 1) Inexistence of a co-ordinating body, with the capacity to act out of the region; 2) Inexistence of a work or network methodology, especially when this is beyond the region domain and it is not motivated by real and concrete goals. The existence of an informal co-ordinating team was a desired expressed by all. Target Audience - youths face great difficulties to find permanent and satisfactory employment. These situations are frequently worsened by low school levels (many youths don't have the minimum schooling or have low success school rates). The youths have low studying motivation, mainly in inland rural areas of great geographical dispersion, where the further the distance from the council headquarters and the training facilities or schools, the higher the number of early school leavers. Most of the times it was also found a lack of identification with the corrent formal teaching system, which they found to be too rigid and inadequate to the real employment offered in the region. They also have a market deficit in professional training which would permit their insertion in a more and more demanding labour market. Low ambition and few expectations in relation to the future. It's notable the non existence of life projects, few seem to have a medium to long term plan of what they would like to do specially at the end of their school careers. They denoted a weak enterprising spirit on a personal level with a great majority wanting to leave the region, because they consider it to have few cultural and employment opportunities. In the majority the questioned youths denoted a weak motivational and entrepreneurial spirit feeling without any incentive from the local entities. Low community participation, revealing lack of knowledge in the activities organised amongst the youths or total lack of involvement in the organisation and implementation of their activities. These inherent characteristics of the researched groups influence excessively their inter-personal relationships and aptitudes and their immediate employment capabilities as well as their future ones, placing them in a risk situation in the employment market and causing abnormal behaviour. It is urgent to stop this correntl tendency. It is therefore important to create a dynamic of the local human resources especially among the young population group to encourage the development of the collective and individual potentialities of this region betting on a motivational and self-esteem training of the youths. It will only be possible to revert this situation by developing a wide project to promote the responsibilities and capabilities of the youths based on ideas and projects and relying on the adequate potentials of the area.

dot Top


Objective

Text available in

General goal: to provide the entities and the territory with flexible and integrated devices of Orientação-Formação-Inserção (OFI) (Orientation-Training-Insertion) according to the specific needs of youths (and other audiences) and the employment opportunities on Margem Esquerda do Guadiana - MEG (Left Margin of Guadiana) in the fields of Tourism, Environment, Local Products, Personal Services to the Community as well as the encouragement of self-employment. Specific Goals: 1.1 to develop and give the entities and territory a Technological Network to facilitate the following up of the target audience in the different phases of OFI. - To use the Internet to the promotion and engagement of the youths in PIOFI. 1.2.To promote the interaction between OFI services with influence in MEG, through the creation of a platform of economical and social agents. To promote the activity of the companies in the Platform, in the diagnosis of employment potential, in the adhesion to the technological network as a marketing vehicle of socially-depreciated employment and in the youths' reception in integrated courses; to develop transnational actions of experience exchange of territorial networks; to promote the experience exchange among Platform agents and other countries (France and Italy); 1.3. To use the methodology of the Percursos Integrados de Orientação-Formação-Inserção (PIOFI) (Integrated Courses of Orientation-Training-insertion) with the youths (and adults) using the technological network and the Platform.; to involve the schools in the use of the methodology with youths in risk of early school abandonment; to provide professional experience exchange with youths in PIOFI from Italy/France; 1.4 To introduce the subject opportunity equality in the curricula of The Professional and Secondary Schools, through teachers' training and other agents.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling **
Training **
Training on work place *
Work placement **
Employment aids (+ for self-employment) *
Integrated measures (pathway to integration) ***
Employment creation and support ***
Training of teachers, trainers and staff **
Improvement of employment services, Recruitment structures **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes *
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity **
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented ***
Goal-oriented **
Context oriented **

Text available in

De acordo com o objectivo geral, desenvolver dispositivos flexíveis de apoio à implementação de percursos integrados de Orientação-Formação-Inserção, a inovação do projecto está ligada a três aspectos: a) a escolha da metodologia de implementação das actividades b) o tipo de produtos a criar, que irão contribuir para uma maior capacitação dos agentes do território c) a escolha dos jovens como grupo-alvo e a intenção de promover a sua mobilidade e reconhecimento do território que é a Margem Esquerda do Guadiana Inovação relacionada com a metodologia : a metodologia dos PIOFI é utilizada por alguns parceiros locais (ex : técnicos de Emprego, ADL's) , a inovação consiste em incorporar-lhes instrumentos poderosos facilitadores dos processos de orientação e acompanhamento através das novas tecnologias de informação e comunicação Inovação relacionada com os produtos a criar : os produtos a criar virão suprir lacunas existentes aos níveis do registo do atendimento, do acompanhamento dos utentes à distância, da promoção das actividades económicas da região, dos recursos humanos locais e da formação dos agentes locais. Inovação relacionada com as escolhas dos públicos -alvo e/ou contexto em que o projecto é desenvolvido: o projecto privilegia abordagens territoriais diversificadas e complementares à escala de cada concelho e da Margem Esquerda do Guadiana. A articulação de respostas a uma escala supramunicipal, destinadas à promoção da empregabilidade dos jovens e a criação de pontes entre os diversos agentes sócio-económicos do território; constituindo um dos principais elementos inovadores, reforça a importância do trabalho em parceria e da co-responsabilização na procura e implementação de respostas face aos problemas apresentados. Aqui será importante o contributo de cada parceiro da PD (tratam-se de parceiros acostumados a trabalhar em parceria à escala concelhia, agora serão abertos novos horizontes aos níveis regional, nacional e transnacional).

dot Top


Budget Action 2

500 000 – 1 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  12.7%  29.7% 
Employed  17.8%  39.8% 
Others (without status, social beneficiaries...)  0.0%  0.0% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  30.5%  69.5% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  30.5%  69.5% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  30.5%  69.5% 
  100.0% 
 
< 25 year  11.9%  29.7% 
25 - 50 year  16.9%  38.1% 
> 50 year  1.7%  1.7% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Asylum *
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Disabilities **
Other discriminations *
Low qualification **
Racial discrimination *
Unemployment ***

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Developing collective responsibility and capacity for action
Participation in the project design
Participation in running and evaluating activities
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • español (castellano)
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
1296 EMPLOYMENT IN RURAL AREAS IT IT-G-CAL-012
2202 TRANSAFRAN FR NAT-2001-11085
PT 2001-314

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Two and more partners involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
Rota do Guadiana - Associação de Desenvolvimento Integrado Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
ACEBNET - Business Networking - Sistemas de Informação para Negócio Electrónico,
ADEREM - ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE MOURÃO
Associação para o Estudo e Defesa do Patrimonio Natural Cultural do Concelho de Monitoring, data collection
COMOIPREL - Cooperativa Mourense de Interesse Público de Responsabilidade Limita Transnational partnership
Case - Concepção e Arquitectura de Soluções Informáticas Estruturadas, S.A Evaluation
MUNICÍPIO DE BARRANCOS

dot Top


Agreement Summary

Text available in

This project involves partners that represent Margem Esquerda do Guadiana (MEG). This territory is characterized by a group of strengths and weaknesses which are primarily, positive contributes to the EQUAL project. Through EQUAL all the partners will try to reduce social, economical and development unbalances between them. The key words are: balanced, development, equal opportunities, social and personal development of the youth. For the successful achievement of this project, each partner has their own specific areas of intervention, such as: · Computerization, Internet connection and support. · Research, a need analysis and diagnostic identified during the field-work. · Facilitates the communication mechanism between the partners and other participants in the actions . · To encourage the dynamic of the local products and handicraft work. · Professional and vocational guidance to the young professional school leavers and others and their future insertion in the labour market. In summary: the partners will be allocated their interventions according to the needs and diagnostics identified on the field maintaining a continuous work methodology amongst themselves.

