IMPORTANT LEGAL NOTICE
 

 Lima Agro-Rural para o Século XXI ascii version

Portugal

 
DP Managing organisation : ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA CRIADORES BOVINOS RAÇA GALEGA - APACRA
Other national partners : ADRIL- Associação do Desenvolvimento Rural Integrado do Lima
Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima
Escola Superior Agrária de Ponte de Lima
Lactolethes- A Queijeira Artesanal de Ponte de Lima Lda
EQUAL theme :Employability - (Re-)integration to the labour market 
Type of DP :Sectoral - Agriculture 
DP Legal status :Non-profit making organisation 
DP identification :PT-2001-077 
Application phase :Project ended 
Selection date :09-09-2002 
Last update :09-10-2007 
Monitoring: 2002  2003   

Rationale

Text available in

According to the methodology defined in the project, during the first phase twelve meetings were held, involving the project promoters and individuals belonging to the final target group (rural and agricultural less favoured population - small farmers, non paid family workers, paid workers and small and medium agricultural employers), totalising 71 people from six different geographical areas. These six areas were chosen after a deep study of a relevant set of development statistical indicators. An extra meeting was held with state and private entities with direct responsibilities in the agro-rural sphere of the Lima Valley (intermediate target population group - a diversified set of associations, co-operatives and businesses within the agro-rural sector and deeply integrated in the territory). A very positive enrolment was shown from the two target groups, particularly from the final target group. Taking in mind their typical low levels of training and instruction and also their hopelessness towards their activity, we expected, to a certain extent, some degree of indifference. From these meetings we have retrieved as main conclusions: - The Lima Valley region (Vale do Lima) shows socio-economic characteristics in which become prominent a socio-cultural basis where the small family farming still has a very expressive presence, associated with low labour productivities (both in farming and in the locally disperse industries), low levels of services presence in the economy, very low levels of formal education and income and leaving levels much lower than the national averages. - The development indicators deteriorate when we move from urban localities (municipal chief-towns or surrounding parishes) to semi-rural or rural ones, and from the coastal areas to inland. - The weight of the farming population is very high in those inland and rural areas and it includes a large share of the population that is more vulnerable to poverty. - Ageing, feminisation, disqualification of the "farmer" profession, and low incomes in the sector are strong factors reducing motivation and promoting a non-acceptance of all types of land and rural based activities. - The shift to other sectors of activity is made difficult by the low levels of skills and of formal education of these groups, and also by the feeble ability of labour absorptions from local entrepreneurs and employers. - There is a non-family sub-sector, of small to medium size, which has been steadily growing. Mainly based on non-permanent labour, the established labour relationships are based on traditions, which in spite of possible advantages do not always respect the social rights of labourers. - There are recruitment problems only partially grounded on wage subjects. - It is important to act among employers and their organisations, aiming at the modernisation of the existing labour relationship. - The Lima Valley has been witnessing a strong development of a set of rural enterprises linked to a growing demand for tourism, leisure and recreation activities. The small-scale production of local products, based on local tradition and knowledge and also on local resources has been increasing too. However, these opportunities are, most of the times, "invisible" to the less favoured population. - The enrolment of the local population demands for an effective enrolment of the promoters of any action. This means that time, staff and resources must be made available to let any programmed action occur within acceptable schedules and accepted subjects (taking into account the specificness of farming and farming actors). - Small farmers have no faith in agrarian policies. They have the feeling that they are being used in many processes linked to the rural world (e.g. training programs and rural development projects), merely as passive actors needed to justify expenses and better incomes for larger farmers. - Training is a special target of discredit from the rural population and small farmers. They find it misfit to their agro-rural reality, and most of the times carried out by professionals with low technical and professional qualifications. - There is a clear separation between state and private entities with responsibilities in rural development and the target actors for their activities. This has negative consequences in the expected diffusion of knowledge and skills and in the expected improvements of socio-economic conditions of the target populations. - There is much complaint about the closing down of collective milking parlours. This has much contributed to the diminishing family returns and also to the increasing abandonment of agricultural activities.

