De que se trata?

O Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos (ECTS do inglês European Credit Transfer and Accumulation System) é um sistema de créditos concebido para facilitar a mobilidade internacional dos estudantes. Uma vez que os créditos ECTS se baseiam nos resultados em termos de aprendizagem e no volume de trabalho exigido para fazer uma disciplina ou curso, os estudantes podem transferi-los de uma universidade para outra, de forma a que sejam contabilizados num único programa de estudo ou de formação.

O ECTS contribui para tornar a aprendizagem mais centrada no aluno, constituindo uma ferramenta fundamental do processo de Bolonha, que visa tornar os sistemas nacionais mais compatíveis.

O ECTS facilita o planeamento, a execução e a avaliação de programas de estudos, tornando-os mais transparentes.

Por que motivo é necessário?

As diferenças entre os sistemas nacionais podem originar problemas relacionados com o reconhecimento das habilitações académicas de outros países e dos períodos de estudos realizados no estrangeiro. Uma maior transparência dos resultados da aprendizagem simplifica o reconhecimento dos estudos efetuados noutros países.

O ECTS torna igualmente possível combinar diferentes tipos de aprendizagem, como a aprendizagem académica e em contexto laboral, no quadro do mesmo programa de estudos ou numa perspetiva de aprendizagem ao longo da vida.

Como funciona?

Os créditos ECTS representam o volume de trabalho e determinados resultados da aprendizagem predefinidos («o que uma pessoa sabe, compreende e é capaz de fazer») de um determinado curso ou programa. 60 créditos são o equivalente a um ano completo de estudos ou de trabalho. Regra geral, num ano académico normal, os 60 créditos são repartidos entre várias componentes mais pequenas.

Um «primeiro ciclo» típico de estudos superiores (licenciatura) equivale a 180 ou 240 créditos, enquanto um «segundo ciclo» típico (mestrado) equivale a 90 ou 120 créditos, com um mínimo de 60 créditos. A utilização do ECTS a nível do «terceiro ciclo» (doutoramento) varia.

A maioria dos países do Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES) adotou este sistema de créditos, que é cada vez mais utilizado para outros fins. O Guia do Utilizador do ECTS pdf descreve o sistema de créditos ECTS e como utilizá-lo. O ECTS é igualmente utilizado em documentos relativos à mobilidade para fins de aprendizagem, designadamente:

O ECTS também contribui para uma maior clareza e facilidade de utilização de outros documentos como o suplemento ao diploma.

Saiba mais