Last update: 28-10-2005 dot Top


Rota do Guadiana - Associação de Desenvolvimento Integrado

(-)
Rua da Capelinha , 7
-
P-7830-405-SERPA Serpa

Tel:+351284540220
Fax:284540225
Email:-

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO ALENTEJO
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A RG - ADI, foi constituída em 1992, com o objectivo de promover o desenvolvimento integrado dos 5 concelhos da Margem Esquerda do Guadiana. Assume-se como uma iniciativa de desenvolvimento local, construída com base em parcerias locais e interinstitucionais. A associação conta actualmente com cerca de 70 associados, dos quais 18 são entidades colectivas. São seus objectivos os seguintes: - valorizar os recursos humanos; - revitalizar actividades tradicionais; - animar economicamente a zona de intervenção - criar serviços de apoio locais e próximos das populações; - fomentar a participação, nomeadamente através da constituição de conselhos consultivos e de cooperação; - organizar espaços de reflexão e debate sobre o desenvolvimento local nos seus diferentes eixos; A intervenção organiza-se em 4 áreas: - Animação económica; - Cultura e Ambiente apoio ao associativismo; - Educação e Formação; - Inserção Social e Animação Comunitária



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Filomena Maria Ribeiro da Silva Machado Filomena +351284540220 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


ACEBNET - Business Networking - Sistemas de Informação para Negócio Electrónico,

(-)
Av. Dr. Mário Moutinho, lote 1732 A, Lisboa
-
P-1400-136-LISBOA Lisboa

Tel:+351210054300
Fax:210054390
Email:geral@ace-bnet.com

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A nossa missão:é construir a simplicidade nas soluções e nos sistemas que desenvolvemos em parceria , por forma que a sua implementação e utilização sejam sempre fáceis e amigáveis. A nossa actividade: consultoria, desenvolvimento, fornecimento e comercialização de soluções, serviços e produtos de sistemas de informação e tecnologias de informação e comunicações, nomeadamente negócio electrónico. Áreas de intervenção: -Consultoria de Negócio de eBusiness - B2B Collaboration - Sites e Portais - Serviços e Conteúdos para Novos Canais - Infra-estruturas e Segurança - Serviços Especializados em Intranets, Extranets e Novos Canais Assume particular importância a capacidade de integração da nossa oferta de serviços, com os recursos, ferramentas e capacidades operacionais da nossa organização e dos nossos parceiros, no desenvolvimento de soluções que vão de encontro à satisfação das necessidades dos nossos clientes, visando a criação de redes digitais de valor recorrendo aos novos canais.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
João Manuel Dionisio Pessoa João +351210054300 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


ADEREM - ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE MOURÃO

(-)
Rua Cândido dos Reis, 10 - 2º
-
P-7240-236-MOURÃO Mourão

Tel:+351266586767
Fax:266586770
Email:aderem.aderem@oninet.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:ALENTEJO CENTRAL
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A Aderem - Associação de Desenvolvimento de Mourão, foi criada em 1995 com o objectivo de desenvolver Projectos Integrados de Desenvolvimento Local no concelho de Mourão. PRINCIPAIS ÁREAS DE INTERVENÇÃO: Qualificação Profissional; Promoção de novas oportunidades de emprego; Apoio a projectos de iniciativas empresariais locais;Dinamização de actividades tradicionais; valorização dos recursos económicos e promoção do património natural e cultural de Mourão PRINCIPAIS ACÇÕES DESENVOLVIDAS: Implementação e criação de um Núcleo de Acção Local no âmbito da I.C. LEADER da MEG; Elaboração do Plano Global de Intervenção do Concelho de Mourão em parceria com a Rota do Guadiana - ADI; Criação de uma Empresa de Inserção - Serviços de Apoio Domiciliário ,Qualificação Inicial e Profissional no âmbito dos Serviços Pessoais e à Comunidade - Agente de Geriatria e Acompanhantes de crianças · Gestora do Projecto de Luta Contra a Pobreza de Mourão; Entidade Parceira da CLA e NE do R.M.G. de Mourão.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Manuel Francisco Godinho Carrilho Manuel +351266560010 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Associação para o Estudo e Defesa do Patrimonio Natural Cultural do Concelho de

(-)
Largo Vasco da Gama
-
P-7750-328-MÉRTOLA Mértola

Tel:+351286610000
Fax:286610001
Email:-

 
Responsibility in the DP: Monitoring, data collection
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO ALENTEJO
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

Património, Cultura, Dignidade e Futuro têm sido as palavras que integram os princípios e valores norteadores da intervenção da ADPM desde a sua fundação, num processo indutor de mudanças imprescindíveis à inovação e desenvolvimento, numa constante preocupação da melhoria das condições de vida das populações. A necessidade de intervenção em diferentes sectores obrigaram à definição de campos de trabalho diversificados que conseguiram aglutinar os esforços de uma equipa multidisciplinar na área do ambiente, turismo, desenvolvimento local e social, formação profissional. Experiências relevantes de formação e inserção profissional foram desenvolvidas através do Programa PIPPLEA na área do artesanato, produção de ervas aromáticas e criação de animais biológicos no Centro de Estudos e Sensibilização Ambiental do Monte do vento. A área do artesanato passou por uma experiência de educação/formação, em que os formandos aumentaram o grau de especialização e de competências profissionais.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Sandra Isabel Palminha Cascalheira Sandra +351286610000 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


COMOIPREL - Cooperativa Mourense de Interesse Público de Responsabilidade Limita

(-)
Praça Sacadura Cabral - Edificio Paços Concelho
-
P-7860-121-MOURA Moura

Tel:+351285251240
Fax:285251774
Email:-

 
Responsibility in the DP: Transnational partnership
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO ALENTEJO
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

A COMOIPREL-CIPRL é uma régie-cooperativa cujo objectivo é o desenvolvimento sócio-económico e cultural de Moura. O seu objectivo social é bastante abrangente e intervém nos universos ou áreas do artesanato, cinegética, turismo, ambiente, ensino e formação profissional. O ensino e a formação profissional são áreas que, presentemente, assumem uma maior importância na vida da Cooperativa, prevendo-se a sua consolidação em áreas decorrentes desta.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Antónia de Jesus Vilar Baião Antónia +351285251240 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


Case - Concepção e Arquitectura de Soluções Informáticas Estruturadas, S.A

(-)
Av. Dr. Mário Moutinho, Lt. 1732 A
-
P-1400-136-LISBOA Lisboa

Tel:+351210054600
Fax:210054601
Email:

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:GRANDE LISBOA
Date of joining / leaving:28-11-2003 /

Text available in

Missão: prestar serviços que introduzam, através do recurso às novas tecnologias de inform,ação mais valias sgnificativas nos processos de negócio das organizações Clientes e que contribuam para a sua crescente fidelização; inovar e melhorar de forma sistemática os processos de trabalho internos e dos nossos clientes tendo em vista o cumprimento dos requisitos da Norma NP ISO9001:2000 e simultaneamente a optimização do serviços ao cliente final. Valores: satisfação do cliente; integridade; profissionalismo; trabalho em equipa; solidareiedade interna; competitividade externa; produtividade; excelência. Áreas de intervenção: consultoria e desenvolvimento; e-business; portabilidade e infra-estruturas; qualiodade de sistemas; tecnologias e soluções



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Fernando Gonçalo Jorge Cardoso da Silva Fernando +351210054600 goncalo.silva@ace-case.com Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top


MUNICÍPIO DE BARRANCOS

(-)
Praça do Município, nº 2
-
P-7230-030-BARRANCOS Barrancos

Tel:+351285950630
Fax:285950638
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Public authority (national, regional, local)
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:BAIXO ALENTEJO
Date of joining / leaving:24-06-2002 /

Text available in

Nos termos da Constituição da República Portuguesa, os município são pessoas colectivas territoriais de direito público, dotados de autonomia administrativa e financeira e património próprio, dispondo de vasto leque de atribuições que vão desde a assistência social, a educação, a saúde, a habitação e urbanismo, a protecção ambiental, o equipamento rural e urbano, o fornecimento de água, os sistemas de esgotos, a recolha e tratamento dos RSU, as infra-estruturas de manutenção, a cultura e as actividades de lazer. Apesar da CMB não possuir poderes para estabelecer políticas de emprego, tem sido cada vez mais considerada pelo governo como parceira e envolvida naturalmente no desenvolvimento e aplicação de medidas activas relativas ao mercado de trabalho. Estão neste caso os programas de actividade ocupacional e a formação profissional enquadrada no âmbito do Mercado Social de Emprego.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Jacinto Domingos Mendes Saramago Jacinto +351285950630 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 28-10-2005 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

