Percurso de navegação

O Presidente Barroso homenageia Mandela na 6.ª Cimeira UE África do Sul

EC

Na quinta-feira, o Presidente Barroso participou na 6.ª Cimeira UE‑África do Sul, que teve lugar no Dia Internacional de Nelson Mandela. Juntamente com o Presidente do Conselho, Herman Van Rompuy, o Presidente Barroso homenageou o legado de Mandela ao aderir à ONG «Stop Hunger Now» no Freedom Park em Pretória, distribuindo alimentos pelos necessitados.

À margem da Cimeira, o Presidente aderiu a uma iniciativa de voluntariado, o Dia de Mandela, organizada pela ONG «Stop Hunger Now».

«Estamos extremamente gratos pelo facto de esta Cimeira com a União Europeia ter sido organizada precisamente no dia de Nelson Mandela. Consideramo-lo como um gesto de amizade perante a União Europeia. É para nós um privilégio estar hoje entre vós a partilhar este momento. Madiba é muito amado pela população sul africana, bem como por todo o mundo. Através das suas palavras, das suas ações, da sua visão e coragem, eleva-se acima da vida e da morte e conquista um lugar na galeria das grandes personalidades da humanidade. Mais do que nunca, os nossos pensamentos estão com ele, com a sua família e com todos os sul africanos», disse o Presidente na quinta-feira em Pretória.

Uma vez mais, o Presidente prestou homenagem a Mandela com um discurso na Universidade da Cidade do Cabo e uma visita a Robben Island.

A 6.ª Cimeira UE África do Sul constituiu uma oportunidade para fortalecer a relação estratégica entre a UE e a África do Sul e para debater a criação de emprego, o investimento e as competências para o crescimento económico. «Isto é exatamente o que nos trouxe aqui hoje: para assumirmos um compromisso de forma franca e de acordo com os mesmos princípios e valores; princípios de democracia, Estado de direito, desenvolvimento inclusivo, resolução pacífica de conflitos e também apoio ao sistema multilateral», afirmou o Presidente.

O crescimento e o emprego são as principais prioridades para a parceria África do Sul UE. O Presidente Barroso salientou a necessidade de trabalhar mais no sentido de combater o desemprego juvenil: «Na Europa podemos estar mais otimistas do que há um ano relativamente à recuperação económica atualmente em curso. No entanto, ainda há mais trabalho a fazer para solucionar o flagelo do desemprego juvenil. A África do Sul também está a trabalhar no sentido de promover o crescimento e o emprego, a fim de diversificar a sua economia, garantindo um desenvolvimento inclusivo e não deixando ninguém para trás. Ambos podemos beneficiar de uma maior cooperação para enfrentar estes desafios».

A UE é o principal parceiro comercial da África do Sul, bem como o seu primeiro investidor estrangeiro. A Comissão espera concluir em breve o Acordo de Parceria Económica com a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (APE-SADC). «O comércio é um motor poderoso para impulsionar as nossas economias e a expansão do comércio externo e do investimento estrangeiro, evitando o protecionismo e criando um clima empresarial favorável, é fundamental para trazer mais empregos e prosperidade», sublinhou o Presidente Barroso.

Os líderes também debateram o tema da energia como uma fonte de crescimento e assinaram o Acordo de Cooperação entre a Comunidade Europeia da Energia Atómica (EURATOM) e o Governo da África do Sul em matéria de segurança nuclear.

Foram igualmente abordadas outras questões fundamentais, particularmente a parceria estratégica África do Sul UE, tópicos importantes relacionados com a paz e segurança em África e noutros lugares, mas também questões relacionadas com governança global, alterações climáticas, comércio e desenvolvimento. Conforme estabelecido na Estratégia Conjunta África UE, foram igualmente discutidas as relações entre a África e a Europa como um todo.

Finalmente, na sexta-feira, o Presidente Barroso reuniu-se com o arcebispo Desmond Tutu na Cidade do Cabo. Discutiram a situação na Europa e na África do Sul e questões globais, particularmente a luta contra a pobreza, o desenvolvimento humano e a capacitação das mulheres. O Presidente Barroso louvou o papel do arcebispo Tutu na África do Sul como autoridade religiosa e cívica. O arcebispo Tutu agradeceu à UE pela sua ação e papel na promoção da paz e do desenvolvimento em todo o mundo.

Declaração emitida após a Cimeira

Vídeo: a Cimeira

Vídeo: celebração do Dia de Mandela

Discurso na Universidade da Cidade do Cabo