Percurso de navegação

Cimeira da zona euro, 21 de Julho de 2011

EU

Precisávamos de um pacote credível: temos um pacote credível

"É a primeira vez desde o início da crise que podemos afirmar que a política e os mercados estão a unir-se", disse o Presidente Durão Barroso, depois da reunião dos chefes de Estado ou de governo da zona euro. Sublinhou que o pacote credível adoptado hoje "lida tanto com as preocupações dos mercados como dos cidadãos. Responde também às preocupações de todos os Estados-Membros da zona euro. É um pacote que todos os governos subscreveram." O Presidente Durão Barroso apelou "a todos para darem início, defenderem e implementarem com determinação este pacote".

"A situação exige o amplo compromisso de todos na cimeira, e acredito que vamos consegui-lo"

"Não devemos ter ilusões: a situação é muito grave", disse o Presidente Durão Barroso numa declaração em antecipação da cimeira da zona euro, a 21 de Julho. Encorajou os líderes europeus a "mostrarem a ética da responsabilidade europeia" e afirmou que, no mínimo, a cimeira deverá fornecer clareza sobre os seguintes pontos:

  • Medidas para garantir a sustentabilidade das finanças públicas gregas;
  • Viabilidade e limites do envolvimento do sector privado;
  • Âmbito para uma acção mais flexível através do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF);
  • Restabelecimento do sector bancário;
  • Medidas para garantir a provisão de liquidez ao nosso sistema bancário.

 

O Presidente Durão Barroso também anunciou que a Comissão criou um "Grupo de trabalho para a Grécia" para devolver o crescimento ao país. Sobre a regulação financeira, a Comissão adoptou a proposta para a transposição do acordo Basel III sobre os requisitos do capital dos bancos. "Mais uma vez, com isto, a Europa será pioneira", acrescentou o Presidente.

 

Ler a declaração do Presidente Durão Barroso na conferência de imprensa depois da cimeira

Ler a declaração dos chefes de Estado ou de governo da zona euro e das instituições da UE

Conferência de imprensa

Ler a declaração do Presidente Durão Barroso antes da cimeira

Aumentar as taxas de co-financiamento para os fundos da UE – dinamizar a recuperação da economia europeia