Regularmente, o Eurostat compara as diferentes taxas de inflação relativamente a compras frequentes e correntes, como alimentos e livros, com compras menos frequentes como telefones e seguros de saúde. Conforme demonstrado no gráfico, os artigos menores comprados com mais frequência apresentam uma taxa de inflação superior à taxa global, enquanto as compras menos frequentes apontam para uma inflação dos preços menor. Uma vez que os artigos comprados com frequência constituem cerca de metade de todas as compras em termos de número – mas não em termos de despesa total – contribuem muito para a percepção que temos da inflação.
Fonte: Eurostat