MARGENS DE DESENVOLVIMENTO

Rationale

Text available in

A MEG situa-se entre o Rio Guadiana e a fronteira com Espanha e abrange 5 concelhos (Mourão, Barrancos, Moura, Serpa e Mértola). Território rural, com uma população de 47 179 pessoas e uma densidade de 13/hab/Km2, onde as distâncias são grandes: de Mértola a Mourão são 176 Km que se percorrem em 2 h30 m. A MEG apresenta-se razoavelmente dotada de estruturas de apoio à educação-formação: 3 Escolas Profissionais (COMOIPREL - Moura ; Escola Profissional Bento Jesus Caraça - Mértola e Escola de Desenvolvimento Rural -Serpa), 3 Escolas Secundárias e uma rede de Escolas do Ensino Básico. Os concelhos de Mourão e Barrancos não dispõem de Escola Secundária. Em cada concelho existe em actividade, pelo menos, 1 estrutura com oferta de formação profissional, uma UNIVA e um PIJ. A zona é servida por dois Centros de Emprego, Beja e Moura, com serviços permanentes. Nos restantes 4 concelhos funcionam de forma não permanente: 2 vezes /mês /Mourão e 1/ vez/ semana nos restantes 3 concelhos. A generalização do RMG permitiu instalar equipas locais de atendimento, excepto em Barrancos, onde a técnica se desloca pontualmente. Aqui o único serviço permanente de apoio à inserção social e profissional, pertence à RG-ADI. Em todos os concelhos temos ADL's e outras associações que desenvolvem acções de caracter formativo, sócio-educativo, cultural e de animação económica. A maioria dos empregos registam-se nos serviços e os maiores empregadores são as Câmaras Municipais, as IPSS's e o Hospital de Serpa. Recentemente surgiram várias iniciativas económicas privadas ligadas sobretudo à produção de enchidos de porco preto, produção de Queijo Serpa e Unidades de Alojamento Turístico em resultado da afluência cada vez maior de turistas, cujo número e qualidade são ainda insuficientes. A MEG possui 2 Centros de Educação Ambiental e o Parque Natural no Vale do Guadiana. Nesta zona a recolha selectiva de lixos domésticos faz-se em Moura e Mértola. Existem diversos espaços de acesso à Internet instalados em associações de jovens, grupos de teatro, juntas de freguesia e câmaras municipais, pouco utilizados, à excepção das escolas. A taxa de desemprego no território é bastante elevada ( 17%) , sendo os jovens e as mulheres , os mais afectados. 72 % da população tem menos de 9 anos de escolaridade e nalguns concelhos (ex: Mourão) , cerca de 10 jovens/ano abandonam a escola sem terem complementado o 9º ano) . Os abandonos dão-se a partir dos 12-13 anos mas há casos de abandono no 1º ciclo. As tendências em termos de percurso escolar encontram-se bipolarizadas: de um lado, um nº cada vez maior de jovens prossegue os estudos até ao 12º, do outro, um nº igualmente crescente abandona cedo a escola. De notar que na MEG existe ainda uma importante comunidade de étnia cigana que tem sido alvo de intervenção do RMG. A emigração/migração continua a ser alternativa para a falta de emprego, em simultâneo, com um número crescente de indivíduos de Leste que aqui se instalam . Se em termos de educação-formação a capacidade de resposta é aparentemente favorável, já em termos de orientação e inserção, a situação apresenta-se muito débil, não só pela escassez dos serviços de apoio face às distâncias como pelas características do tecido empresarial, onde a capacidade de oferta de emprego é muito limitada. Em termos de orientação escolar e profissional, os recursos são limitados: as escolas dispõem de 4 psicólogos, o que em média significa 1 Técnico/ 1491 alunos. Frequentemente as escolas recorrem às ADL's que possuem psicólogos nos seus quadros para complementar os apoios. O Centro Emprego de Moura dispõe de 2 técnicos conselheiros de orientação, afectos a tempo parcial a esta valência. Em termos de inserção , as UNIVA's têm-se desenvolvido como um recurso de orientação do jovem, da escola para o mundo do trabalho, cuja actividade raramente ultrapassa os limites da instituição hospedeira e do próprio concelho. Os animadores das UNIVA's consideram ainda que o seu trabalho, por falta de funcionamento em rede com outras entidades, limita-se muitas vezes a levantamentos quase estatísticos das situações e a encaminhamentos institucionais sem feedback dos resultados produzidos, por falta de diálogo e capacidade de meios técnico- logísticos de acompanhamento. Nos últimos anos as ADL's deram um importante contributo para a orientação e inserção, desenvolvendo serviços de apoio individualizado a públicos desfavorecidos ou desenvolvendo projectos com os destinatários que promovem a criação de competências importantes para a promoção da empregabilidade e muitas vezes fomentam a criação de iniciativas locais geradoras de empregos. A flexibilidade destas estruturas e alguns programas experimentais (como o PIC EMPREGO e PIPPLEA/ PNE ) têm permitido manter serviços de acompanhamento pós-formação, fase decisiva para o sucesso dos processos. Quando se reflectiu sobre o trabalho desenvolvido