dot Top


Objective

Text available in

The project intends to revalorise both socially and professionally the activities linked to the agricultural sector and to the rural world associated with it, in the region of the Lima Valley (Vale do Lima). We expect the generation of synergies in turn of a project that is targeted at the projection and social reconstruction of a positive and innovative image of a traditional sector, still blocked by many prejudices that repel prestige and motivation. Specific objectives: A) Final Target Population Segment: 1. Rural population with low levels of education and with low job perspectives (young people looking for a first time job or for a new job, women, emigrants returned to their land): a) To increase the self-esteem of professionals in the agro-rural sectors, promoting a positive and proactive attitude towards the resolution of problems and job worth. b) To promote the value of endogenous resources, in order to contribute to the local creation of jobs: c) To train in new skills, capable of stimulating the capacities of identification of new opportunities in the agro-rural sectors, and the capacities to take real action when those opportunities appear. 2. Employers within the sector: a) To increase the self-esteem of professionals in the agro-rural sectors, promoting a positive and proactive attitude towards the resolution of problems and job worth. b) To train at the level of Human Resources Management, with a perspective of modernisation of the labour relationships within the sector. c) To dynamize the exchange and the sharing of knowledge and experiences related with the new opportunities in the agro-rural sectors. B) Intermediate Target Population Segment a) To stimulate rupture with prejudices linked to the agricultural activities and their professionals, proposing new insights of the sector and of its emerging opportunities. b) To promote new types of personal and inter-professional relationships, from which new positive synergies may arise.

dot Top


Innovation


Nature of the experimental activities to be implemented Rating
Guidance, counselling ***
Training **
Training on work place *
Employment aids (+ for self-employment) *
Employment creation and support **
Training of teachers, trainers and staff **
Conception for training programs, certification **
Anticipation of technical changes **
Work organisation, improvement of access to work places **
Guidance and social services **
Awareness raising, information, publicity ***
Studies and analysis of discrimination features *

Type of innovation Rating
Process-oriented **
Goal-oriented ***
Context oriented **

Text available in

a) Elementos gerais inovadores: 1. Estabelecimento de uma estratégia flexível e em rede, com implementação de um circuito integrado de fluxos de informação sectorial, tendo em vista um fim comum de revalorização da profissão. 2. Papel dinamizador ao nível da capacitação para a identificação e aproveitamento de novas oportunidades de investimento e emprego no âmbito agro-rural, chegando a grupos sociais habitualmente excluídos das dinâmicas em curso. b) Elementos inovadores por parceiro: 1. APACRA: Tem tido uma ligação privilegiada ao meio rural, tomando contacto com problemáticas, potencialidades e estrangulamentos, sobre os quais sempre pretendeu agir. Decorrida a Fase I, significou para a APACRA um salto qualitativo na sua visão integrada do mundo rural, bem como ao nível da capacitação dos seus funcionários, adquirindo estes uma nova visão comportamental da sua acção perante aqueles que representam e os quais justificam a sua existência. 2. ESAPL: Este Projecto, funcionará como elemento promotor e solidificador de uma instituição que promoverá não só uma nova era de relacionamento interno entre os elementos que compõem o nosso meio académico, com especial realce para as relações Docentes/Discentes, dentro de uma cultura de proximidade e de capacitação de actuais e novos profissionais para um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e em constante mutação, mas também um novo período de relacionamento com o exterior, o qual veja nesta instituição um parceiro empreendedor para futuros projectos. 3. ADRIL:Com este projecto pretende-se reunir a generalidade dos actores locais em volta do objectivo comum de revalorização da imagem do mundo rural e desenvolvimento de acções concertadas específicas nesse sentido, proporcionará a esta entidade de interesse colectivo, a oportunidade de encetar novas formas de relacionamento, capacitação e concretização de objectivos que fundamentaram a sua criação. 4. LACTOLETHES : Tratando-se de uma empresa recentemente criada, tem necessidades de aprendizagem directiva, organizacional e técnica no que respeita à estrutura de transformação, bem como aos produtores agrícolas que lhe estarão associados. A produção de um produto Agro-Alimentar de grande qualidade, como é o caso do queijo tradicional encerra em si um conjunto enorme de riscos, não tanto de natureza comercial mas acima de tudo técnicos, que só poderão ser vencidos pela mobilização e conscencialização de todos os intervenientes envolvidos na cadeia produtiva/transformadora para a sua importância no produto final. 5. Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte do Lima: A execução deste projecto proporcionará uma organização interna, formando um grupo que se pretende o mais homogéneo e coeso possível, constituído por alunos, professores e funcionários. Estes actuarão conjuntamente com outras entidades, estabelecendo-se relações e dinâmicas, que por circunstâncias várias, até hoje nunca foram estabelecidas.

dot Top


Budget Action 2

500 000 – 1 000 000 €

dot Top


Beneficiaries


Assistance to persons 
Unemployed  14.8%  13.8% 
Employed  31.3%  25.0% 
Others (without status, social beneficiaries...)  8.8%  6.3% 
  100.0% 
 
Migrants, ethnic minorities, …  0.0%  0.0% 
Asylum seekers  0.0%  0.0% 
Population not migrant and not asylum seeker  45.0%  55.0% 
  100.0%
 
Physical Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Impairment  0.0%  0.0% 
Mental Illness  0.0%  0.0% 
Population not suffering from a disability  45.0%  55.0% 
  100.0% 
 
Substance abusers 0.0%  0.0% 
Homeless  0.0%  0.0% 
(Ex-)prisoners  0.0%  0.0% 
Other discriminated (religion, sexual orientation)  0.0%  0.0% 
Without such specific discriminations  45.0%  55.0% 
  100.0% 
 
< 25 year  27.5%  35.0% 
25 - 50 year  12.5%  15.0% 
> 50 year  5.0%  5.0% 
   100.0% 

Assistance to structures and systems and accompanying measures Rating
Gender discrimination **
Support to entrepreneurship **
Discrimination and inequality in employment **
Low qualification ***
Unemployment **

dot Top


Empowerment

 

 With beneficiaries

Participation
Promoting individual empowerment
Changing attitudes and behavior of key actors

 

 Between national partners

N.C.

dot Top


Transnationality

 

 Linguistic skills

  • português
  • português
  • English
  • français

 Percentage of the budget for transnational activities

  • 0.1%

 Transnational Co-operation Partnerships

Transnational Co-operation Agreement DPs involved
2159 Greek - Portuguese Agro-Rural Development GR 200744
2786 Familles Rurales Fédération Régionale de Champagne Ardenne FR CHA-2001-10478
PT 2001-214

dot Top


Background

 

 Involvment in previous EU programmes

  • Nobody involved in A&E

dot Top


National Partners


Partner To be contacted for
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA CRIADORES BOVINOS RAÇA GALEGA - APACRA Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
ADRIL- Associação do Desenvolvimento Rural Integrado do Lima
Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima
Escola Superior Agrária de Ponte de Lima Evaluation
Lactolethes- A Queijeira Artesanal de Ponte de Lima Lda

dot Top


Agreement Summary

Text available in

§ The DP will be developed according to the principle of effective involvement of each partner; § All partners will be involved in decision-making. All decisions will be taken in general meetings, under unanimity, in the presence of all the legal responsibles for each entity of the DP; § Partners must meet in ordinary meetings every two months, and in extraordinary meetings whenever one of the partners feels that need; § Participation and involvement of women in the project is granted, as each DP partner must be represented in the project team with the same number of men and women; § Technical responsibility is shared among the partners, as they are equally represented in the project team. The project team is responsible for the technical orientations to be implemented in each of the project areas; § Financial management will be carried out by the coordinating entity. The coordinating entity must fully respect the financial plan established for Action 2. If for any reason this plan needs to be changed, the coordinating entity must promote a meeting with all partners and submit the proposed change to the approval of all partners; § The coordinating entity is responsible to keep all partners fully informed of the development of the project.

Last update: 09-10-2007 dot Top


ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA CRIADORES BOVINOS RAÇA GALEGA - APACRA

(APACRA)
Urbanização do Sobral Lote 2 - Fracção S - R/C
-
P-4990-215-PONTE DE LIMA Ponte de Lima

Tel:+351258944216
Fax:258944216
Email:apacra@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP: Co-ordination of experimental activities
Design of the project
DP managing organisation
Monitoring, data collection
Transnational partnership
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:MINHO-LIMA
Date of joining / leaving:02-07-2002 /

Text available in

É uma associação com forte implementação no Entre-Douro e Minho que conta com 4007 associados, aos quais presta apoio técnico, facto que constitui garantia da sua profunda ligação ao sector produtivo do Vale do Lima. Assegura ainda a defesa dos interesses dos seus associados, bem como daqueles que directa ou indirectamente beneficiam da sua acção ao nível da valorização e promoção da raça de bovinos "Minhota".



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Miguel Rodrigues Morais Luís +351964421863 miguelmorais@esapl.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 09-10-2007 dot Top


ADRIL- Associação do Desenvolvimento Rural Integrado do Lima

(ADRIL)
Praça da República
-
P-4990-062-PONTE DE LIMA Ponte de Lima

Tel:+351258741417
Fax:
Email:-

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Other
Legal status:Non-profit private organisation (including NGO...)
Size:Staff < 10
NUTS code:MINHO-LIMA
Date of joining / leaving:09-06-2005 /

Text available in

Entidade gestora dos programas LEADER+ no Vale do Lima, tendo desenvolvido neste âmbito um conjunto de acções no de desenvolvimento regional e local, sobretudo nas áreas rurais. Realça-se a experiência desta associação ao nível da ligação a outros programas de desenvolvimento nacionais e internacionais, bem como ao nível da transferência de conhecimentos e experiências inovadoras.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Francisco Silva de Calheiros e Menezes Francisco +351258947164 No mail submited Entity contact person responsable for this project

Last update: 09-10-2007 dot Top


Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

(-)
Quinta do Cruzeiro - Apartado 51 - Arca
-
P-4990-209-PONTE DE LIMA Ponte de Lima

Tel:+351258741404
Fax:258941955
Email:epapl@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Education / training organisation
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:MINHO-LIMA
Date of joining / leaving:02-07-2002 /

Text available in

É uma entidade que actua ao nivel do chamado sistema de educação formal, tendo os seus cursos técnicos equivalência ao 12º ano, nomeadamente "Gestão Agrícola (Nível III)", "Turismo Ambiental e Rural (Nível III)", "Operador de Informática (Nível II)", estando este último previsto para o próximo ano lectivo 2002/03. A base do seu ensino ainda que assentando numa base teórica constituída por disciplionas de formação geral, marca a sua tipicidade em relação a outos sistemas de ensino pela sua forte componente prática, a qual permite aos 100 alunos actualmente existentes, a imediata entrada no mercado de trabalho rural enquanto técnicos com apetência especial para o "saber fazer".



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Maria Paula Ferreira de Oliveira Maria +351962412760 paula_epapl@iol.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 09-10-2007 dot Top


Escola Superior Agrária de Ponte de Lima

(ESAPL)
Convento de Refóios - Refóios do Lima
-
P-4990-706-REFÓIOS DO LIMA Ponte de Lima

Tel:+351258909740
Fax:258909779
Email:-

 
Responsibility in the DP: Evaluation
Type of organisation:University / Research organisation
Legal status:Public organisation
Size:Staff < 10
NUTS code:MINHO-LIMA
Date of joining / leaving:09-06-2005 /

Text available in

Pertencente ao Instituto Politécnico de Viana do Castelo, tem como missão fundamental a formação superior (bacaharelatos e licenciaturas) ao nível das ciências agrárias, gestão e conservação de recursos naturais e rurais. Abrange ainda a formação recorrente e de actualização, a reconversão vertical e horizontal de técnicos, o apoio ao desenvolvimento regional e o desenvolvimento de projectos de investigação e experimentação.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
José Carlos Medeira dos Santos José +351258909740 jcms@esapl.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 09-10-2007 dot Top


Lactolethes- A Queijeira Artesanal de Ponte de Lima Lda

(-)
Lugar de Carvalho, freguesia da Correlhã, Concelho de Ponte de Lima
-
P-4990-295-PONTE DE LIMA Ponte de Lima

Tel:+351258742421
Fax:
Email:minhofumeiro@mail.telepac.pt

 
Responsibility in the DP:
Type of organisation:Enterprise
Legal status:Private
Size:Staff < 10
NUTS code:MINHO-LIMA
Date of joining / leaving:02-07-2002 /

Text available in

Empresa de pequena dimensão, de formação recente, tendo como principais objectivos a produção de queijos regionais de elevada qualidade, segundo métodos tradicionais. Tem ainda como objectivos valorizar as matérias primas locais, abrindo assim novas perspectivas ao sector produtivo agro-alimentar, enquadrando-se numa filosofia de aproveitamento de recursos endógenos.



