Percurso de navegação

Comunicados de imprensa

A Europa fica cada vez mais próxima dos seus cidadãos

28/09/2009

No dia 9 de Maio de 2006 no Parlamento Europeu, durante a primeira reunião interparlamentar sobre o futuro da União Europeia, o Presidente José Manuel Barroso sugeria o início de um diálogo político aprofundado com os parlamentos nacionais, dando-lhes a possibilidade de formular comentários, críticas e reacções positivas acerca das propostas da Comissão. Passado três anos, esta medida surtiu efeitos dado que a Comissão recebeu 525 pareceres dos parlamentos nacionais. “Orgulho-me pelo caminho que percorremos”, declarou o Presidente José Manuel Barroso. “O diálogo político contribui quer para sensibilizar os parlamentos nacionais para os assuntos europeus, quer para dar à Comissão uma visão mais clara dos panoramas políticos nacionais. A Europa fica assim cada vez mais próxima dos seus cidadãos”.

Para mais informações, visite Deutsch English Français

Pareceres dos parlamentos nacionais e respostas da Comissão

 

Entrega do Prémio Europeu de Literatura

28/09/2009

Logo do prémio europeu de literatura © CE Na segunda-feira à noite, o Presidente José Manuel Barroso participou na cerimónia de entrega do Prémio Europeu de Literatura que se realizou no Centro Artístico Flagey, em Bruxelas, na presença do Henning Mankell, embaixador do prémio, e de personalidades do mundo da cultura, literatura e política. O Prémio Europeu de Literatura tem como objectivo evidenciar a riqueza e a diversidade da criação literária contemporânea, favorecer a circulação da literatura na Europa e suscitar um interesse acrescido para as obras literárias provenientes de outros países.

Web site dedicado à cultura Deutsch English français

 

O enorme potencial do G20 precisa de ser colocado em prática

24/09/2009

Fredrik Reinfeldt e José Manuel Barroso © CE Durante a conferência de imprensa conjunta com o Primeiro-Ministro Fredrik Reinfeldt antes da Cimeira do G20, o Presidente José Manuel Barroso apelou para regras globais baseadas em valores universais e que reflectissem a realidade da interdependência económica. Acreditando que o contributo do G20 é decisivo para lutar contra esta crise através de uma boa coordenação, relembrou que a UE apoiou o processo desde o início. Sublinhou também a importância que a Europa dá ao princípio de uma Carta para uma Actividade Económica Sustentável – “é uma forma de fornecer uma base económica e ética para a governação mundial” – e explicou por que motivo é importante tomar medidas específicas para controlar prémios exorbitantes “por princípios éticos e também para dar legitimidade aos nossos sistemas financeiros e à forma como são vistos pelos nossos cidadãos”. Contudo, o Presidente José Manuel Barroso avisou que “o G20 não é apenas um lugar de conversação. Precisamos de colocar em prática aquilo que acordámos”.

Leia o discurso English

 

A Europa tem muito para oferecer para influenciar a globalização

24/09/2009

Logo of the G20 summit in Pittsburgh @ WhiteHouse.gov “A crise que enfrentamos não é apenas uma crise económica. É também uma crise dos valores das nossas sociedades.” Esta afirmação é feita pelo Presidente José Manuel Barroso numa introdução a um artigo publicado em muitos jornais de todo o mundo antes da cimeira do G20. Considera também que o G20 permitirá influenciar a globalização ou “possibilitará desenvolver um modelo sustentável que venha substituir aquele que foi destruído pela ruptura dos mercados financeiros”. Neste contexto, acredita que a Europa tem muito para oferecer dado que estamos a desenvolver esta nova arquitectura global. “Fomos um laboratório para a cooperação supranacional transfronteiriça durante 60 anos. O modelo europeu da sociedade esforça-se por ultrapassar a dicotomia destrutiva dos mercados desregulados ou do poder excessivo dos Estados”.

Leia o artigo completo pdf - 14 KB [14 KB] English (en)

 

Medidas europeias para reforçar a supervisão financeira

23/09/2009

Bolsa de Paris – sala de supervisão dos mercados © Reporters Nas vésperas da reunião do G20 nos Estados unidos, a CE presidida por José Manuel Barroso adoptou propostas legislativas que visam aumentar a estabilidade financeira em toda a UE, garantir que as mesmas regras técnicas de base são aplicadas em todos os países, diminuir assim que possível os riscos que ameaçam o sistema, e permitir uma acção colectiva bastante mais eficaz nas situações de emergência e para a regulamentação de diferendos entre autoridades de fiscalização. "Os mercados financeiros não são somente nacionais, mas também europeus e mundiais. A sua supervisão também o deve ser. O novo sistema que propomos hoje, que merece um grande apoio político dos Estados-Membros no seguimento do relatório Larosière, pretende proteger os contribuintes europeus de uma repetição dos dias sombrios do Outono de 2008, onde os governos foram obrigados a injectar vários mil milhões de euros nos bancos” lembrou o Presidente por esta ocasião.

Ler o comunicado de imprensa

Perguntas e respostas sobre o Comité Europeu do Risco Sistémico/a parte macrosupervisão do pacote Deutsch English Français

Perguntas e respostas sobre o sistema europeu dos supervisores financeiros english

 

Novo mandato de cinco anos para o Presidente José Manuel Barroso

16/09/2009

José Manuel Barroso © European Parliament O Parlamento Europeu reelegeu com uma grande maioria José Manuel Barroso como Presidente da Comissão Europeia para um novo mandato de cinco anos. Emocionado, o Presidente José Manuel agradeceu “muito sinceramente” aos deputados pela confiança que depositaram em si. Agradeceu igualmente aos membros do Partido Popular Europeu por terem sido os primeiros a apoiar o seu programa, assim como a Portugal, o seu país de origem, que apoiou a sua candidatura para o cargo de Presidente da CE. Interpretando este voto como “uma aceitação do ambicioso programa para uma Europa da liberdade e da solidariedade” que apresentou nestes últimos dias, renovou a sua “determinação” para trabalhar de forma estreita com os deputados europeus “para construir uma democracia parlamentar ainda mais forte”.