por cada agente destacaram-se importantes problemas de isolamento e de actividades/serviços não coordenados. De facto, todas as entidades auscultadas elegeram como entraves ao desempenho da sua actividade: a) falta de diálogo e trabalho em rede com as outras entidades no terreno; b) total desconhecimento da realidade sócio-profissional dos outros concelhos; c) escassez de recursos humanos para responder às necessidades de apoio a um número elevado de pessoas em situação de desemprego (rácios de 1 técnico de emprego/300 utentes). Como consequência dificilmente se desenvolvem respostas individualizadas, acompanhadas no tempo, e com suporte de informação actualizada sobre as ofertas formativas e as ofertas de emprego. No caso dos jovens que abandonaram precocemente a escola, a situação agrava-se porque a escola não assume a responsabilidade, e as outras entidades, não têm competência para intervir com estes públicos. No caso das escolas profissionais e secundárias foi referido que, apesar da multiplicidade de actividades extracurriculares e promoção da empregabilidade/inserção na vida activa, o isolamento face a outras entidades é grande e raramente estão a par dos projectos nas suas localidades. A informação potencialmente dirigida aos jovens/adultos/comunidade raramente chega à escola. No caso das estruturas associativas e de formação profissional, foi revelado um desconhecimento generalizado sobre as actividades implementadas no mesmo território por entidades congéneres, com reflexos de uma oferta formativa não concertada e problemas de coordenação de meios humanos e materiais. Em todos os casos, foram apontadas como principais causas inibidoras de um trabalho articulado, 2 ordens de factores: 1) Inexistência de um instrumento ou elemento de coordenação, com capacidade de actuação supraconcelhia; 2) Inexistência de hábitos de trabalho em rede, em especial quando os mesmos extravasam os domínios do concelho e não são orientados para a concretização de objectivos. Foi ainda expressado por todos um desejo que a existir uma equipe de coordenação, esta funcionasse de forma informal. Destinatários finais - os jovens enfrentam grandes dificuldades para encontrarem situações profissionais estáveis e satisfatórias do ponto vista da sua auto-realização profissional. Estas dificuldades agravam-se quando possuem baixos níveis de escolaridade (muitos não têm a escolaridade mínima obrigatória ou encontram-se em situação de fracasso escolar). A escola não atraí muito os jovens , sobretudo os das zonas mais isoladas e de grande dispersão geográfica, em que quanto maior a interioridade e a distância à sede de concelho (onde normalmente se situa a escola ou oportunidades formativas), maior o número de casos de abandono do sistema escolar. A falta de identificação com o actual sistema de ensino formal, que consideram demasiado rígido e inadequado às reais ofertas de emprego no território, foi igualmente referido. O nível de formação profissional dos jovens é igualmente baixo, face a um mercado de trabalho cada vez mais exigente. Quanto ao futuro, as ambições e expectativas em relação ao futuro, ou não foram perceptíveis ou são pouco realistas. É notória a inexistência de projectos de vida, poucos sabem o que pretendem vir a fazer a médio ou longo prazo, sobretudo quando se aproxima o termino da vida escolar. Quanto à forma como pensam resolver a sua situação de emprego, a grande maioria pensa emigrar/migrar, considerando a região com fracas oportunidades culturais e sobretudo de oferta de emprego. Na sua maioria os jovens inquiridos denotaram um fraco espirito de empreendorismo ou motivação, considerando-se sem competências ou sem incentivos das entidades locais. Em relação à participação comunitária, revelaram desconhecimento das actividades para eles organizadas, ou ausência de motivação em participarem da sua organização e implementação. Estas características inerentes aos grupos auscultados afectam sobremaneira as suas competências pessoais e relacionais bem como, a sua capacidade de empregabilidade imediata ou futura, colocando-os numa situação de risco ao nível da inserção no mercado de emprego e do surgimento de comportamentos desviantes. Neste sentido, é urgente travar esta actual tendência, contrariando um panorama que se vislumbra agravado. Importa assim, mobilizar os recursos humanos locais, sobretudo entre a camada populacional mais jovem, em prol do desenvolvimento das potencialidades individuais e colectivas deste território, apostando numa intervenção integrada que potencie a motivação dos jovens e valorize a sua auto-estima. Apenas será possível inverter esta situação com base num vasto trabalho na promoção das capacidades de responsabilização e de acção, apostando no desenvolvimento de ideias e projectos, numa formação profissional adequada às características específicas dos grupo-alvo e às próprias necessidades das entidades e das actividades com potencial de emprego na região.

