Percurso de navegação

Reunião com o primeiro-ministro húngaro, Orbán

EU

Para a Comissão Europeia, é essencial certificar-se de que o direito comunitário, tanto na letra como no espírito, é totalmente respeitado pela Hungria

Depois da reunião com o primeiro-ministro húngaro, Orbán, o Presidente Durão Barroso disse: "Recebi hoje o primeiro-ministro Viktor Orbán para debater a situação na Hungria. Tivemos um debate abrangente e construtivo. O primeiro-ministro indicou a disponibilidade da Hungria para resolver rapidamente as questões levantadas pela Comissão. A 17 de janeiro de 2012, a Comissão deu início a processos por infração relacionados com várias novas disposições na legislação húngara, nomeadamente a independência do banco central do país, da autoridade de supervisão responsável pela proteção de dados e certas medidas que afetam o seu sistema judicial. A Comissão solicitou respostas pormenorizadas às autoridades húngaras no prazo de um mês. Esclareci o primeiro-ministro Orbán sobre o trabalho a executar que é necessário para responder de forma célere às dúvidas de carácter jurídico da Comissão. Os serviços da Comissão já começaram a trabalhar neste assunto com as autoridades húngaras e estão prontos para avaliar a fundo as respostas formais húngaras assim que as recebermos. O mesmo é válido para o pedido de informações sobre a independência do setor judicial. Para a Comissão Europeia, é essencial certificar-se de que o direito comunitário, tanto na letra como no espírito, é totalmente respeitado pela Hungria, assim como por qualquer outro Estado-Membro. Também reiterei que existem dúvidas políticas mais amplas que o governo húngaro tem de abordar. Numa altura de crise económica e financeira, a confiança dos cidadãos e dos mercados na Hungria continua a ser particularmente crucial."

Ler a declaração

Vídeo da reunião