Percurso de navegação

The financial and economic crisis - a chronological overview - September 2009

A actual crise solicita uma acção concertada tanto a nível europeu como internacional. A UE tomou uma série de medidas ambiciosas para restaurar a confiança, a estabilidade e a sustentabilidade nos mercados financeiros.

Previous pageNext page

24 e 25 de Setembro de 2009
Cimeira do G-20

Os dirigentes dos países do G-20 comprometeram-se a prosseguir a sua intervenção enérgica até que esteja assegurada uma recuperação duradoura, criadora de empregos.Acordaram também em continuar a desenvolver estratégias de saída da crise coordenadas e cooperativas, fazendo apelo a medidas adaptadas às necessidades dos países.
Ao lançar um quadro para um crescimento forte, sustentável e equilibrado, os responsáveis políticos presentes no G-20 comprometeram-se num novo processo cooperativo tendo em vista objectivos comuns para coordenar as políticas nacionais com a assistência do FMI.
No que diz respeito a regras em matéria de atribuições de bónus no sector financeiro, os dirigentes subscreveram as normas de execução do Conselho de Estabilidade Financeira que visam fazer depender os prémios da criação de valor a longo prazo sem riscos excessivos.
>> Cimeira de Pittsburgh: declaração dos Chefes de Estado e de Governopdf
>> Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso. Declaração sobre o resultado da reunião do G-20pdf
Cimeira do G-20, Pittsburgh

25 de Setembro de 2009
Relatório da Comissão sobre a crise económica na Europa

O relatório refere que, apesar dos sinais de melhoria que se fizeram sentir recentemente, a recuperação permanece incerta e ténue, havendo novos desafios a enfrentar.
>> Assuntos económicos e financeiros. A Comissão publica um relatório sobre a crise económica na Europa

23 de Setembro de 2009
Pacote de supervisão financeira.Proposta relativa a um Conselho Europeu dos Riscos Sistémicos.Regulamento relativo à supervisão bancária, aos seguros e aos valores mobiliários


As propostas legislativas da Comissão estabelecem o primeiro sistema de supervisão financeira a nível europeu.Através da criação de um Conselho Europeu dos Riscos Sistémicos e de um Sistema Europeu de Supervisão Financeira (SESF), a Comissão procura resolver as fragilidades e deficiências da actual estrutura de supervisão na Europa tanto a nível de supervisão microprudencial como macroprudencial.
>> >> Assuntos económicos e financeiros. Novas propostas legislativas para reforçar a supervisão financeira na Europa
>> Mercado interno. Supervisão e estrutura dos comités no sector dos serviços financeiros

17 de Setembro de 2009
Conselho Europeu informal

Os dirigentes da UE definiram a sua posição tendo em vista a cimeira do G-20 em Pittsburgh e formularam uma lista de 28 pedidos concretos.
Entre os pedidos acordados encontra-se o prosseguimento de medidas coordenadas para reforçar o crescimento sustentável e evitar uma repetição da crise financeira.Acordaram também na necessidade de elaborar estratégias de eliminação das medidas de incentivo, a implementar apenas quando a recuperação económica estiver assegurada.
Os líderes europeus instaram ainda ao reforço da coordenação macroeconómica a nível mundial (conferindo um papel central ao FMI), a uma maior liberalização do comércio, a uma reforma dos mercados financeiros, a uma supervisão macroprudencial a nível mundial e à introdução de regras obrigatórias em matéria de atribuição de bónus no sector financeiro.Essas remunerações variáveis devem estar associadas à boa gestão dos riscos e aos bons resultados a longo prazo.
Além disso, os dirigentes da UE manifestaram os seu apoio ao reforço do Fundo Monetário Internacional e de outras instituições financeiras internacionais.
>> Texto acordado pelos Chefes de Estado e de Governopdf Traduções da ligação anterior 

14 de Setembro de 2009
Previsões económicas intercalares da UE

A 14 de Setembro de 2009, a Comissão publicou as suas últimas previsões económicas intercalares.A mensagem subjacente é que há claros sinais de recuperação económica, graças em parte às fortes intervenções públicas, mas é prematuro falar-se de recuperação sustentável.

Segundo a Comissão, os sinais de uma recuperação económica iminente são visíveis e os receios de uma recessão prolongada e profunda estão a diminuir.Prevê-se que o crescimento do PIB seja positivo no segundo semestre.Contudo, as previsões negativas para 2009 permanecem inalteradas dado que as anteriores estimativas para 2008 e para o primeiro trimestre de 2009 tiveram de ser revistas para valores mais baixos.Este ano, o PIB deverá cair 4% na UE e na zona do euro.
>> >> Assuntos económicos e financeiros. Previsões intercalares da UE: recessão aproxima-se do fim mas ainda permanece elevado grau de incerteza

4 e 5 de Setembro de 2009
Reunião dos Ministros das Finanças e dos governadores dos bancos centrais do G-20 em Londres

Tendo em vista a cimeira de Pittsburgh, os Ministros das Finanças e os governadores dos bancos centrais fizeram um balanço dos progressos alcançados pelo Plano Global de Recuperação e de Reforma e acordaram em tomar novas medidas para assegurar um crescimento sustentável e estabelecer as bases de um sistema financeiro internacional mais sólido.
>> Comunicado de 5 de Setembro de 2009

3 de Setembro de 2009
Banco Central Europeu (BCE) confirma taxas de juro

O Conselho do BCE decidiu não alterar a taxa de juro das principais operações de refinanciamento e as taxas de juro da facilidade de cedência de liquidez e da facilidade de depósito (respectivamente, 1,00%, 1,75% e 0,25%).
>> BCE.Decisão sobre política monetária

1 e 2 de Setembro de 2009
Reuniões dos Ministros das Finanças - Eurogrupo e ECOFIN

As reuniões foram convocadas para preparar a reunião dos Ministros das Finanças dos países do G-20, que teve lugar a 4 e 5 de Setembro, e que constituiu uma preparação da cimeira do G-20 de Pittsburgh de 24 e 25 de Setembro.

O principal objectivo da reunião de Pittsburgh foi avaliar os progressos realizados no cumprimento dos compromissos assumidos na cimeira de Londres de 2 de Abril de 2009, nomeadamente no que diz respeito à reforma da regulamentação dos mercados financeiros.O G-20 debateu também a situação macroeconómica e o futuro modelo de crescimento mundial à luz das origens e consequências da crise económica e financeira.
>> Memo IP/09/369.Preparação do Eurogrupo e do Conselho informal dos Ministros da Economia e Finanças, Bruxelas, 2 de Setembro de 2009 Traduções da ligação anterior 

Previous pageNext page

Key events

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto