Percurso de navegação

Debate sobre a governação económica

(c) EU

No futuro, teremos de ir ainda mais longe no reforço da integração

No seu discurso no Parlamento Europeu sobre a governação económica, o Presidente Durão Barroso anunciou que a Comissão dará a conhecer a 23 de Novembro a sua Análise Anual do Crescimento para 2012, onde serão definidas as prioridades sobre a política da UE para o crescimento e o emprego para os próximos 12 a 18 meses. "Ao mesmo tempo, vamos apresentar as nossas propostas para o reforço da governação económica do euro," afirmou. "Estamos de facto perante uma crise verdadeiramente sistémica que exige um compromisso ainda maior de todos", acrescentou o Presidente. "No futuro, teremos de ir ainda mais longe no reforço da integração. E isto implicará alterações ao Tratado. Mas, permitam-me que seja claro: sou a favor de alterações ao Tratado se isto servir para reforçar a União Europeia, o método comunitário, as instituições europeias e a percepção de um objectivo comum."

O Presidente sublinhou que o euro é uma parte central da União Europeia, "não algo separado ou à parte. O euro não é uma opção de exclusão da UE. É por isso que devemos implementar a abordagem comunitária quando lidamos com o euro. O euro não sairá reforçado com a fragmentação da União Europeia", ressaltou.

Discurso completo

Video - Full Statement by President Barroso on economic governance