Percurso de navegação

A crise financeira e económica – factos e políticas

A actual crise solicita uma acção concertada tanto a nível europeu como internacional. A UE tomou uma série de medidas ambiciosas para restaurar a confiança, a estabilidade e a sustentabilidade nos mercados financeiros

Previous pageNext page

26 de Janeiro de 2009
Memorando de entendimento sobre assistência financeira à Letónia

Na sequência da decisão do Conselho ECOFIN, de 20 de Janeiro de 2009, é concedida à Letónia uma assistência à balança de pagamentos no montante máximo de 3 100 milhões de euros. A 26 de Janeiro, foram assinados, um memorando de entendimento e um acordo de empréstimo que estabelecem as condições associadas a esta assistência e que obrigam a uma reforma orçamental, financeira e estrutural.
>> UE concede assistência financeira de 3 100 milhões de euros à Letónia

Proposta da Comissão para reforçar os comités de supervisão e os organismos de normalização em matéria de contabilidade e de auditoria

A Comissão Europeia adoptou um conjunto de decisões para reforçar o quadro de supervisão dos mercados financeiros da UE, a fim de melhorar a cooperação e a convergência em matéria de supervisão entre os Estados‑Membros e de contribuir para a estabilidade financeira. Ao abrigo das novas disposições, a supervisão dos sectores dos valores mobiliários, da banca e dos seguros beneficiarão de um quadro operacional mais claro e de mecanismos de decisão mais eficazes. A Comissão propôs ainda que a UE apoie financeiramente os comités de supervisão e os principais organismos associados à elaboração de normas de informação financeira e de auditoria a nível internacional e da UE.

A proposta de apoio financeiro será agora objecto do processo de co‑decisão, tendo em vista a sua adopção pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho.
Mercado interno. Estrutura dos Comités dos serviços financeiros

19 de Janeiro de 2009
Previsões intercalares para 2009-2010

A recessão acentua-se, mas o crescimento estará de volta antes do final de 2009.
«As medidas destinadas a estabilizar o mercado financeiro, a flexibilização das políticas monetárias e os planos de recuperação económica permitiram-nos travar a deterioração da economia neste ano e criar condições para uma retoma gradual na seguna metade do ano. A principal prioridade é tornar essas medidas eficazes: melhorar os fluxos de crédito a preços razoáveis e aplicar rapidamente os pacotes de incentivos fiscais para estimular o investimento e o consumo privado. Para aumentar os níveis de confiança, é crucial que os Estados-Membros assumam o compromisso explícito de, logo que esteja restabelecida a normalidade na situação económica, inverterem a deterioração das finanças públicas, de forma a garantir a sua sustentabilidade a médio e a longo prazo», declarou Joaquín Almunia, Comissário responsável pelos Assuntos Económicos e Monetários.
>> Interim economic forecasts (EN)

Previous pageNext page

Key events

Outras ferramentas

  • Visualização pré-impressão 
  • Reduzir texto 
  • Ampliar texto