Contact person(s)

Name First name Phone E-mail Responsibility
Luís Miguel Várzeas Bento Gomes Luís +351239827963 luisbgomes@iol.pt Entity contact person responsable for this project

Last update: 09-10-2007 dot Top



 
 
 
 

 
 
 
 

 
 
 
 
Warning! This section is not meant to be read directly, but rather be navigated through from the main page above.
 
 
 
 

LIMA AGRO-RURAL PARA O SECULO XXI

Rationale

Text available in

De acordo com a metodologia definida pelo projecto, durante a primeira fase foram realizadas reuniões (12 ), envolvendo os promotores do projecto e indivíduos pertencentes ao grupo alvo final(população agrícola e rural desfavorecida - pequenos agricultores, trabalhadores familiares não remunerados e assalariados agrícolas - e o pequeno e médio patronato agrícola), na totalidade 71 pessoas pertencentes a 6 manchas geográficas, escolhidas após análise exaustiva de índices estatísticos de desenvolvimento, bem como uma reunião com entidades privadas e estatais com responsabilidades no meio Agro-Rural do Vale do Lima, denominado no âmbito deste projecto como público alvo intermédio (conjunto diversificado de associações, cooperativas e empresas que integram o sector agro-rural e que têm uma ampla inserção no território). Tal como pretendido as reuniões resultaram em inquestionáveis mais valias para o projecto. Registou-se uma adesão muito positiva dos dois públicos alvo, salientando-se o público alvo final, que dada a sua tipicidade, baixa formação e desanimo perante a actividade, poderiam fazer antever algum alheamento. Da interpretação dos índices e auscultação dos públicos alvo salientam-se as seguintes conclusões demonstrativas das necessidades e anseios destes públicos alvo: - O Vale do Lima apresenta características sócio-económicas nas quais se salientam uma matriz sociocultural em que a pequena agricultura familiar tem ainda uma presença significativa, associada a baixas produtividades do trabalho (na agricultura e na indústria difusa), a um fraco nível de terciarização da economia, a níveis de escolaridade muito baixos e a níveis de rendimento e de poder de compra também abaixo da média nacional; - Os indicadores de desenvolvimento agravam-se quando passamos das freguesias urbanas (sedes de concelho e limítrofes) para as freguesias semi-rurais e rurais, e do litoral para o interior. - O peso da população agrícola é extremamente elevado nas freguesias do interior e abrange uma grande fatia da população vulnerável à pobreza; - O envelhecimento, a feminização, a desqualificação da profissão "agricultor" e os baixos rendimentos associados ao sector são fortes factores de desmotivação e por vezes de recusa por todo o tipo de actividade ligada à terra e à ruralidade. - A transferência para outros sectores de actividade é dificultada pelas baixas habilitações formais e profissionais destes grupos e pela escassa capacidade de absorção do tecido empresarial local, numa economia em que a articulação com a agricultura se traduz em estratégias de proximidade entre a residência e o local de trabalho. - Existe um sub-sector patronal, de pequena ou média dimensão, que está em crescimento. Assentando sobretudo na mão-de-obra temporária, as relações laborais que aí se estabelecem assentam numa tradição que, embora possa ter as suas virtualidades, nem sempre dá resposta aos direitos sociais dos trabalhadores. - Existem problemas de recrutamento de mão de obra que só parcialmente se fundamentam em bases salariais. A convergência em termos de condições de trabalho e de direitos com os sectores mais formais da economia constituiria um factor de atracção não negligenciável para o sector, que passaria ainda por uma dignificação da profissão. - Interessa actuar ao nível do patronato e das suas organizações, no sentido de promover a modernização das relações laborais em causa. - Tem-se desenvolvido fortemente no Vale do Lima um conjunto de actividades económicas em meio rural associado ao crescimento da procura do turismo e do lazer, bem como ao nível de produtos e processos de fabrico de pequena dimensão baseados em saberes e recursos endógenos. Contudo estas oportunidades são muitas vezes invisíveis para a população mais desfavorecida; - As actividaes proddutivas tradicionais da região como o leite, os bovinos carne, a fruticultura têm hoje um valor diminuto nos rendimentos familiares, constituindo-se como actividades que na maior parte dos casos apenas visam o auto-consumo de agregados familiares que desenvolvem a actividade agricola a tempo parcial; - A viticultura e alguma produção horticula intensiva são as actividades que são encaradas de forma mais profissional por parte dos empresários agricolas da região e as quais são geradoras de rendimentos aliciantes, notando-se todavia uma grande falta de formação em termos técnicos e de interpretação de mercado, que muito contribui para a relativa incapacidade de concorrer com produções de outros países; - A redefinição social da ruralidade, pela positiva, envolve sobretudo grupos urbanos ou urbanizados, dificilmente chegando aos grupos sociais mais directamente relacionados com a produção dessa mesma ruralidade. - O envolvimento das populações locais exige o envolvimento efectivo dos promotores no sentido de disponibilidade de tempo, de pessoal e meios para realização de acções em horários e moldes programáticos acordados, tendo em conta a especificidade da actividade agrícola bem como dos seus agentes; - Os pequenos agricultores descrêem das políticas agrárias, imperando a ideia de que surgem em processos ligados ao mundo rural (Ex. formação e projectos de desenvolvimento rural), como meros sujeitos passivos, justificadores de despesas e rendimentos de terceiros; - A formação é especialmente alvo de descrédito junto da população rural e pequenos empresários. Acham-na desajustada à realidade Agro-Rural, levada a cabo na maioria das vezes por profissionais de competência profissional e técnica duvidosa; - Verifica-se distanciamento entre as entidades colectivas estatais ou privadas com responsabilidades no meio rural e os agentes finais objecto da sua acção, com consequências negativas em termos de disseminação de tecnologia/know how e posteriormente nas condições económico-sociais.

dot Top


Objective

Text available in

O projecto visa revalorizar social e profissionalmente as actividades ligadas ao sector agrícola, bem como ao mundo rural que lhe está associado, na região do Vale do Lima. Pretende-se quebrar com a invisibilidade de oportunidades emergentes e, revalorizando a ruralidade nos grupos sociais ligados à agricultura, promover a reabilitação dos seus papéis sociais, capacitando as pessoas para o desenvolvimento de um novo conjunto de competências, actividades e empregos associados ao novo papel social dos espaços rurais. Objectivos específicos A) Públicos Alvo Finais 1. população rural com fracas habilitações e baixas condições de empregabilidade (jovens à procura do 1º emprego ou de novo emprego; mulheres; emigrantes retornados). a. Aumentar a auto-estima dos profissionais do sector agro-rural, promovendo uma atitude positiva e pró-activa de resolução de problemas e de valorização do trabalho. b. Favorecer a valorização dos recursos endógenos, contribuindo para a criação local de emprego. c. Formação em novas competências que estimulem a capacidade de identificação/acção perante novas oportunidades no sector agro-rural. 2. Empregadores do sector. a. Aumentar a auto-estima dos profissionais do sector agro-rural, promovendo uma atitude positiva e pró-activa de resolução de problemas e de valorização do trabalho. b. Formação ao nível da gestão de recursos humanos, numa perspectiva de modernização das relações laborais no sector. c. Dinamizar a troca de saberes e de experiências no âmbito das novas oportunidades no sector agro-rural. B) Público Intermédio - associações de desenvolvimento regional e local e entidades privadas ou públicas a montante/jusante das empresas agro-rurais. a. estimular a rotura com preconceitos relativos à actividade agrícola e aos profissionais do sector, propondo uma nova visão do sector e das oportunidades emergentes. b. Promover novas formas de relacionamento interpessoais e inter-profissionais, resultando sinergias positivas.

dot Top



Logo EQUAL

Home page
DP Search
TCA Search
Help
Set Language Order
Statistics