dot Top


Objective

Text available in

Objectivo Geral : Capacitar as entidades e o território com dispositivos flexíveis e integrados de Orientação - Formação - Inserção, tendo em conta as necessidades dos jovens (e outros públicos) e as oportunidades de emprego na MEG ligadas ao Turismo, Ambiente, Produtos Locais, Serviços à Comunidade e Criação de empresas. Objectivos Específicos: 1.1 Desenvolver e disponibilizar às entidades e ao território uma Rede Tecnológica (portal) facilitadora do acompanhamento dos públicos-alvo nas diferentes fases do seu percurso de OFI. Implementar a rede de forma gradual primeiro junto da PD, posteriormente junto da Plataforma. Utilizar os espaços Internet da MEG para divulgação do projecto e atracção/intervenção dos jovens nos PIOFI. 1.2. promover a articulação entre serviços de OFI com influência na MEG, dinamizando uma Plataforma de Agentes Sócio-Económicos. Garantir a participação das empresas/empregadores na Plataforma, no diagnóstico do potencial de emprego, na adesão à rede tecnológica enquanto veículo de marketing de profissões socialmente desvalorizadas e no acolhimento dos jovens em percursos integrados; desenvolver acções transnacionais de intercâmbio de experiências de redes territoriais ( ex: Conseils Developpment); promover a troca de experiências com congéneres de França e Itália; 1.3. Aplicar a metodologia dos Percursos Integrados de Orientação-Formação-Inserção junto dos jovens (e adultos) utilizando a rede tecnológica e a Plataforma já criadas. - Garantir a correcta aplicação da metodologia dos PIOFI, através da formação dos técnicos (nacional e transnacional); envolver as escolas na aplicação da metodologia dos PIOFI para os jovens em risco ou abandono escolar precoce; proporcionar troca de experiências profissionais com jovens em PIOFI de Itália/França; 1.4 Introduzir a Igualdade de Oportunidades nos curricula das Esc. Prof. e do Ens. Sec., através da formação de professores, formadores e outros agentes.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics