Percurso de navegação

Investimento e financiamento

A Comissão promove o financiamento do investimento na Europa através de uma vasta gama de instrumentos e programas financeiros.

O investimento é um dos três pilares da política económica da UE. Os dois outros são a responsabilidade orçamental e as reformas estruturais.

Plano de investimento para a Europa

A Comissão Europeia lançou um plano de investimento para a Europa a fim de desbloquear mais de 315 mil milhões de euros de investimentos nos próximos três anos e dar um impulso decisivo a setores da economia que criam postos de trabalho e estimulam o crescimento.

Oportunidades de investimento

Uma «task-force» especial, composta por representantes dos países da UE, da Comissão e do BEI, começou por reunir exemplos de projetos de investimento para dar uma primeira ideia das oportunidades de investimento na UE. Foi depois elaborada a lista de projetos a seguir apresentada, que foi publicada a título meramente informativo.

A inclusão na lista de projetos não significa que um projeto será automaticamente elegível para financiamento pelo BEI ou pela Comissão. A lista serve apenas para ilustrar a ampla gama de projetos disponíveis para investimento na UE.

Além disso, a Comissão está envolvida na execução, dentro e fora da UE, de vários programas e instrumentos de financiamento do investimento que aproveitam o efeito de alavanca do orçamento da UE. Os financiamentos são canalizados através de instituições financeiras internacionais (IFI), bancos nacionais de fomento e agências públicas dos países da UE, bem como de programas especializados, nomeadamente programas destinados às PME e às redes transeuropeias.

Principais instituições financeiras internacionais:

  • Grupo do Banco Europeu de Investimento (BEI), incluindo o Fundo Europeu de Investimento (FEI)
  • Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (BERD)
  • Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB)

A DG ECFIN assegura a coordenação necessária entre a Comissão e o grupo do BEI e o BERD e está representada nos órgãos dirigentes dessas instituições.

Além disso, é responsável pelas operações diárias do mercado financeiro relacionadas com os programas e a respetiva execução. Estas operações requerem importantes recursos, tanto orçamentais como extraorçamentais, bem como conhecimentos aprofundados dos setores financeiro e bancário.

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto